Tag Archive arquitetura

Campinas Decor 2019 recupera casarão centenário pertencente à prefeitura

Um casarão construído no final do século 19, em pleno bairro Cambuí, “coração” da cidade, abriga de 26 de abril a 16 de junho a 24ª edição da Campinas Decor, principal mostra de arquitetura, decoração e paisagismo do interior paulista. Além da total recuperação do imóvel centenário pertencente ao patrimônio público – legado que será deixado ao município – os visitantes poderão conferir as tendências e o que há de mais moderno em artigos para decoração e construção, revestimentos, mobiliário, luminotécnica, automação residencial e tudo o que envolve esse universo.

Foram investidos cerca de R$ 7 milhões para a montagem da edição, divididos entre organização, patrocinadores, expositores e fornecedores – desse total, cerca de R$ 2 milhões foram consumidos apenas nas obras de recuperação. A expectativa é receber um público similar ao dos últimos anos, entre 30 mil e 32 mil visitantes. 

São 43 ambientes internos e externos preparados por um time formado por profissionais de renome da cidade e região. A imponência do imóvel, conhecido por ter abrigado o antigo Colégio Ateneu, com espaços amplos e pé direito alto, estimulou a criatividade dos expositores. São salas diversas, lofts, suítes, banheiros e terraços, além de jardins e espaços comerciais e de uso dos visitantes, como restaurante, bar, café e loja, que somam 3.600 metros quadrados de passeio.

Após a realização da mostra, graças à doação das benfeitorias, o casarão pertencente à prefeitura e tombado pelo Condepacc (Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Campinas) será utilizado para abrigar a Secretaria de Educação do município. Serão instalados no imóvel o gabinete da secretária, assessoria jurídica, diretorias e coordenadorias. 

“Estamos orgulhosos em poder beneficiar a população e o município com a recuperação de mais um prédio e confiantes de que esta edição da Campinas Decor será uma das mais importantes da história da mostra, tanto pela localização nobre e inédita, em pleno Cambuí, como pelas características do imóvel”, afirma a empresária Sueli Cardoso, organizadora do evento.

A instalação da exposição no local reforça a política da Campinas Decor de recuperação de bens do patrimônio público iniciada em 2003, quando o evento promoveu a reforma no Casarão do Lago do Café. De lá para cá, foram recuperados: Estação Guanabara, em 2008; prédios do Instituto Agronômico de Campinas, nas edições de 2009 e 2010; Estação Cultura, em 2011; Casa de Vidro, em 2016, e Fazenda Argentina (2018).

A realização da Campinas Decor no imóvel está sendo possível graças a um convênio de permissão de uso firmado entre a organização do evento e a administração municipal. O termo tem como objetivo a cooperação entre o poder público e a iniciativa privada para a conservação do imóvel.  Esta é a quarta parceria entre a empresa e a prefeitura, uma vez que Lago do Café (duas ocasiões) e a Estação Cultura também pertencem ao Poder Municipal.

Assim como nas edições anteriores, a organização traçou uma “história da família” para nortear o trabalho dos expositores. Neste ano, os visitantes poderão conhecer os espaços preparados para um casal na faixa dos 40/45 anos, com uma filha de 6 anos e um bebê (menino).

O cunho beneficente da 24ª edição da Campinas Decor vai além da doação das benfeitorias realizadas no prédio pertencente à prefeitura. A mostra reservou o espaço “Loja do Bem” para a comercialização de produtos confeccionados na Oficina do Grupo Primavera. Fora isso, a organização ainda irá destinar 3% da arrecadação da bilheteria do evento para a entidade, que atende hoje cerca de 500 crianças, adolescentes e jovens de 6 a 18 anos do entorno do Jardim São Marcos, Campinas, por meio de programas de educação complementar, cultural e profissional oferecidos no contraturno escolar.

Homenagem a Stella Pastana Tozo

Além dos 43 ambientes, a Campinas Decor 2019 traz um espaço especialmente criado para homenagear Stella Maria Leite Pastana Tozo, empresária falecida em novembro de 2018 que esteve à frente da mostra nos últimos 17 anos, ao lado de Sueli Cardoso. Batizado de “Espaço Lembrança”, o ambiente de 48 m2 foi assinado pela arquiteta Letícia Ribeiro.

Tags, ,

Arquiteto Ricardo Camargo apresenta soluções para projetos Retrofit e Reformas

Reconhecido no mercado de arquitetura & construção, o arquiteto Ricardo Camargo é referência em projetos de Retrofit e Reformas, dentre seus diferenciais estão consultorias para melhorar o aproveitamento de locais existentes, avaliação para melhor aproveitamento na aquisição de imóveis, revitalização de residências e edifícios antigos trazendo a eles novas tecnologias e designes modernos.

Durante sua trajetória o arquiteto desenvolveu projetos de Retrofit e Reformas para condomínios, escolas, comércios, residências e instituições. “Esses trabalhos trouxeram a experiência necessária para o desenvolvimento de projetos sustentáveis, em questões de meio ambiente, tecnológicas e financeiras”, destaca o especialista.

De acordo com o profissional suas propostas funcionais e versáteis de arquitetura e construção variam desde a área interna, externa e soluções para reformas e designer de interiores, priorizando a flexibilidade no uso dos espaços, as circulações dentro do projeto e o contraste entre o existente e o novo, seja uma parede ou pilar em tijolinho ou concreto aparente junto a um móvel novo com acabamento moderno.

Sempre atento as tendências e lançamentos do mercado, o arquiteto atende um público exigente. “Para mim não importa o tipo de projeto se é uma obra completa ou reforma, sou intermediário e tradutor, daquilo que o cliente deseja e o que é possível ser realizado, aprendi a raciocinar o que é viável e trazer uma solução além da que estava sendo esperada”, afirma Ricardo.

Tags, , , ,

Esquema Imóveis lança websérie sobre arquitetura de casas paulistanas

“Propriedades que Inspiram” abrirá as portas dos imóveis mais extraordinários de São Paulo e contará detalhes através de arquitetos, proprietários e profissionais que colaboram na execução dos projetos

Em busca de inovação no mercado imobiliário, a Esquema Imóveis lançará uma websérie em seu canal do YouTube chamada “Propriedades que Inspiram”. Com o objetivo de mostrar cada detalhe dos projetos arquitetônicos, a imobiliária selecionará casas e apartamentos extraordinários que se destacam nos principais bairros de São Paulo. A estreia está marcada para acontecer no próximo dia 3 de abril às 21h00 e contará com um total de 12 episódios, que serão divulgados mensalmente. 
Proprietários, arquitetos e profissionais que fizeram parte do processo do planejamento e execução de obras são os personagens que irão apresentar todos os ambientes, juntamente com o CEO da Esquema Imóveis, Marco Túlio Vilela Lima. “A ideia do projeto é humanizar os nossos produtos e apresentar para o nosso público boas histórias, visões e perspectivas de propriedades especiais“. 
Foram escolhidos projetos que são verdadeiras obras de arquitetos e decoradores renomados. O primeiro episódio tem início com uma das casas mais exclusivas do Jardim Paulista recém construída do arquiteto Marcos Rosa. A casa não se destaca apenas pela beleza arquitetônica minimalista, mas também por suas histórias sobre o processo construtivo, detalhes do projeto de fundação e o cuidado com os transplantes das árvores catalogadas.


A idealização e produção da websérie foi feita toda internamente. A imobiliária investiu em equipamentos e em uma equipe especializada para inovar em conteúdo de qualidade. Além da websérie, no canal do YouTube da Esquema as pessoas encontram outros conteúdos, como vídeos dos imóveis para venda para proporcionar ao cliente uma visita virtual à casa, conteúdos de interesse geral chamados de Inspirações – entrevistas com arquitetos e parceiros, e vídeos RV e 3D, que mostram as inovações da Esquema.

Tags, ,

Conselho de Arquitetura recusará registro para estudantes de cursos a distância

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil decidiu recusar os pedidos de registro profissional de bacharéis em Arquitetura e Urbanismo formados em cursos na modalidade Ensino a Distância (EaD). A deliberação, datada de 29 de março, baseou-se no fato do campo da Arquitetura e Urbanismo estar relacionado com a preservação da vida e bem-estar das pessoas, da segurança e integridade do seu patrimônio e da preservação do meio ambiente, com impactos diretos sobre a saúde do indivíduo e da coletividade.

“Por lei, o Conselho tem como uma de suas finalidades pugnar pelo aperfeiçoamento do exercício da Arquitetura e Urbanismo em todo o território nacional. Além disso, nosso Código de Ética e Disciplina determina que o arquiteto e urbanista deve possuir um conjunto sistematizado de conhecimentos das artes, das ciências e das técnicas, assim como das teorias e práticas específicas presenciais da Arquitetura e Urbanismo, sendo impossível passar essa experiência da relação professor/aluno a distância”, esclarece Luciano Guimarães, presidente do CAU/BR.

Recentes normativas do Ministério da Educação tem ampliado continuamente o percentual do EAD na graduação universitária de diversas profissões, permitindo a oferta de cursos 100% a distância, substituindo integralmente o ensino presencial. No Brasil, existem hoje 32 instituições de ensino que estão autorizadas pelo MEC a oferecer 84.000 vagas de Arquitetura e Urbanismo em mais de 400 polos espalhados pelo Brasil. Nove cursos EaD já estão funcionando, com turmas ativas.

Para a conselheira Andrea Vilella, coordenadora da Comissão de Ensino e Formação do CAU/BR, a sociedade brasileira e particularmente os jovens interessados na carreira saberão compreender que o ensino a distância é a própria negação da essência da Arquitetura e Urbanismo. “Trata-se de um campo ligado ao território e a paisagem, o que exige aulas de ateliê diretamente vinculadas ao exercício do desenho conjunto com os professores, experimentações laboratoriais e a vivência para a construção coletiva do conhecimento”.

Em 2017, o CAU/BR já havia manifestado publicamente sua preocupação e discordância com a improcedente e perigosa oferta de cursos de graduação na modalidade Educação a Distância (EAD). A Manifestação lembrou também que, entre 2012 e 2017, dobrou o número de cursos de Arquitetura e Urbanismo no país, sem que houvesse uma distribuição territorial planejada e que contemplasse a avaliação das respectivas e reais demandas de serviços profissionais. 

No início de 2019, o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio Grande do Sul recebeu denúncias de estudantes de EaD que alegam ter recebido conceito máximo em disciplinas práticas que sequer cursaram, tampouco tiveram acesso ao conteúdo das aulas ou desenvolveram atividades necessárias para a avaliação. Diante dessas situações, o CAU/RS encaminhou as denúncias ao Ministério da Educação e decidiu não conceder o registro profissional no conselho estadual a egressos de cursos de arquitetura e urbanismo ofertados na modalidade EaD pelas instituições envolvidas.

Tags, , , , ,