Category Mercado Imobiliário

Paisagismo tropical e conceito boutique marcam estreia da Ascen Empreendimentos em Ribeirão Preto

Forneria Ascen, espaço de gastronomia, permitirá a clientes e futuros moradores vivenciar o estilo de morar do Villa Guaimbê, localizado no melhor ponto da Vila do Golf

A Ascen Empreendimentos se inspirou no paisagismo tropical e aplicou pela primeira vez em Ribeirão Preto um conceito boutique de produto e atendimento personalizado para lançar o Villa Guaimbê, empreendimento quer marca sua estreia no município.

Localizado na Vila do Golf, ao lado do Shopping Iguatemi, o projeto alia o mais alto nível de customização com design e arquitetura de excelência.

“Convidamos um time de especialistas com habilidades e experiências diversas para criar um empreendimento singular e com muita personalidade”, explica Ricardo Pagano Junior, diretor comercial da Ascen.

O resultado é um condomínio vertical que se integra à modernidade e praticidade do shopping center e agrega o conforto térmico e visual do Ipê Golf Club e da Mata de Santa Tereza.

Quem assina o paisagismo é o peruano radicado em São Paulo Maurício Prada, um expoente do estilo tropical, que privilegia folhagens com muitos tons de verde e grandes maciços vegetais. Sua marca se faz presente desde o port cochère, passando pelas áreas comuns, piscinas e chegando às varandas das unidades.

O projeto arquitetônico de Rui Spinelli, autor de diversos empreendimentos de sucesso comercial, supera as expectativas nos quesitos versatilidade, praticidade e bom gosto, elementos indispensáveis ao estilo de vida moderna.

Atualidade
Ao aplicar seu conceito boutique na concepção do novo empreendimento, a Ascen alcançou o nível mais elevado de atenção com os espaços de uso comum e sua ambientação.

São fruto deste cuidado itens que são tendência nos projetos atuais de alto padrão, como área refrigerada para delivery de alimentos e bebidas, minimercado, espaço office, infraestrutura para aspiração central nas unidades, infraestrutura de automação de som, janelas e iluminação, aplicativos de gestão, oficina para bicicletas, pontos para abastecimento de veículos elétricos e até estacionamento para carros de golfe, scooters e motos elétricas.

A preocupação com a sustentabilidade inclui também geração de energia fotovoltaica com elevadores regenerativos, que revertem a energia dissipada para reuso no condomínio.

Nas áreas de uso comum, prevalece o conceito de privacidade. Foram criados dois espaços família com áreas externas próprias e independentes do salão de festa. A piscina, com um paisagismo exuberante, concilia raia para natação com a intimidade de três espaços família e um deck molhado, além de uma piscina infantil exclusiva. Academia, sauna, quadra poliesportiva, espaço pet, parquinho e brinquedoteca completam os itens de lazer e conveniência.

O Villa Guaimbê é composto por 56 apartamentos, incluindo unidades tipo com 191,60 m² e 185,92 m² e coberturas duplex com 382,23 m² e 370,66 m². Os apartamentos tipo têm opção de três suítes (sendo uma suíte máster) ou quatro dormitórios, sendo duas suítes (uma suíte máster), todos com três vagas na garagem e box privativo no subsolo. Nos duplex são quatro suítes, sendo uma máster, e quatro vagas na garagem.

Conceito boutique
Oferecendo alto nível de customização, imóveis com vistas exclusivas, design e arquitetura singulares, além de localização privilegiada, a Ascen se tornou referência em imóveis de qualidade e alto padrão em Franca (SP). O sucesso de empreendimentos como o Grand Palladium, Modernità e High Business consolidaram seu conceito de construtora boutique.

“O principal valor de uma construtora boutique está na excelência do produto e, principalmente, na relação com o cliente. O atendimento personalizado e a compreensão das necessidades do momento se refletem na concepção de um empreendimento e, consequentemente, na experiência de quem irá usufruir do imóvel”, explica Ricardo Pagano Junior.

Com sede em Ribeirão Preto, onde foi fundada, o Villa Guaimbê é o primeiro lançamento da Ascen na cidade. “Em 2021, nós comemoramos dez anos e estamos mais do que prontos para oferecer ao mercado local um projeto de uma construtora boutique”, explica o diretor de operações da Ascen, Rafael Pagano.

Forneria Ascen
Outra inovação trazida pela Ascen com o Villa Guaimbé foi a participação do empresário Renato Aguiar no time criativo que concebeu o edifício.
Referência nacional em produção de eventos e bom gosto na arte de receber, Aguiar contribui com sua visão e seus conhecimentos sobre as tendências atuais de morar e viver bem.

Ele também é o responsável pela Forneria Ascen, um espaço de gastronomia instalado no local do empreendimento e que oferece a clientes e futuros moradores a oportunidade de vivenciar o estilo de vida proposto pelo Villa Guiambê, que será erguido na Alameda Gustavo Simioni, nº 150, Vila do Golf.
Mais informações pelo telefone (16) 3913-0300 e no site www.ascen.com.br.

Ficha técnica:
Villa Guaimbê
Torre única com 2 subsolos, térreo, 1º ao 13º pavimentos tipo, 14º e 15º pavimentos duplex
Quatro unidades por pavimento
26 unidades de 191,60 m²
26 unidades de 185,92 m²
2 unidades de 382,23 m²
2 unidades de 370,66 m²
Área do Terreno: 3.403,39 m²
Área a construir: 17.777,92 m²
Construção e Incorporação: Ascen Empreendimentos
Projeto arquitetônico: Rui Spinelli
Projeto paisagístico: Maurício Prada
Endereço: Alameda Gustavo Simioni, nº 150, Vila do Golf

Casas de campo ganham novo status

Confira os pontos altos da arquitetura para transformar esse espaço em um verdadeiro refúgio – também – para o trabalho

Todos, de alguma forma, tiveram sua rotina alterada por conta da pandemia. Com o isolamento social, atividades do dia a dia como compras, lazer, estudo e trabalho foram adaptadas à nova condição e, com isso, foram criados novos hábitos e novas maneiras de executar as tarefas. E algumas dessas mudanças vieram para ficar, como é o caso do home office.

Porém, mesmo que alguns aspectos desse novo modelo possam soar positivamente, o chamado “novo normal” afetou a saúde mental das pessoas. Foi recorrente, nesse período, o aumento do diagnóstico de casos de estresse, síndrome do pânico, insônia e depressão, causadas principalmente pelo confinamento.

Por conta disso, refúgios como sítios e casas de campo ganharam um novo significado para quem estava buscando melhor qualidade de vida sem deixar de lado a carreira profissional. De acordo com Eduarda Corrêa, arquiteta do escritório Eduarda Corrêa Arquitetos Associados, esse tipo de imóvel era muito usado como lazer para o fim de semana e, por causa da pandemia, se tornou morada permanente.

“As pessoas se viram trancadas em casa, muitas vezes em apartamentos pequenos, sem espaço para as crianças brincarem e tendo de conciliar trabalho com a rotina caseira, isso afeta o psicológico de qualquer um. E quem possuía imóvel no campo, acabou optando por buscar conforto e bem-estar junto à natureza”.

Com esse fenômeno, relata Eduarda, a demanda por reformas nas casas de campo aumentou consideravelmente nos últimos tempos. “Esses imóveis eram destinados a reuniões familiares em fins de semana, feriados e temporadas de férias e, por isso, seus ambientes não estavam adequados ao convívio diário que uma morada necessita. Com a mudança das famílias para estes espaços, houve a necessidade de realizar obras para garantir o conforto dos moradores”.

Segundo a arquiteta, em alguns casos a reforma consiste em aumentar tanto o tamanho como o número de ambientes para comportar a quantidade de pessoas que passarão a conviver na residência. “Mas, geralmente, pequenas intervenções como troca de revestimento, realização de nova pintura e investimento em móveis novos já são suficientes para tornar os espaços acolhedores e aconchegantes”.

Home com office

A grande demanda por reformas nas casas de campo se deu por conta do home office. Eduarda explica que grande parte das pessoas que fizeram essa mudança da cidade para o interior estava à procura de um lugar mais arejado, espaçoso e tranquilo para trabalhar, longe dos arranha-céus e da agitação dos grandes centros urbanos. “Como estas casas foram projetadas para o lazer, não havia nelas espaços destinados ao trabalho. Com isso, houve a necessidade de criar um ambiente com toda a infraestrutura necessária para a realização das tarefas”.

Para a arquiteta, a escolha do local é um passo muito importante na hora de projetar um home office adequado. “Se for para construir um espaço novo, opte por um lugar tranquilo, longe da rotina da casa e da área de lazer, pois o barulho de pessoas nestes locais pode atrapalhar o desempenho no trabalho. Feito isso, crie um escritório que contemple as áreas verdes e aproveite ao máximo a luz natural fazendo uso e grandes portas e janelas, além de paredes de vidro. Isso colaborará na sensação de bem-estar tão desejada”.

Mas, se a intenção for criar um home office utilizando um espaço já existente na casa, emenda ela, opte por um ambiente pouco utilizado e silencioso para garantir a privacidade e o sossego durante a realização das tarefas. “Aí é só garantir uma boa conexão com a internet, caprichar na decoração, utilizar móveis adequados e uma cadeira confortável para transformar a casa de campo em um verdadeiro refúgio para trabalhar”.

Eduarda ressalta ainda a importância de contratar um arquiteto para que o projeto seja executado de forma correta e eficiente, garantindo que tudo saia conforme o planejado. “O arquiteto possui o conhecimento e a experiência necessárias para criar ambientes que irão otimizar a sensação de bem-estar na sua casa de campo”.

CAIXA lança venda online de imóveis próprios

A CAIXA, líder do mercado imobiliário, realiza até 20 de dezembro a Venda Online de Imóveis CAIXA, por meio do site Imóveis CAIXA.

Milhares de imóveis de propriedade do banco estarão disponíveis para venda direta durante o período, com condições diferenciadas de desconto e financiamento.

Há opções de imóveis em todos as regiões do país, ofertados com valores abaixo dos praticados no mercado. As unidades disponibilizadas para venda são livres de quaisquer ônus para o comprador, no estado de conservação e ocupação em que se encontram. Dívidas pendentes, tais como condomínio e IPTU, geradas até a data da aquisição, são integralmente quitadas pela CAIXA.

Como participar:

O cliente interessado em adquirir um imóvel CAIXA deverá acessar a plataforma, escolher o imóvel desejado e apresentar uma proposta a partir do valor mínimo de venda registrado na página do imóvel selecionado. A proposta de maior valor no instante em que o cronômetro chega a zero é considerada vencedora. O cliente é avisado do resultado por e-mail.

A venda pode ser intermediada por um corretor credenciado e ser contratada através de um Correspondente CAIXA Aqui, no caso de financiamento. Para isso, basta selecionar a opção no momento de preencher a proposta. Nesse caso, a comissão ao corretor é paga pelo banco. A relação de corretores credenciados pela CAIXA também está disponível no site Imóveis CAIXA.


Taxas e condições especiais:


A depender da renda e do valor do imóvel, o cliente interessado pode optar pelas linhas de financiamento FGTS, incluindo Casa Verde Amarela ou SBPE.

A CAIXA prioriza a liberdade de escolha dos seus clientes e oferece quatro opções de linhas de financiamento imobiliário com recursos SBPE, para aquisição de imóvel novo ou usado: TR, IPCA, Poupança CAIXA e Taxa Fixa. O cliente pode identificar, entre as opções, aquela mais adequada ao seu perfil.

Os Imóveis disponibilizados podem ser financiados com recursos do SBPE em até 100% do valor da proposta e com prazo de até 35 anos, com destaque para a modalidade Poupança CAIXA. Essa linha tem taxas a partir de 2,50% a.a., somadas à remuneração adicional da poupança e saldo devedor atualizado mensalmente pela TR. Nessa modalidade, o cliente também poderá optar por carência de seis meses para início do pagamento da parcela de juros e amortização.

Para o enquadramento no Programa Casa Verde e Amarela com recursos do FGTS, os parâmetros são: renda familiar de até R$ 7 mil; imóvel com valor de compra e venda de até R$ 264 mil, com taxas nominais que variam entre 4,25% a 7,66% a.a., tarifa de 1,5% sobre o valor de financiamento e, a partir de 16/11/21, possibilidade de financiamento de até 100% do valor de compra e venda, limitado a 90% do valor de avaliação (exclusiva para os imóveis CAIXA).

A CAIXA ainda possibilita que o cliente financie o imóvel com a alternativa de usar o FGTS em todas as modalidades de compra. O FGTS pode ser utilizado desde que esteja de acordo com as condições legais vigentes.

Banco da Habitação:


A Venda Online de Imóveis CAIXA é mais uma ação do banco para possibilitar aos seus clientes a aquisição de imóveis, tanto para uso residencial, quanto comercial, dada a variedade de opções existentes em sua carteira de imóveis próprios. Os interessados poderão escolher entre casas, apartamentos, prédios, salas comerciais, dentre outros.

Charlie, em parceria com RJZ Cyrela e SIG, expande modelo short stay para o Rio de Janeiro

A startup Charlie está se consolidando como uma das maiores plataformas de gestão de locação de imóveis do país e anuncia sua chegada ao Rio de Janeiro. A novidade está na operação de unidades no On The Sea Arpoador, um residencial vanguardista e luxuoso, que traz a personalização ainda na planta como seu grande diferencial, lançado neste mês pela incorporadora RJZ Cyrela em parceria com a SIG Engenharia. Atualmente, a startup possui aproximadamente R$500 milhões em ativos já contratamos para gestão e almeja quintuplicar esse número nos próximos 3 anos. 

O empreendimento exclusivo será instalado na Zona Sul, no bairro do Arpoador, uma das regiões mais procuradas pelo público interessado em imóveis de alto padrão no Rio de Janeiro. Com a gestão de apartamentos no On The Sea Arpoador, a startup oferece uma plataforma para locação 100% digital, personalizada e sem burocracia. As unidades serão totalmente mobiliadas e contarão com diversos serviços e facilidades agregados, como limpeza, manutenção, concierge 24hs, entre outras dezenas de soluções que resolvem o dia a dia dos moradores ou para quem busca uma experiência exclusiva durante seu período de locação.  

“O Charlie chega no Rio de Janeiro em grande estilo, em um dos pontos icônicos da cidade, com o objetivo de proporcionar uma experiência de estadia surpreendente em um empreendimento com plantas inteligentes e inovadoras, que dão flexibilidade ao investidor e com grande apelo para quem quer passar um tempo ou até morar. Essa será uma de nossas operações referência e queremos torná-la um marco, um destino, no Rio de Janeiro, trazendo o que há de mais incrível em serviço e tecnologia”, afirma Allan Sztokfisz, CEO do Charlie. 

No Rio de Janeiro, o Charlie disponibilizará a seus hóspedes, quartos equipados com produtos exclusivos e experiência diferenciada. Rodeado por natureza exuberante que permite um lifestyle de bem-estar, com forte apelo gastronômico, comércio e serviços de alto luxo, o On The Sea Arpoador possui localização privilegiada com diversos serviços que podem ser desfrutados a pé ou de bicicleta. O projeto conta com lazer completo, um diferencial para a região do Arpoador, piscina climatizada de 25 metros, piscina infantil, spa aquecido, academia com dois andares, sauna e repouso, sala de massagem, playground descoberto, salão de jogos e salão de festas com varanda e copa. 

Seguindo as necessidades urbanas, o On The Sea Arpoador ainda dispõe de soluções que facilitam a vida do morador, como: personal concierge, estacionamento por Valet Parking, central de equipamentos e ferramentas compartilhadas, massage room, beach set com guarda-sol e cadeira, lavanderia, breakfast Service, central de recebimento de encomendas, tomada para veículos elétricos e vários serviços pay-per-use, pranchário, bicicletário com compressor e tomada para bike elétrica.  

A startup já possui atuação em São Paulo e Porto Alegre, administrando imóveis em mais de 9 prédios. A expectativa é alcançar diferentes estados do Brasil com alto potencial imobiliário e turístico nos próximos, além de ampliar atuação em outros bairros nas capitais que já atua. Como parte da estratégia de expansão, a empresa também estuda oportunidades nas principais cidades do interior. 

Empreendimento de luxo da Mitre Realty tem 26% de VGV total vendido no final de semana de lançamento

A Mitre Realty, incorporadora e construtora com atuação focada na cidade de São Paulo, registrou mais um lançamento de excelente performance. O Haus Mitre Jardins, empreendimento de luxo, alcançou 26% de seu VGV total vendido no lançamento. O projeto apresenta VGV total de R$ 189 milhões.

De acordo com Rodrigo Cagali, CFO da Mitre, a performance reflete a confiança dos clientes no padrão de qualidade da incorporadora, que segue apresentando empreendimentos conectados às tendências de moradia, convivência, trabalho e mobilidade urbana.

“Os números do Haus Mitre Jardins confirmam, mais uma vez, a excelência dos produtos da Companhia, tanto na linha de médio-alto padrão, quanto em produtos de alto padrão, nos quais a qualidade do produto é um diferencial essencial de compra”, destaca.

Inspirado no mercado de hotelaria de luxo, o projeto dispõe de 1 loja e 50 unidades residenciais, com três desenhos de plantas disponíveis, de 132 a 209 m², distribuídas em uma área total de 2.098,80m². Localizado no coração da capital paulista, o empreendimento contará com espaço fitness e de yoga, espaço wellness, bar indoor, rooftop com vista panorâmica da cidade e serviço de concierge.

O Haus Mitre Jardins dispõe, ainda, de iniciativas sustentáveis, como tomadas para carregar veículos elétricos e híbridos, reaproveitamento de águas pluviais, áreas para separação de lixo reciclável, iluminação com LED e torneiras com temporizador nas áreas comuns.

A Mitre realizou três lançamentos no primeiro semestre: Haus Mitre Santa Cruz, Haus Mitre Campo Belo e Haus Mitre Residences 370, que somaram R$ 356 milhões e atingiram excelentes níveis de vendas. Já em agosto, a Companhia lançou dois novos empreendimentos, o Haus Mitre Vila Clementino e o Haus Mitre Aclimação, responsáveis por um VGV total de R$ 290 milhões. Além do Haus Mitre Jardins, em outubro, a Mitre lançou o Raízes Vila Mascote, com R$180 milhões de VGV e 22% vendido no lançamento.


Ficha Técnica – Haus Mitre Jardins

Projeto Arquitetônico – Jonas Birger
Proj. de Interiores e unidade modelo – Escritório Anastassiadis Arquitetos
Projeto Paisagístico – Benedito Abbud
Área do Terreno – 2.098,80m²
Torres | 1 Torre, 23 Pavimentos
Unidades | 51 Unidades, sendo 4 unidades com garden e 2 duplex, e 1 loja
Endereço | Rua Itapeva, 342

Empreendimento no Botafogo traz o conceito Flex Home Gafisa

A Gafisa traz o seu terceiro lançamento de 2021 no Rio de Janeiro, localizado no melhor de Botafogo, na Rua Sorocaba. Trata-se do We Sorocaba, que tem entre seus principais atributos o conceito Flex 4 You, oferecendo variações de plantas e acabamentos para que as famílias ajustem os ambientes de acordo com as suas escolhas e desejos. Para isso, a companhia convidou LARQ TURANO, FEU Arquitetura, Sá & Almeida Paisagismo e Izabela Lessa e Fernanda Zanetta Arquitetura para projetarem o empreendimento.

Localizado em uma das ruas mais valorizadas do bairro, o empreendimento estará estrategicamente posicionado a poucos metros de shoppings, supermercados, hospitais e laboratórios, cinemas, colégios, centros comerciais e metrô. Com stand aberto desde 28/10, We Sorocaba acompanha a proposta do bairro de apreciar o “nós”, reunindo elementos que agradem a todos, com diferentes idades, momentos e necessidades.

Em um projeto exclusivo de apenas 25 unidades -, sendo que, destas, duas são coberturas duplex e uma cobertura linear -, We Sorocaba originalmente foi idealizado com quatro quartos, mas este pode ser transformado da maneira que o proprietário quiser. “Podemos estabelecer uma sala maior, um escritório e mais ou menos suítes. É um projeto tão original que pode ser modificado em plantas diferentes”, avalia João Paulo Rio Tinto de Matos, diretor presidente da Gafisa Rio de Janeiro.

Com plantas distribuídas entre 109 m2 e 133 m2, além de coberturas, numa torre única, o imóvel disponibiliza vagas de garagem, quantidade de acordo com cada unidade, e oferece segurança completa, serviços compartilhados, automação e sustentabilidade. Entre as características estão elevadores com sistemas regenerativos de energia, infraestrutura para tomada de carro elétrico no subsolo e SMART 4 YOU, uma tecnologia de automação que irá facilitar o controle de equipamentos de áudio e vídeo, ar-condicionado e até cortinas. Tudo isso de maneira funcional e intuitiva. Além disso, é possível adicionar também o controle da iluminação, criando cenas personalizadas que podem ser acionadas nos pulsadores dos ambientes ou via aplicativos de automação, por meio da aquisição de kits personalizados, podendo conter inclusive câmeras e fechadura digital. Tudo projetado para oferecer o máximo de conforto e modernidade.

O empreendimento propõe um lazer exclusivo para 25 famílias: piscina adulto e infantil, repouso, sauna, brinquedoteca, salão de jogos, parquinho, academia, salão de festas – durante a semana o espaço é disponibilizado como coworking, churrasqueira e pet place.

O projeto ainda disponibiliza o We Staff Room, uma infraestrutura com banheiro e vestiário para oferecer conforto para os profissionais que trabalharão no condomínio e nas unidades, além do programa Gafisa Viver Bem, uma plataforma completa de produtos e serviços que participa de toda a jornada do cliente, desde a aquisição do imóvel até o pós-entrega, contemplando as etapas de personalização de unidades, serviços de reforma e decoração, clube de compras, gestão de locação e administração condominial.

Proptech lançará índice sobre preços de imóveis em construção em 20 cidades brasileiras

Luiz Prado e Wagner Dias, fundadores da Hiperdados (Foto: Rafael Hupsel)

Levantamento mensal da Hiperdados trará informações baseadas em mais de 16 milhões de dados relevantes para o mercado imobiliário como preços médios de unidades habitacionais

A proptech Hiperdados passa a divulgar mensalmente, a partir de dezembro de 2021, o novo índice Hiperdados de preços médios de unidades habitacionais em construção. O índice será confeccionado com informações provenientes de uma base interna, retiradas de seu algoritmo de Inteligência Artificial e da “base Hiperdados”, ambas desenvolvidas pela startup.

A plataforma conta com mais de 16 milhões de dados que entregam informações relevantes para que empresas de incorporação imobiliária e construção civil tomem as melhores decisões em negócios imobiliários.

Com mais de 2 milhões de unidades habitacionais mapeadas na plataforma, a startup divulgará no índice dados relevantes como a quantidade de unidades habitacionais analisadas por cidade e o preço médio (em R$/m²) dos empreendimentos lançados nos municípios onde atua. 

Além dessas informações, também estará no relatório a porcentagem de imóveis residenciais em construção com valores que variam em quatro categorias, sendo a menor com empreendimentos que custam até R$6 mil o m² e a maior com valores acima de R$16 mil o m². 

Dados relevantes sobre 20 cidades

Atualmente a startup monitora mais de 80 cidades espalhadas pelo país, disponibilizando em sua plataforma dados que permitem a avaliação online para as incorporadoras definirem qual é a melhor opção de terreno para erguer seu empreendimento imobiliário. 

Segundo Wagner Dias, CEO da Hiperdados, a divulgação do índice mensal será de extrema importância ao mercado. “O trânsito dessas informações é fundamental para o segmento. Os dados que compilamos auxiliam as incorporadoras a terem base de como o mercado imobiliário residencial está se comportando em determinadas cidades. Essas informações são de extrema importância para a tomada de decisão dos gestores do mercado imobiliário”, afirma Dias.

Dentre os municípios avaliados pela plataforma, 20 deles terão dados divulgados nas edições mensais do índice. No estado de São Paulo serão mostradas informações nas cidades de Barueri, Campinas, Diadema, Guarulhos, Jundiaí, Mogi das Cruzes, Osasco, Praia Grande, Ribeirão Preto, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo e Sorocaba. 

No Paraná, as cidades cobertas pelo índice são Curitiba e São José dos Pinhais. Já  em Santa Catarina, os municípios de Balneário Camboriú e Itajaí são contemplados pelo relatório.

Benefícios mercadológicos

A proptech também disponibiliza em sua plataforma o serviço de gestão de landbank que, baseado em dados do mercado, disponibiliza um espaço para registros, contratos, documentos e relatórios importantes das construtoras. Esses dados, geralmente sigilosos, ficam protegidos dentro da plataforma Hiperdados.

A solução oferecida pela startup permite que as incorporadoras tenham acesso a todas as informações necessárias para a aquisição de um terreno em 20 minutos ou menos, graças à disponibilidade dos mais de 16 milhões de dados estruturados e confiáveis sobre o mercado. Este processo, quando realizado de maneira tradicional, pode demorar semanas, o que é refletido em prejuízos às empresas.

Construtora Sousa Araujo lança Residencial Siena em Suzano

A Construtora Sousa Araujo realiza no dia 16 novembro o lançamento do Residencial Siena, uma opção de moradia para quem valoriza a qualidade de vida e quer adquirir seu primeiro imóvel em Suzano (SP), com o melhor custo-benefício.
Localizado na estrada dos Fernandes, no bairro do Guaio, o Residencial Siena foi pensado para oferecer lazer e conforto para famílias. São 144 apartamentos de 46 metros quadrados, com dois dormitórios, sala de estar e jantar, varanda, cozinha (integrada), área de serviço e banheiro. Todos os seis blocos possuem elevador.

Nas áreas comuns e de lazer, espaços de convivência como piscinas (adulto e infantil), playground, praças, salão de festas e churrasqueira garantem diversão para todas as idades. Os animais de estimação também têm um cantinho especial só para eles: o Pet Place.

Perto de tudo
Outro diferencial do Residencial Siena é a localização. Os moradores contam com ampla rede de comércio e serviços nas redondezas. Em trajetos de apenas dois minutos a pé, é possível acessar restaurantes, academia, farmácia, posto de gasolina e borracharia. E em distâncias que podem ser percorridas em menos de dez minutos há escolas, clínica veterinária, padaria, mercearia e salão de beleza.

Os trajetos de carro até supermercados, hospital, ao Largo da Feira e ao Suzano Shopping levam no máximo 15 minutos, e locais para passeio como o Templo Jomyoji, Blue Beach Thermas Park e Viveiro Municipal também estão pertinho do Residencial Siena.

O bairro do Guaio tem fácil acesso viário: está a 12 minutos da SP-066, a menos de meia hora do Rodoanel e das rodovias Presidente Dutra e Ayrton Senna, e a cerca de 40 minutos do Aeroporto Internacional de Guarulhos.

Os valores dos apartamentos partem de R$ 179.500 e a previsão é de entrega em novembro de 2024. As condições de entrada e parcelamento podem ser consultadas na Central de Vendas, que fica na Estrada dos Fernandes, 2050 – Parque Santa Rosa, em Suzano. No local, é possível conhecer um apartamento decorado e ver as possibilidades de configuração do imóvel, preparado para todos os gostos. O atendimento também pode ser feito por telefone e WhatsApp, no (11) 98507-0560.

O investimento da Sousa Araujo no mercado imobiliário de Suzano contempla outro lançamento ainda em 2021: o Residencial Mondrian – que oferece apartamentos com suíte, lazer completo e áreas comuns como Espaço Coworking, Espaço Pet e cinema -, na Vila Urupês.

Residencial Siena
Previsão de lançamento: 13 de novembro
Central de Vendas: Estrada dos Fernandes, 2050 – Parque Santa Rosa, Suzano – SP
Mais informações: (11) 98507-0560 (ligações e WhatsApp) ou no site.

ABRAINC debate inovação e liderança na incorporação imobiliária durante fórum no dia 11/11 em São Paulo

A ABRAINC (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias) realiza na próxima quinta-feira (11/11) o 2º Fórum de Inovação e Liderança da Incorporação (FILI 2021). O objetivo é promover iniciativas de viabilização de negócios da incorporação imobiliária com os principais empresários do setor, empreendedores, investidores e entidades da cadeia produtiva para debater quais as inovações e tecnologias serão essenciais na percepção do mercado e da sociedade.

Neste ano, o evento será híbrido e contará com todos os protocolos de segurança contra a covid-19 no formato presencial. Haverá também transmissão simultânea para os que forem acompanhar online. Entre os destaques desta edição, haverá, na abertura, as presenças dos ministros Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia), e Tarcísio de Freitas (Infraestrutura).

Além dos painéis, o evento terá a apresentação de conteúdos inéditos, como um estudo da ABRAINC, feito em parceria com a Brain Inteligência Estratégica, sobre a jornada de compra do consumidor, tendências e financiamento imobiliário. A consultoria Deloitte trará a prévia do estudo Cadeia da Construção e Cristina Penna, sócia fundadora da Dataland, apresentará, ainda, um levantamento sobre como a inovação pode ajudar na escolha da localização dos empreendimentos.

O encerramento contará, também, com a entrega do Prêmio Produtividade 2021, uma iniciativa da entidade e do Comitê Produtividade do Mesmo Lado cujo objetivo é o de reconhecer os esforços e ampliar a visibilidade de empresas que se destacam no aproveitamento de seu potencial, aumentando a produção e a competitividade.

Trilhas do Conhecimento: Nesta segunda edição, a ABRAINC quer estimular o comportamento criativo alinhado às novas ferramentas e transformação digital no setor e, para isso, promoverá quatro importantes debates: Inovação e Tecnologia na Construção; Crédito e Financiamento; Experiência do Cliente; e Produtividade em Ação. “Vamos debater e analisar as tendências de consumo, como os brasileiros irão comprar imóveis no futuro, o que eles valorizam e quais os problemas deverão ser solucionados pelas construtoras e incorporadoras. Tudo isso alinhado às experiências de iniciativas do mercado imobiliário no contexto de liderança, gestão e inovação”, explica Luiz França, presidente da ABRAINC.

Confira a programação preliminar:

  • 9h00 às 9h30 – Abertura: Desafios de protagonizar o futuro 
  • 9h30 às 10h00 – Apresentação do Estudo ABRAINC-Brain: Inovação na jornada de compra.
  • 10h00 às 11h00 - Mesa Redonda: ​Fintechs: Avanços no acesso ao crédito, financiamento e gestão de risco, e seguros
  • 11h00 às 12h00 – Mesa Redonda: ​Proptechs e Marktechs: Entendendo o consumidor
  • 12h00 às 15h00 – Rodada de inovação e brunch
  • 15h00 às 16h00 – Painel: Soluções Comprovadas – Inovação nos empreendimentos 
  • 16h00 às 17h00 – Lançamento da 1ª etapa do Estudo da Cadeia da Construção: O Dilema da Produtividade – Deloitte
  • 17h00 às 18h00 – Entrega do Prêmio de Produtividade Do Mesmo Lado 2021

Serviço:

Data: 11/11

Horário: das 09 às 18 horas

Compra do ingresso: www.sympla.com.br/produtor/abrainc (consulte os valores para participação presencial ou online)

Local do evento: Hotel Grand Mercure – Rua Olimpíadas, 205, Vila Olímpia, São Paulo.

A inserção do Pix como meio de pagamento para varejistas de construção civil

Por Fábio Viegas, Chief Loyalty Officer da Juntos Somos Mais

O Pix, assim como podemos acompanhar diariamente, vem conquistando o varejo brasileiro e empresas de diversas áreas. No varejo da construção civil não é diferente: ele já é amplamente aceito em compras presenciais (94,3%), remotas (92,5%) e digitais (82,4%). O dado é resultado de um levantamento recente da Juntos Somos Mais , joint venture da Votorantim Cimentos, Gerdau e Tigre, que buscou entender o nível de digitalização das lojas de materiais de construção civil ao longo das diferentes regiões brasileiras.

Um dos principais motivos para a grande adesão do novo meio de pagamento em nosso segmento é a agilidade na liquidez do pagamento, além de reduzir a questão do contato físico e evitar dores de cabeça com a conexão das maquininhas de cartão. Os estabelecimentos e clientes também enxergam essa forma de pagamento como uma facilidade já que o processo pode ser feito tanto com a chave PIX quanto por meio de um QR Code específico do varejista podendo ser concluído de forma remota, o que tem se tornado cada vez mais comum especialmente em conjunção com ferramentas de comunicação como o Whatsapp.

Podemos dizer que o PIX e a pandemia, foram grandes impulsionadores da digitalização do varejo da construção, um setor ainda considerado bastante offline e analógico. Sabemos que o relacionamento e contato presencial faz parte da rotina dos varejistas de construção civil, mas vemos uma grande abertura para a inovação e a disrupção no segmento, que vem trazendo maior agilidade e simplicidade nas transações de compra e venda.

Um estudo de junho feito pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com o Sebrae, mostra a grande popularidade da solução desenvolvida pelo Banco Central. O dinheiro na mão ainda é o meio com maior alcance entre as pessoas: 71% dos entrevistados responderam que costumam fazer pagamentos com o papel, mas o PIX já representa 70,5% segundo os respondentes.

Isso comprova que a sociedade como um todo já acredita no meio digital e em seus benefícios. Acredito que, no setor de construção civil, o grande desafio é criar iniciativas que conectem e façam diferença no segmento como um todo. Planejar estrategicamente campanhas e caminhos do ponto de vista comercial e oferecer treinamentos e capacitações exclusivas podem ser opções robustas para impactar positivamente a vida de varejistas, lojistas e profissionais de obra, que continuamente necessitam de desenvolvimento, para digitalização e modernização para seus negócios.

Evoluir financeiramente é uma das principais transformações que o setor de construção civil vem passando. Com ela, a eficiência da transação e a segurança ao cliente e até mesmo ao próprio fornecedor serão destacadas. O importante é nunca deixar de mapear os desejos e necessidades do segmento, entendendo qual a melhor forma garantir a aceleração do setor e a digitalização de todos os envolvidos no processo.