FipeZap acelera e registra alta de 0,48% no preço de venda dos imóveis residenciais em maio

FipeZap acelera e registra alta de 0,48% no preço de venda dos imóveis residenciais em maio

junho 4, 2021 Comentários desativados em FipeZap acelera e registra alta de 0,48% no preço de venda dos imóveis residenciais em maio By admin

Com o resultado, o índice acumula um aumento de 1,59% em 2021 e de 4,36%, nos últimos 12 meses
■ Análise do último mês: o Índice FipeZap, que acompanha o comportamento do preço médio de venda de imóveis residenciais em 50 cidades brasileiras, apresentou alta nominal de 0,48% em maio, após avançar 0,30% em abril e 0,18%, em março. Comparativamente, a variação mensal do índice é inferior ao comportamento esperado do IPCA/IBGE para mesmo mês (+0,68%), segundo expectativa publicada no último Boletim Focus do Banco Central do Brasil*. Uma vez confirmada essa variação dos preços ao consumidor, o preço médio de venda residencial encerrará maio com queda em termos reais (-0,19%). Individualmente, 15 das 16 capitais monitoradas apresentaram elevação nominal no preço médio no mês, destacando-se: Manaus (2,18%), Vitória (1,63%), Goiânia (+1,40%), Florianópolis (+1,38%), Curitiba (+1,09%), Maceió (+0,91%) e Salvador (+0,86%). A única exceção entre as capitais acompanhadas pelo Índice FipeZap foi Campo Grande, onde foi registrada uma variação mensal de -0,21%. Com respeito às duas cidades de maior representatividade na composição do Índice FipeZap, São Paulo registrou alta de 0,29% no preço médio, superando o avanço observado entre imóveis residenciais no Rio de Janeiro (+0,13%).

■ Balanço parcial de 2021: no ano, o Índice FipeZap acumula alta nominal de 1,59%, variação inferior à inflação acumulada de 3,06% no mesmo período, segundo comportamento observado e esperado do IPCA/IBGE*. Caso essa expectativa se confirme, a relação entre a variação acumulada do Índice FipeZap e da inflação ao consumidor apurada pelo IBGE resultará em um recuo de 1,43% no preço médio de venda dos imóveis residenciais, em termos reais. Nesse recorte temporal, a alta no índice é impulsionada pelas variações de preço registradas em quase todas as capitais monitoradas, com destaque para: Maceió (+7,29%), Vitória (+5,49%), Florianópolis (+5,22%), Curitiba (+4,56%), João Pessoa (+3,67%), Goiânia (+3,52%) e Manaus (+3,36%).

■ Análise dos últimos 12 meses: nesse horizonte mais amplo, o Índice FipeZap acumula um avanço nominal de 4,36%. Na comparação com a inflação acumulada (+7,90%), apurada pelo IPCA/IBGE*, o Índice FipeZap apresenta queda de 3,27%, em termos reais. Vale notar que todas as 16 capitais monitoradas pelo índice registraram alta no preço médio em 12 meses, com destaque para os comportamentos registrados em: Maceió (+14,02%), Manaus (+11,60%), Vitória (+11,44%), Curitiba (+10,03%), Brasília (+9,55%), João Pessoa (+8,89%), Florianópolis (+8,62%) e Goiânia (+8,01%). Em São Paulo e no Rio de Janeiro, por sua vez, as altas acumuladas nos últimos 12 meses foram de 4,31% e 2,06%, respectivamente.

■ Preço médio de venda residencial: tendo como base a amostra de imóveis residenciais anunciados para venda em maio de 2021, o preço médio calculado foi de R$ 7.615/m² entre as 50 cidades monitoradas pelo Índice FipeZap. Dentre as 16 capitais monitoradas, Rio de Janeiro apresentou o preço médio de venda mais elevado em maio (R$ 9.530/m²), seguida por São Paulo (R$ 9.491/m²) e Brasília (R$ 8.214/m²). Já entre as capitais monitoradas com menor valor médio de venda residencial, incluem-se: Campo Grande (R$ 4.368/m²), Goiânia (R$ 4.656/m²) e João Pessoa (R$ 4.678/m²).

Nota: (*) informação publicada no Boletim Focus do Banco Central do Brasil em 31/05/21. A variação real efetiva será conhecida apenas após a divulgação do IPCA efetivo de maio pelo IBGE.

Comments are closed