Category Mercado Imobiliário

Programa de inovação aberta e intraempreendedorismo busca tecnologias de operação e inovação na construção civil

Em parceria com Innovation Latam, INOVA.YOSHII vai atrair startups e fornecedores do mercado em busca de soluções inovadoras e aceleração digital para os desafios do segmento

O Grupo A.Yoshii acaba de lançar o programa de inovação aberta e interna com foco no quadro de colaboradores, fornecedores do mercado e startups para atrair, por meio de soluções disruptivas, criativas e inovadoras, diferenciais competitivos para as áreas operacionais e de estratégia do setor da construção civil. O programa INOVA.YOSHII propõe reunir o ecossistema de inovação para disseminar o uso de tecnologias emergentes e de ponta, com foco em melhorias de processos e, consequentemente, do mercado como um todo. Com o mote “conquistas incríveis acontecem quando se constrói em conjunto”, o promissor programa de inovação da construtora paranaense quer impulsionar o DNA criativo e inovador em todos os setores da empresa: operacional, digital, administrativo e demais. 

O Inova.Yoshii está pautado sob duas óticas: o intraempreendedorismo, fomentando a inovação interna, por meio dos inputs de ideias e sugestões de melhorias pelo quadro de colaboradores, e a inovação aberta, conectando a A.Yoshii com  startups e fornecedores externos, com soluções já em estágio avançado de desenvolvimento e pronta aplicação para as necessidades do setor. Para isso, a construtora firmou parceria com a Innovation Latam, a primeira plataforma de hubs de inovação que conecta empresas com startups de todo o mundo, auxiliando a executar programas de inovação aberta e interna. “Estamos muito felizes com a parceria. Ficamos impressionados com a rapidez com que criamos a plataforma INOVA.YOSHII, o que confirma a dedicação dos envolvidos em desenvolver a plataforma e extrair o máximo do ecossistema empreendedor e dos processos de intraempreendedorismo e inovação aberta”, conta o CEO da Innovation Latam, João Pedro Brasileiro. 

A plataforma de inovação da A.Yoshii visa transformar ideias em soluções de impacto. “Acredito que a tecnologia une a necessidade do cliente à solução. Criamos o INOVA.YOSHII para atender não apenas ao cliente, mas para encontrar novos modelos de negócios e aprimorar os processos existentes, aumentar a produtividade, gerir dados de forma mais confiável e, por fim, transformar ideias em soluções de impacto que agregam valor percebido ao negócio”, explica o CEO, Leonardo Yoshii. 

“Qualquer colaborador poderá apresentar uma ideia por meio da plataforma, pois um dos nossos principais objetivos é promover a cultura de inovação e mudança de mindset voltado para a inovação em nossos colaboradores”, explica o superintendente de Inovação e T.I da A.Yoshii, Michael Vicentim. A empresa oferece a oportunidade de parcerias estratégicas com startups, fornecedores atuantes no mercado e  colaboradores que tenham projetos e soluções alinhados ao portfólio de tecnologias em construção civil e que ofereçam novas oportunidades de negócios. 

“Atualmente, as principais soluções de inovação aplicadas na A.Yoshii são compatibilização de projetos e controle com a tecnologia BIM, e assinatura de contratos em plataforma digital. Criamos um comitê específico para avaliar novas ideias e soluções propostas em variados segmentos de atuação, desde o operacional em canteiros de obras até as inovações tecnológicas e a experiência com o cliente”, complementa Michael. O INOVA.YOSHII terá cinco focos de atuação específicos: eficiência de processos e rotinas; experiência do cliente; métodos construtivos; produtos nos setores de engenharia e arquitetura; e ESG na construção civil. 

A A.Yoshii visa apoiar startups em processo de crescimento e escala, bem como fornecedores já consolidados no mercado. “Nosso intuito é captar oportunidades e, por meio de parcerias, criar, implantar ou aprimorar soluções que tragam um diferencial competitivo para a A.Yoshii. O Inova.Yoshii representa um banco de oportunidades”, complementa o superintendente. 

O programa INOVA.YOSHII prospecta companhias já constituídas, que estejam em fase de crescimento ou que tenham tecnologia inovadora. “A transformação digital permeia todas as áreas de negócio da A.Yoshii. A inovação aberta com nossos colaboradores, startups, e outros parceiros nos permitirá criar novas possibilidades de interação, melhorar a assertividade dos processos e elevar a produtividade das equipes”, finaliza Michael. Para acessar, interagir e submeter as soluções de melhoria, basta acessar https://innovationlatam.com/ch/ayoshii

Mitre Realty registra recorde histórico, com R$ 180,1 mi em vendas brutas no 1T22

Balanço da incorporadora e construtora Mitre Realty, divulgado nesta segunda-feira (9), evidencia, mais uma vez, a capacidade e resiliência operacional da Companhia, que atingiu mais um recorde histórico, agora em vendas brutas, com R$ 180,1 milhões no primeiro trimestre de 2022. O valor é 62,6% maior que o registrado no mesmo período do ano passado e o maior registro em primeiros trimestres da empresa.

Além disso, o nível de distrato permaneceu estável e controlado, permitindo a entrega de R$ 153,5 milhões em vendas líquidas, valor 85,3% maior que o registrado no mesmo período de 2021. Já o Lucro Líquido Recorrente da Mitre foi de R$ 17,3 milhões, um crescimento de 50,7% em relação ao último trimestre do ano passado.

Os indicadores financeiros foram impulsionados pela receita operacional de R$ 138,5 milhões, um crescimento de 62,8% em relação ao mesmo período de 2021 e o maior patamar registrado em um primeiro trimestre na história da Companhia.

“Atingimos ótimo desempenho de vendas, principalmente no Haus Mitre Jardins, que alcançou 54,5% de vendas e marcou nossa entrada no segmento de altíssimo padrão, corroborando para a margem bruta ajustada de 35,9% e a margem a apropriar (REF) de 38,7%, mesmo em um cenário desafiador e de pressão inflacionária”, explica Rodrigo Cagali, CFO da Mitre.

A Mitre encerrou o trimestre com 40,5% de velocidade de vendas, considerando os últimos doze meses, aumento de 5 p.p em relação ao trimestre anterior e segue cronograma de lançamentos do ano, com dois novos estandes de vendas abertos em abril, o Raízes Alto Freguesia do Ó e o Origem Penha.

“A Mitre Vendas continua consistentemente melhorando sua performance e, hoje, já é responsável por 78% de todas as vendas da Companhia. Nosso estoque encontra-se 71,9% vendido e, se considerarmos os projetos que possuem entrega prevista para 2022, esse valor passa para 97,3%, reforçando a tese de que nossos produtos seguem como a primeira escolha dos clientes”, explica Cagali.

A Mitre ainda concluiu o 1T22 com um banco de terrenos de R$ 5,3 bilhões em VGV potencial, com aquisição de R$ 182,6 milhões no período.
 

“Seguimos cumprindo rigorosamente nosso planejamento de negócios, com muita disciplina. Em um trimestre em que não houve lançamentos, conquistamos importantes indicadores operacionais, o que demonstra a nossa eficiência em todas as etapas do projeto”, finaliza o CFO.

Engemix lança solicitação de agendamento inédita para entrega de concreto por aplicativo

A transformação digital é uma aliada para se obter mais produtividade nos canteiros de obra. Pensando nisso, a Engemix, unidade de negócio de concreto da Votorantim Cimentos, acaba de lançar em seu aplicativo oficial a funcionalidade de solicitação online para programação de entrega do concreto. Inédita no mercado, a nova funcionalidade “Solicitação de Programação” permite que as construtoras agendem de forma online a data e horário para recebimento dos volumes de concreto na obra. Depois de enviada a solicitação via app, o cliente precisa apenas aguardar a análise da programação por parte da Engemix. A nova funcionalidade do app abre mais uma opção para as construtoras solicitarem a programação de entrega de concreto pela Engemix, que até momento era realizada por telefone ou e-mail.

Lançado em 2018, o app Engemix Online possibilita que os clientes do negócio de concreto da Votorantim Cimentos realizem toda a gestão da operação do serviço de concreto em tempo real. Atualmente, mais de quatro mil usuários já usufruem dos benefícios da plataforma, que também conta com a função de acompanhamento do trajeto das betoneiras em tempo real. Para desenvolvimento do app, a Engemix investiu R$ 5 milhões na implementação de um software logístico próprio de gestão de frota, equipado com GPS, que permite o registro de todas as interações com os clientes a fim de garantir a segurança e a excelência no serviço prestado.

“Com a nova funcionalidade em nosso aplicativo, damos mais um passo para acelerar a jornada de inovação e transformação digital no setor do concreto. Temos atuado com pioneirismo para oferecer na palma da mão de cada um dos nossos clientes mais produtividade, eficiência e agilidade na gestão da obra”, afirma o diretor da Engemix, Ricardo Soares.

A inteligência de software utilizada no app da Engemix já contribuiu com a disponibilização em tempo real de mais de 1 milhão de entregas, com índice de 80% de pontualidade. Por meio de sensores na betoneira, é possível saber se os caminhões estão em processo de descarregamento. A ferramenta ainda emite relatórios com indicadores precisos e simples para gerenciamento das concretagens, além de disponibilizar outras funcionalidades, como a avaliação do serviço diretamente pelo app.

Índice de vendas de imóveis residenciais segue estável no 1º trimestre apesar da alta de preços, aponta indicador da Deloitte com ABRAINC

A procura por imóveis residenciais no Brasil vem sendo impactada constantemente pelo aumento de preços e pela tendência de alta nos juros. Apesar deste cenário, o índice de vendas se manteve próximo à estabilidade no primeiro trimestre de 2022, de acordo com a 5ª edição do Indicador de Confiança do setor Imobiliário Residencial, realizado pela ABRAINC (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias) em parceria com a Deloitte, maior organização de serviços profissionais do mundo. A pesquisa, realizada com 47 empresas construtoras e incorporadoras do setor imobiliário residencial entre 1º e 18º de abril, revela, ainda, que apesar dos fatores citados, o mercado continua ativo e desenvolvendo novos projetos — a maioria (79%) das empresas respondentes pretende adquirir terrenos nos próximos 12 meses.

Por conta do aumento dos preços dos insumos da construção, o índice de preços do indicador ABRAINC/Deloitte teve um crescimento de 11% no 1º trimestre, em relação ao anterior. Os índices de procura por imóveis residenciais e o de vendas também foram impactados pela combinação do aumento de preços com tendência de alta nos juros, sofrendo queda, respectivamente, de 3% e 1,4% no 1º tri. Por outro lado, o índice de procura para o mercado CVA (Casa Verde Amarela) registrou, no período, leve recuperação (3,8%), mas ainda não voltou ao nível médio do ano passado. Já a procura por imóveis MAP (Médio e Alto Padrão) segue em queda, pressionando a demanda geral, retornando a um patamar próximo ao do 3º tri de 2021.

Apesar das incertezas ocasionadas pela alta nos preços, grande parte (95%) dos entrevistados indicou que o lançamento de empreendimentos deve ocorrer nos próximos meses. Isso indica que apesar da retração de alguns índices, o mercado imobiliário continua ativo e desenvolvendo novos projetos e se adaptando a uma nova realidade de demanda.

Para o presidente da ABRAINC, Luiz França, as perspectivas relacionadas aos lançamentos e aquisição de terrenos são indicativos positivos para o setor. “Eles nos mostram que os empresários esperam manter o ritmo do negócio ao invés de reduzi-lo, apesar, é claro, da cautela exigida pelo momento econômico. Ainda assim, a expectativa quanto à elevação de preços dos imóveis deve aquecer o mercado, podendo provocar a antecipação de compra por parte do consumidor e atraindo mais pessoas interessadas neste tipo de investimento. No geral, os empresários sinalizam que o desempenho do setor neste ano deve ser similar ao de 2021”, destaca o executivo. 

O levantamento usa uma metodologia diferenciada para interpretar os resultados e facilitar a leitura entre os trimestres. Desse modo, os percentuais de respostas foram transformados em notas variando de 1 (para forte redução) a 3 (para forte aumento) e cada segmento foi classificado dentro desse padrão. As respostas dos participantes da pesquisa indicaram se houve redução, manutenção ou aumento em relação ao trimestre anterior para os itens procura, vendas, e preços dos imóveis. Além da variação do trimestre apurado, os respondentes indicam as expectativas.

Indicador de confiança do setor imobiliário residencial

“Nesta edição do indicador continuamos a nos deparar com uma maior cautela e expectativas de médio e longo prazos mais moderadas por conta da preocupação inflacionária. Por outro lado, o setor segue estável, com os entrevistados, mais uma vez, revelando planos de lançamento de imóveis e a aquisição de terrenos pela maior parte das empresas para futuros empreendimentos, mesmo que com mais moderação”, destaca Claudia Baggio, sócia de Financial Advisory e líder da prática de Real Estate da Deloitte.

Resultados do 1º trimestre e expectativas:

Procura de imóveis (Nota 1,91 = Manutenção). A demanda geral (CVA + MAP) se manteve no período, sustentada pela procura do segmento CVA. A demanda do segmento MAP, no entanto, foi menos aquecida, registrando leve retração frente ao trimestre anterior.

Vendas (Nota 1,98 = Manutenção). No 1º trimestre de 2022, as vendas se mantiveram em todos os segmentos.

Expectativas para vendas (Nota 1,97 = Manutenção). Os executivos do setor imobiliário residencial esperam manutenção nas vendas para o 2º trimestre de 2022 (nota = 1,97), e, também, nos próximos 12 meses (nota = 1,98).

Preço de imóveis (Nota 2,59= Aumento). Os preços dos imóveis seguiram em alta no período, sobretudo para o segmento CVA (nota = 2,64).

Expectativa para os preços dos imóveis (Nota 2,63 = Forte Aumento)As expectativas para os preços dos imóveis residenciais seguem com forte aumento para o 2º trimestre de 2022 (2,63), para os próximos 12 meses (nota 2,91/ forte aumento) e para os próximos cinco anos (nota 2,98/ forte aumento).

Metodologia da pesquisa

O indicador de confiança do setor imobiliário residencial do 1º trimestre de 2022, realizado pela Deloitte, maior organização de serviços profissionais do mundo, em parceria com a ABRAINC, contou com a participação de 47 empresas construtoras e incorporadoras do setor imobiliário residencial, divididas nos seguintes segmentos: 30% Casa Verde amarela (CVA), 36% Médio e Alto Padrão (MAP) e 34% atuantes em ambos os segmentos. O levantamento, realizado entre 1º de janeiro e 18 de abril de 2022 ouviu executivos de alto escalão (C-Level) das empresas participantes.

Gaúcha TownSq anuncia sua aquisição pelo fundo norte-americano HOAM Ventures

A TownSq, (pronuncia-se Town Square) startup brasileira que desenvolve soluções de gestão e comunicação para condomínios e condôminos, anuncia a venda de 100% de sua operação para a HOAM Ventures, fundo de investimentos independente especializado em PropTechs e tecnologias imobiliárias criada pelo investidor John Carona — um dos empreendedores referência no mercado de administração imobiliária nos Estados Unidos.
 

A TownSq foi criada em 2013 como SocialCondo pelos sócios Denys Hupel, João David e Marcos Eich, nos fundos de uma casa em Porto Alegre. Em 2014, a startup foi selecionada para participar do programa da WOW, maior aceleradora independente de startups do País, que deu um impulso inicial ao negócio.
 

Em 2016 a startup fechou parceria com a Associa, uma das principais companhias norte americanas de gestão de condomínios — também fundada e comandada por Carona — e mudou sua sede para os Estados Unidos, passando a operar no País, no México e Canadá. Neste processo, a startup mudou seu nome para TownSq.
 

Hoje a TownSq tem sua tecnologia utilizada por mais de 6 milhões de pessoas, em 20 mil condomínios, localizados em mais de 2 mil cidades, tornando-se a plataforma do gênero mais utilizada do mundo. Além de oferecer ferramentas para a administração do condomínio, o TownSq garante praticidade com recursos que gerenciam entregas, reservas, chamados ao síndico, além de oferecer uma eficiente ferramenta a comunicação e engajamento dos moradores.
 

“O interesse do HOAM Ventures pelo TownSq demonstra que soluções que tornam a vida em condomínios mais simples e sua administração mais transparente, ágil e econômica são demandas mundiais e que o trabalho desenvolvido por nós desde 2013 rendeu frutos que extrapolam as fronteiras”, comenta João David, fundador e CEO da TownSq.
 

O core business da HOAM Ventures consiste em investir, adquirir e fazer parcerias com empresas e produtos revolucionários para fornecer soluções de tecnologia de ponta ao setor de proptechs. “A TownSq é a primeira aquisição do portfólio da HOAM Ventures. Isso garantirá que a empresa tenha os recursos necessários para continuar se desenvolvendo como líder deste mercado”, afirma David.
 

Primeiros movimentos

Após a aquisição, a sturtup anuncia a compra de duas plataformas complementares à sua solução: A ATG, plataforma que faz a gestão financeira de condomínios e a Community Archives, de registro de documentos e histórico de imóveis.
 

“Como resultado das aquisições, a TownSq está atendendo à necessidade de uma solução digital completa para comunidades e empresas de gerenciamento que seja simples de usar e projetada com foco no cliente”, completa David.

Residencial na Zona Sul de São Paulo vai oferecer mais de 20 opções de lazer para moradores

Um condomínio que oferece diversas opções de lazer, espaço para os pets, escritório para home office, um mini mercado e com toda segurança e conforto para os moradores. Esses são os atrativos do Green Village, que segue o conceito de Condomínio Clube, concebido pela  Emccamp Residencial. O projeto do residencial, que já está em fase de construção, foi muito bem recebido pela sociedade paulistana e restam poucas unidades para serem comercializadas.

O condomínio está situado em um ponto estratégico de Santo Amaro, na zona sul de São Paulo, entre as avenidas Washington Luís, Nossa Senhora do Sabará, Interlagos e Marginal Pinheiros. O Green Village está sendo erguido na rua Galeno de Castro, 321,  a poucos minutos do eixo Berrini – Chucri Zaidan, importante polo comercial e financeiro da região. A proximidade com as estações de trem da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) Socorro e  Jurubatuba, e a ciclovia do Rio Pinheiros, com mais de 21 km de extensão, conecta os moradores a qualquer ponto da cidade. Também está próximo dos shoppings  Market e Interlagos.

A área total construída será de 9.100 m², com um projeto de 512 unidades, em seis torres de 10 pavimentos cada uma. O empreendimento oferece apartamentos com dois e três dormitórios, de 40 a 60 m², com 425 vagas de garagem comuns, 26 para idosos, 6 para portadores de necessidades especiais , 68 para moto, 84 de bicicleta e 1 vaga de utilitário.

“É um empreendimento que veio para revolucionar a experiência de moradia. São mais de 20 opções de lazer para os moradores, com espaço especial para os pets. Além disso, os moradores estão de frente para uma extensa área verde, ao lado do São Paulo Golf Club”, destaca Edner Siqueira de Carvalho, gerente Regional na Emccamp Residencial. 

Praticidade e lazer para todos

O Green Village foi projetado para agradar a todos os tipos de moradores. Os que buscam um espaço mais aconchegante e tranquilo para curtir com a família, os apaixonados por pets e para aqueles que gostam de receber amigos e familiares para festejar. Para quem trabalha em casa, o residencial terá um coworking com todas as facilidades e infraestrutura de um escritório. 

Outro grande diferencial do projeto é a horta em vasos e o Mini Market, um mercadinho que terá a venda de alimentos e produtos dentro do próprio condomínio. Basicamente, o morador pode pegar o elevador, descer até o térreo e ir até a área comum onde estão localizadas gôndolas de supermercado. 

A área de convivência do condomínio engloba salão de festas, churrasqueira gourmet com forno de pizza, espaço home theater, área de piquenique, praça de encontro, espaço gourmet externo, praça pôr do sol, espaço zen, praça do fogo e redário.  Para garantir a diversão, o residencial também terá  espaço gamer; piscina adulto e infantil, quadra poliesportiva,  brinquedoteca, dois playgrounds e pet place. Para aqueles que gostam de praticar atividade física, o Green Village oferece duas academias; Espaço Emccamp Fit descoberto, pista de caminhada e espaço crossfit. 

Benefícios de morar na região

Nos últimos anos, Santo Amaro vive um boom do mercado imobiliário, com opções de apartamentos para todos os momentos de vida e orçamentos. Combinando uma boa rede de serviços, com tudo o que se precisa dentro do perímetro do bairro, à localização estratégica na zona sul, a região consegue agradar diferentes perfis de moradores.

Talvez por já ter sido um município, o bairro ainda mantém as características de uma cidade, com todos os serviços necessários ao alcance dos moradores, inclusive pela proximidade ao Aeroporto de Congonhas para viagens a trabalho ou a lazer.

Além da infinita gama de comércio, o bairro é um grande polo educacional em São Paulo, reunindo escolas e universidades. A região de Santo Amaro é um presente para quem gosta de atividades ao ar livre. Com uma boa oferta de parques e praças, o bairro se consolida como uma área interessante para famílias, com filhos ou não, e para quem deseja ter mais contato com a natureza.

Para conhecer mais detalhes sobre o Green Village e sobre o bairro Santo Amaro acesse https://emccamp.com.br/ ou pela Central de Vendas no 0800 200 7070 ou mande uma mensagem para (31) 97117-0000.

Lopes lança índice exclusivo que mapeia o mercado imobiliário

Desenvolvido a partir de dados de mais de 105 mil anúncios e mais de 5 mil transações, Lopes Avalia apresenta análises detalhadas e informações sobre intervalo de negociação, valorização e bairros mais caros da cidade de São Paulo

O Grupo Lopes (LPS Brasil), maior plataforma imobiliária da América Latina, lança nesta segunda-feira (09/05) o Lopes Avalia, índice interativo sobre o mercado imobiliário de São Paulo, que tem como base dados coletados a partir de mais de 105 mil anúncios e cinco mil transações de compra e venda de imóveis residenciais intermediadas pela empresa na cidade.

O índice apresenta trimestralmente informações e análises detalhadas sobre Intervalo de negociação (variação entre o valor de anúncio e o valor de venda de um imóvel), com dados de negociação por zona de valor, negociação por tipo de imóvel e negociação por faixa de preço; bairros mais caros de São Paulo, com valor médio por m², por IPTU e por condomínio; e Índice de valorização, com bairros e tipologias que mais valorizaram nos últimos três anos, além de características e facilidades que mais contribuem para a valorização de um imóvel.

Maior consultoria imobiliária da América Latina, a Lopes conta com um vasto histórico de transações e anúncios exclusivo, que contribui para a elaboração de um dos mais completos estudos de precificação de imóveis de São Paulo. “O Lopes Avalia foi desenvolvido pelo Lopes Labs, hub de tecnologia do Grupo Lopes, e considera nossa base de anúncios e transações imobiliárias de vendas de imóveis residenciais no mercado secundário da cidade de São Paulo, que é inigualável. Nosso objetivo é desenvolver uma solução exclusiva e inovadora, assim, o estudo se diferencia de outros índices do mercado imobiliário por sua abrangência de zonas de valor, análise por regiões, e indicadores inovadores como a análise de valorização por tipologias e características dos imóveis e condomínios”, conta Matheus de Souza Fabricio, Diretor Executivo da Rede Lopes.

O índice desenvolvido pela Lopes utiliza o conceito de zona de valor no lugar de bairro, o que permite condensar a informação por regiões um pouco maiores. A definição de zona de valor vem da base dos Correios, que mapeia o CEP na zona de valor correspondente. Há 113 zonas de valores de São Paulo e a Lopes está presente em todas elas.

O intervalo de negociação é apresentado por zona de valor e pelo tipo do imóvel, o que permite observar com clareza a diferença entre o preço anunciado e o valor real da transação de venda. No estudo é apresentada ainda a variação por faixa de valor, onde as vendas são distribuídas de forma balanceada entre as faixas para uma análise ponderada do intervalo de negociação em cada uma delas.

O estudo traz também uma análise dos valores médios de IPTU e taxas condominiais. Os indicadores de valor médio de IPTU e valor médio de taxa de condomínio são agregados por zonas de valor assim como os valores de m², dessa forma é possível obter uma compreensão razoável dos valores que irão compor os custos do imóvel permanentemente, apoiando ainda mais o interessado no imóvel na tomada de decisão de compra.

Com linguagem clara e de fácil compreensão -sem os jargões tradicionais do setor-, dados e análises completos, o índice Lopes Avalia pode ser utilizado gratuitamente por qualquer pessoa, seja um expert de mercado imobiliário ou um consumidor comum interessado em obter o seu primeiro imóvel. Para saber mais acesse https://www.lopes.com.br/campanha/indice-lopes-avalia.

Casa Incepa: conheça a instalação que conta a evolução do revestimento no Brasil

Presente nos lares brasileiros desde 1950, a Incepa é uma marca top of mind quando se fala de revestimentos. Pertencente à Roca Brasil Cerámica, do grupo mexicano Lamosa, a Incepa conta com um vasto portfólio composto por soluções para todos os ambientes da casa. Para celebrar seus 70 anos, a empresa inaugura a Casa Incepa, espaço lúdico que passa a ser incorporado em seu showroom localizado no parque fabril de Campo Largo, Paraná, onde tudo começou. “Como marco dessas sete décadas de história, apresentamos com todo o orgulho o legado de Incepa que, sempre pioneira, impactou diretamente na história e evolução do revestimento no país”, afirma Sergio Wuaden, que conta com mais de 30 anos na companhia e, hoje, é Managing Director da Roca Brasil Cerámica.

Com 100 m², a Casa Incepa conta a evolução do revestimento através de ambientes instagramáveis que resgatam a essência do morar, década por década. Para isso, ela conta com um trabalho arquitetônico e cenográfico desenvolvido por Carlos Bianco, da Arquitecto – Arquitetos Associados, que se debruçou sobre um trabalho de pesquisa para criar sete ambientes que transportam os visitantes para outras décadas. “Construímos espaços lúdicos e resgatamos peças originais de cada época para fazer uma composição única, mostrando como a Incepa sempre esteve presente no lar de todos”, afirma Christie Schulka, Marketing Manager do grupo.

Pedra fundamental para a criação de um futuro museu do revestimento, a Casa Incepa resgata ainda fotos e documentos históricos da Incepa, desde sua fundação – como é o caso das fotos do parque fabril, dos trabalhadores e do primeiro carregamento da Incepa, nos anos 50, ou dos históricos catálogos Incepa, da década de 1970 e, ainda, imagens das comemorações de 20 anos da marca, dentre outros documentos que ajudam a contar toda a trajetória da Incepa nos lares brasileiros.

O projeto da Casa Incepa conta ainda com uma linha do tempo que destaca os principais marcos e evoluções do revestimento durantes os anos, até os dias atuais, revelando como a cerâmica saiu dos banheiros e passou a ganhar destaque nos projetos, até se tornar protagonista em todos os ambientes residenciais. “Fizemos um enorme trabalho de pesquisa para trazer à toda comunidade detalhes dessa história tão rica e que continua a ser construída, dia após dia”, diz Sergio Wuaden.

Depoimentos históricos

Luciano Puppi Filho, Luciano Puppi, Ruy Puppi, Joseph Borer, Celso Cavalli, Celso Fedalto, Marcelo Growoski, Midian Frizzas, Patricia Uchida, Sergio Wuaden, Ruth Garbi e Marcelo Malucelli, participantes da websérie que traz a história da Incepa

Mais do que produtos, a história da Incepa é feita por pessoas. Por isso, a Casa Incepa ganha mais vida com depoimentos e memórias de ex-funcionários, funcionários e pessoas da comunidade que tiveram a história ligada com a da marca. “Foi muito gratificante contar com a participação de pessoas que têm a própria história de vida mesclada com a da Incepa. Elas rememoraram momentos emocionantes, que contribuíram para o legado da empresa”, diz Christie Schulka.

Nos contatos realizados durante o processo de curadoria, a família Puppi conta um pouco sobre como foi ter a loja 001 da Incepa, nos anos 50. “Praticamente minha vida toda foi ligada à Incepa”, diz Ruy Puppi. Já Marcelo Malucelli relembra em detalhes o dia em que o Pelé, ainda em seu auge, foi visitar a fábrica, nos anos 60. “A Incepa é uma semente que prosperou e que criou raízes profundas na história do Paraná”, afirma Malucelli. Ruth Garbi é prova viva disso – ela abriu as portas de sua casa para mostrar as peças originais Incepa da década de 50, que ainda revestem suas paredes.

Responsável pela Fábrica 1 da Incepa, Patricia Uchida relembra de sua participação em todo o processo de implementação da supercompactadora Contínua+, que a Incepa foi a primeira nas Américas a possuir. Hoje, ela participa de mais uma grande inovação na fábrica – a incorporação da tecnologia Mineral Lab, que a Incepa também é a pioneira no uso em todo o continente. “A emoção de ver uma peça nova se materializando na fábrica é indescritível, temos uma sensação de que o céu é o limite”, afirma.

Essas e tantas outras histórias ficarão expostos na Casa Incepa, reafirmando todo o pioneirismo e presença da Incepa na vida e memória dos brasileiros. “Felicidade, a contribuição e o comprometimento de todos, foram os pilares da construção destes 70 anos de história da Incepa, e serão também o legado dos nossos próximos 70 anos”, afirma Wuaden.

Inaugurada dia 5 de maio, a Casa Incepa ficará aberta até dezembro/2022 e poderá ser visitada por funcionários e familiares da empresa. Os depoimentos farão parte, ainda, de uma websérie que irá ao ar no YouTube da marca.

Impacto nos financiamentos: como o aumento da taxa Selic afeta o mercado imobiliário

Por Leandro Pasin, CEO da Pontte, plataforma de empréstimo digital.

O cotidiano dos brasileiros é repleto de termos e siglas, divulgados amplamente na mídia e presentes nos discursos de membros do poder público. A pequena palavra Selic, por exemplo, tem apenas cinco letras e uma importância grandiosa, afinal, é um desses termos bem recorrentes no vocabulário das notícias econômicas. Mas o que ela significa e qual sua influência no mercado imobiliário?

Selic é o acrônimo de Sistema Especial de Liquidação e Custódia, nome dado à taxa básica de juros no Brasil, responsável por causar diversos tipos de efeito no dia a dia dos brasileiros. Ela funciona como o principal controle da inflação (aumento contínuo e generalizado dos preços) e incide sobre quaisquer operações bancárias de crédito. Na prática, quanto maior for a taxa Selic, maior é o custo incorrido pelo banco.

O Comitê de Política Monetária (Copom) é o responsável por definir qual será a taxa básica de juros no Brasil, com base em indicadores financeiros do país, como o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M). O órgão, constituído no âmbito do Banco do Brasil, reúne-se a cada 45 dias para analisar o cenário econômico e decidir qual será a Selic em vigor. Na reunião mais recente realizada pelo Comitê, nesta quarta-feira (4), a taxa aumentou de 11,75% para 12,75% ao ano, em linha com as expectativas do mercado. A Selic passa por um histórico recente de subidas e, com o aumento decretado no primeiro trimestre de 2021, o Brasil registra o décimo crescimento consecutivo da meta.

Obter crédito está mais difícil, mas ainda há saída

A definição da taxa básica de juros pelo Copom gera diversos impactos na sociedade, com influência direta na vida dos brasileiros e em todas as operações de crédito realizadas, como empréstimos e financiamentos. Em consequência ao aumento da Selic, o custo para as instituições fornecerem crédito também sobe. Por isso, se a taxa Selic aumenta, diminui a chance de um indivíduo conseguir um empréstimo com juros mais baixos.

Mas apesar de o cenário atual não ser dos mais favoráveis, isso não significa que não existem ofertas de crédito com juros mais baixos e melhores condições de pagamento. Um exemplo disso é o Home Equity (em português, Crédito com Garantia de Imóvel), uma modalidade de crédito onde um bem é colocado em garantia, o que possibilita a oferta de taxas bem mais baixas do que o crédito pessoal e até o consignado.

É o caso do crédito da Pontte, fintech de crédito imobiliário, que opera com taxa mínima de 0,79% ao mês mais IPCA em Home Equity. Além da taxa de juros mais baixa, a empresa ainda oferece carência de até seis meses para começar a pagar o empréstimo e outras flexibilidades, como a possibilidade de escolha de um mês do ano para nunca pagar a parcela, e de ajustar ou pular o valor do pagamento naquele mês mais apertado.

“Nos movimentamos constantemente para ampliar o acesso ao crédito e ajudar as pessoas e empresas a realizarem suas metas e sonhos. E queremos, assim como todo o país, que a economia se reaqueça, e que cada vez mais pessoas e famílias possam atingir seus objetivos através de um crédito mais justo e humano. É por isso que desde outubro de 2020 nossa taxa mínima permanece a mesma, e vamos segurá-la o máximo possível.” Disse Leandro Pasin, CEO da Pontte.

Nexpe cria Savye, primeira lawtech imobiliária do país

Nexpe, plataforma tecnológica que oferece a melhor e mais completa experiência, do início ao fim da jornada imobiliária, resultado da união de seis marcas: Brasil Brokers, CrediMorar, Desenrola, Abyara, Bamberg e Convivera anuncia agora a criação de sua sétima marca a Savye, primeira lawtech do segmento no país.

A novidade chega ao mercado para ocupar o gap das empresas do setor que não contam com consultoria para se adequarem às normas LGPD, e por isso acabam muitas vezes sofrendo multas e punições jurídicas. “A Savye nasce com a missão de adequar o sistema imobiliário ao da LGPD. Nossa experiência no segmento nos permite identificar dores como essa e trabalhar para transformar cada vez mais o mercado imobiliário brasileiro em um ambiente digital e que gera a melhor experiência possível para o cliente”, conta Daniel Guerbatin, CEO da NEXPE.
 

A ideia se tornou possível a partir da parceria firmada com a Wibson, dona da tecnologia capaz de adequar as empresas às normas da LGPD. “A parceria com a Wibson foi o que tornou possível a criação da Savye, eles oferecem uma tecnologia de ponta, ágil e desburocratizada, tudo o que prezamos nas marcas da Nexpe. A partir de agora qualquer player do segmento imobiliário que tenha essa necessidade poderá ser atendido por nós”, conclui Daniel.
 

A novidadfoi anunciada durante o evento South Summit Brasil, que aconteceu em Porto Alegre, onde Guerbatin falou do lançamento que vai compor a holding no painel How Venture Builders inerease the Startups Success Rate.