Lago Sul é o local com m² mais caro do Distrito Federal, segundo relatório do Wimoveis

Lago Sul é o local com m² mais caro do Distrito Federal, segundo relatório do Wimoveis

O relatório realizado pelo Wimoveis, maior portal imobiliário do Distrito Federal, aponta que o preço do m² em Brasília está, em média, R$10.892/m².Dessa forma, um imóvel brasiliense padrão (65 m², dois quartos e uma vaga) custa R$ 707 mil, sem variações no mês. Além disso, o relatório aponta que Lago Sul é o local com maior valor médio com R$ 14.215/m², chegando a 2,8% de variação mensal.

Até o momento, os valores acumulam, em 2021, alta de 8,7%, acima da inflação IPCA-15 (8,3%). Em Brasília, os locais que tiveram um aumento significativo no valor do m² foram Jardins Mangueiral – São Sebastião (R$ 5.267, +18%), Riacho Fundo II – Riacho Fundo (R$ 3.033, +19%) e Zona Industrial – Guará (R$ 11.781, +19%). Já os que tiveram maior queda no preço foram Setor Residencial Leste – Platina (R$ 2.495, -19%), Setor Hoteleiro Norte – Brasília (R$ 8.969, -8%) e Setor Habitacional Meireles – Santa Maria (R$ 3.008, -4%).

Veja os locais onde os preços dos imóveis são mais baratos e mais caros:

Mais baratos (R$/m²)Variação MensalVariação Anual
Setor Habitacional Contagem (Sobradinho)2.337-0,6%4,2%
Setor Residencial Leste (Planaltina)2.4957,0%-18,9%
Grande Colorado (Sobradinho)2.800-0,9%10,2%
Mais caros (R$/m²)Variação MensalVariação Anual
Setor De Clubes Esportivos Sul (Brasília)13.7001,8%9,2%
Superquadra Noroeste (Brasília)13.9740,7%16,9%
Lago Sul (Brasília)14.2152,8%S/D

Queda de 0,6% no mês no aluguel

Ainda de acordo com o relatório, o aluguel de um imóvel padrão (65 m², dois quartos e uma vaga) em Brasília chegou a um valor médio de R$ 2.693/ mês, com uma queda de 0,6%. Só em 2021, os preços acumulam uma alta de 1,9%, abaixo da inflação IPCA-15 (8,3%) mensal e bem abaixo do reajuste do IGP-M (Índice Geral de Preços de Mercado). O setor Hoteleiro Norte em Brasília é o bairro com maior preço de aluguel -R$ 4.958/mês.

Os locais que tiveram aumento significativo no valor mensal em outubro foram Jardins Mangueiral – São Sebastião (R$ 5.267, +18%), Riacho Fundo II – Riacho Fundo (R$ 3.033, +19%) e Zona Industrial – Guará (R$ 11.781, +19%).  Já os que apresentaram queda foram Setor Residencial Leste – Platina (R$ 2.495, -19%), Setor Hoteleiro Norte – Brasília (R$ 8.969, -8%) e Setor Habitacional Meireles – Santa Maria (R$ 3.008, -4%).
Confira os locais mais baratos e mais caros para locar um imóvel:

Mais baratos (R$/m²)Variação MensalVariação Anual
Ceilândia Norte (Ceilândia)998-2,7%-5,4%
Samambaia Norte (Samambaia)1.1400,1%2,9%
Taguatinga Norte (Taguatinga)1.1710,3%7,7%
Mais caros (R$/m²)Variação MensalVariação Anual
Zona Industrial (Guará)3.5472,5%S/D
Setor de Hotéis e Turismo Norte (Brasília)4.4341,5%1,3%
Setor Hoteleiro Norte (Brasília)4.958-1,0%1,2%

Rentabilidade

O índice de rentabilidade imobiliária relaciona o preço de venda e valor de locação do imóvel para verificar o tempo necessário para recuperar o dinheiro utilizado na aquisição do imóvel. No relatório de outubro, o índice subiu levemente para 4,1% do bruto anual. Dessa forma, são necessários 24,1 anos de aluguel para obter o valor investido na compra do imóvel, 7,5% a mais que há um ano.

Veja onde encontrar os índices de rentabilidade mais altos e baixos: 

Mais rentáveis%
Areal (Águas Claras)4,2%
Octogonal (Brasília)4,3%
Sudoeste (Brasília)4,3%
Menos rentáveis%
Setor de Hotéis e Turismo Norte (Brasília)7,2%
Samambaia (Samambaia)7,4%
Setor Hoteleiro Norte (Brasília)10,2%

Comments are closed