Vendas de imóveis sobem 11,9% no acumulado do ano, aponta indicador ABRAINC-FIPE

Vendas de imóveis sobem 11,9% no acumulado do ano, aponta indicador ABRAINC-FIPE

O número de novos imóveis comercializados no Brasil aumentou 11,9% nos dez primeiros meses de 2022, quando comparado com o mesmo período de 2021. Ao todo, foram vendidas 133.891 unidades de janeiro a outubro deste ano o que corresponde ao melhor desempenho do setor para o período desde a criação da série histórica, em 2014. Os dados referem-se ao levantamento realizado com 18 empresas associadas à ABRAINC (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias), em parceria com a FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).
 

Até outubro, as vendas no segmento de Médio e Alto Padrão (MAP) seguiram em ampla expansão e cresceram 81%, com a comercialização de 38.943 unidades. A alta nas vendas de imóveis deste grupo faz com que o MAP já represente 29,8% de todos os imóveis vendidos no Brasil.
 

Responsável por 70,2% das moradias vendidas no Brasil, os imóveis do Casa Verde e Amarela (CVA) (futuro Minha Casa, Minha Vida) registraram um total de 91.924 moradias comercializadas. Sobre as entregas, até outubro, o setor concedeu 59.749 novos imóveis do CVA, uma alta de 13,3% no período.
 

Na avaliação do presidente da ABRAINC, Luiz França, os números mostram o bom momento do setor e evidenciam um processo de melhora na economia brasileira ao longo do ano, com arrefecimento nos custos de construção e um crescimento na renda das famílias. Este último dado é resultado da redução no desemprego no Brasil, de janeiro a novembro já foram abertos 2,4 milhões de novos postos de trabalho em todo o país, sendo o setor da construção civil e incorporação imobiliária responsável por 11% destas novas vagas: mais de 270 mil empregos.
 

“O setor segue com um bom desempenho. A queda no desemprego e o aumento no rendimento das famílias, que já subiu 4%, desde o início de 2022, garantiram no período o bom desempenho do mercado imobiliário. As melhorias no Casa Verde Amarela ampliaram o acesso à moradia e contribuem para o combate ao déficit habitacional e a geração de empregos”, pontua o executivo.

Comments are closed