Category Mercado Imobiliário

Setor imobiliário: Um mercado desvendado pelas mulheres

Por Elisa Tawil, Head de Growth e Onboarding Specialist na eXp Realty Brasil

A desigualdade de gênero é uma realidade estrutural no nosso país, infelizmente. As mulheres muitas vezes recebem salários diferentes pelo mesmo cargo e acabam sendo uma das primeiras opções de corte quando há a necessidade de diminuição de gastos. Ainda temos que acrescentar nessa balança o fato de que muitas fazem múltipla jornada, cuidando dos filhos e da casa, uma equação que ficou ainda mais difícil de solucionar por conta das complexidades impostas pela pandemia.

O mercado de trabalho feminino foi mais afetado que o masculino segundo os dados mais recentes do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Ao comparar o terceiro trimestre de 2020 com o mesmo período de 2019, a queda na parcela de mulheres que estavam no mercado de trabalho foi de 7,5 pontos percentuais (de 53,3% para 45,8%). Apesar disso, o mercado imobiliário ainda se manteve aquecido e segundo o Cofeci-Creci (Conselho Federal de Corretores de Imóveis), o número de mulheres corretoras aumentou em 144% na última década e já passa de 40% dos profissionais atuantes no mercado imobiliário.

Como o mercado imobiliário é muito atrativo, os números não devem parar de crescer. O setor oferece oportunidades de trabalho com flexibilidade de horários combinada a uma boa expectativa de ganhos para corretores em geral. As soluções digitais também podem ser uma boa alternativa às mulheres que buscam formas de trabalhar de casa, em busca de mais qualidade de vida.

Migrar para o setor imobiliário pode parecer difícil e arriscado à primeira vista. Porém, são inúmeras as oportunidades de imersão neste ramo, com diversas plataformas que oferecem cursos gratuitos ou de pouco custo, para preparar desde o iniciante ao corretor experiente. Em paralelo, segundo a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (ABRAINC), as vendas de imóveis no Brasil cresceram 26,1% em 2020, mesmo em meio à pandemia, e a expectativa para 2021 é de terminar o ano com vendas cerca de 30% maiores.

Ao oferecer condições inovadoras, plataformas com soluções que facilitam a vida do corretor de imóveis e uma oportunidade de atuar em um mercado lucrativo, o setor imobiliário dá um passo importante rumo ao futuro. Neste mesmo futuro, podemos notar a tendência de uma equidade de oportunidades para homens e mulheres, que são constantemente cobradas em movimentos e manifestações. Os perfis profissionais masculinos e femininos estão deixando de existir, para dar lugar a um mercado mais competitivo, onde, independente do gênero, as vagas estão selecionando eficiência. Viva o futuro.

Cury atinge R$ 2,0 bilhões em Lançamentos e Vendas nos 9 meses acumulados com VSO anual de 74%

A Cury Construtora e Incorporadora S.A. (“Companhia” ou “Cury”) (B3: CURY3), uma das construtoras líderes do segmento residencial no Brasil atuando nas regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro e em Campinas, divulga a prévia de seus resultados operacionais do terceiro trimestre de 2021 (3T21) em comparação ao mesmo trimestre do exercício anterior (3T20) e, eventualmente, ao segundo trimestre de 2021 (2T21). Os resultados operacionais são dados preliminares e, portanto, ainda sujeitos a revisões e alterações da Companhia e dos auditores independentes.

Lançamentos

No 3T21 foram lançados 6 empreendimentos totalizando o VGV de R$ 720,2 milhões, sendo 3 localizados em SP e 3 localizados no RJ. Assim, nos primeiros 9 meses de 2021 a Companhia realizou o lançamento de 19 empreendimentos, que totalizaram VGV de R$ 2,0 bilhões, desempenho 130,6% superior aos R$ 866,0 milhões registrados no mesmo período do exercício anterior.

O preço médio das unidades lançadas atingiu R$ 228 mil no 3T21, com aumento de 18,2% em relação ao preço médio do mesmo trimestre do exercício anterior (3T20). O aumento de preços reflete a estratégia da Companhia de continuar operando em sua maioria com as faixas mais altas do programa Casa Verde e Amarela, bem como oferecer produtos nos níveis acima dos valores teto do programa habitacional.

Vendas líquidas

A Cury alcança o VGV vendido de R$ 682,4 milhões no 3T21, com crescimento de 66,3% ante o 3T20 e estável comparado ao 2T21. O preço médio de vendas registrado no 3T21 foi de R$ 219,6 mil, representando crescimento de 14,1% em relação ao 3T20.

Tomando como base o período acumulado nos nove primeiros meses do ano, o VGV vendido foi de R$ 2,0 bilhões nos 9M21, indicando alta de 107,7% em relação ao mesmo período do ano anterior.

A velocidade de vendas, medida pelo indicador de Vendas Sobre Oferta (VSO), no acumulado dos últimos 12 meses, foi de 74%, melhor índice já registrado pela Companhia. No 3T21, a VSO foi de 45,2%, registrando uma queda de 1,2 p.p. na comparação com o 3T20.

Repasses

Com forte aumento em seus níveis de Repasse, tanto em termos de unidades, quanto em termos de VGV repassado, superamos os recordes anteriores. No 3T21 o VGV repassado apresentou aumento de 88,3% comparado ao mesmo trimestre do exercício anterior e, no período acumulado dos nove primeiros meses, o crescimento foi de 82,5%. A quantidade de unidades repassadas no 3T21 foi de 3.275, alta de 58,4% frente às 2.068 no 3T20 e crescimento de 16,2% com relação às 2.819 no 2T21. Considerando o desempenho dos primeiros nove meses do ano, a evolução foi de 66,6%, passando de 4.584 no 9M20 para 7.638 no 9M21.

Produção

No 3T21 foram produzidas 2.182 unidades, representando aumento de 27,8% comparado com o mesmo trimestre do ano anterior. Com isso, a Companhia encerrou os 9M21 com 3.227 unidades concluídas.

Estoques

A Cury encerrou o terceiro trimestre de 2021 com estoque de R$ 827,1 milhões de VGV, sendo 97,5% representado por unidades lançadas de obras não iniciadas ou unidades em construção, e apenas 2,5% de unidades concluídas, representando 3,1% das vendas líquidas do trimestre.

Banco de Terrenos

Considerando-se a movimentação recente de lançamentos e aquisições de terrenos, a Companhia encerrou o 3T21 com carteira de terrenos recorde de R$ 11,4 bilhões em VGV potencial, o que representa um total próximo a 56.000 unidades.

Geração de caixa

A Cury manteve sólida performance em sua geração de caixa. No 3T21, a geração de caixa operacional foi de R$ 64,7 milhões, 15,7% acima dos R$ 55,9 milhões registrados no 3T20. No acumulado dos primeiros noves meses do ano, a Companhia atingiu R$ 144,7 milhões de geração de caixa operacional, 19,5% superior aos R$ 121,1 milhões gerados nos 9M20.

Ronaldo Cury de Capua
Diretor de Relações com Investidores

CR2 anuncia Newman Brito como novo presidente da incorporadora

Após anunciar seu retorno ao mercado, a CR2 Empreendimentos Imobiliários S.A. apresenta seu novo presidente, Newman Brito. A chegada do executivo, que assume imediatamente a nova função, visa reforçar a liderança neste período de expansão da marca, além de ampliar resultados na aplicação do novo modelo de negócio, que prioriza a experiencia do cliente após a compra do seu imóvel.

O novo CEO possui MBA em administração de empresas pelo Ibmec e outras formações por grandes instituições como Harvard, London Business School, Wharton e Stanford. Brito ingressou no mercado imobiliário em 1996 atuando na área de incorporação. Desde 2000 vem se destacando na área, com passagens importantes como o portal imobiliário Areautil.com, a reestruturação do setor real estate do Grupo Schahin e o grupo Gafisa Tecnisa.

De 2013 a 2017, o CEO criou a Keyplan com objetivo de desenvolver projetos imobiliários para fundos de investimentos e incorporadoras. Entre 2017 e 2018 junto com a Heartman-House Consultores, Newman conduziu a reestruturação do maior grupo privado de ensino básico do Centro Oeste. Em 2019, como Vice-Presidente do Grupo ZAP, Brito coordenou a reestruturação da área de negócios voltada para o segmento de incorporadoras contribuindo para sua venda para OLX. Em 2020, o executivo reassumiu a Keyplan focando em gestão patrimonial estratégica.

Para este novo desafio, Newman demonstra chegar com muito gás e expectativa. “Estou super motivado em ter a oportunidade de poder contribuir para o crescimento sustentável da CR2 aproveitando o meu background no setor e um time engajado e com muita energia”, finaliza Brito.

2Share planeja rodada de investimentos de R﹩10 milhões

A 2Share, empresa referência em vendas digitais de multipropriedades hoteleiras, iniciou seu road show com vários Fundos de Venture Capital e investidores em geral para uma rodada entre USD 5 à USD 10 milhões para financiar o investimento necessário para aceleração de seu crescimento. Esta é a 3ª rodada da empresa, fundada em 2018, e a 1ª desde a incorporação da empresa feita pela Unyk Holding. Já foram investidos mais de USD 1,5 milhão até o momento nas 2 primeiras rodadas.

Em busca de investidores, a startup acredita que esse processo para captação de recursos Série A alinha-se perfeitamente à sua perspectiva de crescimento. O objetivo dessa rodada é auxiliar no processo de Growth, acelerando as fases futuras que englobam automação do processo de captação de leads, investimento em impulsionamento através de influencers, estruturação de um marketplace focado para incorporadores e mercado secundário para revenda de frações imobiliárias, uma agência de serviços de viagens completa, EAD, além da criação de um Banco Digital para fomentar toda a cadeia do ecossistema de Multipropriedade.

Segundo o CEO da 2Share, Fábio Neri, em 2020, a empresa teve expansão de 25% e faturamento de USD 800 mil. Para esse ano, a companhia tem projeção de faturamento de USD 1 milhão.

A tentativa de captar recursos vem no momento de reaquecimento no mercado imobiliário e do turismo. Para se diferenciar, a 2Share conta com serviço 100% digital e plataforma especializada na venda de frações imobiliárias com desenvolvimento da tecnologia 100% própria, unida às melhores incorporadoras e marcas de hotelaria conhecidas nacional e internacionalmente.

A empresa criou a primeira máquina de vendas digital do mercado de multipropriedades, com histórico de mais de R﹩ 500 milhões de VGV, mais de 7 mil frações vendidas até o momento e mais de 100 consultores cadastrados.

Segundo pesquisa realizada por Caio Calfat sobre o cenário de desenvolvimento de multipropriedades no Brasil, em 2020 o mercado chegou a 109 empreendimentos, com crescimento de 19% em relação ao ano anterior. Na soma dos últimos três anos a evolução do ramo foi de 26% no número de empreendimentos, totalizando mais de R﹩ 28 bilhões de VGV.

RJZ lança condomínio com area de lazer de mais 4mil m² na Tijuca

Desde 2019 sem lançamentos de alto padrão na Tijuca, a RJZ Cyrela lança o Atmosfera Condominium Park, em parceria com a ZKM Participações, um empreendimento que oferece um novo jeito de viver para o morador da região. O novo condomínio, que une originalidade e design, será o primeiro na Tijuca com uma área de lazer de 4mil m², inovando tanto pelo tamanho quanto pelo mix de opções. Outra modernidade é o sistema “Flex On”, que permite ao cliente personalizar a casa do seu jeito diretamente com a construtora e criar novas funções para os ambientes, ampliando ou integrando, de acordo com as necessidades de cada um. 

No Atmosfera, além de personalizar a planta e os acabamentos, o cliente ainda poderá escolher entre acessórios, como armários, ar-condicionado, aquecedor, acesso biométrico e blindex no box. “É muito bom trazer tantas novidades para essa região que é carente de empreendimentos com áreas de lazer nos padrões dos condomínios da Barra da Tijuca. Sobre o Flex On, já havíamos implantado em outros condomínios, e o Atmosfera reafirma nosso compromisso de entregar a casa dos sonhos.”, afirma Carlos Bandeira de Melo, da RJZ Cyrela. 

Entre as opções que os mais de 4mil m² de área de lazer comportam para a família, estão: piscinas climatizada e infantil, deck molhado e solarium, pool bar, sauna úmida, espaço fitness indoor e outdoor, playground, spa aquecido, brinquedoteca e salão de jogos e quadra poliesportiva, um grande diferencial para a região. E adaptado aos tempos de pandemia, o empreendimento ainda conta com um meeting lounge, espaço híbrido que poderá ser utilizado para festas e também coworking. Entre outras facilidades, os clientes ainda terão personal concierge, central de facilidades pay per use, central de encomendas, fitness support, pool bar com operação terceirizada com consumação mínima garantida na taxa de condomínio, fast market e tomadas para bike elétrica.

Localizado em uma das ruas mais tradicionais da região, a Mariz e Barros, o empreendimento está cercado por comércio, supermercados, shoppings, restaurantes, hospitais e clínicas, praças, além da proximidade com dois pontos turísticos: Maracanã e Quinta da Boa Vista. A localização é atendida por duas estações de metrô, Afonso Pena e São Francisco Xavier.

O residencial será construído em um terreno de mais de 8 mil m² com quatro blocos. Ao todo, serão 264 unidades de 3 e 4 quartos com suíte, de 88 a 20 4m², divididos entre apartamento e garden. Todas as unidades terão direito a vaga na garagem. Os gardens serão entregues com porcelanato retificado na sala e laminado nos quartos, já os apartamentos serão entregues com piso laminado na sala e quartos.

Para manter o alto padrão, o Atmosfera, ainda conta com um projeto de paisagismo em uma área verde de mais de 1 mil m² assinado por Benedito Abbud, um dos nomes mais reconhecidos nacional e internacionalmente no segmento. 

E assim como todos os empreendimentos da RJZ Cyrela, o projeto segue uma linha sustentável, com infraestrutura para coleta seletiva de lixo e sistema de reuso de águas pluviais, além de diferenciais de acessibilidade e sistema de segurança. 

MPD Engenharia lança fundo de investimento imobiliário de desenvolvimento residencial em parceria com a Mauá Capital

A MPD Engenharia – uma das principais empresas de construção e engenharia do país, com 39 anos de atuação no setor de construção e incorporação – lança, em parceria com a Mauá Capital, o novo fundo de investimento imobiliário de desenvolvimento residencial, o MMPD11. É a primeira vez que as companhias fazem uma parceria para que seja obtido investimentos para construção no setor imobiliário.

A gestora e a incorporadora atuarão juntas no desenvolvimento de projetos residenciais de alto padrão em regiões nobres da cidade de São Paulo. O fundo, que tem prazo de seis anos, trabalhará especialmente nas regiões mais procuradas da capital paulista, como, por exemplo, Moema, Vila Mariana, Higienópolis, Jardins e Vila Madalena. A captação total do veículo, encerrada em 27 de setembro, soma R﹩ 52 milhões. O Itaú BBA foi o coordenador líder da oferta.

A MPD tem em seu portifólio a construção de indústrias, hospitais, universidades, galpões de logísticas, shopping centers e na incorporação de apartamentos e escritórios de médio e alto padrão. A companhia tem como principais pilares prezar pela qualidade de acabamento, pela responsabilidade socioambiental, entrega 100% no prazo e pelo respeito aos seus clientes e colaboradores. Além disso, investe em desenvolvimento tecnológico e boas práticas construtivas, sem deixar de lado as responsabilidades social e ambiental. Dominante na região de Alphaville, há cerca de 2 anos a MPD vem trazendo para São Paulo projetos icônicos e com arquitetura sofisticada, como é o caso do empreendimento Verve, em Pinheiros.

“A MPD tem realizado diversas ações robustas para continuar expandindo sua atuação no setor de construção civil, o que a mantém entre as empresas líderes no mercado. A parceria com o FII permite que a companhia direcione, cada vez mais, seus investimentos para atender à crescente demanda de empreendimentos, seguindo a linha sustentável. Além disso, estabelecer uma relação com sócios que têm valores que vêm ao encontro dos pilares da MPD é fundamental; e reafirma o nosso comprometimento com a qualidade dos projetos”, afirma Marcos Andrade, VP de Finanças e membro do Conselho de Administração da MPD.

A parceria entre as empresas é um diferencial para o fundo. Com a união, a Mauá Capital reforça seu trabalho em ativos ligados à economia real. Atualmente, a área de Real Estate da casa já concentra cerca de 80% dos R﹩ 5 bilhões em ativos sob gestão. A gestora possui, além dos fundos listados como o MCCI11 e o MCHF11, fundos exclusivos de investidores institucionais estrangeiros também focados nos mercados imobiliário, de crédito, de infraestrutura e ações.

“O mercado residencial segue muito bem e demonstrou sua resiliência durante a crise, que ajudou a reforçar a importância de morar bem. As perspectivas para o setor imobiliário são muito boas, especialmente com a recuperação da economia e a vida das pessoas voltando ao normal. O plano é que esta seja uma primeira captação e que conforme os projetos evoluam, o fundo possa crescer de forma significativa”, diz Brunno Bagnariolli, sócio e responsável pela área de real estate da Mauá Capital.

Feira Virtual reúne grandes nomes da construção civil e da arquitetura para discutir práticas sustentáveis

Evento gratuito, que integra a programação da 93ª edição do ENIC – Encontro Nacional da Indústria da Construção, será realizado nos dias 25 e 26 de outubro

A programação da 1ª Feira Virtual de Construção Sustentável (FVCS) vai reunir profissionais renomados da construção civil e da arquitetura para debater práticas sustentáveis de construção. Idealizada para se tornar uma referência na divulgação e disseminação de inovações sustentáveis no setor da construção civil do Brasil, a FVCS tem como objetivo servir de palco para troca de conhecimentos e realização de negócios entre diferentes empresas, a sociedade civil e o setor público, estimulando o mercado e fortalecendo cadeias de produção sustentáveis.

O evento, organizado pelo Projeto EEDUS – Eficiência Energética para o Desenvolvimento Urbano Sustentável, uma realização da Secretaria Nacional de Habitação do Ministério do Desenvolvimento Regional (SNH/MDR) e da Cooperação Alemã para o desenvolvimento sustentável por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH, será gratuito, 100% online e transmitido por plataforma exclusiva.

Além de painéis de discussão sobre ESG e Financiamento Verde, Tecnologias Inovadoras na Construção Civil Brasileira, Conformidade x Sustentabilidade, e Soluções para a Construção Sustentável, a programação da FVCS promoverá exposições e a realização de rodadas de negócios com produtos e serviços relacionados à eficiência energética entre empresas e consumidores.

Confira a lista de palestrantes confirmados e listados por painéis:

Abertura e Contextualização do Projeto

• Petra Schmidt, Ministra Conselheira – BMZ,

• Heiko Thoms, Embaixador da Alemanha,

• Alfredo Eduardo dos Santos, Secretário Nacional de Habitação – Ministério do Desenvolvimento Regional (SNH/MDR),

• Nilson Sarti, Presidente – CMA CBIC,

• Daniel Wagner, Assessor Técnico – Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH .

ESG e Financiamento Verde

• Claúdia Eloy Magalhães, Diretora – Magalhães Eloy Consultoria Ltda,

• Roberto de Souza, CEO – Centro de Tecnologia de Edificações (CTE).

Soluções digitais para a construção sustentável

• Fernando Daniel Finger, Assessor Técnico Sênior – Projeto ProEESA – Projeto de Eficiência Energética em Sistemas de Abastecimento de Água – Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH,

• Pedro Pellegrino, Sócio e Diretor Comercial – Grupo Flug.

Tecnologias Inovadoras na Construção Civil Brasileira

• Clarice Degani, Coordenação Executiva – Conselho Brasileiro de Construção Sustentável (CBCS),

• Luciana Oliveira, Gerente Técnica – Laboratório de Tecnologia e Desempenho de sistemas construtivos do IPT,

• José Sergio dos Passos Oliveira, Especialista em Infraestrutura Sênior – Secretaria Nacional de Habitação do Ministério do Desenvolvimento Regional (SNH/MDR),

• Johannes Klingberg, Projeto PGIQ – Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH.

Conformidade x Sustentabilidade

• Francisco Ferreira Cardoso, Professor Titular da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo da Especialidade Tecnologia e Gestão da Produção na Construção Civil,

• Lilian Sarrouf, Coordenadora Técnica do Comitê de Meio Ambiente do SindusCon-SP

• Roberto Lamberts, Professor do Departamento de Engenharia Civil e do Laboratório de Eficiência Energética das Edificações (LabEEE) da Universidade Federal de Santa Catarina,

• Vera da Conceição Fernandes Hachich, Membro e Sócia Diretora do Conselho Brasileiro de Construção Sustentável e Tesis – Tecnologia de Sistemas em Engenharia.

Apresentações de Soluções para Construção Sustentável

• Alessandra Migliori do Amaral Brito, Arquiteta e Consultora – Solum Construtora e Incorporadora Ltda,

• Alexandre Susin, MBS Soluções Ecológicas Ltda,

• Ana Leite Bastos, CEO – AMATA e URBEM,

• Andiara Campanhoni, Coordenadora de Assuntos Estratégicos – Secretaria Nacional de Habitação do Ministério do Desenvolvimento Regional (SNH/MDR),

• Caio Bonatto, Founder and CGO – Tecverde,

• Cláudia Martins, Regional Vice President, Brazil – Interface (Soluções de baixo carbono para a construção civil),

• Claudio Mitidieri, Pesquisador – Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT),

• Daniel Wagner, Assessor Técnico – Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH,

• Felipe Basso, Gerente de Novos Negócios – Novos Segmentos – Tecverde (Construção modular pré fabricada),

• Gustavo Ribeiro, Diretor de Projeto no Brasil, Financing Energy for Low-Carbon Investment – Cities Advisory Facility (FELICITY) – Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH,

• Hamilton Ortiz, Chief Executive Officer – Energy Brain,

• Leonardo Lellis, Gerente do segmento Profissional LATAM – Signify,

• Lothar Hoppe, Consultor de Eficiência Energética e Energias Renováveis – ELECTRIC Consultoria Ltda.

• Luis Augusto Pupin, Especialista em P&D – ArcelorMittal (Plataforma Stelligence),

• Manoel Gameiro, Diretor Nacional de Vendas – Ecoquest,

• Marcelo Bortone, Diretor Distrital de Vendas – Trane Technologies,

• Philipp Höppner, Coordenador do Projeto Eficiência Energética para o Desenvolvimento Urbano Sustentável – Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH,

• Rafael Lazzarini, Diretor de Sustentabilidade do Centro de Tecnologia de Edificações (CTE),

• Rafael Teixeira, Diretor Conselheiro – Rafa Resolve,

• Rhaiana Bandeira Santana, Coordenadora-Geral de Desenvolvimento Institucional da Secretaria Nacional de Habitação do Ministério do Desenvolvimento Regional (SNH/MDR),

• Victor Dias, Coordenador de Sustentabilidade – Trisul,

• Virgínia Sodré, Sócia-Diretora da InfinityTech Engenharia e Meio Ambiente,

Público

O evento é destinado a profissionais do setor, executivos de construtoras, empreiteiras, incorporadoras, consultoria e gerenciamento de obras, projetistas, fabricantes de materiais e equipamentos, agentes financeiros e fundos de investimentos, agentes públicos, acadêmicos, entidades de classe, estudantes e interessados por temas que permeiam os diferentes setores da construção sustentável.

Estrutura da Feira

A Expo da 1ª Feira Virtual de Construção Sustentável (FVCS) conta com a participação de empresas e organizações determinadas a disseminar seu know-how sobre as mais novas tecnologias do mercado, nos diversos segmentos abordados no evento.

As Rodadas de Conexões e Negócios, permitem que as organizações tenham a oportunidade de fazer conexões e fechar parcerias. Por meio de um sistema exclusivo de agendamento, os participantes identificam e convidam as organizações com as quais desejam se reunir dentro da plataforma. Nas reuniões, com duração de 15 minutos, as organizações apresentam suas oportunidades de parcerias e/ou negócios, proporcionando a aproximação das duas partes.

1ª Feira Virtual de Construção Sustentável (FVCS)

Quando: 25 e 26 de outubro de 2021

Local: Plataforma exclusiva de transmissão online.

Inscrições gratuitas no site .

ABRAMAT – Indústria de materiais mantém patamar de faturamento e acumula 15,2% de crescimento no ano

A ABRAMAT (Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção) divulga a nova edição de sua pesquisa Índice (anexa ao final do release), elaborada pela FGV com dados do IBGE sobre o faturamento das indústrias de materiais de construção. A pesquisa indica que em setembro houve redução no faturamento das indústrias de materiais de construção. O resultado do mês é de queda de 0,7% sobre agosto, o que representa a terceira redução consecutiva. Na comparação com o mesmo mês de 2020 houve baixa de 3,7%.

A queda é registrada tanto no setor de acabamento, com redução de 1,0%, quanto no de base, com -0,4% sobre agosto. Em comparação com setembro de 2020, a piora apresentada foi de -2,3% (base) e -5,7% (acabamento). Já no acumulado do ano, entre janeiro e setembro, o resultado continua bastante positivo, com 15,2%.

Segundo Rodrigo Navarro, presidente da ABRAMAT, “a queda da atividade quando comparada ao mesmo período do ano passado já era esperada, pois naquele período houve uma retomada brusca da demanda e agora está havendo um reequilíbrio. Por outro lado, essa redução na comparação com meses anteriores pode estar relacionada, além das muitas externalidades envolvidas, também às flexibilizações de atividades que vem ocorrendo com o avanço da vacinação e retração da pandemia, e com isso a atração por consumo de outros bens e serviços por parte do consumidor” conclui o executivo.

LG LED 136″ redefine a experiência de cinema em residências de luxo

A LG Electronics apresenta na CASACOR 2021 sua primeira série de painéis de LED projetada especificamente para instalações residenciais de alto padrão, o LG LED 136″ – modelo LAEC015. A entrada da LG no segmento de painéis de LED residenciais superluxuosos combina a longa experiência da empresa no desenvolvimento de produtos eletrônicos premium, compreensão ampla das necessidades do público e grande investimento em inovação em uma das tecnologias mais promissoras da indústria, o LED.

O painel LG LED 136″ é diferente de qualquer outra tecnologia de televisores ou monitores para uso residencial, usando mais de 2 milhões LEDs individuais para fornecer altíssimo desempenho com brilho excepcional, durabilidade, amplo ângulo de visão e uma imensa gama de cores, mesmo em ambientes mais iluminados, por exemplo com muitas janelas. A tecnologia LED é visivelmente diferente em comparação as “TVs LED” que possuem retro iluminação em sua estrutura. As imagens da tecnologia LED são criadas diretamente pelos LEDs e assim fornecem alta taxa de contraste e brilho, exibindo as imagens mais vivas disponíveis em uma tela de vídeo atualmente.

A alta qualidade do produto começa nos mínimos detalhes como no processo de transporte, que utiliza um case especialmente desenvolvido para proteger e organizar todos os componentes até a entrega no cliente. Passando pelo desempenho, com tecnologia HDR 10 (High Dynamic Range) para representar imagens com mais precisão e realismo e preparado para automação residencial com certificação Crestron Connected. Por fim, possui durabilidade sem paralelo, é desenvolvido para operar no mínimo 100.000 horas, em outras palavras, oferece qualidade de imagem impressionante por mais de 10 anos.

Seu design minimalista e sofisticado garante perfeita adaptação aos mais diferentes projetos de arquitetura e ambientes. Outra vantagem é que todos os componentes de uma solução de LED estão integrados no mesmo produto, facilitando o processo de instalação e também a posterior utilização do produto que é feita de forma simples e intuitiva, como uma TV tradicional, por meio do seu controle remoto.

“É realmente o que há de mais avançado em tecnologia para reprodução de vídeos residencial, oferecendo qualidade e desempenho que agrada aos mais exigentes consumidores que desejam algo que não seja apenas imersivo, mas também altamente exclusivo”, disse Leonardo Di Clemente, gerente de produtos da LG responsável pela categoria de LED. “O uso da tecnologia LED, que já é popular nos ambientes corporativos, é uma das principais tendências para uso em residências de alto padrão que deve se consolidar nos próximos anos. A LG está preparada para este novo mercado com oferecendo tecnologia de ponta e os mais elevados padrões de qualidade, certificados internacionalmente. “

Soluções inovadoras serão premiadas no Startup Awards da FastBuilt Experience 2021

Empresas podem se inscrever para apresentar projetos voltados ao setor da construção civil em evento que é considerado uma das principais agendas do país no segmento

Startups que criam inovações para o mercado da construção civil e imobiliário terão uma oportunidade de apresentar suas soluções em um espaço exclusivo na nova edição do FastBuilt Experience, o maior evento sobre transformação digital no segmento.

No Startup Awards, que vai acontecer durante o evento, nos dias 4 e 5 de novembro no Teatro Carlos Gomes, em Blumenau (SC), e com transmissão online para todo o Brasil, as startups inscritas e selecionadas pela comissão avaliadora composta por Heads e Conselheiros da Blusoft/Acate em parceria com SC Angels, Instituto Gene e MitHub, terão um espaço para apresentar seus trabalhos para Investidores e representantes de Corporates. Os vencedores terão acesso a mentorias com profissionais da tecnologia e inovação, conexão com grandes investidores e players do mercado, premiação em dinheiro, além de visibilidade da marca para todos os participantes do evento.

As inscrições vão até 29 de outubro e, para participar da premiação, os negócios devem se inscrever no site do evento: https://www.fastbuiltexperience.com.br/.

Em 2021, o FastBuilt Experience apresenta seus conteúdos em um modelo híbrido. Os interessados em receber os melhores conteúdos sobre o setor da construção civil e inovação poderão se inscrever para participar do evento presencial, que acontecerá no Teatro Carlos Gomes, no início de novembro. Profissionais como Marcus Anselmo e Bruno Loreto (Terracota Ventures), Gustavo Zanotto (Beemob), Mauricio Benvenutti (StartSe), Andreas Blazoudakis (NetSpaces), Renata Brasil (Leica) e Juliano Bello (Cyrela) são alguns dos já confirmados para o evento. O FastBuilt Experience também estará disponível de forma virtual para todo o Brasil.

SERVIÇO

O que: Startup Awards, espaço para premiar construtechs e proptechs, do FastBuilt Experience 2021, um dos maiores eventos sobre transformação digital na indústria da construção

Quando: 4 e 5 de novembro, das 9h às 18h.

Público-alvo: Investidores, profissionais, gestores, empreendedores e estudantes do segmento da construção e mercado imobiliário.

Como participar: Através de inscrição no site www.fastbuiltexperience.com.br