Em busca de inovação, construtoras estabelecem parceria com a Positivo Tecnologia para lançarem empreendimentos

Em busca de inovação, construtoras estabelecem parceria com a Positivo Tecnologia para lançarem empreendimentos

Por meio da plataforma de Internet das Coisas (IoT) da empresa, incorporadoras como MRV, HUPI e Tecverde trabalham em projetos residenciais com ambientes inteligentes

Dispositivos para automação residencial são cada vez mais difundidos também no mercado de construção civil, devido ao maior interesse dos brasileiros por equipamentos inteligentes. Com intuito de inovar e diferenciar projetos imobiliários, construtoras brasileiras estão lançando casas e apartamentos com soluções inteligentes que aumentam a conectividade, segurança e eficiência. Neste sentido, construtoras como a MRV, HUPI e Tecverde estabeleceram parceria com a Positivo Tecnologia.

Reconhecida principalmente pela atuação baseada em hardware como computadores, celulares e tablets, a companhia também possui em seu portfólio a Positivo Casa Inteligente. Trata-se de uma plataforma de soluções baseadas em Internet das Coisas (IoT) composta por kits e produtos que automatizam ambientes e atendem à crescente demanda do brasileiro por mais conforto em casa, como por exemplo, lâmpadas wi-fi, plugs, interruptores, câmeras, controle universal, sensores de movimento, alarmes, videoporteiro e roteadores inteligentes.

Para acompanhar esse movimento de mercado e oferecer mais tecnologia em seus projetos, a MRV é uma das construtoras que realizou parceria com a empresa por meio da Positivo Casa Inteligente para incluir automação em seus empreendimentos. A MRV aderiu ao conceito de “Smart Living” (vida inteligente) e lançou projetos com soluções inteligentes.  Dentre eles estão o Safire Ville, localizado em Campinas (SP).

Segundo Rodrigo Resende, diretor de Novos Negócios da MRV, o cliente está no centro dos negócios da construtora. Diante disso, a MRV busca oferecer sempre a melhor experiência de moradia para seus consumidores. “Entendemos que a relação das pessoas com o lar está em constante transformação e esse movimento se intensificou ainda mais durante a pandemia. A inovação é um de nossos pilares e buscamos constantemente por soluções e tecnologias que possibilitem ao cliente uma experiência única em seu lar. A parceria com a Positivo Tecnologia vem exatamente ao encontro desse nosso objetivo, de inovar e atender às necessidades de nossos clientes”, fala Resende.

Outro projeto com contrato de fornecimento assinado com a Positivo Casa Inteligente é o da construtora HUPI, em obras no estado de Santa Catarina. A HUPI oferece aos clientes a opção de utilizar lâmpadas, interruptores e plugs inteligentes para controlar a iluminação dos ambientes, criar automações com Smart Controle Universal, assim como monitorar o ambiente com a Smart Câmera Bot 360.

Além da MRV e HUPI, outra construtora que mantém parceria com a companhia é a Tecverde, empresa focada em inovação construtiva e que tem o objetivo de industrializar a construção civil, com obras mais rápidas e sustentáveis. O primeiro projeto com as soluções da Positivo Casa Inteligente está em Barretos (SP), onde há residências duplex de 74,2m² com lâmpadas, controle universal, câmeras e sensores inteligentes.

“Os projetos de parceria com construtoras são parte de uma iniciativa da Positivo Casa Inteligente para buscar novas formas de entregar a experiência de ambientes conectados ao público brasileiro. Esses primeiros projetos agregam valor aos empreendimentos imobiliários, aceleram o ciclo de venda das unidades em estoque e aliam ainda mais tecnologia e inovação a esse setor tão importante em nossa economia”, comenta José Ricardo Tobias, responsável pela Positivo Casa Inteligente na Positivo Tecnologia.

O maior diferencial para as construtoras é que os produtos inteligentes oferecem uma redução no tempo de construção e acabamento, pois são opções de automação que não exigem a necessidade de passagem de cabos ou de infraestrutura complexa de comunicação, sendo apenas alimentados pela energia elétrica. Em comparação com uma solução de automação tradicional, ganha-se muito em agilidade, custos de matéria-prima, de mão de obra, tempo de instalação, reformas e adequações de infraestrutura. Além desses benefícios, há também a eficiência energética.

Segmento de smart homes

O movimento coincide também com aquecimento do setor de smart homes no Brasil e no mundo, principalmente pelo fato das pessoas estarem passando mais tempo em casa. Em 2020, por exemplo, a Positivo Casa Inteligente registrou alta de 544% na receita. Além de pioneira, a plataforma da Positivo Tecnologia é líder de mercado. No ano passado, a base de usuários aumentou 1.485% em comparação a 2019. As expectativas de mercado também são promissoras para o segmento. Espera-se que, no fim de 2021, o número de residências conectadas no mundo será 14% maior. Já no mercado brasileiro, a projeção de crescimento é de 21% neste ano.

“As pessoas estão conhecendo os benefícios de terem ambientes inteligentes em suas casas e também em escritórios e, consequentemente, aderindo cada vez mais a esses tipos de soluções. Já se pode notar um aumento de interesse por parte de outras construtoras para firmar parceria e implementar dispositivos de casas inteligentes em seus projetos imobiliários”, finaliza Tobias.

Comments are closed