Category hospedagem

Startup MIGRO atinge marca de 1.500 hotéis em 295 cidades

Plataforma, que alia hospitalidade e tecnologia, expande presença no mercado e amplia opções apartamentos de hotéis e resorts no país

Após três meses de operações, a MIGRO, primeira rede de apartamentos do Brasil que alia hospitalidade e tecnologia, segue em franco processo de expansão das atividades e anuncia que já atingiu a disponibilidade de 1.500 hotéis em 295 cidades brasileiras. A plataforma tem o objetivo de alavancar a receita de empreendimentos hoteleiros, proprietários e investidores de imóveis para renda, destacando segmentações para facilitar a forma de fazer reservas para esse tipo de modalidade.

“O número expressivo de hotéis cadastrados em nosso sistema em tão pouco tempo indica que estamos no caminho certo e, acima de tudo, que os empreendimentos hoteleiros reconhecem o nosso negócio como um importante aliado para a geração de receitas de forma segura, moderna e ágil”, comemora Sergio Assis, CEO da MIGRO.

O mapa que mostra a presença da MIGRO no país aponta a região Sudeste na primeira colocação, com 602 hotéis cadastrados em 124 cidades. Na segunda posição, o Nordeste aparece com 446 bandeiras hoteleiras em 71 cidades, seguida pelo Sul, com um total de 306 empreendimentos em 64 cidades. Na quarta posição, o Centro-Oeste conta com 127 hotéis em 21 cidades, e a região Norte encerra a lista com 65 registrados em 15 cidades.  

A startup, que em parceria com uma fintech, disponibiliza mais de R$ 150 milhões para os proprietários (pessoas físicas) que fazem gestão própria dos apartamentos localizados em hotéis, flats, resorts, casas e villas, a MIGRO Home, para que possam modernizar as unidades, conta com uma relação privilegiada de empreendimentos hoteleiros.

Para cada proprietário estão disponíveis até R$ 3 milhões, desde que o solicitante atenda às exigências necessárias. 

Integrado ao portal, o site da MIGRO Home permite aos proprietários simularem financiamentos para os imóveis que desejam incorporar à plataforma. 

Negócios DA MIGRO

A empresa conta com quatro frentes de negócios: MIGRO Room, MIGRO Home, MIGRO Condo e MIGRO Management Hotel.

A MIGRO Room oferece apartamentos localizados em alguns dos melhores hotéis e resorts do Brasil de acordo com o ranking do TripAdvisor de cada destino.

Neste caso, em uma ponta temos redes e hotéis independentes que vão divulgar suas unidades, utilizando a plataforma como um novo canal de reservas, e, do outro, o viajante 4.0, a lazer ou a negócios, que busca uma opção de hospedagem diferenciada e de qualidade em um site confiável.

Por sua vez, o MIGRO Home oferece locação de apartamentos, casas e villas, apenas em estruturas com serviços hoteleiros, localizados em hotéis, flats, resorts e condomínios, conectando proprietários e viajantes de maneira prática e segura para aluguel de curta temporada, além de ficar responsável por sua administração. Todas as unidades contam com serviços hoteleiros e suporte durante a utilização, prevalecendo o lado humano no atendimento 24 horas aliado às facilidades geradas pela tecnologia.

Investidores e proprietários de empreendimentos hoteleiros contam ainda com o MIGRO Condo, responsável pela gestão moderna e ágil de condomínios e contribuindo para uma valorização ainda maior do patrimônio, e o MIGRO Management Hotel, com uma administração preparada para apresentar soluções inovadoras ao estabelecimento, com uma gestão integrada e estratégica.

Conceito

Com o slogan “MIGRO para hospedar. MIGRO para alugar”, a startup tem seu nome originado no verbo migrar, ou seja, mudar, e traz em sua essência o fato de que hoje os viajantes migram de um lugar para outro em busca de novas culturas, conhecimento, aprendizado e experiências.

Conheça mais, cadastre a sua unidade hoteleira ou faça a sua reserva em migro.com.vc.

Sergio Assis tem mais de 30 anos de experiência no mercado de hospitalidade, tendo atuado em grandes redes hoteleiras, como é o caso da Blue Tree Hotels, Bourbon Hotéis & Resorts e Transamerica Hospitality Group. Com MBA em Gestão Estratégica pela Universidade de São Paulo e extensão internacional na University of Central Florida, também esteve à frente de consultorias no setor antes de fundar a MIGRO.

Casas mais buscadas no Airbnb têm Wifi, espaço para home-office, itens de cozinha e aceitam pets

A pandemia transformou profundamente o comportamento das pessoas, e essas mudanças deverão continuar a ser percebidas ao longo de 2021. Aspectos de limpeza e higienização passaram a ter ainda mais relevância na decisão dos hóspedes em relação à estadia, e locais com menor fluxo de pessoas, como casas de campo e em cidades menores de praia, ganharam a preferência dos hóspedes, longe de multidões ou alta rotatividade. Além disso, a maior presença do trabalho remoto e da educação à distância contribuem para deixar menos clara a divisão entre trabalho e lazer, e muitas famílias têm buscado refúgio fora da cidade grande, mais perto da natureza, e, ao mesmo tempo, com boa infraestrutura, para conciliar férias com a família e trabalho em home-office.

Segundo pesquisa do Airbnb com ‘superhosts’ do mundo todo, anfitriões experientes e mais bem avaliados da plataforma, algumas comodidades se destacam entre as preferências dos hóspedes no contexto da pandemia.

“Pet-friendly” é a característica mais pesquisada globalmente neste ano. As pesquisas de acomodações feitas com o filtro “permite animais de estimação” aumentaram 65% de 1º de janeiro a 25 de fevereiro de 2021 na comparação com as do mesmo período do ano passado. Além disso, as buscas incluindo “espaços externos” cresceram 343%.

A pesquisa revela ainda que:
• Wifi está entre as 4 comodidades mais buscadas pelos hóspedes;
• Anfitriões que oferecem espaços específicos para laptop ou áreas de trabalho ganham 14% mais que os que não possuem esses diferenciais nas acomodações;
• Anfitriões que oferecem itens básicos de cozinha ganham 17% mais que os que não oferecem.

No Brasil, o Airbnb tem percebido, desde maio de 2020, um aumento da procura por casas de campo e em cidades menores de praia, a até 300 km dos centros urbanos, para ir de carro com a família, sem abrir mão do isolamento, e conciliar lazer e trabalho remoto. Entre os destinos em destaque, estão São Sebastião, Ubatuba, Riviera de São Lourenço, Campos do Jordão, Petrópolis, Cabo Frio, Guarujá e Sorocaba.

Accor adiciona 14 novos hotéis ao seu portfólio na América do Sul em 2020 e planeja abrir outros 30 em 2021

Perspectiva da piscina privativa em um dos quartos do MGallery Pipa, em Rio Grande do Norte

Em um ano difícil como 2020, com a pandemia afetando todos os setores, sendo o de Turismo um dos mais impactados economicamente, a Accor encerrou 2020 com resultados abaixo de 2019, como esperado.

A receita consolidada do grupo foi de € 1.621 milhões em 2020, uma redução de 54,8% em termos comparáveis e de 60,0% conforme reportado, ambos em comparação com o ano de 2019. Já na América do Sul, a receita foi de € 76 milhões, representando uma queda de 58% like-for-like e de 69% com relação a 2019, conforme reportado.

De acordo com o comunicado global divulgado no dia 24 de fevereiro, a Accor demonstrou resiliência e adaptabilidade em relação aos desafios do ano anterior, sem precedentes na história do turismo. E, apesar dos resultados consolidados, vem demostrando sinais de recuperação desde o último trimestre na América do Sul, além de Ásia, Oriente Médio e África.

Esse impacto na receita é o reflexo da queda do RevPAR como resultado das diversas medidas tomadas pelos governos com o objetivo de conter os contágios do coronavirus. Dessa forma, a queda de RevPAR foi de 62% com relação a 2019, em like-for-like basis, principalmente resultado da redução da taxa de ocupação, que ficou em 32%.

Na América do Sul, a taxa de ocupação ficou em 23%, uma queda de 34 pontos em relação a 2019, que foi o principal motivo para a redução de RevPAR de 61,9%, em like-for-like basis, com impacto similar em todos os segmentos.

“Apesar de números que nos colocam em patamares abaixo dos anos recentes, já tínhamos essa visão de que fecharíamos o ano em queda. Porém, trazemos também notícias boas como aberturas e o lançamento de novos serviços”, declarou Thomas Dubaere, CEO Accor América do Sul, que chegou à região em outubro do ano passado.

Foram 14 novos hotéis abertos em 2020 na América do Sul (1.800 quartos), além da assinatura de 13 novos contratos (1.565 quartos), um ritmo semelhante ao dos anos anteriores. “A América do Sul é uma região muito importante para a Accor, onde somos líderes de mercado e, para a expansão do turismo, tem um grande potencial de crescimento no segmento de lazer. Por esse motivo, estamos focados em dar continuidade ao nosso plano de expansão na região, que ainda conta com muito espaço para novos hotéis e excelentes opções de investimentos. Já assinamos 3 novos contratos em 2021 e esperamos outros mais”, comentou Dubaere.

Para 2021 estão previstas 30 aberturas na América do Sul, com destaque para: SLS Puerto Madero (Argentina), Sofitel Baru (Colômbia), MGallery Montevidéu (Uruguai), Pullman Miraflores (Peru), Novotel e ibis Santa Cruz de la Sierra (Bolivia), Sofitel Ipanema, MGallery Pipa, Novotel São Paulo Jardins, Novotel Lençóis Paulista, JO&JOE Largo do Boticário e combo Novotel BH Savassi e ibis budget BH Savassi – todos no Brasil.

Quarto no Novotel BH Savassi

Ainda neste ano, o objetivo é ampliar as franquias e focar nas categorias de luxo e lifestyle. “Lançamos o plano de expansão 42k24 para a América do Sul, com o objetivo de chegar a 42 mil quartos de hotéis franqueados até 2024 na região, e acreditamos muito na expansão da nossa rede com essa estratégia”, disse Abel Castro, vice-presidente sênior de Desenvolvimento e Novos Negócios Accor América do Sul.

Atualmente, são cerca de 62 mil apartamentos, em 393 hotéis, sendo 170 franquias. “Na América do Sul, mais de 70% dos hotéis hoje ainda são independentes. Por isso, existe um mercado enorme, com potencial muito grande para conversões e acreditamos que 2021 será o ano das franquias no Turismo”, comentou Castro.

Foi pensando nessas possibilidades que, em 2021, a Accor anunciou a chegada do primeiro hotel ‘By Mercure’ na região, uma marca inovadora, projetada para acolher hotéis de qualidade e médio porte à valiosa família Mercure. O Thermas de Olímpia Resorts By Mercure, no estado de São Paulo, Brasil, é o primeiro hotel do mundo a receber a designação “By Mercure”.

O ano de 2021 também trouxe outra novidade: o anúncio do ibis Styles Maragogi. Localizado em uma das regiões mais procuradas pelos turistas brasileiros, o primeiro resort da marca ibis Styles deve iniciar suas atividades em 2024.

Os segmentos midscale e econômico também terão outras novidades, com a previsão de 24 aberturas, e, dentre elas, três conversões. Além disso, teremos duas reaberturas de hotéis que foram remodelados: Mercure Rio de Janeiro Copacabana e Novotel Salvador. “Temos boas perspectivas com as novidades deste ano. Estamos chegando a cidades que ainda não tinham hotéis com padrão internacional, porém que têm bastante potencial turístico”, comenta Olivier Hick, COO das marcas midscale e econômicas da Accor no Brasil.

O lançamento de novos produtos também rendeu bons frutos em 2020, como o Room-Office, o Long Stay e o Dark Kitchen no Brasil. O Room-Office, inclusive, teve mais de 1.200 diárias vendidas, e hoje faz parte do WOJO, marca lançada no Brasil no início deste ano.

Com isso, os hotéis Accor pelo Brasil passam a oferecer três serviços: o WOJO SPOT, SALAS PRIVATIVAS BY WOJO e o ROOM OFFICE BY WOJO. “Nosso objetivo é lançar o produto WOJO SPOT em 100 hotéis até o final de 2021 e, até 2022, termos quase 100% dos hotéis da Accor no país com esse produto em funcionamento”, disse Hick.

E 2021 trouxe mais novidades para a América do Sul, bem como para todo o universo Accor, com o anúncio da parceria com o Faena, presente em Buenos Aires e Miami, uma das marcas com maior impacto mundial na indústria hoteleira e no segmento de lifestyle de luxo, visando a expansão da marca para destinos estratégicos em todo o mundo.

Além do Faena, as marcas já tradicionais de luxo e lifestyle da Accor permanecem em crescimento na região, com 6 inaugurações previstas para o ano, sendo uma delas uma conversão. Também estão passando por uma revitalização hotéis importantes destes segmentos, como o Grand Mercure Recife, Grand Mercure Copacabana e Pullman Vitacura em Santiago do Chile.

“Com todos esses movimentos nos últimos anos, nosso objetivo é transformar nossas marcas em líderes indiscutíveis no segmento de luxo e lifestyle, tornando-as provedoras de experiências inesquecíveis”, declarou Philippe Trapp, COO das marcas luxo e lifestyle da Accor na América do Sul.

E, para dar suporte a todas essas estratégias, está o ALL – Accor Live Limitless, novo programa de fidelidade da Accor que completou um ano em 2020. Já consolidado entre os públicos da empresa, agora ele conta com todo o portfólio de marcas Accor na América do Sul, com a recente inclusão do ibis budget em seu ecossistema. Para se ter uma ideia, em 2020, 50% das estadias nos hotéis Accor na região foram de clientes ALL – Accor Live Limitless .

“O ALL – Accor Live Limitless é muito importante para a nossa estratégia e em 2021 não será diferente. Continuaremos inovando o nosso programa e oferecendo cada vez mais benefícios aos nossos associados, com parcerias, hospitalidade estendida, ofertas em A&B e em soluções de trabalho, com o WOJO, por exemplo. Continuaremos nos apoiando muito nas agências e agentes de viagens também”, comentou André Sena, CCO Accor América do Sul.

Destaques por país:
Argentina

No início de 2020, inauguramos o primeiro ibis Styles do país, o ibis Styles Buenos Aires Florida. Após o início da pandemia, o ibis Obelisco e o ibis Congreso tornaram-se residências de saúde para receber pacientes de COVID-19, sob gestão da prefeitura local. Os hotéis que permaneceram abertos, além de implementarem os protocolos ALLSAFE, começaram a criar outras oportunidades de negócios, como o MGallery Palladio, que lançou seu delivery, ou o Novotel Buenos Aires, que desenvolveu o conceito Room-Office. No último trimestre do ano, começaram a reabrir os hotéis que estavam fechados.

Ainda em 2021, junto com a promoção de conversões de hotéis para apoiar redes locais independentes em dificuldades devido à pandemia, foi anunciada a aliança da Accor com Faena, de origem argentina, que oferece uma nova oportunidade de crescimento para o luxo e o lifestyle, já que o objetivo é desenvolver a marca para que Faena chegue a novos destinos, como Dubai.

Também em 2021, no primeiro semestre, será inaugurado em Puerto Madero o primeiro SLS da América do Sul, com 59 quartos. Hoje, temos 12 hotéis em operação, com 1.580 quartos, 5 Franquias e 7 operados.

Bolívia

Em 2020, iniciamos as operações na Bolívia com a inauguração do Swissôtel em Santa Cruz de la Sierra (138 quartos). Já em 2021, a previsão é de inaugurarmos os hotéis ibis Santa Cruz de la Sierra (148 quartos) e Novotel Santa Cruz de la Sierra (144 quartos), somando mais de 400 quartos ao portfólio da Accor no país.

Chile

Durante o ano de 2020, começaram as reformas e redesenho dos antigos hotéis Atton, agora Pullman Santiago Vitacura, Pullman Santiago El Bosque e Novotel Santiago Las Condes. Além disso, o Mercure Santiago Centro foi reformado e adicionamos oficialmente ao portfólio o Mercure Concepción (ex Atton), que completou sua fase de rebranding. “Desde a pandemia, 6 hotéis do grupo tornaram-se Residências de Saúde em todo o Chile para apoiar as autoridades locais na luta contra o COVID-19 (ibis Valparaíso, ibis Copiapó, ibis Puerto Montt, ibis Iquique, Novotel Viña del Mar e, recentemente, ibis Calama).

“Como parte do reconhecimento ao empenho das equipes, o time do ibis Copiapó foi o primeiro do Grupo a ser vacinado pelas autoridades sanitárias”, explica Franck Pruvost, COO das marcas Econômicas e Midscale Países Hispânicos Accor América do Sul.

O Mercure Concepción e o Novotel Providencia se destacam, pois sempre mantiveram as portas abertas, implementando os protocolos ALLSAFE e as inovações do grupo, como o Room-Office. A partir de setembro, iniciou-se a reabertura gradativa de outros destinos e, hoje, apenas o Pullman El Bosque permanece fechado ao público devido à sua grande reforma. Além disso, o Pullman Vitacura lançou seu programa Long Stay, enquanto o Novotel Santiago Providencia lançou seu novo espaço Burger v/s Pizza.

Hoje, temos 23 hotéis em operação, o equivalente a 3.740 quartos e 10 em desenvolvimento.

Colômbia

No início de 2020, inauguramos o ibis budget Barranquilla (154 quartos) e o ibis Chia (96 quartos), oitavo hotel da marca no país, além de anunciar a chegada da nova marca JO&JOE a Medellín (54 quartos y 198 camas) nos próximos anos. Após a pandemia, a maioria dos hotéis fechou as portas, porém o país recuperou sua atividade com maior rapidez na região.

Hoje, todos continuam funcionando, exceto o Mercure Bogotá 100, que está passando por um processo de renovação. Também aqui vários hotéis instalaram Room Office.

Em relação às marcas de luxo, Sofitel Legend Santa Clara Cartagena abriu seu restaurante em formato delivery e inaugurou o Bar Boticário, uma opção segura e ao ar livre. Já o Sofitel Bogotá Victoria Regia reabriu totalmente reformado. Ambos os hotéis de luxo foram reconhecidos internacionalmente como os melhores da América do Sul pela Condé Nast Traveller.

Para 2021, está prevista a inauguração do ibis budget Bogotá Marly (120 quartos) e, no final do ano, o esperado Sofitel Barú (187 quartos). Hoje, temos 19 hotéis em operação (2.465 quartos) e 7 em pipeline.

Equador

Atualmente, temos 3 hotéis operando no Equador, com 573 quartos, e dois em pipeline.

Paraguai

No Paraguai temos em operação o ibis Asunción com 120 quartos (franquia).

Peru

Em 2020 inauguramos o ibis Styles Lima Miraflores Benavides, com um design inspirado na cultura local e nas linhas Nazca, e o ibis budget Lima Miraflores, o primeiro da marca no país. Desde o início da pandemia, uma nova linha de negócios se desenvolveu, proporcionando acomodação a grupos exclusivos de empresas que necessitavam de apoio aos seus trabalhadores, especialmente grupos de mineração.

O confinamento prolongado do Peru levou a uma recuperação mais lenta em comparação ao resto da América do Sul. Atualmente, o Pullman San Isidro está passando por reformas e, para 2021, está prevista a inauguração do ibis Styles Lima Blondet San Isidro (184 quartos) e do Pullman Miraflores (237 quartos).

Atualmente, temos 10 hotéis em operação (1.685 quartos) e 7 em pipeline.

Uruguai

Atualmente, contamos com 4 hotéis em operação, incluindo o icônico Sofitel Montevideo Casino Carrasco & Spa, que comemora seus 100 anos de história, e o ibis Montevideo, que lançou o Room-Office no país. Para 2021, está prevista a inauguração do MGallery Montevidéu, com 92 quartos e inspirado na cultura urbana local.

Hotéis abertos em 2020 na América do Sul
Novotel Criciúma – Brasil

ibis Ribeirão Preto Vila do Golf – Brasil

ibis budget Ribeirão Preto Vila do Golf – Brasil

ibis Cuiabá Shopping – Brasil

ibis Ponta Grossa – Brasil

ibis Caucaia Porto de Pecém – Brasil

ibis budget Leme – Brasil

ibis budget Salvador – Brasil

ibis Styles Lima Miraflores Benavides – Peru

ibis budget Lima Miraflores – Peru

Swissôtel Santa Cruz de La Sierra – Bolivia

ibis Styles Buenos Aires Florida – Argentina

ibis budget Barranquilla – Colômbia

ibis Chia – Colômbia