Marcello Romero fala sobre modelos de trabalho do mercado imobiliário no Secovi-SP

Marcello Romero fala sobre modelos de trabalho do mercado imobiliário no Secovi-SP

Na última quinta-feira (19) a Rede Imobiliária Secovi (RIS) promoveu um encontro entre lideranças do setor para debater os modelos de trabalho no mercado imobiliário e a cultura dos dados dentro das imobiliárias. Marcello Romero, CEO da Bossa Nova Sotheby’s e diretor de Inteligência de Mercado da RIS, compartilhou com os convidados as principais novidades trazidas dos EUA, onde participou do Inman Connect Las Vegas, principal evento do setor e que conta com a presença dos principais players de todo mundo.

“Por lá, o debate sobre a atuação das iBuyers é forte. É um movimento que chegou para quem quer trocar de imóvel mais rapidamente”, disse Romero. Em média, o americano troca de casa a cada oito anos. No Brasil, essa média é de 20 anos. O executivo destacou ainda as possibilidades de negócio que já acontecem no mercado norte-americano e que poderiam ser adotadas por aqui:

RedFin – que tem a figura do corretor executivo – funcionário assalariado pela empresa, que recebe bônus de desempenho em vez de comissão;

Zillow – maior portal imobiliário dos EUA, com 85% do mercado. Recentemente, optou por abrir mão do corretor e ele mesmo fazer operações de compra e venda. A animosidade gerada fez com que a companhia perdesse 15% do valor de mercado na Bolsa, segundo Romero;

Opendoor – começou sem corretor, mas voltou atrás e passou a operar com intermediação;

KellerWilliams – beneficiando-se do regime de exclusividade (que faz com que cada corretor tenha oito imóveis, em média, em sua carteira), a empresa compartilha seus estoques com os profissionais.

Romero sublinhou que o DNA desses regimes passa pelo empoderamento do cliente, ao mesmo tempo em que se empenham esforços para educá-lo. “Começamos diminuindo os atritos entre clientes compradores e vendedores e pelo acerto, cada vez maior, na precificação dos produtos das imobiliárias”.

Danilo Igliori, chairman do DataZap, também foi convidado para falar sobre o potencial dos dados dentro das imobiliárias. O executivo mostrou como o trabalho com dados pode fornecer informações essenciais que subsidiam a tomada de decisão nos negócios. Exemplos disso são a captura de tendência de aumento de unidades para locação e de oferta da atratividade de apartamentos menores. Igliori pontuou que é preciso saber se a alta da procura por aluguel reflete mais uma tendência de comportamento do consumidor do que um sintoma econômico. “Necessitamos ver se é por causa do bolso do cliente”, ponderou. Dentre as diversas possibilidades da exploração de dados, destacou ainda a possibilidade de aferir média de preço de metro quadrado por quadra e por rua da cidade, calcular rentabilidade média por tipologia de imóvel, valorização imobiliária por tipo de imóvel e por região, entre outros.

A Bossa Nova Sotheby’s International Realty, através da plataforma Cidade Virtual, trabalha com esses dados para encontrar as melhores soluções para seus clientes, auxiliando os corretores e aumentando assim a assertividade na hora do cliente tomar uma decisão de compra mais estruturada. Através do Cidade Virtual a BNSIR conecta mais rapidamente vendedores de compradores, ou seja, usa a tecnologia para vender mais, melhor e mais rápido.

Comments are closed