5 vantagens de apostar em energia solar na sua casa

Quando falamos em tecnologias sustentáveis, é comum pensarmos em energia solar – uma fonte de energia renovável que vem ganhando espaço em residências devido a suas inúmeras vantagens.

“A instalação de painéis solares em residências traz uma série de vantagens significativas, entre elas, economia de energia. Além disso, são apostas inteligentes e que não têm um custo tão alto na hora de construir”, explica João Lobato, arquiteto e urbanista da GrowT, startup focada em projetos e engenharia.

Mas, afinal, quais são as vantagens de apostar na energia solar para a sua casa?

Independência

Quando você opta por um sistema de energia solar, você reduz ou até mesmo elimina sua dependência da rede elétrica. “Isso significa que você não depende mais da rede elétrica convencional, ou seja, não terá problemas com interrupções frequentes, que afetam tantas pessoas”, explica o profissional.

Economia

A vantagem da independência ainda ajuda a reduzir sua conta de eletricidade ao longo do tempo. “Essa economia pode, até mesmo, compensar o valor gasto para a construção dos painéis solares”, comenta o arquiteto.

Sustentabilidade

A energia solar não emite gases de efeito estufa nem poluentes atmosféricos, ou seja, não impactam no meio ambiente. Isso significa que, além de inúmeras vantagens, você estará contribuindo com a sustentabilidade.

“Hoje em dia, muitas pessoas estão optando pela sustentabilidade na hora de construir, não apenas com energia solar, mas também com iluminação LED, cisterna, telhado verde, entre outros”, opina João.

Valorização

Outro ponto a se considerar na hora de optar pela energia solar é a valorização do imóvel, já que a sustentabilidade está em alta e a tendência é que continue neste caminho. De acordo com João, muitas pessoas hoje buscam imóveis sustentáveis. “Isso pode ser muito atrativo no mercado imobiliário no momento da venda do local”.

Baixa manutenção

Que tal deixar de lado as dores de cabeça causadas pelas recorrentes manutenções? A vida útil do sistema de energia solar é de, aproximadamente 30 anos, além da garantia de alguns fabricantes. “Isso significa eletricidade confiável por muito tempo e com pouca necessidade de reparos significativos”, finaliza.

ZAP+ e ABMI se unem em parceria estratégica

O ZAP+, braço imobiliário da OLX Brasil, anuncia uma importante parceria institucional com a ABMI (Associação Brasileira do Mercado Imobiliário), que reúne relevantes imobiliárias do país. O principal objetivo é fortalecer ainda mais o relacionamento entre a empresa, que conta com mais de 6,5 milhões de anúncios imobiliários em suas plataformas, e as imobiliárias que fazem parte de entidade, que estão espalhadas  em mais de 200 cidades brasileiras e, juntas, oferecem mais de 400 mil imóveis para comercialização e administram, em locação, carteiras que totalizam 1 milhão de clientes.

“Com 25 anos de existência, a ABMI é uma das associações mais importantes do mercado imobiliário e reúne boa parcela dos players mais relevantes nas cinco regiões do país. Nós já somos parceiros da maior parte das imobiliárias da associação, por meio de nossas plataformas, produtos e serviços, mas vemos agora uma grande oportunidade de aprofundar ainda mais essa relação. A ideia é promover muita troca de conhecimento entre as partes, discutir soluções e entender as reais demandas das imobiliárias para juntos podermos chegar mais longe e contribuir ainda mais com o desenvolvimento do mercado imobiliário em todo o país”, comenta Rafael Nader, VP de Vendas e Operações da OLX Brasil.

Fundada em 1998, a ABMI tem uma história marcada pela inovação e pela modernidade. Ela  reúne atualmente imobiliárias reconhecidas pela qualidade de seus processos e boas práticas, bem como pela diversidade de seus produtos e pelas políticas de inovação. As associadas da ABMI impactam a vida de mais de 2 milhões de brasileiros, gerando um VGV (Valor Geral de Vendas) de cerca de R$ 5,9 bilhões, enquanto em termos de aluguéis recebidos (VGL), o faturamento chega a mais de R$ 180 milhões.

“Trata-se, sem dúvida, de um grande marco para a ABMI, essa parceria com uma empresa tão importante para o mercado imobiliário como é a OLX Brasil”, comemora Ricardo Abreu, presidente da entidade.  “A partir da união entre a ABMI e o ZAP+ pode-se esperar, com certeza, que vem muita coisa boa por aí, e quem vai sair ganhando com isso serão as associadas da ABMI em todo o país e, claro, o mercado imobiliário brasileiro”, antevê Abreu.


Essa união de forças entre ZAP+ e ABMI prevê fóruns de discussões estratégicas em prol do desenvolvimento de soluções que contribuam para o fomento de oportunidades e para o desenvolvimento do mercado imobiliário nacional, sessões exclusivas de conteúdo de capacitação e serviços para tornar o dia a dia dos profissionais e das imobiliárias associadas ainda mais potente e competitivo, bem como eventos proprietários e experiências exclusivas. A ABMI contará ainda com toda a expertise de ZAP+ no fornecimento de dados aprofundados do setor, materiais de suporte e educacionais.

No 86º encontro da ABMI, que acontecerá nos dias 16 a 18 de agosto na cidade de Belo Horizonte-MG, ZAP+ estará presente como principal parceiro da associação, demonstrando a proposta de valor construída que visa não só beneficiar as imobiliárias e corretores, mas também apoiar na melhor experiência do usuário final, seja ele comprador, locatário, vendedor ou locador de imóveis pelo Brasil.

ADN Construtora apresenta seu primeiro lançamento em Campinas com investimento de R$138 milhões

O Grupo ADN chegou em Campinas no início do ano anunciando investimentos de R$500 milhões e com perspectiva de lançar 8 empreendimentos até 2025, e agora anuncia o seu primeiro condomínio na cidade, o Santorini Residence. O anúncio ocorreu durante um workshop sobre tendências e novidades do mercado imobiliário realizado na última terça (4), no auditório Monsenhor Salim, no Campus II da PUC (Pontifícia Universidade Católica), que contou com a presença de mais de 150 convidados, entre imobiliárias, corretores parceiros e especialistas do mercado. 

Com investimento de R$138 milhões, o Santorini Residence será construído em uma localização privilegiada na Avenida John Boyd Dunlop, em frente ao campus II e hospital universitário da PUC, sendo uma ótima opção para quem deseja realizar o sonho do imóvel próprio ou até mesmo para investidores, já que a demanda por moradia na região é alta por conta da universidade e do hospital universitário. 

O Santorini Residente traz para os campineiros o conceito de morar bem e com qualidade, pois supera a ideia de ser apenas moradia, mas um projeto pensado cuidadosamente para ser um verdadeiro lar com infraestrutura completa de um condomínio-clube. 

“Já é um padrão da ADN entregar empreendimentos com uma infraestrutura impecável e área de lazer repleta de atrativos para que os futuros moradores vivenciem seus lares de uma forma mais completa, sem precisar sair do condomínio. Muito mais que comodidade e entretenimento, isso é permitir aos nossos clientes um estilo de vida mais saudável, sustentável e seguro”, afirma o CEO do Grupo ADN, Pedro Donadon. 

MELHOR CUSTO-BENEFÍCIO 

Ao todo, serão 600 unidades de apartamentos de 2 dormitórios, sacada, cozinha americana em conceito aberto, área de serviço, banheiro e sala de estar e jantar. O empreendimento oferece uma infraestrutura impecável, incluindo portaria 24h, bicicletário, car wash, praça de convívio, playground, espaço steak house, piscina adulto e infantil com vestiário, espaço piquenique, redário, lounge, espaço happy hour, pet place e ADN Shop, um mercado autônomo disponível 24h. 

Os futuros moradores também poderão desfrutar do ADN Beleza, um salão de beleza dentro do condomínio, de uma pista de saúde, do espaço funcional para atividades físicas, de um coworking e de uma academia interna. Além disso, todas as unidades de apartamentos contam com vagas de garagem. 

“Antes de investir em uma nova cidade ou empreendimento, levantamos as necessidades dos consumidores e, a partir disso, desenvolvemos o projeto, afinal é primordial ouvir nossos futuros clientes. Em Campinas, identificamos uma carência por imóveis com vaga de garagem, em boa localização e com atrativos de clube. Então, o Santorini Residence traz tudo isso e atende essa demanda”, disse Donadon. 

Durante o evento os convidados também puderam ter uma ideia de como será o segundo lançamento, o Lyon Residence, empreendimento de 200 unidades e V.G.V de aproximadamente R$46 milhões nas proximidades do Campinas Shopping. 

RELAÇÃO COM O ESPORTE E COM A CIDADE 

Além de entregar imóveis de alta qualidade, a ADN Construtora também se destaca por ser uma empresa que se envolve com a comunidade e o esporte nos municípios em que atua.  

Recentemente, a empresa foi anunciada como patrocinadora oficial da Ponte Preta, um dos times de futebol mais tradicionais de Campinas. Essa parceria reforça o posicionamento da empresa em incentivar o esporte e contribuir para o desenvolvimento da cidade. 

“Estamos orgulhosos e empolgados com essa nova parceria com a Ponte Preta. Como ex-atleta, descobri que o esporte é um poderoso incentivador de valores humanos essenciais. Os aprendizados são tantos que ultrapassam as linhas do campo e podemos trazê-los para o nosso cotidiano, como trabalho em equipe, determinação, superação e respeito mútuo. O esporte transcende barreiras sociais e culturais, e permite a união das pessoas em torno da mesma paixão”, disse Donadon.  

Maringá (PR) segue com recorde de lançamentos de imóveis residenciais

Construtora Yticon lança Cosmopolitan, quinto empreendimento da marca na cidade, com diferenciais de lazer como Steak House, Kids Place, Lounge Sports e Arena Beach Sports

O município de Maringá (PR) tem se destacado como um dos melhores lugares do Brasil para se viver e investir. Recentemente, a cidade conquistou a 4.ª posição no ranking da região Sul do “Bloom Consulting Brasil City Brand Ranking”, realizado pela Bloom Consulting. O ranking analisou o desempenho de marca das 100 cidades mais populosas do Brasil nos eixos viver, investir e visitar. Esse título inédito se soma ao reconhecimento da consultoria Macroplan de melhor cidade, por três vezes, levando em consideração indicadores econômicos, educacionais, de saúde e meio ambiente.

Esses títulos têm impulsionado o crescimento expressivo do mercado imobiliário nos últimos cinco anos. Os recordes constantes chamaram a atenção de entidades como Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado do Paraná (Sinduscon/PR-Noroeste) e a Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP), que realizam periodicamente a “Sondagem do Mercado Imobiliário” para fornecer dados e estatísticas sobre o setor. Um dos empreendimentos que se destaca nessa lista é o Cosmopolitan, quinto empreendimento da Yticon, construtora do Grupo A.Yoshii, em Maringá. Além deste, a construtora planeja lançar mais um empreendimento ainda este ano, sendo a sua primeira entrega prevista para julho.

Localizado na Zona 8, bairro com acelerado crescimento, o residencial terá uma torre com 25 andares, sendo 8 apartamentos por andar, totalizando unidades com área privativa de 79 ou 81 metros quadrados. Os apartamentos terão opção de dois ou três dormitórios, incluindo suíte com closet. Além do diferencial de sacada com churrasqueira, o condomínio oferecerá uma área de lazer completa, alinhada à nova tendência dos home clubs que reúnem atributos como sustentabilidade, segurança, conforto, lazer, áreas sociais, infraestrutura completa e conexão com a natureza.

Experiência do morar bem

Para a gerente da unidade Yticon em Maringá, Emanuelle De Mori Bardeja Gil, o empreendimento eleva ainda mais a qualidade e experiência do morar bem em produtos do segmento. “Os clientes da construtora não abrem mão de conforto e qualidade de vida. Por isso, investimos em itens como Family Space, Steak House, Kids Place, Play, Lounge Sports e piscina com “prainha”, voltados para momentos de lazer e diversão”, pontua ela. “São áreas pensadas em oferecer espaços para reuniões gastronômicas, momentos de jogos e diversão para toda a família”.

Assim como o lazer, a qualidade de vida está entre as prioridades nos empreendimentos da Yticon. Por isso, foram projetadas facilidades para atender às demandas e rotinas diárias dos moradores, como uma lavanderia compartilhada, iMarketdelivery e um espaço para coworking com sala de reunião, indispensável nos novos formatos de trabalho atuais. “Além disso, a construtora adotará o conceito “Compartycon”, um modelo de economia compartilhada que prevê o uso compartilhado de bicicletas, patinetes elétricos, materiais esportivos e ferramentas.”, afirma a gerente. E como a qualidade de vida também está diretamente ligada à saúde, o empreendimento contará com espaços dedicados à promoção da saúde, dentro do próprio condomínio. “O residencial terá uma Arena Beach Sports (para esportes de areia), espaço Outdoor Training, espaço +Fit e uma quadra, todos projetados exclusivamente para a prática de atividades físicas e esportivas”, finaliza a gerente.

Dívida de condomínio: como evitar e o que fazer para não perder o imóvel

Especialista explica o que fazer para evitar o endividamento por falta de pagamento da taxa condominial, possíveis punições e como negociar a dívida

Ter um teto para chamar de seu se tornou um sinônimo de prosperidade familiar no imaginário popular. Não à toa, milhões de brasileiros e brasileiras têm o sonho da casa própria. Porém, esse sonho pode virar um pesadelo se a falta de planejamento financeiro levar a família a acumular dívidas junto ao condomínio.

O que acontece se a dívida condominial não é paga?

Sempre que o assunto inadimplência do condômino vem à tona, a penalidade máxima que se supõe para a família proprietária do imóvel é a perda do mesmo. E isso de fato pode acontecer. Dívida de condomínio é uma obrigação vinculada ao imóvel e por isso é possível perdê-lo, mesmo sendo o único bem da família.

Com o atual Código de Processo Civil, em vigor desde 2016, ficou ainda mais fácil essa possibilidade, com o imóvel podendo ser penhorado e, posteriormente, levado a leilão. “O valor arrecadado em leilão é direcionado ao pagamento da dívida, e o que sobra desse valor é ressarcido ao proprietário”, explica a especialista Claudia Santos de Andrade, responsável pelas áreas de Cobrança e Jurídico na Recovery, empresa do Grupo Itaú e plataforma especialista em recuperação de crédito no Brasil.

Outras penalidades por parte do condomínio ou da Justiça podem ser impostas aos devedores, causando impacto significativo na saúde financeira das pessoas:

  • Ter o nome incluso no cadastro de inadimplentes, ou seja, ficar com o nome sujo e ter dificuldades de acesso a crédito e financiamento;
  • pagar multas e juros, cujos valores são determinados na Convenção Coletiva do Condomínio e na legislação, e que geralmente giram em torno de 1% para os juros mensais e 2% para a multa;
  • penhora de valores na conta bancária, determinada pela Justiça;
  • proibição do exercício do voto nas assembleias deliberativas do condomínio;
  • proibição de uso das áreas comuns e lazer por moradores com débitos, por conta de não estarem contribuindo com a taxa condominial necessária para o custeio de sua manutenção – caso que ocorre em muitos condomínios.

Além das penalidades citadas acima, a situação pode se tornar um terrível transtorno no decorrer dos anos, com a precarização do convívio do devedor com os outros condôminos.

Como negociar a dívida condominial?

Bom relacionamento é tudo, e os bons laços com a comunidade do condomínio são essenciais para uma negociação saudável e diplomática do débito. Uma negociação amigável, que sensibilize o síndico e o conselho do condomínio acerca da sua situação difícil e do seu compromisso em quitar o mais rápido possível são vitais para a negociação dos valores, juros e parcelas e evitar medidas legais mais severas.

“É importante mostrar interesse em quitar os débitos em atraso”, afirma Claudia Santos de Andrade, reforçando a importância da proatividade do devedor para melhorar as condições de uma negociação amigável. Entretanto, se não houver negociação possível, a especialista reforça: “O melhor a se fazer é procurar um advogado especialista em direito condominial, para enviar uma proposta de parcelamento da dívida”.

Lembrando que as dívidas condominiais podem prescrever em cinco anos, de acordo com decisão do Superior Tribunal de Justiça, não sendo permitida sua cobrança judicial após esse período. No entanto, é de suma importância entender que a dívida não deixa de existir, sendo possível a sua cobrança na esfera extrajudicial.

Como se organizar para pagar o condomínio em dia?

O planejamento financeiro é a base para a maioria dos desafios que se impõe às famílias brasileiras, quando o assunto é despesa doméstica. Ao adquirir um imóvel, leve em consideração os custos do condomínio e coloque as contas na ponta do lápis. Isso é vital para pagar as taxas condominiais em dia e honrar os demais compromissos, como contas de luz e água.

Nos casos de atraso do condomínio, a especialista Claudia Santos de Andrade alerta: “Você pode pensar em fazer renda extra para quitar o débito, cortar despesas ou mesmo fazer um empréstimo para se livrar dessa dívida. No entanto, em caso de solicitar crédito para pagar condomínio atrasado, você pode estar sujeito ao pagamento de juros altos. Por isso, é preciso procurar pelas melhores taxas e condições de parcelamento que caibam no seu bolso”, diz.

Escritório Ilha assina projeto completo do edifício KlubHaus, em Higienópolis

Localizado no bairro Higienópolis, em São Paulo, a Ilha Arquitetura desenvolveu todo o projeto do edifício Klubhaus – da casca ao tutano. Ou seja, o escritório desenhou e executou o layout, desde a arquitetura, passando pelas áreas comuns até a finalização do design de interiores dos estúdios e apartamentos. O prédio que era um antigo posto de gasolina recebeu programa com planta otimizada para contemplar apartamentos do tipo estúdio e com um dormitório.

“O cliente gerencia um grupo de investidores e 100% do edifício deveria ser configurado com exclusividade para atender plataformas públicas de locação como Airbnb, além da própria plataforma de locação do cliente”, explicam os sócios do Ilha Arquitetura.
 

Nesse sentido, o escritório desenvolveu o layout do prédio, bem como os interiores das áreas comuns e das quatro tipologias de apartamentos com estética que abraça o conforto e permite aos usuários desfrutar de sensação permanente de aconchego nas instalações.

Por se tratar de um terreno de esquina, os profissionais tomaram o partido da curva na concepção da volumetria e do cobogó na conexão entre os dois terraços. “Gostamos da permeabilidade visual desse suporte construtivo. Esses elementos vazados garantem privacidade ao ambiente, sem privá-los de toda luz e ventilação natural; além de ser um traço muito marcante nos prédios de boa arquitetura no bairro de Higienópolis”, revelam.

As boas-vindas ao edifício é feita por meio de um lounge amplo com pé direito duplo concebido para funcionar como a clausura do prédio. Na fachada, ainda se destacam o caixilho curvo com floreira metálica da esquina, e gradil na cor chumbo, em chapa perfurada quadrada, uma solução leve e contemporânea.

Dentro de cada unidade, a partir de um programa de interiores cuidadosamente elaborado, o foco foi valorizar o bem-estar com ambiente humanizado com móveis funcionais, desenhados especialmente para atender à proposta da planta.

Vale ressaltar a escolha da paleta de cores nos tons terracota, turquesa, cinza e preto, como ponto alto do KlubHaus, usada desde a fachada até o hall dos elevadores e áreas comuns, responsável por dar uniformidade ao conjunto.
 

“A diversidade de usos da composição, o décor funcional dos apês, a presença de cores na fachada, os caixilhos amplos dos apartamentos e curvo em toda a quina do prédio são destaques importantes do projeto”, ressaltam.

Para o coroamento do projeto em grande estilo, o escritório ainda projetou um convidativo rooftop com salão de festas que pode ser utilizado tanto para grandes eventos ou celebrações exclusivas, caso de um drinque entre amigos, a vista privilegiada de tirar o fôlego descortina os bairros de Higienópolis e Santa Cecília.

Ficha técnica:
 

Local: Higienópolis, São Paulo

Área do terreno: 1.034 m²

Área construída: 4.342 m²

Início do projeto: 2014

Conclusão da obra: 2022

Arquitetura e interiores: Ilha Arquitetura – Marcia Gullo, Juliana Felicíssimo, Marisa Cristina e Michel Stein (autores); Maria Carolina Balaiuna, Jefferson Doki, e Fernanda Malerba (coordenadores); Daniel Schapira, Ian de Sá e Vinícius Almeida (colaboradores); Lara Bosica, Roberta Assunção, Gabrielli Noronha e Wilma Paulino (estagiárias)

Incorporadora: HausBau Incorporadora

Construtora: Indepy Construções

Fundação: Infraestrutura

Estrutura: Modus Engenharia

Instalações: Duall Engenharia

Paisagismo: Patrícia Junqueira

Mural: Clara Leff

Fotografia: Manuel Sá

Fotografia internas dos apartamentos: Rita Bonanata


Fornecedores:

Cobogó fachada: Solarium Revestimentos

Revestimentos e Cobogó (cobertura): Portobello

Tecnisa retoma rodada de negócios com startups em busca de iniciativas focadas em ESG

A Tecnisa, uma das maiores incorporadoras de empreendimentos residenciais do Brasil, que trabalha de forma integrada com construção e vendas, retoma o Programa “Fast Dating”, uma rodada de negócios que tem como objetivo incentivar a economia local e encontrar startups que possam impactar a companhia com ideias inovadoras. Nesta edição, a construtora e incorporadora busca por produtos ou serviços com foco em ESG (sigla em inglês para os critérios de governança ambiental, social e corporativa) que atendam diferentes setores da empresa. 

No primeiro encontro, realizado no dia 9 de maio, na sede da Tecnisa, localizada no bairro Jardim das Perdizes, em São Paulo – SP, oito startups apresentaram seus projetos relacionados com ESG, em “pitches” de 15 minutos cada. Duas foram pré-selecionadas: UpLexis, com seu projeto de gestão de riscos para a área de governança; e a Camargo Química, que conta com uma tecnologia para sequestro de carbono na construção de edifícios.  

Outras três startups entraram na lista de negócios em potencial: 4Hábitos, empresa de gestão em aproveitamento de resíduos; Abundance Brasil, que atua com crédito de carbono; e ImpulsoBeta, empresa de gestão de diversidade.    

As inscrições para as empresas interessadas em participar do “Fast Dating” seguem abertas no link https://www.tecnisa.com.br/lp/fastdating. As startups selecionadas serão convidadas para os futuros eventos presenciais, que devem ocorrer a cada 90 dias, com o próximo programado para o início de agosto. 

Passo a passo 

Após a apresentação das startups, o time da Tecnisa responsável pela rodada de negócios faz a análise dos serviços, produtos ou soluções e decide quais deles estão alinhados com a estratégia da companhia e tem potencial para implementação. Não há um número limite de startups ou projetos que serão aprovados pela empresa, a diretriz é “Open Mind” para inovação.

“Esse programa teve início em 2011 e foi pioneiro no setor imobiliário do País. Retomá-lo é abrir caminho para identificar novas práticas, inicialmente relacionadas aos desafios ESG, de maneira ágil e eficiente. Essas iniciativas nos auxiliarão a crescer de forma sustentável e responsável, com o nosso DNA de inovação”, explica o presidente da Tecnisa, Fernando Tadeu Perez.

Indicadores 

A troca de experiências com empresas jovens e inovadoras reforça os valores e a cultura de inovação que acompanha a história da Tecnisa. Neste novo ciclo do programa, o objetivo é aumentar a quantidade de negócios fechados para cerca de 10%, com apoio de consultoria externa, envolvimento de executivos sêniores e assessoria de especialistas internos no tema ESG. 

“Um dos drivers desta nova edição é procurar produtos e serviços que consigam tornar o edifício mais eficiente em termos de consumo de energia ou água ou recursos naturais”, complementa Perez. 

Do lançamento em 2011 até o momento, já foram realizadas 88 edições, com mais de 700 empresas participantes e 46 soluções implementadas pela Tecnisa. 

35% dos imóveis de aluguel e 46% de compra e venda estão anunciados acima do preço ideal

Um estudo feito pelo QuintoAndar mostra o impacto da precificação incorreta de um imóvel no momento de colocá-lo tanto para alugar como para vender. Enquanto os imóveis disponíveis para aluguel demoraram 16% mais tempo para alugar, considerando a média, e recebem até 44% de desconto nas negociações, em compra e venda apenas 1 em cada 10 imóveis tem um contrato firmado com o preço de venda acima do intervalo sugerido.
 

Apesar de mercados com comportamentos bastante distintos, a precificação é uma das maiores dores daqueles que desejam comercializar um imóvel.
 

“Optar por um valor acima do mercado pode parecer atraente para os proprietários, mas pode afetar negativamente a liquidez do imóvel e até mesmo resultar em ganhos menores do que o projetado, devido aos custos contínuos, como IPTU e condomínio, de um imóvel vago”, ressalta o especialista em dados do QuintoAndar Pedro Capetti.
 

Impactos da má precificação no aluguel

De acordo com o estudo, entre janeiro de 2022 e abril de 2023, cerca de 35% dos imóveis publicados para locação no QuintoAndar estavam com um preço considerado inadequado no momento da publicação. O levantamento foi feito levando em consideração anúncios e contratos fechados na plataforma e indica que imóveis com o preço acima do mercado demoraram 16% mais para alugar, considerando a média, e recebem até 44% de desconto nas negociações.
 

No caso do aluguel, definir um preço adequado desde o início do anúncio é crucial, pois as primeiras semanas são o período de maior visibilidade e de maior número de visitas agendadas. As visualizações de um anúncio são 24% maiores na primeira semana em relação à média registrada. No caso das visitas agendadas, o ápice de agendamentos ocorre na segunda semana de um anúncio, quando eles ficam 23% acima da média.
 

“Sobrevalorizar o aluguel do imóvel, portanto, o exclui do interesse de uma parcela significativa de inquilinos potenciais, reduzindo sua liquidez. A precificação elevada para ‘testar’ o mercado, mesmo que a intenção seja ajustar o valor posteriormente, mostra-se contraproducente, uma vez que o pico de atratividade do imóvel acontece nas primeiras semanas”, destaca Pedro Capetti, especialista de Dados no QuintoAndar.
 

O estudo aponta que reajustes posteriores no valor do anúncio podem ajudar a recuperar parte da dinâmica do processo. No entanto, a análise mostra que quanto mais tempo o imóvel fica anunciado, maior é o desconto concedido para concretização na negociação. Proprietários com imóveis que levam quatro semanas para serem alugados oferecem um desconto médio 44% maior em comparação à média dos imóveis alugados nas duas primeiras semanas.
 

Ainda segundo o estudo, nos últimos meses, o número de imóveis com melhor precificação tem crescido em aluguel. Em janeiro de 2022, 63% dos imóveis estavam bem precificados. Em abril deste ano, o percentual passou para 66%. Isso significa que, de cada três imóveis, dois estavam bem precificados.
 

Má precificação em compra e venda
 

Em relação à compra e venda, o estudo mostra que 46% dos imóveis anunciados são listados com o preço acima do ideal e que apenas 10% dos contratos são fechados com esse sobrepreço.
 

Isso significa que, de cada 10 imóveis disponíveis, pelo menos 4 aparecem com o preço acima do intervalo recomendado. E que apenas 1 em cada 10 tem um contrato firmado com o preço de venda acima do intervalo sugerido.
 

Os dados do estudo foram coletados entre julho de 2022 e abril de 2023 e se referem a todos os imóveis publicados na plataforma.
 

Imóveis que estavam dentro do padrão de preço em suas respectivas regiões corresponderam a cerca de 70% das vendas neste período, segundo a publicação.
 

“Vender um imóvel não é um evento frequente na vida das pessoas, o que gera muita dúvida no momento de encontrar um valor que seja justo para o comprador e rentável para o proprietário”, afirma o especialista em Dados do QuintoAndar Pedro Capetti. “A superestimação do valor pode afastar potenciais interessados, resultando em menor interesse e menos visualizações dos anúncios. A boa precificação, no fim, beneficia a todos”, diz.
 

O levantamento indica que imóveis anunciados para a venda passaram por ajustes de preço, em média, três vezes. Esses ajustes são mais frequentes à medida que o tempo passa, indicando uma estratégia para tentar concretizar a venda. Atualmente, cerca de 51% dos imóveis listados há mais de 120 dias estão com o mesmo preço que foram publicados.
 

No entanto, o estudo ressalta que alterar o preço do imóvel não deve ser visto como algo negativo, pois, mesmo que o número de pessoas visualizando o imóvel diminua ao longo do tempo, a quantidade de visitas agendadas se mantém praticamente a mesma. Um dado que reforça isso é que, atualmente, de cada cinco visitas agendadas no site do QuintoAndar, quatro são em imóveis que estão listados há mais de oito semanas.
 

Como identificar a precificação correta?
 

No caso do QuintoAndar, proprietários podem utilizar a Calculadora QuintoAndar e a ferramenta Preço Certo, que utilizam inteligência artificial para precificar os imóveis da plataforma. O produto considera características de milhares de imóveis para calcular um preço a partir de informações imputadas pelo proprietário, como: metragem, localização, valor do condomínio e IPTU.
 

“É de extrema importância que os proprietários e administradores imobiliários realizem uma análise minuciosa do mercado e estabeleçam um preço justo e competitivo para seus imóveis, maximizando as chances de um alugar ou vender rápido”, conclui Capetti.

O que significa hassle-free quando o assunto é o aluguel de imóveis?

Em um cenário com tantas soluções tecnológicas sendo criadas a todo momento e uma rotina lotada de compromissos onde tudo pode mudar a qualquer instante, é natural que as pessoas busquem cada vez mais por praticidade e comodidade. Esse movimento é uma consequência de um mundo conectado e imediatista. 

Quando o assunto é moradia, o cenário não é diferente. Segundo Jorge de Moraes, Diretor de Operações da Vila 11, empresa brasileira referência em empreendimentos multifamily que desenvolve, administra e opera residenciais para locação em regiões estratégicas de São Paulo, os moradores querem cada vez mais praticidade e rapidez e por isso, o conceito de hassle-free, que significa sem complicações, está em alta no setor imobiliário e seguirá como tendência.

“As pessoas estão sendo atraídas por aqueles serviços sem burocracia, simples e rápidos, tanto para comprar como para alugar imóveis. Por isso, os trâmites administrativos que envolvem desde os contratos até processos condominiais, por exemplo, não podem mais trazer dor de cabeça, o que abre uma oportunidade para o mundo digital. Além disso, é possível ver como os imóveis semimobiliados e os prédios com espaços completos de uso comum também estão se fortalecendo neste contexto, já que facilitam a rotina dos moradores”, explica. 

Atualmente no mercado imobiliário, já é possível encontrar diferentes soluções que garantem experiências mais assertivas. A Vila 11, por exemplo, está crescendo em decorrência da demanda da sociedade, já que trabalha com o modelo multifamily que está totalmente ligado com o conceito de hassle-free.

“Todos os nossos prédios são feitos 100% para a locação e assim, fazemos toda a gestão patrimonial dos empreendimentos. Ou seja, além de cuidarmos das áreas externas como lavanderia, piscina, pet place, coworking, academia, entre outros, também fazemos a manutenção dos apartamentos, o que envolve trocas de lâmpadas e consertos em geral, necessários devido ao desgaste do tempo. Isso sem contar que os prédios estão em regiões estratégicas, próximos de pontos importantes e que os contratos são simples, assinados digitalmente, com análise de crédito ágil e sem necessidade de garantias”, informa Moraes. 

Além disso, todos os apartamentos são semimobiliados. As unidades long term envolvem um contrato padrão de locação de 30 meses, e contam com itens como geladeira, micro-ondas, cooktop, ar-condicionado, etc. Já aquelas do tipo short term possuem contrato de, no mínimo, um mês e máximo de seis meses. Contêm os mesmos itens do long term, e mais sofá, cama, TV, internet, jogo de cozinha com panelas, pratos, talheres, entre outros benefícios. Os pacotes já reúnem aluguel, taxa condominial, IPTU e contas de consumo em cobrança unificada.

“Devido a realidade das pessoas e a busca por facilidade, o hassle-free é uma tendência que deve ser olhada atentamente pelos profissionais do setor, principalmente porque a sociedade está em busca de novidades e aqueles que oferecerem as melhores vantagens, pensando de fato na experiência dos clientes, sairão na frente. Por isso, digo que devemos entender sempre as necessidades dos consumidores para diminuir os atritos no processo de moradia. Sem dúvidas o conceito de hassle-free será muito falado ainda”, finaliza o Diretor de Operações da Vila 11.      

Grupo Andora completa 10 anos e tem a sustentabilidade como diferencial em suas obras

Com dez anos de história no mercado da construção civil completados recentemente, o Grupo Andora, com sede em Porto Alegre/RS, contabiliza em seu portfólio mais de uma centena de obras realizadas para clientes nacionais e internacionais, de médio e grande portes. A companhia, com três bases de atendimento – Andora Construções, Andora Engenharia e Andora Fast Construction – além de um quarto braço, Andora Incorporações, em fase de desenvolvimento de projetos, tem entre seus principais diferenciais a preocupação com a sustentabilidade e a utilização de metodologias e soluções construtivas que diminuem o impacto no meio ambiente. Atualmente, está entre as empresas da Região Sul do Brasil que mais tem executado empreendimentos que estejam aptos a conquistar a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), tendo, inclusive, atingido na construção do Hotel Moov Porto Alegre, em 2021, o nível Platinum, alcançado por apenas 5% dos projetos no mundo. 

Além do Hotel Moov Porto Alegre, entre as obras concluídas pelo Grupo Andora e já certificadas ainda estão:

– SLC Máquinas Agrícolas (Cruz Alta/RS) – finalizada em 2020 e certificada LEED Silver;

– Superintendência Sicredi Zona Sul e Teatro Sicredi Zona Sul (Pelotas/RS) – entregue em 2020 e certificada LEED Silver.

Outros três empreendimentos estão com seus processos de certificação em andamento, são eles:

– Superintendência Regional Sicredi das Culturas – RS/MG (Ijuí/RS) – obra em execução e projeto desenvolvido para atingir certificação LEED Platinum;

– Superintendência Sicredi Noroeste (Três de Maio/RS) – obra entregue em maio de 2023 e em processo de certificação LEED Gold em andamento;

– Centro de Experimentação Eurogarden Maringá (Maringá/PR) – obra entregue maio de 2023 e processo de certificação LEED Platinum e Well Platinum em andamento;

Aspectos analisados – Todas estas obras foram ou serão pontuadas a partir de aspectos avaliados pela certificação LEED, como localização e transporte; terrenos sustentáveis; eficiência no uso da água; energia e atmosfera; materiais e recursos; qualidade do ambiente interno; e inovação e design. Sócio do Grupo Andora, Flávio Dahlem da Rosa salienta que ao construir edifícios energeticamente eficientes, por exemplo, há significativa redução no consumo de energia e, consequentemente, nos custos operacionais em longo prazo.

Metodologia sustentável – O Grupo Andora prioriza a sustentabilidade em todas as etapas do processo construtivo, desde a elaboração do projeto até a conclusão da obra. Isso inclui a utilização de materiais de construção e isolamento térmico adequados, sistemas de iluminação eficientes e a adoção de tecnologias de energia renovável sempre que possível. “Essas atitudes valorizam os empreendimentos, atraem clientes conscientes e reforçam a reputação positiva da empresa como uma companhia comprometida com a construção de um futuro mais sustentável”, evidencia Flávio Dahlem da Rosa.

Obras de 2023 em execução – O Grupo Andora iniciou a construção da sede administrativa do Sicredi das Culturas RS/MG, em Ijuí/RS. O projeto, com área total de 9.192,56 m², foi desenvolvido para alcançar a certificação LEED Platinum. O empreendimento inclui agência, sede administrativa, auditório, estacionamento e demais áreas externas. Também estão em andamento as obras das revendas da New Holland, grupo Super Tratores, em Cachoeira do Sul/RS e em Pelotas/RS, bem como uma unidade das Lojas Renner, em Taquara/RS. Além disso, estão em andamento a ampliação da fábrica da John Deere, em Horizontina/RS, e a construção da Clínica Famiglia, em Porto Alegre/RS.

Empreendimentos finalizados – Recentemente, a empresa entregou o Centro de Experimentação Eurogarden, em Maringá/PR, localizado no bairro planejado Eurogarden, o mais sustentável do Brasil. A obra, que está em processo de certificação LEED Platinum e Well Platinum, é reconhecida por ter sua concepção pensada na eficiência do uso de recursos naturais e por ser um empreendimento que promoverá a saúde e o bem-estar da comunidade. O local foi projetado para receber luz solar, ventilação e captação da água da chuva.

Ainda está entre as concluídas, a revenda da John Deere, do grupo Alvorada Sistemas Agrícolas, em Pelotas/RS. Este empreendimento, erguido em um terreno de 20 mil m², possui 4.842,70 m² de área construída, e utilizou-se de um sistema moderno de construção a seco, gerando o mínimo possível de resíduos, buscando a sustentabilidade do projeto. O Grupo Andora também finalizou a construção do prédio da Superintendência Regional do Sicredi em Porto Alegre/RS. E, por último, finalizando as entregas do primeiro semestre de 2023, vem a Superintendência Sicredi Noroeste, em Três de Maio/RS, em processo de certificação LEED, nível Gold. A edificação, com área total de 5.800 m², conta com sede administrativa, agência do Município e auditório, com capacidade para 300 pessoas.