Category Mercado Imobiliário

Com investimento de R﹩ 150 milhões, Vila 11 adquire dois novos empreendimentos multifamily em São Paulo

Com estratégia de expansão na cidade de São Paulo, a Vila 11 , empresa nacional que desenvolve, administra e opera residências para locação long-stay em São Paulo, anuncia investimento de R﹩ 150 milhões na aquisição de terrenos e construção de dois novos empreendimentos residenciais no conceito multifamily. Os futuros imóveis estarão localizados em Higienópolis, na Rua Itacolomi, e em Pinheiros, na Rua Pedroso de Morais, tendo previsão de inauguração no 2º semestre de 2024 e 2025, respectivamente.

Com o investimento, a Vila 11 soma 15 ativos em seu portfólio de terrenos nas principais localizações da cidade. “As novas aquisições são uma conquista importante para a estratégia de expansão em São Paulo, uma das principais metrópoles do mundo com maior potencial de mercado. Nosso principal objetivo é consolidar nosso posicionamento nas localizações mais desejadas oferecendo uma alternativa de moradia por aluguel moderna e descomplicada que alia flexibilidade e segurança aos moradores em seus diferentes momentos de vida”, destaca o CEO, Ricardo Laham.

Preços de imóveis residenciais têm alta de 0,43% em setembro

No mês, 43 das 50 cidades monitoradas registraram aumento de preço, dentre as quais 13 acima da inflação ao consumidor


■ Análise do último mês: o Índice FipeZap, que acompanha o comportamento do preço médio de venda de imóveis residenciais em 50 cidades brasileiras, apresentou elevação de 0,43% em setembro, após alta de 0,50% em agosto. Comparativamente, a expectativa do mercado para a variação do IPCA/IBGE de setembro de 2021 é de alta de 1,14%, segundo informação disponível na última publicação do Boletim Focus do Banco Central do Brasil* – resultado que, caso efetivado, representará uma queda real de 0,70% no Índice FipeZap. Individualmente, 45 das 50 cidades monitoradas pelo índice apresentaram aumento de preço no último mês. Entre as capitais, Salvador foi única a apresentar estabilidade, enquanto demais registraram variação positiva no preço, destacando-se: Vitória (+2,41%), Campo Grande (+1,71%), Florianópolis (+1,38%), Maceió (+1,32%) e Goiânia (+1,28%). Com relação às duas capitais com maior representatividade no cálculo do Índice FipeZap (São Paulo e Rio de Janeiro) ambas apresentaram alta mensal de 0,20% nos preços.

■ Balanço parcial de 2021: até setembro, o Índice FipeZap acumula alta nominal de 3,79%, inferior à inflação ao consumidor de 6,88% – considerando o comportamento observado e esperado do IPCA/IBGE*. Caso a expectativa de mercado se confirme, a relação entre a variação acumulada do Índice FipeZap e da inflação ao consumidor apurada pelo IBGE resultará em um recuo de 2,89% do preço médio dos imóveis, em termos reais. A alta no índice no balanço parcial de 2021 é impulsionada pelas variações de preço registradas em todas as capitais monitoradas pelo índice, com destaque para as seguintes: Vitória (+15,86%), Maceió (+12,35%), Florianópolis (+11,33%), Curitiba (+10,89%), Goiânia (+9,67%) e Manaus (+8,11%). As menores variações entre as capitais, por sua vez, foram observadas em: Salvador (+1,46%), Belo Horizonte (+1,54%), Rio de Janeiro (+1,67%), Recife (+2,75%) e Campo Grande (+2,90%).

■ Análise dos últimos 12 meses: nesse horizonte mais amplo, o Índice FipeZap apresenta um avanço nominal de 5,17%. Na comparação com a inflação acumulada pelo IPCA/IBGE (+10,22%)*, o Índice FipeZap apresenta queda de 4,59%, em termos reais. Vale notar que, assim como no balanço parcial de 2021, todas as capitais monitoradas pelo índice registraram elevação nominal no preço médio de venda nos últimos 12 meses, com destaque para as variações observadas em: Vitória (+20,39%), Maceió (+16,30%), Curitiba (+13,95%), Manaus (+13,71%), Florianópolis (+13,37%) e Goiânia (+12,55%). Em São Paulo e no Rio de Janeiro, por sua vez, as altas acumuladas nos últimos 12 meses encerrados em setembro foram de 4,17% e 2,66%, respectivamente.

■ Preço médio de venda residencial: com base na amostra de anúncios de imóveis residenciais para venda em setembro de 2021, o preço médio calculado entre as 50 cidades monitoradas pelo Índice FipeZap foi de R$ 7.768/m². Dentre as 16 capitais acompanhadas pelo índice, São Paulo apresentou o preço médio mais elevado no último mês (R$ 9.622 /m²), seguida por Rio de Janeiro (R$ 9.604/m²) e Brasília (R$ 8.544/m²). Já entre as capitais monitoradas com menor valor médio, vale mencionar: Campo Grande (R$ 4.436/m²), João Pessoa (R$ 4.766/m²) e Goiânia (R$ 4.933/m²).

Nota: (*) informação publicada no Boletim Focus do Banco Central do Brasil em 04/10/21. A variação real do Índice FipeZap será efetivamente conhecida apenas após a divulgação do IPCA efetivo de setembro/2021 pelo IBGE.

CASACOR São Paulo lidera setor de eventos na cidade e tem estreia com bilheteria esgotada

Entrada da CASACOR São Paulo – Foto: Rafael Renzo

Há 35 anos, a CASACOR São Paulo é um dos maiores eventos do calendário da cidade e referência em todo o Brasil. Após um ano sem seu formato tradicional, a marca, que proporciona a maior experiência do viver das Américas está de volta com sua edição paulistana e diversas outras, espalhadas pelo Brasil.

Essa nova fase de retomada, planejada nos mínimos detalhes para atender a esse momento em que ainda enfrentamos a pandemia de Covid-19, é norteada pelos cuidados sanitários e pela atenção à segurança não apenas do visitante, mas de todos os envolvidos na cadeia de trabalho gerada pela marca. Houve ajustes nos eventos para que sejam mais enxuto e proporcionem melhores experiencias, com ênfase em sustentabilidade, responsabilidade social, arte e foco no digital.

A nova estratégia, liderada pelo Diretor Geral da CASACOR, André Secchin, inclui ainda forte presença de marcas complementares ao setor de construção, arquitetura e decoração, a promoção de formatos alternativos para a mostra e a produção de conteúdos cada vez mais customizados para atender marcas e público. O plano, que inclui ainda expansão em território nacional e internacional.

O atual momento exige muito cuidados e planejamento estratégico para que o segmento de eventos faça sua retomada de maneira bem-sucedida e responsável. É o que estamos adotando na CASACOR, depois de um ano em que ficamos sem nosso formato de mostra tradicional“, afirma André Secchin, Diretor Geral de CASACOR.

Sucesso de bilheteria

Liderando o setor de eventos que acontecem na cidade de São Paulo neste segundo semestre, com 9 semanas de exibição, a mostra teve sua semana de estreia com bilheteria esgotada e previsão de atingir 75 mil pessoas até 15 de novembro. Em seus primeiros sete dias, recebeu 9 mil visitantes .

A realização do evento é reflexo direto da alta no segmento de construção, arquitetura e decoração, principalmente. Todos esses, setores em franco crescimento mesmo durante a pandemia, período no qual as indústrias de material de construção experimentaram aumento de demanda, assim como o mercado de arquitetura e decoração, com os escritórios atendendo a aumentos significativos na demanda de reformas.

“A força com a qual a CASACOR retorna ao calendário de eventos tem muito a ver com a evolução do mercado de arquitetura e construção. Nosso negócio está intrinsicamente ligado aos resultados da indústria de materiais de construção e do segmento de arquitetura e decoração. Para se ter ideia, da dimensão desse momento de retomada, temos os números da ABRAMAT (Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção), que apontam para oitavo mês do ano com alta de 18,8%, no crescimento acumulado da indústria de materiais, em comparação com o mesmo período de 2020. Tudo isso é consequência direta de uma tendencia, surgida a partir de uma necessidade. Com a grande maioria das pessoas em teletrabalho, adaptar a casa, reformar e criar espaços mais práticos e confortáveis para a família se tornaram necessidades urgentes”, explica.

Com o cenário favorável, a CASACOR planeja manter sua relevância e influência no segmento ao proporcionar experiências ligadas não apenas ao universo de arquitetura e decoração, mas no viver. A marca sempre evoluiu em forma e conteúdo, mantendo vivo em seu DNA o desafio de apresentar propostas criativas, versáteis e adequadas ao momento.

“Estamos trilhando um caminho muito sólido com a CASACOR e recebemos em troca essa confiança do mercado no investimento direto de grandes players da indústria, já que nossos maiores patrocinadores são marcas do Grupo Dexco, como Deca, Duratex, Portinari e Ceusa; Coral da Akzo Nobel no setor de construção, e LG, em tecnologia. Como oferecemos experiências com público segmentado de alto poder aquisitivo, também recebemos o apoio da Chevrolet no segmento automotivo e da Diageo, do mercado de bebidas destiladas”, completa Secchin.

Para receber seu público cativo, a CASACOR investe no formato de fluxo de visitação programada, por meio do qual o público escolhe o horário da visitação e sua entrada na mostra ficará garantida e agendada para um grupo com número limitado de pessoas, com número de circulação controlado.

O circuito de 9mil m² e 56 ambientes recebe, diariamente, equipe especializada em limpeza e desinfecção e, seguindo os protocolos da Prefeitura Municipal de São Paulo, é obrigatória a apresentação da comprovação de vacinação com pelo menos 1 dose, inclusive para visitantes de outras cidades e estados. Também é obrigatório o uso de máscara durante todo o percurso, exceto em operações de bares e restaurantes, seguindo as regras sanitárias válidas na cidade de São Paulo e é realizada a medição de temperatura na entrada do evento. Além disso, o circuito de visitação oferece diversos pontos de higienização, seja com álcool em gel, seja com pias montadas especialmente para lavagem das mãos, além de 4 banheiros funcionais, totalmente equipados.

Desenrola e Credimorar se unem para lançar Home Equity

Empresas do Grupo Brasil Brokers realizam cobrand para desenvolver o produto e Keycash será a parceira prioritária para a liberação de crédito.

A Desenrola e a Credimorar acabam de realizar o primeiro projeto em sinergia para lançar um novo produto financeiro no mercado, em parceria com a fintech Keycash. O Desenrola Home Equity, um empréstimo com garantia de imóvel, será trabalhado inicialmente em cima de uma base de mais de 25 mil imóveis cadastrados no banco de dados da proptech da Brasil Brokers. Este é mais um passo que a Brasil Brokers dá no sentido de se consolidar como uma Home Service Plataform, um holding de negócios imobiliários em que o cliente encontra todas as soluções que precisar.

O Crédito com Garantia Imobiliária (CGI) é a modalidade de crédito que possui a menor taxa de juros do mercado e os prazos mais flexíveis. De acordo com dados do Banco Central de 2020, o CGI é 31% mais barato que o consignado e 15 vezes mais em conta do que o cheque especial. E é neste filão de mercado que a Credimorar e a Keycash estão de olho. Dados da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip) apontam que o volume de concessões cresceu 50,3% de janeiro a junho de 2021 quando comparado ao mesmo período do ano passado. Com isso, o estoque da modalidade de crédito está em R﹩ 12,3 bilhões, distribuídos entre cerca de 95 mil contratos.

A parceria funcionará com a Desenrola disponibilizando seu cadastro de clientes ativos e inativos, seja de compra e venda ou locação. Os corretores farão o primeiro atendimento de venda do produto que, depois de firmado, passa a ser gerido pela Credimorar. A Keycash entra como a instituição financeira que terá prioridade para a liberação do crédito. O processo será 100% online, com aprovação do crédito em pouco dias e com tudo podendo ser feito pelo computador e celular.

O valor mínimo para o empréstimo imóvel será de R﹩ 30 mil e o máximo de até 60% do valor do imóvel, com prazo para quitação em até 20 anos. A taxa de juros será a partir de 0,82% ao mês, mais IPCA. A expectativa das empresas é que se atinja algo em torno de R﹩ 150 milhões em empréstimos concedidos até agosto de 2022.

“O cobrand com a Credimorar e com a Keycash nos permitirá trabalhar com gama enorme clientes que não estamos nos relacionando ativamente neste momento. O Desenrola Home Equity é a oportunidade de gerar nova e promissora uma receita”, explica Guilherme Ribeiro, Head da Desenrola, startup que iniciou sua estratégia de expansão para além das praças de São Paulo, Goiânia e Cuiabá, chegando também a Niterói, no Estado do Rio de Janeiro.

Para a Thiago Teixeira, Head da Credimorar, as vantagens de uma pessoa tomar essa modalidade de empréstimo são grandes. Ao contrário do financiamento imobiliário tradicional, o home equity não condiciona a sua liberação ao uso único e exclusivo de quitação do imóvel. Ele tem a liberdade de fazer o que quiser com o dinheiro. “O tomador pode utilizá-lo para fazer a troca de uma dívida imobiliária cara para uma mais barata, por exemplo. Mas também lhe permite usá-lo para reformar o imóvel ou realizar projetos pessoais como abrir um negócio, viajar, estudar fora, entre outros. É a possibilidade de ter em mãos um dinheiro muito barato de forma simples e rápida”, conta Teixeira. A fintech do Grupo Brasil Brokers é líder nacional em créditos imobiliários. Somente no primeiro semestre deste ano a empresa originou R﹩ 2,1 bilhões e ao longo dos últimos quatro anos superou a barreira de R﹩ 7 bilhões de VGC Faturado (Valor Geral de Crédito).

“A base de clientes altamente qualificados da Desenrola, e a rede distribuição da Credimorar são estratégicos para popularizarmos o Crédito com Garantia Imobiliária, no Brasil. Além de complementar a prateleira dos produtos de crédito da Credimorar, acreditamos que temos uma aderência enorme entre o CGI da Keycash e os clientes de ambas as empresas”, diz Eduardo Tinari, Diretor Comercial da Keycash. “Nossa expectativa é que o CGI seja maior que o crédito consignado, nos próximos anos”, finaliza, Tinari.

Fortes Guimarães anuncia Kzas Krédito como plataforma de crédito imobiliário

Uma das principais imobiliárias de Ribeirão Preto e região, a empresa pretende aumentar as vendas até o fim do ano com a ajuda da fintech

A obtenção de crédito de forma rápida e fácil sempre foi um desafio no setor de imóveis. Soluções que otimizem esse processo têm sido cada vez mais pesquisadas por quem pretende conseguir financiamento. Pensando nisso, a Fortes Guimarães , uma das mais tradicionais imobiliárias de Ribeirão Preto e região, anuncia a Kzas Krédito como sua nova plataforma de crédito imobiliário. Em 2021, a imobiliária paulista pretende aumentar as vendas realizadas em todo o ano passado e vê a parceria com a fintech como peça chave para bater as metas e ampliar o percentual de negócios em que se tem financiamento imobiliário.

Por meio de uma robusta tecnologia, a Kzas Krédito garante a simulação do crédito em todos os principais bancos com agilidade e segurança de dados. A plataforma reduz o tempo consumido atualmente com a parte burocrática desse processo em até 23 dias e entrega rapidamente a melhor taxa de financiamento para o cliente final.

“A parceria com a Kzaz Krédito veio para somar nosso time de vendas, trazendo mais agilidade e precisão ao processo de financiamento. Precisamos evoluir junto com nossos clientes e a fintech nos ajuda a oferecer cada vez mais excelência em nosso atendimento.”, afirma Carlos Henrique Rossi Fortes Guimarães, sócio-fundador da imobiliária.

A Kzas Krédito foi fundada por Roberto Nascimento, Eduardo Muszkat e Rodrigo Costa, que acumulam mais de 21 anos de experiência no mercado imobiliário. Com a soma de toda essa expertise e um conhecimento profundo dos principais desafios desse ecossistema, o trio criou uma solução de financiamento pioneira e única no setor.

“A solução da Kzas Krédito chega para empoderar a imobiliária e seus clientes. Nossa plataforma dá ao corretor o conforto de fazer simulações e ter os resultados na palma da sua mão usando o Whatsapp ou Telegram. A comparação de todas as opções disponíveis é enviada para os compradores em questão de segundos, e não mais dias, permitindo que tomem uma decisão bem informada e com agilidade. Além disso, eles podem obter a carta de crédito que melhor o sirva diretamente na plataforma”, explica Roberto Nascimento, co-fundador e head de crédito para imobiliárias da Kzas Krédito.

Além disso, com a parceria, a Fortes Guimarães conseguirá dar mais transparência à obtenção de crédito imobiliário, pois a startup cuida de todo o processo de aprovação do financiamento. Assim, seus clientes podem acompanhar cada passo da operação, desde a simulação até o registro no cartório.

“Agora ficou muito fácil, tornamos simples um processo altamente burocrático, sem transparência e que exigia muita energia e horas de dedicação dos corretores. E a solução ainda gera valor ao serviço de corretagem prestado para o comprador e vendedor, já que sem o financiamento a transação não aconteceria’’, finaliza Roberto.

CMI/Secovi-MG abre inscrições para capacitações on-line

A Universidade Corporativa Secovi (UniSecovi-MG) da CMI/Secovi-MG (Câmara do Mercado Imobiliário e Sindicato das Empresas do Mercado Imobiliário de Minas Gerais) vai promover diversos cursos em outubro direcionados aos profissionais do setor que desejam aprimorar os conhecimentos. Os treinamentos serão realizados ao vivo por meio de plataforma digital e as inscrições podem ser feitas pelo site www.secovimg.com.br/unisecovi-inscricoes.php. Outras informações pelo número (31) 98867-3914 (WhatsApp).

Entre os dias 5 e 7 de outubro, das 19h às 21h, o advogado Alexandre Fadel vai ministrar o curso “Análise de fichas cadastrais para locação de imóveis”. O treinamento vai apresentar as principais estratégias para a análise e aprovação de cadastros de locatários e fiadores envolvidos no processo de locação de imóveis. No dia 14, das 8h30 às 12h45, ocorre mais uma edição do curso “Novo Plano Diretor: o básico para a viabilidade numérica”. O treinamento, ministrado pela arquiteta urbanista, especialista em gestão de licenciamento urbanístico e ambiental, Branca Macahubasvai apresentar conceitos básicos do novo Plano Diretor para permitir aos participantes a análise simplificada da capacidade produtiva de um terreno. 

Para qualificar os corretores de imóveis, a UniSecovi-MG promove o curso inédito “Financiamento imobiliário”, de 19 a 20 de outubro, das 19h às 22h. No treinamento, o corretor, avaliador e perito forense imobiliário Gilberto Britto vai debater as parcelas mensais, condições financeiras e opções que possibilitem aos corretores orientarem seus clientes na hora de contratar um financiamento. Fechando a programação do mês, será ministrado o curso “Captação de imóveis”, pelo instrutor Jamerson Leal, de 26 a 28 de outubro, das 19h às 22h. As aulas vão apresentar os principais objetivos e conceitos envolvidos na captação de imóveis, além de capacitar os profissionais para vistoriar, avaliar e focar na exclusividade. 

Com mais de R$ 85 mil reais em prêmios, CredPago encerra Mês do Corretor de Imóvel reconhecendo profissionais do ramo

Em 27 de agosto de 1962, foi promulgada a Lei n° 4.116/62, que regulamentava a profissão de corretor de imóvel no Brasil. Entretanto, a lei foi revogada no mesmo ano por ser atestada como inconstitucional e só foi sancionada novamente em maio de 1978. Mas, em memória a este grande marco, criou-se o Dia Nacional do Corretor de Imóveis. A data, que homenageia os profissionais do ramo, possui toda uma simbologia especial. Desta forma, além de apoiar, reconhecer e incentiva-los em seu ecossistema, a CredPago, fintech nº1 em emissão de garantia de aluguel no Brasil e com mais de 1 milhão de pessoas beneficiadas por seus serviços, elaborou uma promoção exclusiva para as pessoas que operam com a garantia de locação da startup.

Com mais de R$ 85 mil reais em prêmios, o Mês do Corretor CredPago foi um projeto histórico para a fintech. A campanha, que estreou em julho, teve mais de um mês de duração, e foi finalizada no fim de agosto, com mais de seis sorteios realizados e diversos ganhadores.

A campanha foi pensada em valorizar uma data que nem sempre é lembrada e, para participar dela, bastava o corretor de imóveis ser parceiro da CredPago. Ao todo, foram sorteados 38 itens, sendo 21 Smartphones Samsung Galaxy A32, 14 Smart TV LED 50”, um mini IPhone 12, uma TV LG UHD 70” 4k e uma moto Titan CG 160.

De acordo com Jardel Cardoso, CEO da CredPago, a promoção foi bem elaborada e pensada em todos os parceiros comerciais da startup. “A CredPago possui mais de 16 mil imobiliárias parceiras com cerca de 80 mil profissionais excelentes e muito competentes. Dessa maneira, e como uma forma de reconhecer toda a dedicação e empenho diário deles, tivemos a ideia de criar uma campanha baseada no DNA inovador da fintech”, comenta Jardel Cardoso.

Para concorrer aos prêmios, o corretor de imóveis registrado na plataforma da CredPago recebia em seu e-mail de cadastro um número da sorte com 5 (cinco) dígitos. “Graças às tecnologias e serviços disruptivos da CredPago, conseguimos agregar em toda a jornada de trabalho dos corretores parceiros. Desta forma, nada mais justo que reconhecer o trabalho impecável deles, com diversos prêmios incríveis e únicos”, finaliza o CEO.

Entre os ganhadores, a corretora Leide dos Santos, parceria CredPago da imobiliária LT Imóveis de Jacareí-SP, foi a grande destaque da campanha. A profissional foi contemplada em dois sorteios, sendo um deles, o master do Mês do Corretor CredPago. “Ganhar a moto Titan e a TV Samsung foram muito compensadores para mim, devido ao empenho e trabalho que eu tive na imobiliária. Sempre recomendo os serviços da CredPago para nossos clientes, pois são muito rápidos, práticos e simples. Sempre tivermos elogios dos inquilinos e proprietários pela agilizada e facilidade nos processos, sendo essas vantagens que a CredPago nos proporciona”, comenta Leide dos Santos.

CASACOR Minas Gerais será prorrogada até 31 de outubro

Considerado o maior evento do setor no estado, a CASACOR Minas aberta ao público no último dia 14 setembro vem registrando grande adesão por parte dos visitantes. A seleção de profissionais deste ano inclui um vasto time formado por veteranos, além de jovens talentos da arquitetura, do design e também do paisagismo. São ao todo 71 profissionais, que assinam a produção de 47 ambientes. Com o tema “A Casa Original”, o principal objetivo desta edição é retratar nos projetos os impactos da pandemia no nosso estilo de morar, refletindo também na nossa interação com a casa. Esta edição demonstra inclusive é o crescimento da participação de profissionais do interior do estado. Nesta edição, além dos profissionais de Belo Horizonte ou radicados na capital, a CASACOR Minas conta com representantes de cidades como Bom Despacho, Carangola, Divinópolis, Itaúna, Governador Valadares, Mariana, Morada Nova, Muriaé e Pará de Minas contribuindo para projetar diversos profissionais do estado.

“Estamos muito felizes com o retorno do público. Os ingressos para os finais de semana já estavam todos esgotados e decidimos ampliar o prazo de visitação até 31 de outubro para que mais pessoas possam ter a oportunidade de visitar a mostra e usufruir dos projetos apresentados nesta edição, tão aguardada”, destaca Eduardo Faleiro, diretor de conteúdo e relacionamento da CASACOR Minas.

Como a maior parte dos ambientes está localizado nas áreas externas do palácio, houve um investimento significativo no paisagismo e também em técnicas construtivas inovadoras, capazes de otimizar o tempo e oferecer significativa redução nos impactos ambientais. Nesse sentido, a CASACOR Minas conta com diversos exemplos como as construções modulares fornecidas pela CMC, empresa do grupo Lafaete, os contêineres e o lançamento de uma casa que leva apenas 20 dias para ser construída, um projeto da Usiminas, que chegará ao mercado em breve.

Além de sintonizados com a sustentabilidade, os ambientes permitem mais segurança aos visitantes, por serem edificações ao ar livre. A tudo isso, soma-se o novo formato: quem visitou a edição de 2019, também no Palácio das Mangabeiras irá se surpreender. O lugar é o mesmo, mas tudo está diferente. Inclusive o circuito de visitação.

“A CASACOR Minas é uma oportunidade não apenas de conteúdo e entretenimento, mas também de geração de emprego e renda, negócios e oportunidades para várias empresas e profissionais da área. Estamos muito felizes em poder contribuir para este processo de retomada da economia, além de oferecer um evento seguro para o público”, destaca Juliana Grillo, diretora comercial da CASACOR Minas.

Sobre os projetos

A partir da entrada, que tem Pavilhão e loja Mel Brushes assinados por Andrea Pinto Coelho, a sensação é de estar em um outro endereço. Leveza, alto astral, paisagismo exuberante criando cenários bucólicos como o espaço Horto Laguna, assinado por Rafael Mineiro e Natália Azevedo, um pequeno oásis que inclui um lago, que na verdade é uma piscina natural, cercada de plantas. Outro destaque é a intervenção Siré (Xirê) assinada pelo designer Gustavo Greco reunindo diversos cobogós em mogno africano, exibindo dentro de um pequeno labirinto, símbolos que representam os orixás. A partir daí o público poderá encontrar uma série de ambientes, projetados para serem vivenciados do lado de fora e deliciados também do lado de dentro. O primeiro deles é a Suite Lite, projeto do jovem Igor Zanon. Também é o caso do espaço projetado por Júnior Piacesi, que se chama Casa da Serra, todo em estrutura metálica encapada por breezes, com rasgos de luz no teto, revestido em madeira, da Duratex. Nele, a proporção interna se equivale à do deck externo, ambos com 150m2 cada. No ambiente projetado por Sérgio Vianna, batizado de Gourmet dos Sentidos Deca, recursos tecnológicos e integração com a natureza funcionam em total sintonia. Na parte interna, a ilha é o ponto central, para preparo de receitas culinárias e, do lado de fora, um deck suspenso propõe uma cena mais rústica integrada à natureza, além de total integração com a natureza surpresas para encantar o visitante. A dupla Evandro Melato e Pabrício Amaral(Muriaé) prestam uma homenagem ao minerador, geólogo, empresário e grande incentivador da cultura e da arte, Osmar Puperi, fundador da Quartzito do Brasil. Assis Humberto e Marcus Vinicius, do Studio Arquitetônico(Morada Nova de Minas), inovaram ao criar uma construção que explora conceitos como ancestralidade e sustentabilidade. O destaque fica por conta das paredes, que foram pintadas com pigmentos naturais da terra. A equipe da Plano Livre tem surpreendido o público com o Estúdio Lapinha, uma casa construída em 2 containers, que será transportada posteriormente para um terreno, onde será transformada em local uma hospedagem. Barbara Barbi, investiu num estilo leve e contemporâneo com seu Living Oásis, com presença maciça da arte.

É no Armazém Origem Minas, projeto de Cynthia Silva e Ibiá Design, que o público encontra uma série de produtos gastronômicos como queijos, geleias, doces e peças de artesanato. Tudo produzido em Minas Gerais e escolhido a partir de uma curadoria do Sebrae com produtores credenciados. O Escritório da Diretora Criativa, projeto da Luoda Arquitetura foi pensado como um espaço de trabalho moderno e inovador.  

No Módulo 37, de Francisco Morais(Itaúna), a proposta foi apresentar uma solução compacta e muito bem resolvida. Cristina Menezes materializa de forma surpreendente a casa pós-pandemia com o projeto Espelho D’Agua e Mini Pavilhão, inspirado nas casas romanas da antiguidade. O Loft Sense, de Andrea Medeiros e Cristina Capanema, convida o visitante a desacelerar e se reconectar com o essencial. A Suíte Líder, de João Daniel é daqueles ambientes onde o luxo e a tecnologia predominam.

Na Casa Voktum, a arquiteta Barbara Nobre utiliza a transparência do vidro, tanto no teto como nas paredes externas, fazendo com que o morador possa ver o céu e contemplar os jardins sem ter que sair do conforto dos ambientes integrados e fluidos. Bárbara Fonseca e Lucas Belisário, da Liga Arquitetura apresentam o que há de mais moderno para uma casa de montagem rápida, com a Cabana Soluções Usiminas, inspirada no design escandinavo, que pode ser implantada em qualquer tipo de terreno. No quesito arte, os visitantes irão se surpreender com o ambiente Bel Lar Casa com Arte, projeto de Patricia Hermanny desenvolvido em parceria com a Bel Lar Casa Contemporânea.  O espaço conta com uma brilhante curadoria de trabalhos do artista homenageado, Israel Kislansky, considerado um dos maiores escultores brasileiros em atividade. Ainda na parte externa, a instalação

Design para os sentidos  Templuz, do português José Lourenço é um convite a experenciar a arquitetura de uma outra forma.  A Pop-up store “A Casa Original”, de Roger Lages,  tem a madeira como protagonista, presente em  painéis com padronagens recortadas, que fazem uma referência à técnica artesanal japonesa Kumiko.

Antes de subir para o Palácio, o visitante se sentirá atraído a fazer um pitstop no Office Lafaete, da Ø Arquitetos. A Varanda do Bar, de Francisco Oliveira(Divinópolis) abusa dos tons terrosos e teve os sertões como inspiração. Outra parada obrigatória certamente será no Espaço Elisa Atheniense, assinado por Alexandre Rousset. No Living Prima Linea, o foco é design e a proposta de Ângelo Coelho, Ângelo Coelho Filho e Cristina Morethson foi criar um espaço híbrido, que funciona tanto como estar como também para receber pessoas.

Dentro do Palácio das Mangabeiras, novos impactos esperam o visitante. Destaque para o Gabinete, que ganhou ares bem contemporâneos com o projeto de Lena Pinheiro, para a Sala de Estar JK, assinada por Juliana Vasconcellos em parceria com a Studio 31, que foi idealizada como uma sala para o ex-presidente Juscelino Kubistchek. Na Sala de Jantar, de Flávio Bahia e Letícia Rennó, a arte domina a cena. Norah Fernandes e João Uchoa, rechearam a Sala de Estar de peças modernistas garimpadas em antiquário. Completando a cena no interior do Palácio, os quartos chamam bastante atenção como a Suíte Master “Os Brutos também amam”, da Maraú Design, o Quarto da Jovem Empreendedora, de Aline Castro e Natália Leite e o Quarto dos Filhos, da Situar Arquitetura. E a Galeria Abreu, de Patrícia Abreu, que também assina a Sala de Imprensa, é um espaço de apreciação artística, com destaque para os trabalhos de Christus Nóbrega.

Acessibilidade

A CASACOR Minas investiu em uma série de recursos para deixar a mostra mais acessível ao público em 2021. Por conta disso, além da instalação de um elevador no Palácio das Mangabeiras em 2019, esta edição conta com rampas de acesso em todos os ambientes localizados na área externa, permitindo a circulação de cadeirantes ou pessoas com dificuldade de locomoção. Outro destaque é que a mostra oferece carros elétricos para o transporte do público entre o percurso que vai da portaria principal do palácio até a bilheteria e vice-versa.

Segurança

Buscando oferecer um ambiente seguro para a visitação, a CASACOR Minas investiu em uma série de ações e de aparatos tecnológicos voltados para garantir a segurança de todos os presentes. A primeira delas será que as visitas ocorrem com hora marcada. O visitante escolhe a faixa de horário durante a compra do ingresso. Além do controle preciso de visitantes dentro da mostra, há ainda a higienização frequente de todos os espaços de circulação, dispensers de álcool gel em todos os ambientes e o uso de catracas inteligentes, onde a pessoa pode ter acesso ao evento via reconhecimento facial ou apresentação de um QR Code gerado durante a compra.  

A 26ª CASACOR Minas segue até 31 de outubro, no Palácio das Mangabeiras, em Belo Horizonte. As visitas deverão ser agendadas em horário fixo, visando controle de acesso do público. A maior parte dos ambientes estará concentrada nas áreas externas, uma área ao ar livre com mais de 12 mil metros quadrados, possibilitando a visitação de forma segura, além de garantir a realização de um rigoroso protocolo. Uma nova tecnologia permitira que visitantes tenham acesso à mostra sem nenhum tipo de contato com outra pessoa, acessando o evento através de uma catraca eletrônica que capaz de fazer o reconhecimento facial cadastrado na internet no ato da compra do ingresso.

RNI segue com expansão no interior de São Paulo e lança novo empreendimento em Ribeirão Preto

A construtora e incorporadora RNI, do grupo Empresas Rodobens, em parceria com a Stéfani Nogueira Urbanização, Incorporação e Construção, lança o seu sexto empreendimento em 2021. O Magnólia Jardim Botânico, a ser implantado em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, é o mais novo empreendimento da RNI na cidade. Com um Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 79 milhões, o residencial é o 15º da construtora na cidade, com o total de mais de 1.800 unidades lançadas. O empreendimento sinaliza o avanço de sua estratégia de expansão, que dá continuidade às celebrações dos 30 anos de atuação no mercado brasileiro.

O Magnólia Jardim Botânico, residencial de médio padrão, é o 194º empreendimento da incorporadora em território nacional. O condomínio residencial vertical será construído em localização estratégica, próximo ao Shopping Iguatemi e Ribeirão Shopping, e conta com o conceito de segurança, com as portarias automáticas e sistema de monitoramento com câmeras em pontos estratégicos.

“A RNI tem uma história de carinho e sucesso, com os 14 empreendimentos já lançados na cidade. Ribeirão Preto é um município estratégico para a companhia, pela sua importância no agronegócio, foco do plano de expansão e crescimento da incorporadora”, explica Gustavo Félix, Diretor de Vendas e Marketing da RNI.

O Magnólia Jardim Botânico é resultado da parceria com a Stéfani Nogueira, que desde 1991, já lançaram juntas mais de 21 empreendimentos em diversas cidades do estado de São Paulo. “Será uma grande oportunidade de investimento tanto para quem busca um apartamento para viver, quanto para quem busca investir em imóveis, um dos mais seguros investimentos do mercado”, finaliza Luciano Marco, Diretor Comercial e Marketing da Stéfani Nogueira.

Magnólia Jardim Botânico – benefícios e facilidades

O novo empreendimento Magnólia Jardim Botânico segue a tendência de moradias contemporâneas, com ampla área de lazer e convívio. Em uma área total de mais de 3.8 mil m2, a única torre do residencial trará 144 unidades – sendo 96 imóveis de 82,55m2 e 48 unidades de 83,77m2 – com dois dormitórios, uma suíte e vaga de garagem. Também contarão com estrutura para medição individualizada de água e gás, além de churrasqueira à carvão e depósito privativo para todas as unidades.

Magnólia oferecerá aos moradores 26 itens, que proporcionam comodidade para pais, filhos e pets. As áreas comuns contarão com salão de festas, piscinas adulto e infantil, pet place, espaço fitness, espaço coworking, bicicletário, playground, churrasqueira, solário e salão de jogos. Além disso, também contará com portaria, que visa a segurança dos moradores.

Resultados e expansão

Com a ampliação da sua estratégia de expansão nacional, a RNI já lançou em 2021, além do Magnólia em Ribeirão Preto (SP), outros seis empreendimentos: Garden RNI, em Bady Bassit (SP); Smart Haus, em Blumenau (SC); Moradas Parque, em Pacatuba (CE); Bosque dos Ipês (Campo Grande/MS) e RNI Reserva Igara (Canoas/RS).

Com lucro líquido de R﹩ 8.4 milhões no primeiro semestre desse ano, desempenho 164% superior em relação ao mesmo período do ano passado, a companhia segue em crescimento. De acordo com o relatório consolidado do 1S21, a empresa alcançou lucro bruto ajustado de R﹩ 56 milhões, número 25% superior ao 1S20. A incorporadora segue com sua estratégia de expansão fora dos grandes centros, com foco nas regiões do agronegócio onde o grupo Empresas Rodobens possui marca forte e consolidada a mais de 70 anos.

Tigre abre vagas de estágio

O Grupo Tigre, multinacional brasileira líder em soluções para construção civil e cuidado com a água, acaba de lançar o programa de estágio Jovens Feras Tigre. As inscrições estão abertas até 15/10 e são pelo site: https://www.tigre.com.br/programajovensferas

“Buscamos jovens que tenham uma postura transformadora. É fundamental ter comportamento resiliente, curiosidade, análise crítica, criatividade, interdependência e responsabilidade para encarar diferentes desafios”, afirma Patricia Bobbato, diretora de pessoas, comunicação interna e sustentabilidade da Tigre.

O objetivo é prepará-los para os desafios e necessidades do mercado por meio de aprendizado e aprimoramento de habilidades técnicas e comportamentais. O programa oferece interface com diferentes áreas de negócios, mentores para auxiliar nos desafios, contato com a liderança, ambiente acolhedor que promove as relações interpessoais e desenvolvimento pessoal e profissional.

A Tigre é certificada pelo Great Place to Work (consultoria global que elege as melhores empresas para se trabalhar) por sua atuação no Brasil, na Colômbia e no Paraguai.