Valor do m² sobe 5% em Curitiba no ano passado

Valor do m² sobe 5% em Curitiba no ano passado

janeiro 29, 2021 Comentários desativados em Valor do m² sobe 5% em Curitiba no ano passado By admin

Curitiba fechou 2020 com o m² custando, em média, R$ 5.003, um aumento de 0,8% em relação ao mês anterior. Dessa forma, para comprar um imóvel padrão (65m², 2 dormitórios e 1 vaga de garagem),  em dezembro de 2020, era preciso aproximadamente R$ 325 mil. As informações são do relatório do Imovelweb, um dos maiores portais imobiliários do País, que mostra ainda um crescimento de 5% nos preços dos imóveis na capital paranaense, valor acima do 4,2% de inflação (IPCA-15) registrado no ano.

Em 2020, os bairros que mais se valorizaram em Curitiba foram Pilarzinho (R$ 6.267/m²), crescimento de 18,9%; Capão da Imbuia (R$ 4.797/m²), aumento de 16,8% e Butiatuvinha (R$ 4.239/m²), incremento de 14,9%. Os que mais se desvalorizaram foram São João (R$ 4.202/m²), queda de 14,9%; Bom Retiro (R$ 5.208/m²), com
-9,0%; e Santa Cândida (R$ 3.424/m²), com -7,3%.

Os valores mais altos e mais baixos do m² em Curitiba estão na tabela abaixo:

Mais baratos (m²)Variação mensalVariação anual
Cachoeira  (Boa Vista)R$ 2.8570,8%1,0%
Augusta (Cidade Industrial De Curitiba)R$ 2.8840,4%-1,5%
Campo de Santana (Pinheirinho)R$ 2.9630,5%6,5%
Mais caros (m²)Variação mensalVariação anual
Mercês (Matriz)R$ 8.4931,2%9,5%
Campina do Siqueira (Santa Felicidade)R$ 8.7582,1%11,6%
Batel (Matriz)R$ 9.6530,9%7,1%

Preço do aluguel se mantém abaixo da inflação

O Imovelweb aponta em seu relatório que o preço médio para a locação de um imóvel padrão em dezembro na capital paranaense foi R$ 1.235/mês, o que representa um aumento de 1% em relação a novembro e de 3,8% ao longo do ano passado. Dessa forma, Curitiba encerrou o ano com preço de aluguel levemente abaixo da inflação.

Ao longo do ano, os bairros onde os preços dos aluguéis mais aumentaram foram Santa Felicidade (R$ 1.292/mês, +18,8%), Vista Alegre (R$ 1.509/mês, +19,4%) e Santa Cândida (R$ 1.114/mês, +19,5%). As maiores quedas ocorreram em Alto da Rua XV (R$ 1.479/mês, -12,7%),  CIC (R$ 1.232,  -12,0%) e Jardim Botânico (R$ 1.223, -11,4%).
A tabela abaixo mostra os valores mensais mais baratos e mais caros dos alguéis em Curitiba:

Mais baratos (m²)Variação mensalVariação anual
Cachoeira (Boa Vista)R$ 8851,5%-6,3%
Tatuquara (Pinheirinho)R$ 9012,7%-3,0%
Barreirinha (Boa Vista)R$ 9301,1%1,2%
Mais caros  (m²)Variação mensalVariação anual
Mercês (Matriz)R$ 1.8862,9%14,8%
Prado Velho (Matriz)R$ 2.0423,6%7,3%
Santo Inácio (Santa Felicidade)R$ 2.3614,1%S/D

Investimento em imóveis

O índice de rentabilidade imobiliária do Imovelweb relaciona o preço do aluguel anual com o preço de venda. Em novembro, o índice foi de 4,7%, o que significa que são necessários 21,3 anos de aluguel para recuperar o investimento da compra, tempo 1,8% menor que há um ano. Confira as regiões mais e menos rentáveis em Curitiba:

Mais rentáveis Variação no mês Variação no ano 
Bairro Novo 6,3% Alta Alta 
Cajuru5,1% Queda Estabilidade 
Pinheirinho  4,9% Alta Estabilidade 
Menos rentáveis Variação no mês Variação no ano 
Fazendinha-Portão4,4% Alta Alta 
Cidade Industrial de Curitiba 4,1% Estabilidade Queda
Matriz 4,0% Estabilidade Estabilidade 

O Índice de Retorno Total Imobiliário, por sua vez, analisa que uma pessoa que comprou um apartamento em dezembro de 2019, alugou-o por 12 meses e vendeu o imóvel em dezembro de 2020, conquistou um retorno bruto de 8,5%. Dessa forma, essa operação é vantajosa, pois é maior do que a inflação e que o rendimento da poupança, que foi de 2,2% em 2020.

Comments are closed