Ferramenta tecnológica permite visita virtual a imóveis durante pandemia

Ferramenta tecnológica permite visita virtual a imóveis durante pandemia

Pioneira no mercado imobiliário brasileiro, a plataforma VRM – Visita Remota Mediada reúne, em uma única tela, o comprador, o corretor e o proprietário em uma visita virtual ao imóvel em tempo real. Criada pela startup House Viewer 360º devido à demanda das imobiliárias durante o distanciamento social, a ferramenta vem sendo testada desde setembro e permite uma experiência completa pela interação ofertada com quilômetros de distância separando as pessoas envolvidas.

“Considerando o endurecimento das medidas sanitárias devido à pandemia, a opção de visita virtual se torna interessante para um número maior de pessoas e é uma forma dos trabalhos do setor imobiliário terem continuidade”, afirma Maximiliano Selmi Marques, CEO da House Viewer 360º, sediada em São Carlos (SP). Uma vez que todos estejam conectados à plataforma via celulares, tablets ou notebooks, o corretor pede para o proprietário caminhar pelo imóvel transmitindo as imagens enquanto ele apresenta cada cômodo ao comprador.

O corretor mantém o comando da situação e conversa com o comprador sem que o áudio vaze para o proprietário e vice-versa. “É uma experiência imersiva, qualquer dúvida é esclarecida na hora, assim como é possível mostrar detalhes do acabamento, fazer uma panorâmica da vista da varanda ou dar zoom no lustre, tudo de acordo com a necessidade do cliente”, destaca.

Mesmo com o momento difícil que o país está vivendo devido à pandemia, o mercado imobiliário se manteve em crescimento. De acordo com a Abecip – Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança, em janeiro foram disponibilizados R$ 12,3 bilhões em crédito imobiliário, o melhor janeiro da história, com variação 72% superior ao mesmo período do ano passado.

No acumulado de 12 meses, a oferta em todo o país chegou a R$ 129 bilhões, o que incentivou a aquisição de imóveis para moradia e investimento. Mas com as restrições impostas, as visitas continuaram sendo um grande desafio. A VRM vinha sendo testada por algumas imobiliárias, incluindo a plataforma tecnológica carioca HomeHub, que já tinha parceria com o fornecedor na oferta de tours virtuais.

“Essa nova ferramenta melhora substancialmente a jornada de compra e venda de imóveis em tempos de restrição de movimentação pelas cidades. E qualquer uma das 7 mil unidades do nosso portfólio no Rio de Janeiro podem ser visitadas via VRM nesse período”, explica Fred Judice Araujo, cofundador e head de Produtos, Marketing e Dados da HomeHub.

Comments are closed