Category Mercado Imobiliário

Imovelweb aponta que os preços dos imóveis em São Paulo continuam em alta para compra e locação

Os valores dos imóveis à venda e para locação continuam em ascensão em São Paulo, segundo relatório mensal de preços do Imovelweb, um dos maiores portais imobiliários do País.

Em fevereiro de 2022, para as propriedades à venda, o preço médio na cidade ficou em R$ 9.635 por m², 0,3% acima do mês anterior. Em 2021, os valores subiram 4,4%, bem abaixo da inflação (10,4%). Porém, em 2022, os preços acumulam um aumento de 0,7%.

Já quando se trata de aluguel, o levantamento do Imovelweb aponta que o valor para locar uma propriedade subiu +0,9% este ano. O preço do aluguel mensal na maior cidade do País está cerca de R$ 3.287 para os apartamentos de 65m² com dois quartos, subindo 0,4% em relação ao mês anterior. Em 2021, o aluguel em São Paulo acumulou um leve acréscimo (+0,4%).

Análise por regiões e bairros

Para quem está buscando um imóvel para comprar, a Zona Oeste é a mais cara da cidade, custando R$ 11.557 por m². Já a Zona Leste aparece como a mais econômica, como R$ 5.233 por m². A região Centro-Sul registra maior incremento interanual (+5,0%).

Confira os bairros mais baratos e mais caros para a compra de imóveis em São Paulo:

Mais baratos (R$/m²)Variação MensalVariação Anual
CIDADE TIRADENTES2.664-0,4%2,8%
LAJEADO3.8380,3%0,7%
JOSÉ BONIFÁCIO3.9940,3%3,1%
Mais caros (R$/m²)Variação MensalVariação Anual
MOEMA14.0680,5%7,0%
ITAIM BIBI14.4350,3%5,4%
PINHEIROS14.568-0,1%3,0%

Valores por região das propriedades à venda na cidade:

RegiãoValor do m²Variação MensalVariação Anual
Leste5.2330,4%3,7%
Noroeste5.8700,2%3,0%
Sul6.5480,4%4,8%
Nordeste7.0300,4%4,1%
Sudeste7.5730,7%4,6%
Centro9.550-0,1%1,5%
Centro-Sul10.9060,4%5,0%
Oeste11.5570,3%4,3%

Para aqueles que querem locar uma propriedade, o relatório de fevereiro do Imovelweb também mostra a mesma movimentação nas zonas Oeste (R$ 3.785 por mês) e Leste (R$ 1.755 por mês) como as regiões mais caras e mais baratas, respectivamente.

Valores por região das propriedades à venda em São Paulo:

RegiãoValor do aluguel (R$)Variação MensalVariação Anual
Leste1.7552,5%6,1%
Noroeste1.786-0,1%4,9%
Nordeste1.9381,3%10,2%
Sudeste2.2691,1%7,2%
Sul2.3341,6%5,1%
Centro2.8721,8%-12,6%
Centro-Sul3.4381,4%-5,4%
Oeste3.7851,8%-7,4%

Bairros mais baratos e caros na hora de alugar um imóvel:

Mais baratos (R$)Variação MensalVariação Anual
CIDADE TIRADENTES987-2,6%-5,1%
LAJEADO1.2791,9%-3,5%
GUAIANASÉS1.436-1,6%-0,2%
Mais caros (R$)Variação MensalVariação Anual
PINHEIROS4.0791,94%-6,18%
MOEMA4.1102,06%-2,03%
ITAIM BIBI4.6472,00%-5,56%

Rentabilidade em São Paulo: retorno anual de 5,43%

O índice de rentabilidade imobiliária relaciona o preço de venda e valor de locação do imóvel para verificar o tempo necessário para recuperar o dinheiro utilizado na aquisição do imóvel. O relatório de fevereiro apontou um índice anual de 5,43% bruto anual, o que significa que são necessários 18,4 anos de aluguel para reembolsar o investimento de compra, 2,2% a mais que um ano atrás.

As regiões periféricas são aquelas que oferecem o maior retorno para os investidores que buscam por aluguel: Sul (6,4%) e Leste (6,2%). Já a Vila Jacuí e o bairro da Sé apresentam-se como as melhores opções para os investidores.

RegiãoRentabilidade
Nordeste5,1%
Centro-Sul5,3%
Oeste5,4%
Centro5,5%
Sudeste5,5%
Noroeste5,6%
Leste6,2%
Sul6,4%

Empreendimentos termicamente confortáveis: adaptações no projeto podem garantir conforto e bem-estar

O arquiteto e precursor na área de conforto ambiental Victor Olgyay, definiu, em 1973, que o conforto térmico é “o ponto no qual a pessoa necessita consumir a menor quantidade de energia para se adaptar ao ambiente”. Para garantir o conforto térmico na construção civil é necessário, ainda no período de edificação, atentar a uma série de fatores como umidade do ar, direção do sol, estrutura de ventilação, revestimento, alvenaria, tubulação e simulação térmica na fase do projeto arquitetônico. 

Segundo diretrizes da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), a temperatura aceitável nas estações mais frias como outono e inverno deve ficar entre 20ºC e 23ºC. No Brasil, a consideração com o conforto térmico nos empreendimentos existe desde 2005, quando entrou em vigor a norma NBR 15.220 chamada Desempenho Térmico das Edificações. O regulamento orientou o setor a desenvolver pesquisas sobre materiais adequados para cada tipo de clima predominante e formas de adaptar os projetos priorizando fatores como calor, ventilação cruzada e resistência térmica.

Motivada pela chegada do outono em 20 de março, a arquiteta do Grupo A.Yoshii, Andressa Bassinelli, destaca alguns aspectos de infraestrutura importantes a serem levados em consideração no momento do projeto arquitetônico e construção do empreendimento. 

Métodos construtivos de ponta

  • Alvenaria – A espessura correta das paredes externas de uma construção auxilia não somente o desempenho térmico das edificações, como um melhor isolamento acústico. “Geralmente, uma parede de alvenaria tem 15cm de espessura acabada. Nossos empreendimentos têm paredes externas em torno de 22cm para contribuir com o conforto termoacústico”, explica Andressa. 
  • Melhores materiais para o equilíbrio de temperatura – A madeira é um material com baixa condutividade térmica e, por isso, é considerado um dos melhores isolantes. Materiais como telhas cerâmicas e drywall absorvem menos a temperatura externa, contribuindo para uma temperatura ideal no interior do imóvel. “O piso de madeira ou laminado tende a não absorver muito calor e, nas estações mais amenas, esfria menos. Por isso, optamos por esse material para revestir alguns apartamentos”, complementa a arquiteta. 
  • Recirculador de água quente – Ligar o chuveiro ou a torneira e já sair água quentinha: essa é a infraestrutura para recirculador de água quente. O sistema permite que a água circule na tubulação antes do acionamento dos misturadores. Assim, ao ligar o chuveiro ou a torneira, a água sai imediatamente na temperatura desejada. “Além de ser muito mais confortável, não desperdiçamos água esperando esquentar. Todos os empreendimentos da A.Yoshii têm infraestrutura para instalação de aquecedor a gás e recirculador de água quente”, explica Andressa. 
  • Simulação térmica na fase de projetos – A metodologia permite criar, em parceria com projetistas e fornecedores especialistas, soluções que proporcionam maior domínio sobre as atividades que serão executadas na fase das obras. É possível prever e antecipar soluções na execução como, por exemplo, melhor aproveitamento da insolação, tamanho das esquadrias, espessuras dos vidros, dentre outros. 
  • Aquecimento dos pisos no bwc – O piso térmico já é uma tendência e realidade nos empreendimentos de alto padrão. A tecnologia possibilita que o morador selecione a temperatura desejada entre 5ºC e 35ºC e ainda automatize o sistema, acionando o aquecimento a distância para, ao chegar em casa, já garantir um ambiente termicamente mais confortável.
  • Fachadas ventiladas e design biofílico – Algumas folhagens têm potencial de purificar o ar em ambientes fechados e proporcionam frescor de um ambiente natural para as casas. Ainda, a presença de verde no interior e exterior dos empreendimentos desempenha a importante função de gerar sombra e proteger as fachadas do contato direto com o sol. “A disposição estratégica dos ambientes é fundamental para garantir conforto térmico. Em cidades mais frias, como Curitiba, por exemplo, recomenda-se posicionar os cômodos mais importantes da casa como o quarto nas faces norte, nordeste e noroeste. Essa posição garante a incidência solar no inverno”, orienta a arquiteta. 

A saúde e o bem-estar agradecem

Conforto térmico é um estado no qual o organismo humano está termicamente confortável e equilibrado, sem necessidade de termorregulação para estabilizar a temperatura do corpo. Dessa forma, a sensação de equilíbrio e conforto que a temperatura do ambiente proporciona afeta diretamente a saúde e performance do indivíduo. Em ambientes mais quentes, é normal sentir moleza, cansaço e sonolência. Isso se dá pelo esforço do organismo em tentar equilibrar a temperatura interna. O mesmo ocorre com o frio: quanto maior o desconforto térmico, menor será a produtividade da pessoa. 

Outros prejuízos são: irritação, ansiedade e estresse; aumento da pressão arterial e atividade cardíaca; alteração de humor; distúrbio do sono; problemas de concentração; dentre outros. “Cabe lembrar que espaços com conforto térmico têm maior eficiência energética já que a ventilação natural e coberturas adequadas fazem com que as pessoas consumam menos energia de ar-condicionado e ventilador”, finaliza a arquiteta. 

Lançamentos de imóveis residenciais cresceram 27% e vendas subiram 4% em 2021

Os lançamentos de imóveis residenciais cresceram 27% no ano passado e totalizaram 153.726 novas unidades. O resultado estabeleceu novo recorde anual da série histórica dos indicadores ABRAINC-Fipe, iniciada em 2014. O levantamento foi realizado com 18 incorporadoras associadas à entidade e abrange o período de janeiro a dezembro de 2021.

Em relação às vendas, a expansão foi 4% sobre 2020 e, com isso, 143.576 unidades novas foram comercializadas. O resultado anual também instituiu novo recorde da série histórica dos indicadores. Sobre as vendas líquidas (excluindo-se os distratos), o aumento foi de 4,5% em 2021, em comparação com o ano anterior, e o período fechou com 126,7 mil imóveis comercializados.

Segmentação – Tratando-se das tipologias do ramo residencial em 2021, os empreendimentos enquadrados no Programa Casa Verde Amarela (CVA) mantiveram sua representatividade entre unidades comercializadas (80,2%) e lançadas (57,9%). Com isso, as vendas associadas ao programa tiveram um volume comercializado de 113.008 unidades, mantendo-se praticamente estável em relação à soma das unidades vendidas no período precedente. Os lançamentos totalizaram 88.746 em 2021, queda de 12% em relação ao ano anterior.

Sobre o desempenho do segmento residencial de Médio e Alto Padrão (MAP), os lançamentos totalizaram 64.505 unidades, um crescimento de 226% ante 2020. Em termos de unidades vendidas, 27.937 imóveis foram comercializados no ano passado, alta de 21% em comparação ao balanço anual do período precedente.

“No acumulado do ano, os lançamentos e vendas tiveram crescimento, inclusive superando as séries históricas, sinalizando o bom desempenho em geral das incorporadoras. O setor, que representa uma grande porta de entrada para o mercado de trabalho e que hoje é responsável por cerca de 9% das vagas geradas no Brasil, é um dos setores protagonistas no processo de recuperação econômica brasileira, mantendo-se resiliente. No geral, os empreendedores estão otimistas com as perspectivas para 2022, mas atentos ao cenário econômico atual”, pontua Luiz França, presidente da ABRAINC.

Distratos – A baixa relação entre distratos e vendas de unidades é outro ponto a se destacar. No fim de 2018, quando foi publicada a Lei nº 13.786/18 (Lei do distrato imobiliário), que estabeleceu parâmetros para a resolução de contrato de compra e venda de imóveis por desistência e por inadimplemento das partes, a relação distratos/vendas entre os imóveis de Médio e Alto Padrão era próxima dos 50%. Já no último ano, essa relação foi de 11%, percentual menor do que os 15% apurados em 2020.

Acesse a íntegra do Indicador.

Expositores da FEICON adiantam lançamentos programados para a edição deste ano

Close-up of hard hat holding by construction worker

A partir do próximo dia 29, empresas e profissionais da construção civil estarão reunidos para o maior evento do setor na América Latina: a FEICON. Cercada de expectativas na retomada do formato presencial após dois anos, a edição 2022 foi escolhida por muitas marcas expositoras como vitrine para seus lançamentos e novidades. Entre soluções sustentáveis e  avanço de novas tecnologias, incluindo a ascensão das construtechs, os visitantes podem esperar uma jornada estratégica, produtiva e imersiva pelas tendências e oportunidades de um mercado em transformação.

NOVIDADES E LANÇAMENTOS

Amanco Wavin aproveitará o público qualificado da feira com um espaço focado em conteúdo, troca de experiências e estreitar o relacionamento com seu público-alvo. A marca disponibilizará especialistas com abordagens sobre tendências, tecnologia e inovação, além de dicas para os varejistas da construção civil. Ao todo, serão seis palestras por dia, cada uma com 45 minutos, divididos entre as explanações e o esclarecimento de dúvidas.

Já a Ambar, construtech pioneira na industrialização e na integração tecnológica da construção civil na América Latina, apresentará sua nova estrutura corporativa: uma holding que administra as marcas Polar, SmartPods e Autodoc. A Polar concentra a oferta de itens industrializados e pré-moldados, que são entregues ao cliente e montados como um “Lego”, mas desenvolvidos de forma customizada para cada projeto. A SmartPods tem foco em módulos pré-fabricados que diminuem o tempo e o número de instaladores na obra. Por fim, a Autodoc desenvolve soluções digitais para gerenciamento de projetos, segurança, gestão de qualidade e fornecedores na construção.

Com mais de 45 anos de mercado, a Antonow decidiu apostar na apresentação de alguns de seus principais produtos, em especial os fogões a lenha com chapa vitrocerâmica (tecnologia na qual são pioneiros no mundo), churrasqueiras fixas e portáteis, calefatores e chopeira inteligente que não necessita cilindro de gás, a primeira do Brasil.

Armacell chega com o lançamento da ArmaComfort Laje, uma manta de polietileno para isolamento acústico entre pavimentos, auxiliando as edificações no atendimento da norma ABNT 15575. De acordo com a empresa, a aplicação do produto pode reduzir a transmissão de ruído de impacto em até 29dB no ambiente. Os visitantes também poderão conferir o portfólio completo, que recentemente passou por um processo de rebranding.

Para a Bronzearte, a FEICON é o espaço perfeito para demonstrar soluções em iluminação decorativa de aplicação em residências, hotéis, restaurantes e ambientes comerciais. Com um mix de produtos que vai de lustres e plafons clássicos até pendentes com estilo industrial, a empresa destacará a linha PRO, que traz diferenciais técnicos para uso profissional, como uma variedade de lâmpadas, luminárias e fitas LED, além de nova linha de perfis para atendimento da demanda de iluminação linear.

Fame também preparou uma série de lançamentos para a edição deste ano, trazendo uma visão futurista para os produtos e com o objetivo de ampliar mercados. Um exemplo é a torneira elétrica Elegance – 4T. Além da tecnologia embarcada, que inclui 4 temperaturas, resistência com sistema de encaixe e vedação progressiva, foi desenvolvida para quem prefere peças que possam ser integradas à decoração. A marca também apresentará novidades em bombas submersas vibratórias, fogões elétricos, duchas, acessórios para banheiro e materiais elétricos.

Grupo Esplane levará a elegância e durabilidade da linha de pisos vinílicos Office Plus+ EspaçoFloor. Desenhados em placas maiores, texturas modernas e cores harmônicas, possuem 3 mm de espessura, extremamente resistentes para uso comercial e residencial com fluxo intenso. Outra novidade é o painel ripado Espaçowall, um grande trunfo considerando que paredes e tetos são pontos estratégicos para decoração de interiores. Resistentes à água e riscos, os painéis são práticos de instalar.

Já o Grupo Razi, criado para atender as demandas do setor de marcenaria, do mercado de ferramentas gerais e de máquinas industriais, reservou alguns destaques para a participação deste ano. Um deles é o martelete perfurador e rompedor para uso em concreto, cerâmica ou qualquer tipo de manutenção que precise de perfuração. A ferramenta tem empunhadura emborrachada com sistema Soft-Grip, que proporciona maior conforto nas operações.

Grupo Vellore, empresa paranaense que administra as marcas Foxlux e Famastil, apresentará sua mais nova empresa, a Vellore Ventures, que atuará no desenvolvimento de startups de tecnologia aplicada à construção civil de forma sistemática, até esses negócios atingirem rodadas de investimento Série B ou C. Para isso, oferecerá recursos administrativos, jurídicos, de vendas, financeiros e tecnológicos, além de inseri-las em uma rede global de networking.

Estreando na FEICON, a Guepar quer reforçar seu objetivo de simplificar o dia a dia de trabalho dos profissionais do setor. Entre outros produtos do catálogo, demonstrará a praticidade e os benefícios da Chave de Aperto Rápido Guepar. Com apenas um click é possível manuseá-la em esmerilhadeiras e lixadeiras nos modelos M14 e 5/8.  Outro destaque será a linha de tintas spray Guepar Color, desenvolvida para as demandas de pintura doméstica, trabalho de artesãos e decoradores. O bico anatômico evita desperdício e a secagem é ultrarrápida.

Heliodin apresentará duas soluções com tecnologia Wi-Fi. A primeira é o Aquecedor Solar Heliodin PRO. Com o sistema, é possível controlar o equipamento a distância e a temperatura em tempo real. Além disso, sua engenharia resulta em maior produção de energia, permitindo a redução drástica da área necessária de coletores solares. Já com Bomba de Calor Aquadin Connect também é possível acionar e desligar, programar o timer e realizar oautodiagnóstico sem a necessidade de estar próximo ao equipamento.

Para a IFC/COBRECOM o espaço será de apresentação de soluções para que os revendedores tenham mais rentabilidade com a venda fracionada de fios e cabos elétricos. Entre elas, o Display Metrocom, que é um armazenador,  expositor de carretéis e uma máquina de medir em conformidade com o Inmetro. Como vantagens, permite a venda de quantidades menores que a dos rolos e reduz a sobra de fios e cabos elétricos. O display tem capacidade para 15 carretéis.

A Juntos Somos Mais levará para a Feicon uma ação inédita da startup, uma gôndola virtual. Os visitantes poderão conhecer mais sobre os produtos das marcas parceiras do programa de uma forma interativa, por meio da leitura de objetos compostos por etiquetas RFID (Radio Frequency Identification). A ideia é usar os recursos tecnológicos para mostrar aos varejistas e profissionais de obras as soluções que a empresa oferta a esses públicos para ajuda-los a vender mais ou conquistar mais clientes.

Economia de água e design moderno são duas características que marcam o Misturador Monocomando de Mesa para Lavatório 4487 ½ C-9, que faz parte da Linha River da Kelly Metais. A peça é ideal para cubas de apoio, pois possui bica alta e fixa. Seu volante em alavanca proporciona maior leveza na abertura e no fechamento. Com um único comando, é possível controlar a vazão e a temperatura, gerando maior praticidade na hora do uso, além de possuir arejador fixo.

Na área de acabamentos, estruturas e externos, a Lixas Tatu estará presente com um vasto portfólio de produtos da indústria de abrasivos, como as lixas, também conhecidas como abrasivos revestidos flexíveis, que podem ter o formato de folha, rolos, cintas, discos de lixa, entre outros. O mais recente lançamento da empresa, que é 100% nacional, é a Lixa W291 Black Infinity, para múltiplas aplicações.

Tecnofluidos apresentará diversas novidades em todas as suas linhas de sistemas para condução de fluidos (água, gás, esgoto e calefação) e serão realizadas demonstrações técnicas dos diferentes métodos de união de cada uma. Entre os lançamentos, tubos PERT – translúcidos / vermelhos e transição PPR Termo/Flex na linha Acqua System Flex; e bitolas de 160 mm e sela de derivação na Acqua System – PPR.

Já no setor de instalações, a Thermo-Iso promete um dos estandes mais interativos, instagramáveis e sustentáveis. A experiência começa em um espaço vip coberto com as novas Telhas TR 35, com o forro amadeirado. Em outra área, como os painéis da empresa são ideais para a construção de câmaras frias, os visitantes poderão conhecer um modelo fiel a de um supermercado e a eficiência dos isotérmicos.

Já estabelecida nas regiões Norte e Centro-Oeste, a Tintas Leinertex aposta na Feicon como oportunidade de visibilidade para seu plano de expansão. A primeira participação da empresa no evento será guiada pelo lançamento da linha Clean Antibactéria, com tinta que reduz até 99%  dos micro-organismos na parede por até 02 anos após a aplicação, além de oferecer excelente resistência e baixo odor.

A partir do próximo dia 29, empresas e profissionais da construção civil estarão reunidos para o maior evento do setor na América Latina: a FEICON. Cercada de expectativas na retomada do formato presencial após dois anos, a edição 2022 foi escolhida por muitas marcas expositoras como vitrine para seus lançamentos e novidades. Entre soluções sustentáveis e  avanço de novas tecnologias, incluindo a ascensão das construtechs, os visitantes podem esperar uma jornada estratégica, produtiva e imersiva pelas tendências e oportunidades de um mercado em transformação.

NOVIDADES E LANÇAMENTOS

Amanco Wavin aproveitará o público qualificado da feira com um espaço focado em conteúdo, troca de experiências e estreitar o relacionamento com seu público-alvo. A marca disponibilizará especialistas com abordagens sobre tendências, tecnologia e inovação, além de dicas para os varejistas da construção civil. Ao todo, serão seis palestras por dia, cada uma com 45 minutos, divididos entre as explanações e o esclarecimento de dúvidas.

Já a Ambar, construtech pioneira na industrialização e na integração tecnológica da construção civil na América Latina, apresentará sua nova estrutura corporativa: uma holding que administra as marcas Polar, SmartPods e Autodoc. A Polar concentra a oferta de itens industrializados e pré-moldados, que são entregues ao cliente e montados como um “Lego”, mas desenvolvidos de forma customizada para cada projeto. A SmartPods tem foco em módulos pré-fabricados que diminuem o tempo e o número de instaladores na obra. Por fim, a Autodoc desenvolve soluções digitais para gerenciamento de projetos, segurança, gestão de qualidade e fornecedores na construção.

Com mais de 45 anos de mercado, a Antonow decidiu apostar na apresentação de alguns de seus principais produtos, em especial os fogões a lenha com chapa vitrocerâmica (tecnologia na qual são pioneiros no mundo), churrasqueiras fixas e portáteis, calefatores e chopeira inteligente que não necessita cilindro de gás, a primeira do Brasil.

Armacell chega com o lançamento da ArmaComfort Laje, uma manta de polietileno para isolamento acústico entre pavimentos, auxiliando as edificações no atendimento da norma ABNT 15575. De acordo com a empresa, a aplicação do produto pode reduzir a transmissão de ruído de impacto em até 29dB no ambiente. Os visitantes também poderão conferir o portfólio completo, que recentemente passou por um processo de rebranding.

Para a Bronzearte, a FEICON é o espaço perfeito para demonstrar soluções em iluminação decorativa de aplicação em residências, hotéis, restaurantes e ambientes comerciais. Com um mix de produtos que vai de lustres e plafons clássicos até pendentes com estilo industrial, a empresa destacará a linha PRO, que traz diferenciais técnicos para uso profissional, como uma variedade de lâmpadas, luminárias e fitas LED, além de nova linha de perfis para atendimento da demanda de iluminação linear.

Fame também preparou uma série de lançamentos para a edição deste ano, trazendo uma visão futurista para os produtos e com o objetivo de ampliar mercados. Um exemplo é a torneira elétrica Elegance – 4T. Além da tecnologia embarcada, que inclui 4 temperaturas, resistência com sistema de encaixe e vedação progressiva, foi desenvolvida para quem prefere peças que possam ser integradas à decoração. A marca também apresentará novidades em bombas submersas vibratórias, fogões elétricos, duchas, acessórios para banheiro e materiais elétricos.

Grupo Esplane levará a elegância e durabilidade da linha de pisos vinílicos Office Plus+ EspaçoFloor. Desenhados em placas maiores, texturas modernas e cores harmônicas, possuem 3 mm de espessura, extremamente resistentes para uso comercial e residencial com fluxo intenso. Outra novidade é o painel ripado Espaçowall, um grande trunfo considerando que paredes e tetos são pontos estratégicos para decoração de interiores. Resistentes à água e riscos, os painéis são práticos de instalar.

Já o Grupo Razi, criado para atender as demandas do setor de marcenaria, do mercado de ferramentas gerais e de máquinas industriais, reservou alguns destaques para a participação deste ano. Um deles é o martelete perfurador e rompedor para uso em concreto, cerâmica ou qualquer tipo de manutenção que precise de perfuração. A ferramenta tem empunhadura emborrachada com sistema Soft-Grip, que proporciona maior conforto nas operações.

Grupo Vellore, empresa paranaense que administra as marcas Foxlux e Famastil, apresentará sua mais nova empresa, a Vellore Ventures, que atuará no desenvolvimento de startups de tecnologia aplicada à construção civil de forma sistemática, até esses negócios atingirem rodadas de investimento Série B ou C. Para isso, oferecerá recursos administrativos, jurídicos, de vendas, financeiros e tecnológicos, além de inseri-las em uma rede global de networking.

Estreando na FEICON, a Guepar quer reforçar seu objetivo de simplificar o dia a dia de trabalho dos profissionais do setor. Entre outros produtos do catálogo, demonstrará a praticidade e os benefícios da Chave de Aperto Rápido Guepar. Com apenas um click é possível manuseá-la em esmerilhadeiras e lixadeiras nos modelos M14 e 5/8.  Outro destaque será a linha de tintas spray Guepar Color, desenvolvida para as demandas de pintura doméstica, trabalho de artesãos e decoradores. O bico anatômico evita desperdício e a secagem é ultrarrápida.

Heliodin apresentará duas soluções com tecnologia Wi-Fi. A primeira é o Aquecedor Solar Heliodin PRO. Com o sistema, é possível controlar o equipamento a distância e a temperatura em tempo real. Além disso, sua engenharia resulta em maior produção de energia, permitindo a redução drástica da área necessária de coletores solares. Já com Bomba de Calor Aquadin Connect também é possível acionar e desligar, programar o timer e realizar oautodiagnóstico sem a necessidade de estar próximo ao equipamento.

Para a IFC/COBRECOM o espaço será de apresentação de soluções para que os revendedores tenham mais rentabilidade com a venda fracionada de fios e cabos elétricos. Entre elas, o Display Metrocom, que é um armazenador,  expositor de carretéis e uma máquina de medir em conformidade com o Inmetro. Como vantagens, permite a venda de quantidades menores que a dos rolos e reduz a sobra de fios e cabos elétricos. O display tem capacidade para 15 carretéis.

A Juntos Somos Mais levará para a Feicon uma ação inédita da startup, uma gôndola virtual. Os visitantes poderão conhecer mais sobre os produtos das marcas parceiras do programa de uma forma interativa, por meio da leitura de objetos compostos por etiquetas RFID (Radio Frequency Identification). A ideia é usar os recursos tecnológicos para mostrar aos varejistas e profissionais de obras as soluções que a empresa oferta a esses públicos para ajuda-los a vender mais ou conquistar mais clientes.

Economia de água e design moderno são duas características que marcam o Misturador Monocomando de Mesa para Lavatório 4487 ½ C-9, que faz parte da Linha River da Kelly Metais. A peça é ideal para cubas de apoio, pois possui bica alta e fixa. Seu volante em alavanca proporciona maior leveza na abertura e no fechamento. Com um único comando, é possível controlar a vazão e a temperatura, gerando maior praticidade na hora do uso, além de possuir arejador fixo.

Na área de acabamentos, estruturas e externos, a Lixas Tatu estará presente com um vasto portfólio de produtos da indústria de abrasivos, como as lixas, também conhecidas como abrasivos revestidos flexíveis, que podem ter o formato de folha, rolos, cintas, discos de lixa, entre outros. O mais recente lançamento da empresa, que é 100% nacional, é a Lixa W291 Black Infinity, para múltiplas aplicações.

Tecnofluidos apresentará diversas novidades em todas as suas linhas de sistemas para condução de fluidos (água, gás, esgoto e calefação) e serão realizadas demonstrações técnicas dos diferentes métodos de união de cada uma. Entre os lançamentos, tubos PERT – translúcidos / vermelhos e transição PPR Termo/Flex na linha Acqua System Flex; e bitolas de 160 mm e sela de derivação na Acqua System – PPR.

Já no setor de instalações, a Thermo-Iso promete um dos estandes mais interativos, instagramáveis e sustentáveis. A experiência começa em um espaço vip coberto com as novas Telhas TR 35, com o forro amadeirado. Em outra área, como os painéis da empresa são ideais para a construção de câmaras frias, os visitantes poderão conhecer um modelo fiel a de um supermercado e a eficiência dos isotérmicos.

Já estabelecida nas regiões Norte e Centro-Oeste, a Tintas Leinertex aposta na Feicon como oportunidade de visibilidade para seu plano de expansão. A primeira participação da empresa no evento será guiada pelo lançamento da linha Clean Antibactéria, com tinta que reduz até 99%  dos micro-organismos na parede por até 02 anos após a aplicação, além de oferecer excelente resistência e baixo odor.

FEICON – 26ª EDIÇÃO

Data: 29 de Março a 1º de Abril de 2022

Horário: Terça a Sexta, das 10h às 20h

Local: São Paulo Expo – São Paulo/SP

Endereço: Rodovia dos Imigrantes, Km 1,5 – Água Funda

Informaçõeshttps://www.feicon.com.br/

Customização de apartamentos: a exclusividade e comodidade valorizam a jornada de compra no mercado imobiliário

A busca por um imóvel envolve fatores como sonhos, investimentos e projetos de vida. Quando tudo isso vem embalado para presente, com a opção de o cliente receber a chave do imóvel pronto para morar, transforma a comodidade em investimento.
 

Com esse olhar, a WKoerich dispõe ao mercado apartamentos projetados com exclusividade, com uma decoração ímpar, transformando o imóvel em algo único, pensado para o perfil do novo consumidor – tanto para venda quanto para locação em uma nova linha de produtos: a WKollection. Uma opção para aqueles clientes que desejam adquirir seu apartamento e não se preocuparem com detalhes, recebendo o imóvel pronto para morar, com projeto executado por um gabaritado time de profissionais.
 

Os imóveis que compõem a WKollection são climatizados, equipados, mobiliados e prontos para morar. “É um produto que traz edições assinadas por profissionais renomados em projetos que evidenciam a essência da sofisticação, exclusividade e bem-estar. As unidades que compõem a WKollection são únicas e em diferentes categorias”, destaca o engenheiro Felipe Koerich.
 

Como exemplos, uma das unidades tem estilo voltado para o contemporâneo ao agregar beleza e funcionalidade combinando elementos como móveis, linhas retas, cores neutras e superfícies lisas. Já outro apartamento aposta no ambiente monocromático, uma tendência do ano de 2022, trazendo mais vida e estilo, além de ser versátil e marcante. A pintura da parede e os móveis constroem uma personalidade inovadora e harmoniosa, buscando sair da zona de conforto.
 

A WKollection surgiu como novidade para atender, principalmente, as gerações Y e Z que priorizam a mobilidade, as experiências e o estilo de vida sem “raízes”. “Essa nova geração de consumidores tem como foco principal a carreira e valoriza muito experiências como: conhecer lugares e adquirir conhecimento. Eles buscam, cada vez mais, praticidade e facilidade em seu dia a dia”, destaca o diretor da WKoerich, Waltinho Koerich.
 

Além disso, a rentabilidade é uma das características desse tipo de produto customizado. “O cliente encontra alto padrão em coleções limitadas, custos menores quando comparados aos produtos e serviços adquiridos separadamente por pessoa física, agilidade, otimização do tempo uma vez que toda gestão da montagem do apartamento fica por conta da WKoerich e o financiamento dos móveis junto com a unidade”, explica o diretor da construtora.
 

“Nós temos aí uma geração de compradores e locatários que não querem mais arcar com essa possibilidade de ter que escolher mobília e ambientes. Eles vão escolher alguns detalhes do produto, mas eles não querem mais dedicar tempo para isso. Esses compradores potenciais são compradores de 30 a 39 anos que também se comportam muito como locatários. Eles têm o comportamento da geração locação, ou seja, alugar é mais vantajoso que comprar e para isso um investidor que adquire um produto como esse que rentabilizará bastante”, finaliza Marcus Araújo, CEO e fundador da Datastore, especialista em inteligência de mercado.

Lançamento de imóveis seguirá ocorrendo em 2022 aponta índice imobiliário residencial da Deloitte com ABRAINC

O mercado imobiliário residencial apresentou uma retração do índice de vendas no último trimestre de 2021 e as expectativas indicam que o ano de 2022 pode ser um pouco menos aquecido do que anterior. Essas são algumas das conclusões da 4ª edição do Indicador de Confiança do setor imobiliário residencial, realizado pela ABRAINC (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias) em parceria com a Deloitte, maior organização de serviços profissionais do mundo. A pesquisa revela, ainda, que os preços aumentaram no 4º trimestre do ano passado, mantendo a tendência de alta, que pode ainda ser reflexo de custo e certa manutenção na procura por imóveis. Apesar da cautela em relação às vendas, o segmento deve seguir com o planejamento para os lançamentos em 2022.

Os dados, apurados entre de 20 de janeiro a 13 de fevereiro, junto a 55 empresas construtoras e incorporadoras, revelam também que no 4º trimestre do ano a demanda geral da procura de imóveis se manteve após leve retração no período anterior. A procura por imóveis do segmento Casa Verde e Amarela (CVA) foram menos aquecidas, já que as condições de financiamento no último período do ano não estiveram tão favoráveis quanto em meses anteriores. No último trimestre de 2021 houve leve redução nas vendas de imóveis residenciais, sobretudo para Médio e Alto Padrão (MAP). A curto e médio prazos o empresariado do segmento imobiliário residencial espera a manutenção nas vendas.

Para o presidente da ABRAINC, Luiz França, as expectativas favoráveis em relação aos lançamentos e aquisição de terrenos são indicativos positivos para o setor. “Eles nos mostram que os empresários esperam manter o ritmo do negócio ao invés de reduzi-lo, apesar, é claro, da cautela exigida pelo momento econômico. Ainda assim, a expectativa de elevação de preços dos imóveis deve aquecer o mercado e trazer mais oportunidades para todos. No geral, os empresários sinalizam que o desempenho do setor neste ano deve ser similar ao de 2021”, destaca.

O levantamento usa uma metodologia diferenciada para interpretar os resultados e facilitar a leitura entre os trimestres. Desse modo, os percentuais de respostas foram transformados em notas variando de 1 (para forte redução) a 3 (para forte aumento) e cada segmento foi classificado dentro desse padrão. As respostas dos participantes da pesquisa indicaram se houve redução, manutenção ou aumento em relação ao trimestre anterior para os itens procura, vendas, e preços dos imóveis. Além da variação do trimestre apurado, os respondentes indicam as expectativas.

Indicador de confiança do setor imobiliário residencial

 

“Nesta edição do indicador encontramos um cenário de maior cautela e expectativas de médio e longo prazo mais moderadas. Existem, por outro lado, pontos positivos para o setor em 2022, como a continuidade dos planos de lançamento de imóveis e a aquisição de terrenos pela maior parte das empresas para futuros empreendimentos, mesmo que com mais moderação”, destaca Claudia Baggio, sócia de Financial Advisory e líder da prática de Real Estate da Deloitte.

Resultados do 4º trimestre e expectativas:

Procura de imóveis (Nota 1,84 = Manutenção). A demanda geral (CVA + MAP) se manteve no período, após leve retração no trimestre anterior. A procura por imóveis do segmento Casa Verde e Amarela (CVA), por sua vez, foram ainda menos aquecidas, já que as condições de financiamento no último período do ano não estiveram tão favoráveis quanto em meses anteriores.

Vendas (Nota 1,79 = Redução). No 4º trimestre houve leve redução nas vendas de imóveis residenciais, sobretudo para MAP. A curto e médio prazos, o empresariado do segmento imobiliário residencial espera manutenção nas vendas.

Expectativas para vendas (Nota 1,92 = Manutenção). Para o 1º trimestre de 2022, o empresariado do setor imobiliário residencial espera manutenção nas vendas. Para os próximos 12 meses, a expectativa também é de manutenção, com nota 1,89.

Preço de imóveis (Nota 2,63= Forte Aumento). Os preços dos imóveis registraram alta no trimestre em relação ao período anterior, principalmente no segmento de CVA. Para o início de 2022 e, também, em longo prazo, há expectativa de contínuo aumento dos preços.

Expectativa para os preços dos imóveis (Nota 2,53 = Aumento)As expectativas para os preços dos imóveis residenciais seguem com forte aumento para o 1º trimestre de 2022, para os próximos 12 meses (nota 2,81/ forte aumento) e para os próximos cinco anos (nota 2,96/ forte aumento).

Expectativa para lançamento de novos empreendimentos. A expectativa de lançamento de empreendimentos para os próximos três a 12 meses é positiva: 97% no geral (CVA+MAP) — sendo 97% para o segmento CVA e 98% para MAP.

Expectativa de aquisição de terrenos para empreendimentos residenciais. A maior parte (74%) das empresas também deve adquirir terrenos entre os próximos três a 12 meses para futuros empreendimentos — sendo 72% para CVA e 76% MAP.

Metodologia da pesquisa

O indicador de confiança do setor imobiliário residencial do 4º trimestre de 2021, realizado pela Deloitte, maior organização de serviços profissionais do mundo, em parceria com a ABRAINC, contou com a participação de 55 empresas construtoras e incorporadoras do setor imobiliário residencial, divididas nos seguintes segmentos: 26% Casa Verde amarela (CVA), 41% Médio e Alto Padrão (MAP) e 33% atuantes em ambos os segmentos. O levantamento, realizado entre 20 de janeiro e 13 de fevereiro de 2022 ouviu executivos de alto escalão (C-Level) das empresas participantes.

Startups curitibanas criam serviços para facilitar compra, venda e aluguel de imóveis

As proptechs, startups focadas no mercado imobiliário, têm registrado grande crescimento nos últimos anos. No Brasil, o ecossistema, incluindo construtechs, registrou um avanço de 235% entre 2015 e 2020. Uma delas, a Visitown, encontrou uma saída para não deixar as vendas e locações das imobiliárias despencarem no isolamento social provocado pela pandemia nos últimos dois anos. A startup desenvolveu um aplicativo para facilitar as visitas em imóveis, seja virtualmente ou presencialmente, a partir do cadastro de profissionais denominados visitowners.

“O visitowner é um demonstrador de imóveis autônomo. A nossa plataforma conecta esses profissionais a imobiliárias, que utilizam o serviço quando a agenda dos corretores está cheia. O prestador de serviço faz sua própria agenda de trabalho, decide seus horários e quais visitas vai aceitar. Isso acaba gerando mais resultados porque o cliente não fica esperando por atendimento”, comenta Gustavo Guimarães, CEO da Visitown.

Também acompanhando as transformações nos hábitos dos consumidores, a startup curitibana Firefly desenvolveu uma solução que permite que o consumidor tenha acesso a informações sobre os imóveis nos quais têm interesse mesmo fora do horário de expediente da imobiliária. A partir do desenvolvimento de chatbots, que simulam um atendimento real e mais “humanizado”, com disponibilidade 24 horas por dia e 7 dias por semana, a negociação se torna muito mais ágil. 

O CEO da Firefly, Rhuan Moraes, destaca que mesmo isolados, os consumidores continuaram buscando atendimento e querendo serviços e produtos. Esse comportamento fez com que as empresas buscassem formas de continuar atendendo bem o cliente, com recursos que permitissem que seus colaboradores trabalhassem de forma independente e autônoma, mesmo em casa. A solução deu tão certo, que a startup registrou um crescimento de 500% durante o período de isolamento social.

“Isso fez com que a FireFly se colocasse em evidência e se mostrasse necessária, pois conseguimos entregar essa condição para empresa e seus colaboradores, sem altos custos”, comenta Moraes.

Facilidades

Com a ferramenta da Firefly é possível ainda monitorar o número de interações dos usuários interessados em imóveis, proporcionando maior conhecimento sobre o potencial cliente. A imobiliária onde a corretora Michele Santos trabalha investiu na solução oferecida pela Firefly para se diferenciar no mercado. Quase 1,5 mil potenciais clientes entraram em contato com a empresa por meio da plataforma digital, dos quais muitos fecharam negócio e há outras negociações em andamento. 

“Usamos esse recurso desde 2019 para atender os potenciais clientes com mais prontidão. Conseguimos otimizar o tempo de atendimento e, consequentemente, fechar mais negócios. Tudo ficou mais ágil e acessível, e os clientes conseguem quase tudo sozinhos na nossa plataforma”, explica Michele. 

Já a solução desenvolvida pela Visitown serve tanto para os visitowners quanto para os corretores da própria imobiliária. O aplicativo fornece indicadores e métricas, como visão geral do tempo de visita, regularidade, período mais procurado pelos clientes, entre outras informações que resultam em um dashboard para auxiliar na gestão do negócio. Segundo Guimarães, as imobiliárias clientes da startup aumentam em 30% a média de visitas com a utilização do aplicativo. 

Proptech ítalo-britânica quer construir 10 cidades inteligentes até 2025

De olho no Brasil como um mercado amplo para a implantação de cidades inteligentes, a empresa ítalo-britânica Planet Smart City pretende expandir a sua atuação implantando 10 de seus projetos no âmbito nacional até 2025.  O primeiro deles em fase de finalização é a Smart City Laguna, que já abriga mais 200 famílias, em uma área de 330 hectares em São Gonçalo do Amarante, no Ceará, distante apenas 55 km da capital Fortaleza.

O projeto de grandes proporções abriga diferentes classes sociais. Só para se ter uma ideia, a menor das casas, de 55 metros quadrados, custa a partir de R$120 mil e a maior pode chegar até R$156 mil. “Cidades inteligentes existem no mundo inteiro, mas elas são feitas para pessoas com alto poder aquisitivo. As nossas cidades proporcionam moradias de alto padrão a preços acessíveis para todos, sendo o oposto das construções similares já realizadas no Brasil”, explica Susanna Marchionni, CEO no Brasil da Planet.

A executiva comenta que o projeto poderia ter sido facilmente construído mirando em outro público, mas, desde o início, ele foi pensado para gerar impacto positivo na sociedade como um todo. “A nossa forma de trabalhar mira na vasta oferta de serviços gratuitos, estruturas urbanas de viés sustentáveis e tecnológicos, que, apesar de remeterem à imagem de um condomínio fechado, é livre de muros ou quaisquer limitações”, ressalta a CEO. 

Uma das vantagens disponíveis entre os moradores é o compartilhamento de serviços e produtos, que conseguem dividir bicicletas e carros por meio do próprio aplicativo da cidade, barateando a vida na cidade, reduzindo o desperdício e otimizando o tempo. Em relação à pauta ecológica, Laguna possui  620 mil metros quadrados em áreas verdes distribuídas por toda a cidade.

Outro ponto importante é a proposta de inclusão. A Smart City Laguna conta com um Hub de Inovação no coração social da cidade.  Ali é onde os moradores e a comunidade do entorno, podem experimentar e aprender através das soluções inteligentes disponíveis na cidade. O lugar é sede da biblioteca, do cinema e das atividades gratuitas do Instituto Planet, como cursos de tecnologia, inglês, empreendedorismo e artesanato.

Expansão dos projetos

A proptech possui sete cidades inteligentes distribuídas pelo mundo, sendo três somente no Brasil: Smart City Laguna (CE),  Smart City Aquiraz (CE) e Smart City Natal (RN). Além delas, há os condomínios inteligentes em São Paulo nas regiões de Bela Vista, Itaquera, Jabaquara, Freguesia do Ó e Bela Vista. Os projetos da capital paulista têm o objetivo de formar uma comunidade tecnológica, inclusiva e integrada. E, para que isso funcione da melhor forma, a economia compartilhada é também incentivada entre os moradores, promovendo um estilo de vida integrado e colaborativo. “ Em junho do ano passado, em uma importante operação, conseguimos arrecadar US$ 53 milhões com o grande objetivo de abrir capital na Nasdaq até o final de 2023. O nosso planejamento prevê arrecadar US$ 200 milhões de dólares para ampliar o nosso portfólio de projetos. Daqui a dez anos pretendemos ser o maior player mundial do setor de cidades inteligentes”, finaliza Susanna Marchionni.

IWG planeja inaugurar mil unidades no mundo em 2022

O IWG — líder global e nacional em espaços de trabalho flexíveis como coworkings e escritórios compartilhados — planeja expandir sua rede em mais de 1.000 novos centros em todo o mundo ao longo deste ano. O grupo, que possui cerca de 3.500 unidades em mais de 120 países, atua com as marcas Regus e Spaces no Brasil. Durante os últimos dois anos (2020/2021), foram abertos 287 novos centros, cumprindo a estratégia de operar tanto próximos às áreas residenciais quanto em locais de prestígio em zonas metropolitanas. Atualmente, o principal objetivo é inaugurar mais mil unidades ao redor do mundo para atender a crescente demanda pelo trabalho híbrido.
 

Pesquisas realizadas pelo IWG demonstram uma preferência dos colaboradores por essa flexibilidade no modelo de trabalho. Quase metade dos funcionários deixariam o emprego se a empresa pedisse para voltar ao escritório cinco dias por semana, enquanto três quartos prefeririam a possibilidade de trabalhar de forma flexível do que voltar ao escritório cinco dias por semana com um aumento salarial de 10%.
 

A expansão da rede tem sido cada vez mais focada em locais fora dos grandes centros comerciais, enfatizando a demanda por soluções de espaço de trabalho flexível no coração das comunidades locais. Cerca de 77% dos participantes afirmam que trabalhar próximo de casa é algo fundamental para o próximo emprego; estes profissionais estão quatro vezes mais propensos a escolher um escritório próximo de sua residência do que um no centro da cidade.
 

Tanto os dados do IWG quanto o registro no aumento nas contratações dos serviços do grupo mostram que as empresas em todo o mundo estão percebendo os benefícios do trabalho híbrido, substituindo assim o formato tradicional do escritório e optando por um espaço de escritório flexível.
 

O crescimento sem precedentes na demanda pelo trabalho híbrido permitiu que o IWG adicionasse várias marcas ao seu portfólio, incluindo a Asa nos EUA e a Copernico, com sede na Itália, ambas com planos ambiciosos de expansão. A The Wing, voltada para o público feminino, também entra para o portfólio. Trazendo ainda mais novidades, o grupo lançou um novo conceito de espaço para escritórios. Intitulado ‘OpenDesks’, o formato conta com um ambiente de plano mais aberto.
 

Para Mark Dixon, fundador e CEO do IWG, os benefícios do modelo flexível não são apenas para os funcionários, mas também se aplicam às empresas, que são capazes de economizar até £ 8.000 por ano, por empregado, e ainda reduzem a emissão de carbono. Uma pesquisa da Global Workplace Analytics descobriu que as empresas podem economizar mais de US$ 11.000 por ano, por funcionário, implementando o trabalho híbrido, com economias geradas pelo aumento da produtividade e menores custos imobiliários.
 

“O ano de 2021 foi de transformação extraordinária para o grupo, tanto para os funcionários, clientes quanto para os mercados em que o IWG atua. O trabalho híbrido agora é um modelo estabelecido e as empresas de todos os tamanhos estão planejando um futuro híbrido. A mudança do espaço de trabalho fixo para flex agora é irreversível e o negócio continuará acelerando seu crescimento adicionando mil novos locais somente em 2022″, finaliza o CEO.

MRV inaugura usina solar no sertão da Bahia

A cidade de Lapão, localizada na Chapada Diamantina, região do semiárido baiano, dispõe agora de um novo parque gerador de energia, capaz de suprir o consumo mensal de eletricidade de 12 mil habitantes. Trata-se de uma usina fotovoltaica, de propriedade da MRV, que entrou em operação nesta quarta-feira (16), e promete gerar uma economia superior a R$ 300 mil/ano, somente através da energia captada do sol.

A maior parte será destinada ao abastecimento de unidades da construtora, como obras, escritórios, lojas e demais estruturas físicas presentes. Mas, até o final do ano, uma parcela de clientes da companhia também poderá ser contemplada.

Com mais de 800 painéis fotovoltaicos, instalados em uma área de 3.200 m², estima-se a geração de 490 MWh/ano no local. O volume é suficiente para abastecer quase metade da população de Lapão – que tem 27 mil moradores. A escolha da cidade, aliás, deve-se justamente ao elevado índice de irradiação solar verificado por lá.

Energia e desenvolvimento

Para o município, além da oferta de energia limpa e barata, a usina contribuirá para o aumento de suas receitas, assim como para geração de empregos e, sobretudo, para melhorar a assistência prestada a crianças que vivem em situação de vulnerabilidade social.

O arrendamento da área ocupada pela usina será integralmente revertido para o Instituto Água Viva, que atua em regiões de extrema pobreza do sertão nordestino — onde inclui-se o município de Lapão, que tem um dos mais baixos índices de IDH do país (0,596), com renda per capta próxima de ½ salário-mínimo.

“Além do desenvolvimento ambiental proporcionado pela geração de energia solar, a MRV também busca o desenvolvimento social das áreas em que atua. A construção dessa usina está alinhada a esse pensamento, que também coaduna com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), apresentados pela ONU para a próxima década”, explica Raphael Lafetá, diretor executivo de Relações Institucionais e Sustentabilidade da MRV.

Compromisso socioambiental

Ele destaca que a companhia é signatária do Pacto Global da ONU e tem entre seus compromissos a redução das emissões dos gases de efeito estufa e a obtenção de energia renovável, a partir do cumprimento de metas fixadas até 2030. “Esses compromissos também agregam ações de cunho social, e a usina reúne tudo isso. Ela sem dúvida será um elemento de grande transformação social e ambiental”.

Embora já em operação, a usina permanecerá em fase de testes até o próximo dia 26. Até lá, uma equipe de técnicos ficará incumbida de avaliar permanentemente o funcionamento dos equipamentos, de modo a assegurar o pleno funcionamento de todos.

Trata-se da segunda usina solar inaugurada pela MRV. A primeira fica em Uberaba (MG) e está em operação desde novembro de 2021, gerando mais de 1.000.000 kWh/ano — o suficiente para suprir o consumo 25 mil habitantes de uma cidade, por mês.