Kallas encerra o ano com crescimento e expectativa de R$ 2 bilhões de VGV para 2020

Kallas encerra o ano com crescimento e expectativa de R$ 2 bilhões de VGV para 2020

Com 36 anos no mercado, a Kallas Incorporadora e Construtora teve um grande 2019. Nos dois segmentos em que atua, imóveis de médio e alto padrão (MAP), que hoje respondem, em média, por 60% de seus negócios, a empresa comemora a retomada dos bons resultados. “Estamos vivendo um bom ano em relação aos últimos cinco anos de venda”, diz Emilio Kallas, presidente da construtora.

Já em relação ao segmento econômico, sob a marca Kazzas, mesmo com as mudanças no programa propostas pelo Governo, as vendas mantiveram-se fortes. Os imóveis menores (entre 40 a 45 m²), que se enquadram nas faixas 2 e 3 do programa Minha Casa Minha Vida (MCMV), com média em 40%, apresentou crescimento.

“A taxa de juros baixa e o acesso facilitado ao financiamento são dois fatores impulsionadores das vendas desses apartamentos”, acrescenta Emílio. Neste ano, a Kallas lançou R$ 800 milhões, e a Kazzas, apresentou VGV de R$ 200 milhões, e as duas juntas contabilizam um potencial construtivo para 2020 estimado em um VGV de R$ 1 bilhão.

Além disso, a Kallas aproveitou o momento para diversificar o portfolio de lançamentos de empreendimentos menores, ingressando em 2019 no mercado de apartamentos de um dormitório. Emílio acredita na retomada do potencial do público investidor que está voltando com força para o mercado imobiliário. “As pessoas estão buscando diversificar seus investimentos, e podem garantir uma renda através do investimento em imóveis líquidos para locação”, enfatiza.

Parcerias

Este ano, Kallas fechou parceria com a RB Capital para a construção de dois novos empreendimentos na zona oeste de São Paulo, com VGV estimado de R$ 200 milhões e lançamento previsto para os próximos meses. O negócio foi fechado por meio de uma operação de SPE (Sociedade de Propósito Específico) e contou com um aporte de R$ 142 milhões, sendo 50% de cada empresa. As expectativas quanto ao sucesso da entrega dos empreendimentos são positivas: os projetos devem retornar até 20% ao ano de TIR (Taxa Interna de Retorno).

O acordo mais recente foi fechado com a Hines. Serão dois empreendimentos com foco no mercado de médio e alto padrão com VGV de R$ 90 milhões cada. A expectativa para os dois projetos é um retorno acima de 25% de TIR nominal. Além disso, nos projetos também estão sendo contemplados flats não residenciais, com entradas separadas, que serão colocados para locação e ficarão em nome da Kallas. O VGV total é de R$ 180 milhões. A empresa está negociando acordos semelhantes com outros fundos.

Com R$ 5,4 bilhões em ativos sob gestão, a Kallas tem como objetivo para o segundo semestre de 2020, abrir o capital de sua spin off que atende o setor econômico, a Kazzas, que possui valor de R$ 3,2 bilhões. Com o cenário de juros em queda, o esperado crescimento da economia e o aumento de lançamentos da empresa, a ideia é que no próximo ano, a precificação cresça.

Comments are closed