Grupo Prima lança seu primeiro Home Resort

Sofisticação, conforto, praticidade, segurança e sustentabilidade são alguns dos atributos que definem o Villaggio Jardins, o primeiro home resort do Grupo Prima, apresentado a corretores de imóveis e convidados no dia 3 de julho e lançado ao público hoje em Salvador-BA. Localizado estrategicamente no charmoso bairro Cidade Jardim, na rua Leonor Calmon, e ocupando um terreno de 7.740 m2, o lançamento já é considerado uma obra-prima, com Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 450 milhões.

O investimento priorizando a qualidade dos materiais e tecnologia ecoeficiente garantiu que o Villaggio Jardins conquistasse certificação Edge – Excellence in Design for Greater Efficiencies – e IPTU Verde, itens que garantem benefícios e economia aos proprietários. Com obras previstas para iniciarem em 2025 e entrega em 2028, serão construídas duas torres, oferecendo apartamentos de 3 e 4 suítes com áreas de 113,30m² e 142,81m², respectivamente. Todos os apartamentos contarão com varanda gourmet e espaçosos living, além de proporcionar aos moradores quatro opções de planta, permitindo que escolham aquela que mais se adeque ao seu estilo de vida. Isso possibilita a criação de ambientes personalizados dentro do mesmo espaço.

“Com grande espaço verde, o Villaggio Jardins foi projetado para ser um refúgio para toda a família. Para isso, terá uma sofisticada área de lazer e entretenimento com o máximo de segurança”, afirma Christiano Polillo, diretor Comercial e Marketing do Grupo Prima. O condomínio oferece playground, complexo de piscinas, salão de jogos, ginásio poliesportivo coberto, quadra externa para esportes de areia, bicicletário, academia com mais de 300m2 e equipamentos de última geração, salão de eventos com camarim, área coworking, estúdio musical, sky lounge com espaço gourmet e piscina aquecida, car wash, espaço para mini-market e muio mais.

O empreendimento conta ainda com um bosque privativo com mais de 1.600m² e uma trilha ecológica.

A Prima ainda irá realizar uma intervenção urbana no final da rua Leonor Calmon, promevendo a requalificação daquele trecho com a implantação do Boulevard Jardins, que contará com piso compartilhado, paisagismo e gentilezas urbanas, promovendo mais “andabilidade” ao bairro.

A apresentação do empreendimento aconteceu no dia 3 de Julho numa grande celebração no Sollar Cunha Guedes Cerimonial, animada pela banda Filhos de Jorge e com a distribuição de mais de 40 prêmios, incluindo um carro Citroen C3 0KM para os corretores, em reconhecimento aos resultados alcançados na campanha de venda, que iniciou em 07/06/24.

Inovação em engenharia

Avanços tecnológicos nos projetos têm tornado os edifícios do Grupo Prima referência em engenharia e sustentabilidade. No Villaggio Jardins, a empresa investiu aproximadamente 6% a mais no valor final do empreendimento em tecnologia e materiais de qualidade superior e em melhorias de sistemas. O retorno desse investimento só é percebido depois que o prédio é habitado, através do baixo custo de manutenção das construções, por meio da valorização do imóvel, pelos descontos em taxas e impostos e pela redução nas contas de consumo e manutenção do condomínio.

Villaggio Jardins é equipado com painéis fotovoltaicos para geração de energia, sensores de presença e iluminação em LED nas áreas comuns, estações para carregamento de veículos elétricos, bacias sanitárias com duplo acionamento, medição de água e gás individualizados, torneiras com dispositivos economizadores nas áreas comuns, bicicletário, entre outras iniciativas sustentáveis, como o Lean Construction, um plano de redução de resíduos, que alcança o máximo de eficiência com o mínimo de desperdício.

Um destaque na construção é a fachada ventilada em porcelanato, que oferece mais conforto térmico e durabilidade ao edifício. Outro diferencial é o sistema de automatização para monitoramento técnico das áreas comuns – bombas, reservatório de água, sistema de câmeras e sistema elétrico. “Se houver alguma falha, o sistema aponta imediatamente. Além disso, todos os apartamentos são entregues com projeto de automatização completo, com tubulação e quadro prontos para ar-condicionado, áudio e vídeo, iluminação e persianas, para que o proprietário instale o sistema que mais lhe agrade, sem a necessidade de reforma”, enumera o diretor Luciano Carneiro.

Como já é uma assinatura da Prima, todos os empreendimentos são projetados com o que a empresa denomina de “gentilezas urbanas”, que são melhorarias no entorno do empreendimento. No Villaggio Jardins será a construção do Boulevard Jardins “Nosso objetivo é oferecer vantagens para os proprietários dos apartamentos e para a comunidade onde está localizado o empreendimento”, finaliza Christiano Polillo.

Eu Vendo Prima

O Villaggio Jardins chega para contribuir no prestigiado Eu vendo Prima, o maior programa de valorização e capacitação de corretores de imóveis da Bahia, com plataforma digital própria e que traz diversos benefícios aos corretores de imóveis, como benefícios exclusivos do Grupo Prima, viagens, premiações e participações em eventos exclusivos dos membros do Eu Vendo Prima. Além de capacitação profissional, com cursos online para desenvolver habilidades como técnica para captar clientes de alto padrão, estruturar o pós-venda, neurolinguística, técnicas de criação de conteúdo digital, marketing digital, entre outras habilidades. Atualmente, há mais de 900 inscritos no projeto.

“Nosso principal objetivo é valorizar os profissionais do mercado imobiliário. Com esse propósito, disponibilizamos cursos ministrados por especialistas que oferecem uma perspectiva genuína e inovadora acerca da corretagem de imóveis. Adicionalmente, nossa plataforma opera como uma rede social, propiciando aos inscritos a oportunidade de compartilhar informações e experiências, contribuindo assim para um enriquecimento mútuo”, afirma o diretor Christiano Polillo.

Já foram mais de 200 horas de cursos disponibilizados gratuitamente para os corretores membros da plataforma e mais de R$10MM distribuídos em comissões e premiações.

Plano&Plano e Tecnisa lançam o primeiro empreendimento em parceira no bairro da Vila Andrade em São Paulo

A Plano&Plano amplia sua atuação na Zona Sul e traz para o bairro de Vila Andrade, na região do Morumbi, um novo projeto de sua linha econômica. Com quatro torres, o “Mais Vila Andrade” reunirá unidades de dois dormitórios com 32m² e uma estrutura de lazer composta por três churrasqueiras, piscina adulto e infantil, rooftopplayground, mini quadra esportiva, salão de festas e jogos, brinquedoteca, espaço fitness e funcional, sala de bem-estar, coworking, minimercado e ala delivery. 

Localizado a poucos metros da Av. Giovanni Gronchi, com cerca de seis linhas de ônibus disponíveis, que levam aos terminais Santo Amaro, João Dias, ou às estações de metrô Vila das Belezas e Giovanni Gronchi, da linha Lilás, o empreendimento ainda tem em suas imediações três shoppings, supermercados, hospitais, colégios e fácil acesso à Av. João Dias, Estrada de Itapecerica e Marginal Pinheiros.
 

O lançamento do “Mais Vila Andrade” também marca o início da parceria com a Tencasa – nova empresa da construtora e incorporadora Tecnisa, focada na construção de moradias populares e conjuntos habitacionais por meio do Programa Minha Casa, Minha Vida do governo federal – que escolheu a Plano&Plano para assinar alguns de seus projetos enquadrados neste segmento.

“Estamos muito felizes com mais um grande projeto na região. Um bairro com uma grande infraestrutura, próximo a tantas vias importantes e que vem ganhando destaque na cidade de São Paulo. Nossos últimos empreendimentos, Plano&Reserva Vila Andrade e Plano&Estação Giovanni Gronchi, foram um sucesso e agora, em parceria com a Tencasa, levaremos um produto completo, com preço competitivo e que transformará a vida de diversas pessoas”, comenta Rodrigo Luna, presidente do conselho administrativo da Plano&Plano.

O lançamento estará em um terreno com 8.550 m², entre as ruas Carvalho de Freitas e Dom Salomão Ferraz e terá um total de 989 unidades destinadas a famílias com renda de até R$2.640, que poderão dar uma entrada a partir de R$200 e financiar seu apartamento pelo MCMV.
 

De acordo com o anuário do Secovi-SP, em 2023, o distrito da Vila Andrade foi o terceiro com maior número de unidades lançadas. E segundo levantamento da Loft, o bairro liderou as vendas no último ano, o que demonstra a capacidade e avanço da região.
 

“O mercado de moradias populares está em expansão no Brasil, impulsionado por incentivos públicos direcionados a esse segmento. A parceria com a Plano&Plano, por meio da empresa Tencasa, chega em ótima hora para atender à crescente demanda por esses imóveis no país”, explica o presidente da Tecnisa, Fernando Tadeu Perez.   

 
Para conhecer mais sobre o empreendimento e simular as parcelas, basta acessar a plataforma Click Plano&Plano, ou visitar a loja com decorado na Av. Giovanni Gronchi, 2923, no Morumbi.

Proptech PipeImob capta R$ 2,5 milhões da DOMO.VC para impulsionar a transformação digital no mercado imobiliário

Roberto Nascimento, CEO do Pipelmob

O PipeImob, negócio especializado em soluções para o mercado imobiliário, acaba de captar um investimento de R$ 2,5 milhões, em uma rodada Pré-Seed liderada pela DOMO.VC, uma das gestoras de Venture Capital mais tradicionais do Brasil. Com o aporte, a proptech planeja acelerar o desenvolvimento de sua plataforma, aprimorar as funcionalidades existentes a curto e a médio prazo e expandir as operações. 

Entre as prioridades do PipeImob nesta nova fase, de acordo com o cofundador e CEO Roberto Nascimento, está a implementação de novas ferramentas que facilitarão ainda mais o processo de venda de imóveis, desde a proposta inicial até a finalização da transação.

“Estamos entusiasmados com a parceria com a DOMO.VC. Este investimento fortalecerá nossa missão de revolucionar o setor imobiliário com tecnologias inovadoras, proporcionando mais eficiência, transparência e agilidade no processo de venda, com o propósito final de facilitar a parte mais trabalhosa e crítica para as imobiliárias. Vamos continuar otimizando nossos serviços para atender as necessidades de um mercado em constante evolução”, comenta Roberto. 

Empreendedor referência em inovação no mercado imobiliário, Roberto Nascimento tem mais de 20 anos de atuação no setor. Antes do PipeImob, cofundou e ocupou cargos de liderança em empresas como Zap Imóveis e Kzas Krédito (Grupo Creditas), onde foi responsável por importantes transformações e pela implementação de soluções tecnológicas inovadoras. 

Com três exits bem-sucedidos, a expertise de Nascimento abrange desde a gestão de vendas e operações até a implementação de estratégias de crescimento e inovação. Segundo Mario Letelier, Managing Partner da DOMO.VC, a experiência do executivo no mercado imobiliário foi um fator determinante para a gestora investir no PipeImob.

“O PipeImob está na vanguarda da transformação digital no setor imobiliário brasileiro. Sua abordagem inovadora e seu compromisso com a excelência fazem dela uma adição valiosa ao nosso portfólio. Estamos ansiosos para trabalhar em conjunto e apoiar seu crescimento contínuo”, diz Mário. 

1º TRM Imobiliário do Brasil

Fundado em setembro de 2022, o PipeImob oferece ao mercado uma plataforma transacional (TRM – Transaction Relationship Management) que facilita a gestão de processos imobiliários. Dentre os principais clientes da proptech estão empresas como Loft, RE/MAX, Auxiliadora Predial, Keller Williams, Lopes, Gralha Imóveis e mais 200 imobiliárias em mais de dez estados do Brasil. 

Com uma equipe de 18 funcionários, a startup ajuda as imobiliárias a gerenciar e organizar processos ligados à venda (após a captação) e durante a fase da transação (pós- venda), além de aspectos jurídicos e financeiros. Assim, acompanha desde a proposta até o recebimento da comissão, utilizando inteligência artificial para otimizar as soluções.

Nos últimos cinco meses, o PipeImob facilitou a transação de mais de quatro mil imóveis, totalizando cerca de R$ 2,5 bilhões em Valor Geral de Vendas (VGV) e gerando aproximadamente R$ 150 milhões em comissões. Nos próximos três meses, a expectativa do negócio é atingir R$ 1 bilhão em volume de imóveis transacionados mensalmente em sua plataforma.

Vitacon reinaugura loja conceito com galeria artística, experiências imersivas e visuais

A Vitacon, incorporadora com 15 anos de atuação no mercado e mais de 100 empreendimentos desenvolvidos nos endereços mais valorizados de São Paulo, reinaugura no dia 4 de julho sua loja conceito. Maior e mais moderna, o espaço está localizado na rua Frei Caneca, próximo à avenida Paulista, e conta com experiências imersivas e visuais. A loja reforça os conceitos de inovação e tecnologia que estão presentes no DNA da marca desde a sua fundação.

“Com um novo espaço projetado para oferecer uma experiência imersiva e inovadora, a nova loja está ainda maior, num ambiente confortável e estimulante. Com a jornada embarcada a um storytelling, combinamos elementos narrativos a uma estrutura lógica e emocional, criando uma experiência envolvente que guia o visitante de maneira fluída aos nossos projetos,” afirma o diretor de Marketing e Comunicação da Vitacon, Bruno Nuciatelli.

Na entrada, os visitantes são recebidos em uma galeria imersiva, onde a projeção em painéis de LED de alta resolução exibe um conteúdo que retrata o cotidiano de um morador de um dos projetos Vitacon, trazendo a realidade do dia a dia com efeitos visuais dinâmicos e cativantes. É uma experiência audiovisual em primeira pessoa, colocando os visitantes numa experiência retratada do ponto de vista do personagem.

Em seguida, adentrando mais na loja de forma fluida, o institucional da empresa é apresentado com a exposição artística de projetos icônicos da empresa.

A Housi, spin-off da Vitacon que oferece serviço de moradia por assinatura, também ganhou um espaço de destaque, com informações gerais da empresa. A Housi utiliza tecnologia de ponta para criar residências inteligentes e conectadas a serviços e comodidades, com o objetivo de otimizar e desburocratizar a vida dos moradores.

E como o ambiente foi projetado como um circuito, a experiência dos clientes não para por aí. Seguindo a jornada, na sequência, o espaço conta com um salão de experiências, sendo a primeira delas denominada Vitacon Explorer, com a navegação do usuário por completo do projeto em 3D. A navegação é projetada em painel de LED de 10m², permitindo uma experiência imersiva. Ainda compõem a jornada de navegação da tecnologia a maquete virtual 3D, projeção da incidência solar nos ambientes, geolocalização usando o Google Maps (mapa da região em 3D) e imersão no projeto (áreas comuns e apartamentos) em 3D, entre outras funcionalidades.

No mesmo ambiente está presente o Vitacon VR Experience. Através de óculos de realidade virtual, o espaço traz a visualização de ambientes decorados em 3D, com muito dinamismo e inovação.

Outro destaque do espaço são os pontos instagramáveis, entre eles o espaço Reinventa São Paulo, movimento idealizado e liderado pela Vitacon para promover o debate sobre uma cidade melhor e conectada ao lifestyle das pessoas. O ambiente é composto pela paginação dos ladrilhos hidráulicos das calçadas da cidade de São Paulo, icônico design criado na década de 1960.

Mais um local que retrata o DNA da empresa é um vagão de metrô. O espaço traz o conceito de mobilidade ao simular uma estação de metrô, incluindo um vagão que dá a sensação de estar se movendo. As “linhas” da composição são os empreendimentos que serão lançados pela incorporadora até o final do ano.

Para finalizar a experiência, a empresa apresenta todos seus produtos através do Vitacon Interactive, uma ferramenta touch com acesso a todos os materiais do portfólio da empresa, incluindo plantas, informações técnicas e vídeos institucionais.

Planet Smart City começa a entregar casas com uso sustentável de energia subsidiado por programa da ONU

A Planet Smart City, proptech ítalo-britânica especializada no desenvolvimento e estruturação de cidades inteligentes, foi selecionada pelo Programa das Nações Unidas para o Meio-Ambiente (PNUMA) para receber subsídios de projetos focados em energia sustentável. A parceria foi iniciada em 2023 e a implementação do projeto foi desenvolvida neste ano, com as primeiras entregas de espaços com instalação de painéis fotovoltaicos nas Smart Cities Laguna e Aquiraz, cidades inteligentes projetadas pela Planet Smart City no Ceará, além do gerenciamento digital de energia. Esta é a única iniciativa vencedora no Brasil – as outras estão no Marrocos, Índia e Colômbia, países também beneficiados pela ação.

O projeto completo contempla a instalação de painéis fotovoltaicos em mais de 70 casas e nessa primeira etapa, concluída em abril, foram entregues 10 casas com painéis instalados, em Laguna. Na Smart City Aquiraz, foram colocados painéis solares no HUB de inovação, que são espaços de uso comum direcionados para atividades coletivas como cursos, workshops e outros.
 

Além das 10 já entregues, ao longo do projeto, que tem duração de dois anos, a previsão é que mais de 60 casas ainda sejam concluídas na Smart City Laguna envolvendo a instalação de painéis fotovoltaicos, sistemas de armazenamento de energia e recursos de gerenciamento digital de energia.
 

“O projeto está avançando muito bem, e estamos felizes em acompanhar seu progresso. Mais do que isso, é gratificante conversar com os primeiros moradores que estão se beneficiando da instalação de painéis fotovoltaicos em suas casas, obtendo assim economia de energia”, comenta Myriem Touhami, comissária da ONU que visitou as cidades inteligentes da Planet Smart City para ver o andamento do projeto.

Há ainda a pretensão de que futuramente os serviços digitais sejam enriquecidos com lógica de gamificação para estimular mudanças de comportamento e disseminar a conscientização sobre energia entre os moradores.

A Planet Smart City vem implementando o projeto em colaboração com a EOT – Energy of Things – uma empresa italiana especializada em soluções digitais e de inteligência artificial aplicadas ao setor de energia. Durante a implementação do projeto, a manutenção dos painéis é feita pela empresa e os moradores serão acompanhados e orientados pelo time de gestão social da Planet Smart City, que está preparando um programa de instrução sobre o uso consciente das placas fotovoltaicas, para que após o fim do projeto os próprios moradores estejam capacitados para realizar as manutenções.

O projeto da PNUMA integra a Iniciativa de Redes de Eletricidade Orientadas à Demanda Digital (3DEN, em inglês), implementada em conjunto com a Agência Internacional de Energia (AIE) lançada em 2021 e apoiada pelo Ministério Italiano do Meio Ambiente e Segurança Energética e pelo Ministério Italiano de Relações Exteriores e Cooperação Internacional. O subsídio fornecido pela PNUMA foi de 1 milhão de dólares e o projeto está sendo gerido pelo centro de competência da Planet Smart City, em Turim, na Itália.

Cuidado com o meio-ambiente
 

As cidades inteligentes da Planet Smart City integram as principais práticas de sustentabilidade e uso racional dos recursos naturais. Suas ruas e avenidas são largas e divididas para diversos modais, estimulando formas alternativas de transporte e diminuindo a necessidade de emissão de poluentes por conta do excesso de veículos.

Elas contam ainda com piso intertravado, que evita a formação de ilhas de calor e facilita o escoamento da água da chuva, evitando alagamentos e direcionando o fluxo pluvial para lagoas artificiais e outras maneiras de armazenamento para utilização posterior.
 

Além disso, a Planet desenvolve diversas soluções utilizando o conceito de IoT (“internet das coisas”, em inglês), como medidor do nível de poluição do ar, monitoramento de residências e espaços compartilhados, entre dezenas de outras funções. Tudo isto está disponível através do Planet App, aplicativo para dispositivos móveis desenvolvido pela própria companhia no Centro de Competência, em Turim, na Itália e disponibilizado para todos os moradores das Smart Cities da companhia.

Dimensional Engenharia entrega primeiras unidades de construções verdes populares no Rio de Janeiro

Projeto construirá 44 blocos com 16 de apartamentos por bloco, totalizando 704 unidades. Previsão de entrega total é para maio de 2026

A Dimensional Engenharia entregou, no último dia 30/06, as primeiras unidades do conjunto habitacional do programa Morar Carioca, na Comunidade do Aço, em Santa Cruz, Zona Oeste do Rio, um dos locais com o menor índice de desenvolvimento humano do Rio de Janeiro. As obras estão sendo certificadas ambientalmente, o que é algo inédito no Brasil em Habitação de Interesse Social e em urbanização de comunidades.

Para se ter ideia do ineditismo de aplicar certificação ambiental em uma habitação popular, apenas os prédios de altíssimo padrão no Rio de Janeiro – com apartamentos custando milhões de reais – e que estão sendo construídos ao lado do campo de golfe olímpico na Barra da Tijuca, possuem o certificado EDGE da etapa de projeto. Os prédios da Comunidade do Aço foram certificados no nível mais avançado, enquanto os da Barra alcançaram um nível inferior.

Ao todo, são 4 Certificações Ambientais diferentes: o selo internacional EDGE, mantido pelo grupo do Banco Mundial, e com o selo GBC Condomínio, do Green Building Council, maior certificador ambiental de ativos imobiliários do mundo. Na urbanização, a empresa busca os selos LEED para Comunidades e LEED ND (desenvolvimento de vizinhança), que são certificados de bairros planejados com sustentabilidade em todos os seus horizontes.

Na parte dos prédios, os auditores terceirizados avaliam, entre outros, a eficiência dos edifícios em relação ao consumo de energia, de água e de carbono incorporado aos materiais, bem como o conforto, a saúde e o bem-estar dos futuros moradores, além do baixo impacto ambiental das construções e o elevado impacto social para seu entorno. Na parte de urbanização, são avaliadas a acessibilidade, a arborização, o manejo das águas das chuvas, as larguras das calçadas, a integração com malha cicloviária e modais de transportes, entre outros aspectos. Para definir a altura de implantação dos prédios, foi feita uma simulação do comportamento das enchentes com uma chuva de tempo de recorrência de 200 anos.

A Dimensional já obteve a Certificação Ambiental EDGE da etapa de projeto, que atesta que as unidades habitacionais possuem uma eficiência 64% maior em energia, 37% em consumo de água e 39% menos carbono incorporado nos materiais utilizados em relação à uma edificação convencional. Isso significa que, além de menor impacto ambiental e economia de recursos naturais, haverá um custo de vida muito menor para os futuros moradores, com economias significativas nas contas de consumo.

Para atingir esse desempenho, foram adotadas estratégias como geração de energia solar, todas as lâmpadas em LED, chuveiros e torneiras com restritores de vazão, descargas de duplo fluxo, janelas maiores para aumentar a iluminação natural e com folhas triplas para aumentar a ventilação natural, materiais de alta refletância solar nas fachadas e isolamentos térmicos na cobertura. A usina solar irá fornecer energia para as áreas comuns e para abater aproximadamente 60% do valor da conta de energia dos moradores.

Segundo Vinicius Benevides, diretor Operacional da Dimensional Engenharia e Responsável técnico pelas obras, a certificação ambiental é uma concepção imensamente mais profunda do que apenas painéis solares e reuso da água da chuva porque impacta de forma mais ampla o meio ambiente e a sociedade. “Na realidade, um empreendimento verde acreditado é muito aderente aos preceitos ESG – Enviroment, Social and Governance. Em um imóvel com certificação ambiental, há a certeza de que aquela construção é totalmente aderente às leis, recolheu os impostos aplicáveis, resguardou o meio ambiente e cuidou de sua força de trabalho, tanto assinando suas carteiras quanto cuidando de sua saúde, segurança e desenvolvimento pessoal e profissional”, afirma ele.

As obras da Comunidade do Aço também são Carbono Neutra, já que a construtora contabiliza todas as suas emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE), através do Programa GHG Protocol mantido pela Fundação Getúlio Vargas, desde 2020, e compensa todas as emissões excedentes com créditos de Carbono do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo da ONU, tornando a empresa e esta obra Carbono Neutras2.

Projeto Comunidade do Aço

Nesta primeira fase, foram entregues três dos 44 blocos previstos no projeto, somando 48 apartamentos a famílias da região, sendo um prédio de 16 unidades totalmente mobiliado. A obra segue com a construção dos primeiros 18 prédios. Já estão finalizadas as estruturas de 288 unidades, com previsão de entrega aos beneficiários para o final deste ano. Vale lembrar que as últimas licenças que autorizaram o início das obras foram obtidas em setembro de 2023.

O empreendimento consiste na construção de 44 blocos de apartamentos com 16 unidades por bloco, totalizando 704 unidades, com previsão de entrega total em maio de 2026. Além dos apartamentos, está prevista a construção de um reservatório de 3,3 milhões de litros de água potável, mais de 9 km de redes de água potável, uma elevatória de esgotos, 6 km de redes de esgoto, 8 km de redes de drenagem, 2 km de ciclovias, 37 mil m2 de calçadas e o plantio de 16 mil mudas de árvores.

Os apartamentos possuem uma área de 55 m2, 30% maior do que uma unidade padrão do programa Minha Casa Minha Vida, que contém em média 42 m2, e são dispostos em blocos de 4 pavimentos com 4 apartamentos por andar. As construções foram todas modeladas em BIM (Building Information Modelling), tecnologia de ponta utilizada para agilizar os projetos e minimizar as não conformidades, de forma tridimensional. Nessa metodologia, é realizada uma construção virtual idêntica à real e com todas as informações necessárias para a obra.

De acordo com Benevides, um diferencial deste projeto é o conceito de realocação na mesma microárea, ao invés de remoção das famílias ou desapropriação das casas. “Isso gera um alongamento das intervenções porque é preciso construir diversos prédios, transferir as pessoas para as novas unidades, demolir as construções antigas e construir um novo ciclo de prédios no lugar”, explica ele.

Os moradores da comunidade aguardavam por essas obras há 60 anos e, enquanto isso, viviam de forma precária em um espaço provisório criado emergencialmente pelo Governo do Estado, após uma inundação.

Vila Clementino recebe empreendimento de estúdios e um dormitório com lazer completo no térreo e no rooftop, com vista panorâmica

Rooftop The Collection Vila Clementino

Um edifício de estúdios e um dormitório moderno e inovador em um bairro nobre da zona sul. Esses são alguns atributos do The Collection Vila Clementino, o lançamento da Trisul deste segundo trimestre. Com localização privilegiada, na Rua Marselhesa, a cerca de dois minutos a pé das estações de metrô Hospital São Paulo (linha 5-Lilás) e Santa Cruz (linha 1-Azul), o empreendimento conta com arquitetura contemporânea e lazer completo, tanto no térreo, como no rooftop, que valoriza ainda mais o projeto que, além de atrativo aos moradores, chama a atenção dos investidores, pois está localizado no maior polo de saúde do país, a poucos minutos da Avenida Paulista, e dos bairros Moema e Itaim, com fácil acesso às rua Sena Madureira e às Avenidas Ibirapuera, Domingos de Moraes e 23 de Maio. 

A Vila Clementino é um dos bairros mais completos da cidade e um dos dez mais valorizados de São Paulo, segundo estudo da Loft, que indica valorização de 10% no metro quadrado desde o mês de janeiro, resultado de uma infraestrutura completa para um estilo de vida cosmopolita. Está próximo das melhores opções de entretenimento, gastronomia, educação, saúde e uma rede completa de serviços e comércio. A região abriga mais de 40 hospitais em um raio de apenas 3,5 quilometros, atraindo alta e constante demanda por serviços médicos, tanto de profissionais de saúde e estudantes da área, quanto de pacientes, o que torna o local rentável e atrativo para locação, especialmente para profissionais que desejam estar próximos do local de trabalho.  

O The Collection Vila Clementino está a poucos minutos também do Parque Ibirapuera e do Parque da Aclimação e o verde é uma extensão da moradia, garantindo a qualidade de vida e a prática esportiva em meio à natureza.   

O projeto do The Collection Vila Clementino é assinado pelo arquiteto Luiz Eduardo, do escritório de arquitetura LE Arquitetos, com design de interiores de Chris Silveira e paisagimo da Núcleo Arquitetura da Paisagem. De torre única, o empreendimento supreende pela arquitetura contemporânea que, segundo Luiz Eduardo do LE Arquitetos, traz um conceito racional, com linhas retas e atemporais, refletindo a modernidade das plantas.  

São apartamentos compactos, de 36,5m² com 1 dormitório, e estúdios de 25,75m², em que os ambientes integrados e com design inteligente levam funcionalidade para cada metro quadrado, proporcionando o máximo de bem-estar aos moradores. 

As áreas comuns também valorizam o empreendimento. Cada espaço foi idealizado para ser um ambiente de convivência, desenhado para cumprir o desafio de atender às expectativas de moradores exigentes, que prezam pelo bom gosto e funcionalidade. “O projeto de interiores traz uma ambientação contemporânea, aconchegante e muito funcional para um público urbano e atual”, conta Chris Silveira. 

O lazer é completo no térreo e no rooftop, com projeto que valoriza a vista panorâmica da região. Lobby, coworking, salão de festas gourmet com praça de apoio, lavanderia coletiva, sauna, sky bar, piscina descoberta com raia e deck molhado, solário e fitness externo são alguns dos ambientes criados para estimular a qualidade de vida, com design de interiores e funcionalidades que representam a extensão do apartamento de cada morador.  

O paisagismo, por sua vez, valoriza a identidade do bairro, do edifício e de toda a área externa, a partir de um desenho orgânico que integra os ambientes internos e externos. “Respeitamos a dimensão humana, o convívio dos moradores, a integração do verde com a paisagem e as atividades de lazer cotidianas, criando estímulos sensoriais essenciais com o uso de elementos construídos e vegetação rica em diversidade de tons, formas e texturas, conduzindo o olhar no caminho da harmonia e do bem-estar”, explica o paisagista Eduardo Fernandes Dias, da Núcleo Arquitetura da Paisagem. 

Gestão digital e plataforma de network impulsionam o mercado na construção civil

Importância das tecnologias fica ainda mais evidente no setor de construção a seco e construção industrializada

A gestão digital do empreendimento está impulsionando os resultados na construção civil, sendo uma tendência crescente e cada vez mais conhecida por gestores, investidores e empresários do ramo. Países como os Estados Unidos e Alemanha lideram o conceito e uso do Digital Construction Management (DCM). Esses sistemas são desenvolvidos especificamente para o setor, oferecendo maior visibilidade, controle e previsibilidade aos profissionais envolvidos em todas as etapas de gestão. Desde o planejamento, compatibilização, orçamentação e controle de custos até o gerenciamento de projetos, processos e execução, essas plataformas são essenciais ao longo de todo o ciclo de vida da obra.

Presença confirmada e palestrante no 7º Congresso Latam Steel Frame & Construção Industrializada, o fundador e CEO da Club & Casa Design, Thiago Sodré, destaca a importância dos sistemas DCM na modernização da construção civil. Em parceria com a ALTO QI, líder nacional em soluções tecnológicas para projetos de edificações e gestão digital do empreendimento. Sodré abordará em sua palestra como essas plataformas revolucionam a gestão de obras, promovendo maior eficiência e integração ao processo construtivo. 

“A parceria estratégica com empresas líderes no mercado desempenha um papel crucial nas participações destacadas do Clube & Casa Design em eventos como o Congresso Latam. Essa colaboração não apenas fortalece a presença da empresa no mercado, mas também consolida sua posição como um líder na adoção de tecnologias digitais”, destaca Thiago Sodré, fundador e CEO do Club & Casa.

A plataforma inovadora nasceu da visão empreendedora de Thiago Sodré, inicialmente como um clube de relacionamento para arquitetos e decoradores. O projeto evoluiu rapidamente, transformando-se em uma comunidade vibrante e influente no setor, conectando mais de 10.000 profissionais e 300 empresas. A plataforma oferece aos membros a possibilidade de interação e de realizarem negócios, impulsionados por um sistema de pontos que incentivam transações comerciais entre os participantes, que podem ser trocados por cursos de empreendedorismo e viagens internacionais de estudo.

Aliando-se a essas tecnologias, a Modelagem de Informação da Construção (BIM) – um processo para o entendimento integral de criação digital e gerenciamento de informação de toda a construção, desde o planejamento e o projeto até a construção e as operações – pode impulsionar o DCM.

Com foco em inovação e eficiência, o evento ocorrerá nos dias 24 e 25 de outubro no novo Distrito Anhembi, em São Paulo.

Serviço:

O que: 7º Congresso Latino-Americano de Steel Frame e Construção Industrializada; 7ª Expo Experience de Construção Industrializada

Quando: 24 e 25 de outubro

Onde: Distrito Anhembi 

Realização: Take Comunicação e Eventos (55 11 98559-5353)

Contato: atendimento@congressosteelframe.com.br

37% dos imóveis para aluguel e 54% dos colocados à venda são anunciados acima do preço, afirma estudo do QuintoAndar

Dados mostram que imóveis para aluguel com o preço inicial acima da referência tiveram descontos cinco vezes maiores do que os que começaram e foram negociados dentro do intervalo recomendado no momento da publicação

Um estudo exclusivo feito pelo QuintoAndar mostra que 37% dos imóveis para locação e 54% dos imóveis para venda são publicados acima do preço. No fim, porém, somente 2 em cada 10 imóveis em aluguel e menos de 3 em cada 10 imóveis à venda têm contratos fechados com o valor acima do recomendado pelas ferramentas de precificação da proptech.

O preço inadequado acaba impactando todo o processo. Isso porque o número de visualizações do anúncio e o de visitas agendadas caem ao longo do tempo, o que leva às alterações de preço para ajustar ao valor correto ficarem mais constantes. Os dados mostram ainda que imóveis para aluguel com o preço inicial acima da referência têm descontos cinco vezes maiores do que os que começam e são negociados dentro do intervalo recomendado no momento da publicação.

“A precificação do imóvel, seja para aluguel seja para venda, é um dos maiores desafios para os proprietários. Fazer pesquisas na região e consultar diversas fontes é um processo trabalhoso que costuma levar muito tempo e, mesmo assim, não garante um preço assertivo”, explica Pedro Capetti, especialista em dados do Grupo QuintoAndar.

“Em geral, o comportamento mais observado é o de sobreprecificar o imóvel, na tentativa de obter algum tipo de vantagem ao final da negociação. Porém, em muitos casos, essa estratégia acaba afastando potenciais inquilinos e pode levar o proprietário a ter ganhos menores no final das contas, uma vez que o imóvel mais tempo parado acumula custos de IPTU e condomínio”, afirma.

PROPORÇÃO DE ANÚNCIOS E TRANSAÇÕES DE ACORDO COM O INTERVALO RECOMENDADO

A importância da precificação no momento inicial

O estudo revela que uma em cada cinco locações acontece em menos de uma semana e que uma a cada três compras é realizada em até três meses.

Os dados mostram que as primeiras semanas são particularmente decisivas até mesmo na fase de atração de potenciais interessados. No segmento de aluguel, a média de 9,8 visitas agendadas na 1ª semana cai para menos da metade (4,2) quando são completadas quatro semanas da publicação. Para compra e venda, que tem um arco mais longo na jornada, o cenário é similar nos primeiros meses: a média de 4,7 visitas no 1º mês vai à metade em pouco mais de quatro meses de anúncio.

“Os imóveis que são visitados mais rapidamente são transacionados em menos tempo. Ou seja, um preço inicial adequado pode atrair mais usuários, gerando mais visualizações no anúncio e um maior número de visitas agendadas”, afirma Capetti. “Os números mostram também que os acessos diminuem vertiginosamente ao longo das semanas/dos meses. Por isso que a conhecida prática de colocar o valor no alto para ‘testar’ o mercado pode se configurar uma péssima estratégia.”

Imóveis fora do preço recomendado têm mais desconto

Quanto maior o tempo de anúncio, maiores as alterações de preço da propriedade. Para aluguel, até a 5ª semana, acontece, em média, uma mudança de valor. A partir da 10ª semana, essa média já pula para 3,1.

Além disso, se nas duas primeiras semanas praticamente não há descontos concedidos, na média, quando um contrato de locação é fechado, o percentual já pula para mais de 10% após a oitava semana.

“Ou seja, além de ter de adequar o preço ao longo do tempo, o proprietário termina concedendo um desconto maior para conseguir fazer negócio e não perder a liquidez. É uma conta que se mostra bastante arriscada na maioria das vezes”, conclui Capetti.

Metodologia

O estudo utiliza dados de mais de 150 mil  contratos fechados e dos anúncios publicados no QuintoAndar, no segmento de aluguel e de compra e venda, do período que vai de janeiro de 2023 a abril de 2024.

Para estimar o preço ideal, foi considerado o intervalo sugerido pelas ferramentas precificadoras do QuintoAndar, que levam em conta uma das maiores bases de dados imobiliários do mercado brasileiro. O cálculo é feito a partir de informações imputadas pelo proprietário – como metragem, tipologia, localização, valor do condomínio e IPTU – e a combinação das mais avançadas tecnologias em machine learning e análise de imagens e dados via IA.

Os contratos são referentes aos imóveis das cidades onde a empresa atua no Brasil. Foram considerados apartamentos (incluindo studios), de um a quatro dormitórios, com pelo menos um banheiro na residência.

O estudo também utiliza informações de audiência extraídas do monitoramento do site do QuintoAndar.

Um pedaço da Nova Zelândia no litoral de SC: construtora lança empreendimento inspirado na cultura Maori

Apesar de ser considerado o novo fenômeno do mercado imobiliário e de refletir evidente desenvolvimento, Porto Belo, na Costa Esmeralda, segue uma cidade pacata, acolhedora, que valoriza e perpetua o passado e as tradições. E são justamente esses diferenciais, além das incontáveis belezas naturais, que atraem cada vez mais investimentos para o município.

Estas são também as características principais do novo empreendimento da Conrado Empreendimentos, em Balneário Perequê, lançado nesta sexta-feira, 28 de junho, em evento para corretores e profissionais do mercado imobiliário. Como o próprio nome revela, o Maori Home foi projetado para aliar a tradição e o contemporâneo, integrar a natureza e, especialmente, enaltecer as singularidades da cultura maori, uma das mais fascinantes da terra.

Os Maori, povo indígena da Nova Zelândia, têm uma história rica e secular, profundamente enraizada na hospitalidade, respeito pela natureza e expressões artísticas como, por exemplo, os mosaicos e formas geométricas. Baseado nestes elementos, o novo empreendimento da Conrado, em cada ambiente, foi pensado para refletir a essência acolhedora e ancestral da cultura maori.

Tradição que estará estampada na fachada do prédio, nas cores, inspiradas nas artes dos templos, e em diversos espaços por meio do talento do arquiteto, artista visual e muralista Rômulo Lass, especialista em murais artísticos em azulejaria. O artista é conhecido por criar obras que contam histórias por meio de narrativas visuais, integrando arte e arquitetura para enriquecer a experiência humana nos ambientes.

No empreendimento, a tradição maori estará presente também na reverência à natureza, parte fundamental desta cultura. Os espaços do Maori Home foram concebidos para maximizar a conexão com o meio ambiente. Seguindo a arquitetura biofílica, tendência cada vez mais forte na construção civil, o projeto irá incorporar elementos naturais para proporcionar conforto e bem-estar, contribuindo diretamente para a qualidade de vida dos moradores.

O Maori terá pisos de pedra rústica em placas com formatos orgânicos em ambientes como o hall principal e salão de festas, paredes com revestimento em pedra natural e forro de madeira em alguns espaços, entre eles, coworking, fire place e sauna. As janelas, fachadas e esquadrias foram estrategicamente posicionadas para propiciar uma transição suave entre o interior e o exterior, criando uma sensação de harmonia e tranquilidade.

Para estimular os sentidos das pessoas por meio da introdução de soluções naturais, o Maori prevê nos dois andares do rooftop, a quase 100 metros de altura, a inserção dos quatro elementos: terra, água, fogo e ar. Será também nestes pavimentos que os moradores terão à disposição os mais de 400 m² de área de lazer que inclui opções como espaço beleza, salão de festa, brinquedoteca, sauna, fire place, piscinas, prainha, ofurô, espaço zen, entre outros.

Além dos apartamentos, com e 2 ou 3 suítes, o Maori Home destaca-se ainda por tecnologias como o elevador smart ou inteligente, que pode ser acionado por aplicativo, é conectado à internet e aprende a rotina dos moradores; o Cubo, sistema integrado ao elevador com capacidade para armazenar e distribuir energia elétrica para as áreas essenciais do prédio por até um dia, e pode gerar economia de até 50% na conta de energia de luz; e a laje protendida, tipo de material mais resistente à tração, que reduz a quantidade de vigas em até 70% e aumenta a amplitude dos espaços nos empreendimentos de alto padrão.

“O Maori Home é um convite para viver em equilíbrio com a natureza. Foi projetado para que os moradores possam explorar um estilo de vida com propósito, em um ambiente onde cada linha da arquitetura conta uma história. Com materiais sustentáveis e um design que valoriza a relação com o entorno, o empreendimento oferece não apenas um lugar para viver, mas uma experiência que nutre o corpo, a mente e a alma”, enfatiza Kátia Nascimento, diretora comercial da Conrado.

A construtora

Com 27 anos de história, a Conrado Empreendimentos já entregou oito edifícios residenciais, 19 loteamentos e três condomínios fechados, totalizando 157 apartamentos e 2.520 terrenos, e possui o recorde de construir o primeiro condomínio horizontal de Laranjeiras do Sul, no Paraná, em apenas 20 meses.

A construtora nasceu em Guarapuava, no Paraná, mas desde 2018 atua também em Santa Catarina, onde é reconhecida pela experiência em obras de alto padrão. Prezando pela qualidade, conta com importantes qualificações como o Selo ISO 9001 e Certificação do Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade do Habitat – PBQPH-A.

Todos os projetos da Conrado são constituídas de SPE – Sociedade de Propósito Específico – modelo empresarial para que um empreendimento seja realizado, e também do Patrimônio de Afetação, que é a separação de um bem do patrimônio do incorporador, criando um novo patrimônio apartado, destinado exclusivamente ao empreendimento, trazendo assim mais segurança para clientes, investidores e parceiros de negócios.