Novos modelos de trabalho influenciam construções

Novos modelos de trabalho influenciam construções

Coworking está entre os espaços comuns de maior desejo dos compradores; Construtora Pride prevê empreendimentos com foco no comportamento do futuro

A pandemia da Covid-19 alterou muitos comportamentos da sociedade, principalmente, do mercado de trabalho. Não muito comum no Brasil antes da pandemia, o trabalho remoto deixou de ser uma tendência do futuro para se firmar ainda mais na economia.

De acordo com pesquisa do site VAGAS.COM, o crescimento das contratações de forma online obteve crescimento de 300%. Entre as empresas que se adequaram e obtiveram sucesso com a nova realidade está a Construtora e Incorporadora Pride, que durante o período da pandemia contratou mais de 223 pessoas, 102 delas no formato remoto de seleção, admissão e integração. “Tivemos processos seletivos totalmente à distância, muitas pessoas conheceram o espaço físico da empresa algum tempo depois da contratação”, contou a diretora de Recursos Humanos da empresa, Fabiane Alves Rubino.

Mesmo com tantas contratações, a empresa, localizada em Curitiba, não pretende expandir seu espaço físico. “O crescimento de colaboradores, foi de 55%, mas como estamos na modalidade hibrida, com uma equipe em casa e outra no escritório, não sentimos a necessidade da ampliação do espaço físico e isso, no final das contas, interfere diretamente nos rendimentos da empresa, sem nenhuma dúvida”, destacou Rubino.

Para empresas internacionais, o trabalho remoto já era uma realidade e foi acentuado na atual situação. A Mondelez International, por exemplo, já trabalhava com um modelo de trabalho flexível e o home office já fazia parte da cultura da empresa. Mas em 2019, implementou no Brasil 100% do trabalho remoto para os colaboradores elegíveis. Os escritórios agora servirão como um ambiente colaborativos para construção de ideias e integração de time e estarão abertos os funcionários a partir de 2022.

Multifunção: Salão de festas vira coworking

Antenados a essa nova realidade, a Construtora e Incorporadora Pride, incluiu na maioria de seus novos empreendimentos o espaço do coworking, atendendo a esse novo comportamento do mercado de trabalho. “Estamos otimizando as áreas comuns e revendo as funcionalidades desses espaços e em todos os nossos empreendimentos os ambientes possuem multifunções, sendo: período diurno para utilização como coworking e noturno cumpre a função de espaços para convivência e interação. Esse é o novo momento das edificações e estamos atentos a essa tendência”, contou Joilson Tuzi, diretor de projetos, da Pride.

Para o psicólogo credenciado da Paraná Clínicas, empresa do Grupo SulAmérica, Ênio Ricardo Macedo Vilhena, essa divisão de espaços é muito importante para a manutenção da saúde mental daqueles que estão em trabalho remoto. “Ter um espaço separado da casa pode ser uma forma de espairecer, caminhar e separar a vida do trabalho, contribuindo em partes, para o alívio de possíveis tensões do dia-a-dia e auxiliando no bem-estar e qualidade de vida dentro e fora do ambiente de trabalho”, destacou o profissional.

Confira os empreendimentos com coworking:

Curitiba

Berlin Coliving;

Moradas do Porto;

Moradas de Bragança;

Verttice.

Londrina

London Park;

London Garden;

EOS

Comments are closed