Com lançamentos e vendas em alta, incorporação tem o melhor 1º semestre da série histórica

Com lançamentos e vendas em alta, incorporação tem o melhor 1º semestre da série histórica

O Indicador Abrainc-Fipe do 2° trimestre de 2021, que contempla dados de 18 empresas associadas à entidade, apontou o lançamento de 34.815 unidades ao longo do período, o que corresponde a uma alta de 84,8% sobre o mesmo intervalo do ano anterior. Comparativamente, no recorte do 1º semestre de 2021, o número de lançamentos totalizou 61.199 imóveis, um aumento de 61,7% em relação ao mesmo período de 2020. Já nos últimos 12 meses, encerrados em junho, as unidades lançadas somaram 144.420 unidades, o equivalente a um aumento de 35,7% em relação ao intervalo precedente.

Ao mesmo tempo, foram comercializadas 39.615 unidades no 2º trimestre de 2021, o que representa um avanço de 30,1% em relação ao volume transacionado no mesmo período do ano passado. No balanço do 1º semestre, por sua vez, as vendas chegaram a 74.438 unidades – alta de 25,9% sobre a primeira metade de 2020. Finalmente, nos últimos 12 meses encerrados em junho de 2021, os 153.853 imóveis comercializados pelas incorporadoras contribuíram para um acréscimo de 32,1% em comparação aos resultados obtidos no intervalo anterior. As vendas líquidas, que correspondem ao volume de vendas excluindo-se as unidades distratadas no mesmo período, também foram positivas, com altas de 36,6% (2º trimestre de 2021), 29,5% (1º semestre de 2021) e 35,2% nos últimos 12 meses encerrados em junho.

Segmentos – Os empreendimentos enquadrados no Programa Casa Verde Amarela (CVA) ainda respondem pela maior parte dos imóveis lançados (75,7%) e comercializados (82,7%) nos últimos 12 meses, encerrados em junho. Em termos de unidades lançadas, o segmento registrou alta em todos os recortes considerados: 18,7% no 2º trimestre, 24,1% no 1º semestre, e de 21,1% nos últimos 12 meses. Já com respeito às vendas, as incorporadoras reportaram aumento de 22,8% no 2º trimestre, 24,3% no 1º semestre, e 34,7% ao longo dos últimos 12 meses.

Comparativamente, o desempenho do segmento residencial de Médio e Alto Padrão (MAP) registrou um crescimento expressivo de 978,5% em lançamentos no 2° trimestre de 2021 em relação ao mesmo período de 2020, quando a pandemia estava em uma de suas fases mais agudas e os estandes de vendas tiveram de ser fechados. No 1° semestre deste ano, a alta foi de 265,1% e, no horizonte de 12 meses, o avanço foi de 113,7%. O momento favorável se estende às vendas, cuja apuração no 2º trimestre destaca uma elevação de 79,4% em relação no mesmo período de 2020; contribuindo assim para um aumento de 33,2% no 1º semestre, e de 21,3% nos últimos 12 meses.

Para o presidente da ABRAINC (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias), Luiz França, os resultados obtidos no 1° semestre de 2021 são importantes pois representam o melhor desempenho da série histórica do Indicador, iniciada em 2014. “O crescimento do segmento MAP, aliada à manutenção dos números positivos do CVA, foram fundamentais nessa escalada do setor. A incorporação imobiliária vem demonstrando bom desempenho contínuo, o que destaca a atratividade cada vez maior de empreendimentos tanto por parte compradores como de investidores, em relação às aplicações financeiras tradicionais, assim como as boas condições de crédito imobiliário do período, com taxas de financiamento baixas e crescimento recorde nos financiamentos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE)”, afirma.

Comments are closed