Startup oferece apartamento mobiliado em novo conceito plug and play

Startup oferece apartamento mobiliado em novo conceito plug and play

A ideia de comprar um apartamento digno de programa de TV, já pronto para morar, é o conceito apresentado pela SI Advisors, que traz para o Brasil a tendência plug and play: adquira o imóvel e durma hoje mesmo nele

Segundo pesquisa realizada pela MindMiners, 80% dos brasileiros que vivem com os pais ou de aluguel têm intenção alta de comprar um imóvel. Para mais de 50% dos entrevistados, comprar uma casa ou apartamento é uma prioridade que ainda não foi realizada. Mas, comprar um imóvel envolve muito mais do que simplesmente pegar as chaves.  

Ao comprar um imóvel, é preciso pensar em localização, financiamento, reforma e arquitetura, mobiliar e decorar, encontrar fornecedores e prestadores de serviços e às vezes o sonho pode virar até um pesadelo. 

A verdade é que os programas de canais fechados especializados em reformas ou em compra venda, não fazem sucesso à toa. Eles oferecem às pessoas o sonho de ter apenas o trabalho de receber as chaves de sua casa e simplesmente se mudar. Sem dor de cabeça, com tudo da melhor qualidade e de alto padrão. 

O que é apartamento plug and play?

O conceito de apartamento plug and play já é uma realidade no Brasil. A SI Advisors, startup especializada no assunto, está otimizando o mercado de apartamentos em São Paulo, trazendo algo que só era possível nos programas da TV a cabo: comprar um imóvel e dormir nele no mesmo dia. 

Os empresários Uriel Frenkel e Rony Sussking, criaram a SI Advisors, que adquire os imóveis, reforma, mobília, decora e vende, entregando-os prontos, com tudo novo. O apartamento já vem com móveis e eletrodomésticos, itens de decoração, jogos de cama e utensílios de cozinha. O conceito é o “Plug & Play”, ou seja, comprar e já programar a mudança.

E-commerce de decoração

Para realizar a decoração dos imóveis que reformam, a SI Advisors ainda criou uma marca de itens para a casa, resultando em um e-commerce com produtos de luxo, porém com valores muito abaixo do que se pratica no mercado. Isso porque a empresa tem como premissa importar diretamente os seus produtos, sem terceiros ou comissões que o preço final. 

Diante da demanda e preocupados em oferecer um valor ainda mais competitivo, os empresários viram a oportunidade para montar a própria marcenaria e marmoraria. O resultado foram itens de fino acabamento e personalizados com prazos reais, em comparação aos que são geralmente praticados no mercado de móveis e decoração. 

“Em nossa plataforma, a pessoa que busca pelo seu imóvel dos sonhos encontra apartamentos de alto padrão em excelentes localizações. Para isso acontecer, buscamos em cada detalhe o melhor investimento e qualidade, desde o trinco de uma porta, até os lustres e móveis”, afirma Uriel Frenkel, um dos sócios da Si Advisors. 

Empresa também faz reformas

O trabalho tem sido de tanto sucesso que atualmente a empresa tem uma lista de espera de clientes que desejam ter seus imóveis reformados pela SI Advisors, o que resultou inesperadamente em um novo nicho de negócio. 

A empresa passou a atender pessoas que já têm imóvel e desejam deixá-lo nos padrões de um apartamento de revista. A startup conta com uma carteira diversificada de clientes, que vão de professores universitários, até grandes empresários ou personalidades, como, por exemplo, Fabiana Justus e Bruno Levi D’Ancona, que entraram na onda e optaram pela reforma de um imóvel no conceito Plug & Play. 

Linha de crédito não é problema

Para tornar o processo ainda mais ágil, a SI Advisors optou por criar uma fintech que busca as melhores linhas de crédito imobiliário para o cliente, compara e aprova a melhor opção dentre as instituições analisadas. 

“Percebemos que o financiamento sempre gerava muitas dúvidas nos compradores, e nem sempre eles fechavam o que era melhor para eles, o que vai na contramão da ideia do nosso trabalho. Com a fintech, conseguimos oferecer o que encaixa melhor nas condições de nossos clientes”, completa Rony, sócio e responsável pelo setor financeiro.

Comments are closed