3 vantagens de morar perto de parques e áreas verdes

3 vantagens de morar perto de parques e áreas verdes

A pandemia mudou o comportamento das pessoas, que passaram a valorizar ainda mais suas casas, a qualidade de vida e o bem-estar. Em uma pesquisa encomendada pela GT Building e realizada pela Zoom Inteligência em Pesquisa, em busca de insights sobre as mudanças de comportamento do consumidor pós pandemia, 88% dos entrevistados afirmaram que gostariam de ter varanda ou sacada no apartamento, e indicaram a localização do imóvel como um dos principais diferenciais no momento da decisão da compra.

Com o objetivo de entregar o produto que as pessoas buscam, a incorporadora curitibana lançou em junho de 2021 o Casa Milano, empreendimento localizado no Champagnat, a poucos metros do parque Barigui, no qual mais de 90 unidades oferecem amplas varandas aos moradores. Além de aumentar a qualidade de vida e bem-estar, estar perto da natureza com espaços amplos ao ar livre também oferece uma série de vantagens para a saúde física e mental.

  1. Diminui o risco de depressão e ansiedade

Um estudo realizado na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) com 2.584 pessoas, apontou que, àqueles que moravam perto de parques, praças ou reservas naturais tinham menor risco de desenvolver quadros crônicos de estresse, ansiedade e depressão. Segundo a psicóloga credenciada da Paraná Clínicas, Ana Paula Zanardi (CRP-08/12728), “vivemos momentos de stress, correria, rotina, compromissos, responsabilidades e pandemia. Por isso, momentos de lazer e contato com a natureza são ótimos recursos para aumentar o bem-estar, relaxamento, conexão e recarregar nossas energias”.  Por isso ter um espaço para o autocuidado, como uma varanda ou sacada, para fazer uma leitura ou meditação, ou somente para observar a vida fora do apartamento, é importante para manter a saúde mental em dia.

  1. Motiva a prática de exercícios físicos

Parques e áreas verdes estabelecem um local de segurança e proteção para se conectar com elas mesmas, respirar ar puro e a pausa das obrigações do cotidiano. Para o médico credenciado da Paraná Clínicas, Dr. Diogo Dias (CRM PR 32444), pessoas que estão mais próximas da natureza também são motivadas a praticar exercícios físicos.

A prática esportiva em contato direto com a natureza recebe a denominação especial de “exercício verde” por melhorar o bem-estar mental e os marcadores de saúde, atuando na prevenção de doenças e melhora da qualidade de vida. 

“Enquanto alguns estudos mostram que viver em ambiente com mais verde aumenta em três vezes a chance de ser fisicamente ativo, outros não relatam nenhuma associação. Uma hipótese sugere que o ser humano é predisposto a desejar o contato direto com a natureza por herança de nossos ancestrais, caçadores e coletores, que viviam exclusivamente em ambiente natural. Um estudo recente com praticantes de ciclismo demonstrou que um ambiente com vegetação verde reduz a taxa de esforço percebido e aumenta o humor positivo quando comparados com exercício em ambiente fechado, melhorando as taxas de adesão”, acrescenta o médico.

  1. Melhora a autoestima

Segundo Dr. Diogo, estudos mostram ainda que atividade externa conduzida em um ambiente natural ou verde melhoram a autoestima e as escalas de humor negativo, como tensão e raiva. 

“As áreas verdes podem ainda ser utilizadas para estimular interação social, lazer, leitura, relaxamento ou meditação. Todas influenciando diretamente na qualidade de vida e saúde por fornecer um ambiente com característica restauradora”, completa o especialista.

Comments are closed