Kzas Krédito: mesmo com alta de juros, financiamento imobiliário segue atrativo para comprador

Kzas Krédito: mesmo com alta de juros, financiamento imobiliário segue atrativo para comprador

“Sem crédito, não tem mercado”. Com esse pensamento, os empresários Eduardo Muszkat, Roberto Nascimento e Rodrigo Costa apostam em um marketplace de crédito imobiliário, que facilita a compra de imóveis financiados. O time de sócios já participou da fundação de grandes empresas do setor como Zap, Suahouse e You. E, mesmo com juros mais altos, eles acreditam que o crédito vai seguir garantindo o crescimento do setor.

Criada em 2019, a fintech Kzas Krédito usa soluções de tecnologia para aproximar vendedores e compradores de imóveis agilizando processos de financiamento tanto de construtoras como na revenda de imóveis particulares.

A empresa conquistou rapidamente grandes incorporadoras como clientes ao solucionar um dos grandes problemas do setor: o repasse do saldo a ser quitado pelo comprador antes do momento da entrega de chaves do imóvel adquirido.

Roberto Nascimento e Eduardo Muszkat conversaram com o Hub Imobiliário e ressaltaram a importância d uso de ferramentas de inteligência criadas pela kzas para qualificar a base de clientes e garantir um bom fluxo de caixa para que as construtoras não precisem se preocupar com os custos das obras. Eles garantem que imobiliárias também podem obter excelentes resultados com avaliações e simulações de financiamentos, que podem ser feitas na hora por um corretor.

A pandemia acelerou processos tecnológicos e avançou muito na aceitação e uso por parte de empresas e clientes. Os fundadores acreditam que digitalização, dados abertos e outras inovações vão abrir infinitas possibilidades para o avanço do crédito imobiliário. E avaliam que, mesmo com aumento de juros, em função da alta inflacionária, a compra financiada de imóveis ainda é muito atraente porque as taxas aumentaram, mas seguem bem abaixo de patamares históricos recentes.

A Kzas Krédito cresceu rapidamente no eixo entre São Paulo e Rio de Janeiro, Agora, inicia uma expansão para outros estados. E parece ter boas garantias tecnológicas a oferecer para concretizar esse avanço.

Comments are closed