Tag Archive Vitacon

Onde e como seu filho vai viver em 2029?

Por Alexandre Lafer Frankel, CEO da Vitacon

Proponho ao leitor um exercício simples e rápido: voltar no tempo, 10 anos atrás, para 2009, e lembrar o que era o mundo e o Brasil há uma década. Em 2009, o brasileiro mais rico era Eike Batista, o juiz mais famoso era Joaquim Barbosa, o ex-presidente Lula tinha 70% de aprovação, o Orkut era a nossa principal rede social e o Facebook era apenas uma aposta entre os brasileiros, o Uber não tinha estreado como aplicativo no mundo e o Brasil bateu recorde de carros vendidos naquele ano, mais de 3 milhões de unidades.

Só de olhar as referências do passado fica evidente o quanto mudamos e a velocidade que transformamos nossos hábitos e valores. Eike Batista não desfila mais na lista dos mais ricos, Sérgio Moro tomou o posto de juiz mais popular do país, o ex-presidente Lula foi condenado e preso, o Orkut fechou as portas e abriu espaço para o Facebook se tornar a maior rede social do país, o Uber mudou a relação do brasileiro com a mobilidade, e o carro, que era símbolo de status, se tornou símbolo de desperdício.

Acompanho de perto como todas essas transformações também mudaram nossa maneira de morar. Nesses 10 anos, mudamos a nossa relação com o espaço físico e adotamos o lema da escola Bauhaus: menos é mais. Menos trânsito é mais qualidade de vida; menos espaço é mais organização; menos burocracia é mais tempo livre. É por isso que os apartamentos compactos já representam mais da metade dos lançamentos em São Paulo e essa tendência é irreversível. Estamos trocando metro quadrado por qualidade de vida ao quadrado.

Os números não mentem. Dados do Departamento Nacional de Trânsito mostram que, de 2014 a 2017, a emissão da Carteira Nacional de Habilitação para jovens de 18 a 21 anos caiu 20,61%. Essa é uma tendência e ela é fundamental para entender como os jovens da Geração Z vão morar daqui a 10 anos. O roteiro está traçado, e as transformações para o mercado imobiliário são disruptivas.

Em uma década o carro deixou de ser um ativo. Nos próximos 10 anos, nossa aposta é que o imóvel também vai deixar de ser uma poupança para os jovens brasileiros. A ideia do apartamento como reserva de valor está com os dias contados. A economia compartilhada oferece a essa geração uma série de oportunidades para que ela redirecione os seus investimentos futuros.

Não há na cabeça de quem nasceu na década de 1990 para cá a necessidade de ter a segurança ilusória de uma escritura como garantia de estabilidade na vida. Pelo contrário: o jovem quer empreender e arriscar, quer ser livre e independente. A Geração Z respira e vive os veículos autônomos, as casas automatizadas, a inteligência artificial e o compartilhamento.

A economia compartilhada veio para quebrar inúmeros paradigmas. Primeiro foram os automóveis; vieram os bancos digitais; empresas de logística; até vestuário está virando compartilhado. A moradia não foge à regra e talvez seja o exemplo mais bem acabado dos impactos desta revolução. Compartilhamos quartos, cômodos, casas e camas com desconhecidos. A disrupção forçou as redes hoteleiras a se reinventarem. O sonho não é mais da casa própria. O sonho é da independência financeira e da liberdade de transitar, viver e ser feliz.

A Geração Z é mais cautelosa e frugal. Não gasta sem necessidade e não acumula posses. Discos, livros, quadros e documentos estão nas nuvens. Um apartamento pequeno e confortável, com espaço para os gadgets tecnológicos e meia dúzia de peças de roupas é mais prático e confortável do que as enormes e disfuncionais casas de seus pais. Os jovens preferem morar perto e sem carro e buscar independência financeira a ter um carro poluidor e um imóvel próprio financiado.

Pesquisa do instituto Alexandria.ai, encomendada pela Vitacon, mostra que 62,8% das pessoas entre 18 e 44 anos concordam com a frase “o verdadeiro privilégio é ter tempo e não precisar ter carro”. Mais: 40,9% deles rejeitariam uma oferta de trabalho se tivesse que usar o carro todos os dias. Para 38,3% dos entrevistados, ter carro atrapalha mais do que facilita a vida. E 44,4% concordam que o “sonho é não precisar usar o carro no dia a dia”.

No começo deste artigo pedi ao leitor para voltar a 2009 e ver como mudamos em 10 anos. Agora, vamos voltar a 1565, data da fundação do primeiro cartório do Brasil. Arrisco em dizer que a Geração Z vai enterrar de vez a burocracia e a cultura cartorial do país. Vamos viver com menos burocracia e espaços menores, mas viveremos com mais qualidade de vida e seremos uma sociedade mais rica e justa.

Tags, ,

Vitacon anuncia joint venture com aporte de R$ 2 bilhões de VGV

A incorporadora e construtora Vitacon acaba de assinar uma operação de private equity com o fundo americano 7 Bridges Capital Partners. A formação da joint venture em parceria com a plataforma de investimento estrangeira prevê a construção de 3.500 unidades na cidade de São Paulo e garante à Vitacon o aporte de R$ 2 bilhões de Valor Geral de Vendas (VGV) nos próximos seis a 12 meses.

As perspectivas para expansão, no entanto, podem chegar a R$ 10 bilhões de VGV. “O plano é que dentro de 18 meses a estrutura esteja pronta para um VGV de até 10 bilhões”, conta Alexandre Frankel, fundador e presidente da empresa.

Famosa por suas unidades compactas, que priorizam o estilo de vida urbano e sustentável, a Vitacon tem o objetivo de transformar a economia para o mercado construtivo com produção em escala, oferecendo novos modelos de financiamento para a construção e uma nova cultura para o segmento.

O anúncio da joint venture engloba cinco projetos da construtora localizados nas principais regiões de São Paulo. Com esta ação – no ano em que comemora seu aniversário de dez anos – a Vitacon se solidifica como uma das principais empresas do segmento imobiliário.

Essa parceria é o segundo investimento da 7 Bridges no Brasil e segundo Benny Finzi a escolha foi certeira – “A Vitacon mostra um crescimento diferente de todas as construtoras que estão operando no mercado. Ela cresceu e se diferenciou enquanto outras encolheram” – explica.

“Esta joint venture mostra a força da empresa no setor. Estamos prontos para buscar oportunidades de mercado. E queremos ampliar nosso landbank, além disso, estamos criando modelos híbridos inovadores, são verdadeiros HUBs urbanos”, concluiu o empresário.

Tags, , ,

Prédio icônico da Vitacon, Oscar Freire 585 abrigará nova unidade da WeWork em São Paulo

O prédio comercial Oscar Freire 585, da Vitacon, referência no desenvolvimento de tecnologias para moradia inteligente, será administrado pelos próximos 15 anos pela WeWork, rede global de soluções em espaços de trabalho presente em mais de 20 países. A Vitacon investiu cerca de R$ 100 milhões no empreendimento, que será locado exclusivamente para a empresa multinacional, que conta com unidades no Brasil desde junho de 2017.

Localizado no bairro dos Jardins, em São Paulo, na esquina das Ruas Augusta e Oscar Freire, o espaço – com seis andares totalizando 3.593,80m² -, disponibilizará 439 estações de trabalho. “A Vitacon e a WeWork são empresas com ampla sinergia de conceitos. Ambas estão completamente em linha com as novas demandas de comportamento do consumidor: tecnologia, mobilidade e conectividade”, explica Alexandre Frankel, CEO da Vitacon. “Com esta nova unidade, situada em uma das esquinas mais emblemáticas da cidade, esperamos contribuir para agregar valor ao empreendimento e, ao mesmo tempo, expandir a operação da WeWork para mais um dos endereços mais premium de São Paulo”, explica Ary Krivopisk, Head de Real Estate da WeWork para a América Latina.

Todo o projeto de arquitetura do espaço será desenvolvido internamente pela equipe de design da WeWork. As obras estão previstas para iniciarem no início de agosto, para que o empreendimento esteja disponível para a operação no início de 2020. A WeWork conta, hoje, com mais de 400 espaços de trabalho em todo o mundo e 18 no Brasil (em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte).

Além da unidade da WeWork, o prédio também receberá a primeira flagship da Vitacon no rooftop – um espaço aberto ao público que funcionará como um “point” para potenciais clientes que quiserem conhecer o conceito da Vitacon, e também para moradores de outras unidades da construtora. Já a base do empreendimento será destinada a uma rede varejista de moda.

Tags, , , ,