Xaza combina tecnologia e segurança jurídica para mudar processo de compra e venda de imóveis

Xaza combina tecnologia e segurança jurídica para mudar processo de compra e venda de imóveis

Quem compra ou vende um imóvel sabe que se trata de um procedimento que exige cautela e atenção: é preciso analisar uma pilha de documentos e, ainda assim, há o risco de perder o imóvel devido a pendências na justiça. Para resolver esse problema, a Xaza aposta na união de tecnologia, dados e segurança jurídica.

A empresa é uma plataforma de intermediação imobiliária que permite ao usuário anunciar e comprar imóveis exclusivos, contando com o apoio de corretores independentes para assessorar o cliente e agilizar o negócio. O objetivo é movimentar na plataforma mais de R$ 1 Bilhão em VGV (Valor Geral de Vendas), indicador de potencial de mercado.

O diferencial é a proposta de combinar uma solução de alta tecnologia com a análise de uma equipe jurídica especializada e a transparência dos dados no ambiente digital. As documentações dos imóveis colocados à venda na plataforma e de seus proprietários são analisadas previamente, reduzindo riscos na negociação.

“Consideramos que a regularidade na documentação do imóvel e de seus proprietários é imprescindível para o sucesso do negócio. Assumimos a responsabilidade de todos os anúncios, permitindo que nossos agentes possam assessorar os clientes da melhor forma possível”, explica Fernando Nekrycz, CEO da Xaza.

A empresa é especializada na oferta de imóveis de alto padrão. Neste primeiro momento, sua atuação se concentra na cidade de São Paulo, com mais de mil ofertas disponíveis e exclusivas. O objetivo é, posteriormente, expandir a atuação para outras regiões do país, como o Nordeste.

Nesse modelo de negócio, a Xaza e o corretor independente que opera na plataforma ficam com parte do valor negociado parte do valor negociado, ou seja, recebem a tradicional comissão sobre o valor de venda. A plataforma visa facilitar também a análise de crédito para fins de financiamento, tornando mais rápida análise, tanto do imóvel negociado, como principalmente do comprador.

É um momento propício, dado que o mercado imobiliário volta a se aquecer em 2020 após período de instabilidade econômica. A Caixa, responsável por 60% do financiamento de imóveis, possui cerca de R$ 480 bilhões de crédito imobiliário. Além disso, estimativas indicam que há mais de 40 milhões de brasileiros com potencial de compra.

Como funciona a plataforma?

O usuário que deseja comprar um imóvel precisa se cadastrar gratuitamente na plataforma e escolher a propriedade desejada no portfólio disponível por meio dos filtros, como região, valor, cômodos etc. A partir daí, basta entrar em contato com o agente responsável pela negociação – é possível enviar e-mail, conversar no chat ou até agendar visita.

Para aqueles que desejam vender um imóvel, é necessário cadastrá-lo e aguardar o contato da equipe da Xaza para enviar toda a documentação pedida. Depois, o jurídico analisa todos os arquivos da casa e dos proprietários. Se estiver tudo certo, o anúncio é liberado para publicação.

Além disso, a plataforma permite o cadastro de corretores imobiliários independentes que desejam atuar com o site. O interessado precisa enviar seus dados e aguardar o contato para prosseguir no processo. Uma vez aceito, ele conta com assistência jurídica e de marketing em suas negociações, apoio da tecnologia para aprofundar o relacionamento com seu cliente e, futuramente, terá à disposição programas especiais para capacitação e desenvolvimento.

Fundadores buscavam olhar jurídico nas transações imobiliárias

A Xaza é fruto de uma união entre empreendedores que já atuam no setor imobiliário e desejavam trabalhar com áreas que estavam por trás do êxito de uma transação. Em suma: buscavam uma plataforma de compra e venda que garantisse o olhar jurídico no negócio em vez de enxergar apenas o ponto de vista comercial.

A iniciativa reúne Fernando Nekrycz e José Edelstein, sócios do NSE Advogados, que serão os responsáveis pela parte jurídica e imobiliária da empresa; André Zukerman, CEO da Zukerman Leilões, que, além do conhecimento do setor, cuidará do marketing; e Rudy Tarasantchi, CTO da AFYA Educacional e Medcel, que vai cuidar da parte tecnológica.

O NSE Advogados, por exemplo, tem seis anos de experiência no setor, prestando assessoria jurídica em mais de R$ 1 bilhão de VGV na compra e venda de imóveis. A Zukerman, por sua vez, é a líder nacional no segmento de vendas de imóveis em leilões. Já Tarasantchi gerenciou a maior plataforma de redes de anúncio da América Latina.

“Somos uma plataforma imobiliária com o único objetivo de ajudar as pessoas a encontrarem o imóvel perfeito que tanto procuram, sem complicação, risco e insegurança”, conclui André Zukerman.

Comments are closed