Fintech passa a ser hub de empresa de Aço e Cimento

Fintech passa a ser hub de empresa de Aço e Cimento

A pandemia, de fato, acelerou o processo de buscar novas maneiras de inovar dentro das organizações, seja na área da comunicação, por meio de aplicativos de reuniões virtuais, no uso em escala de uma estrutura de home office ou em medidas para apoiar a sustentabilidade de toda a cadeia. De uma forma ou de outra, as companhias que estão se destacando nessa época, agora procuram novas ações para fazer diferente.

Com isso, muitas empresas começaram a procurar por hubs financeiros que servissem de apoio ao funcionamento de suas cadeias produtivas, como é o caso da gigante InterCement Brasil , uma das líderes na produção de cimento no País. A organização encontrou na Monkey Exchange , startup de soluções financeiras que permite que fornecedores de grandes grupos ganhem acesso a uma liquidez maior e que possuam, de forma isolada, um custo extremamente competitivo, o parceiro ideal para melhorar o relacionamento entre seus fornecedores, clientes e instituições financeiras, criando um ambiente propício para o crescimento, com uma série de vantagens para todos.

“Nos últimos cinco anos, o setor de cimento estava em um momento de baixa, sem valores reajustados, com número de obras públicas em queda. Porém, este ano, a economia voltou a crescer exponencialmente, o que faz com que a Intercement Brasil esteja em um momento espetacular, sendo um dos modelos de negócios mais promissores, tanto para a empresa de cimento, quanto para nós”, comenta o CEO da Monkey Exchange, Gustavo Muller.

Além disso, o executivo destaca que sobrevivência e sustentabilidade são questões imperativas em momentos de crise como a que vivemos. “As empresas se reinventaram, trazendo impactos muito positivos para seus negócios. Por meio da plataforma da Monkey, a antecipação de recebíveis acontece de forma 100% digital e os clientes têm total controle e podem escolher quais recebíveis querem antecipar”, explica Gustavo.

Por meio de um sistema inteligente, a fintech atua com 22 bancos e instituições financeiras e os fornecedores das empresas, que são conectadas à Monkey e recebem à vista a prestação que iriam receber a prazo, encontram uma taxa 30% menor do que um empréstimo convencional.

“A InterCement Brasil entende que com essa parceria será possível reduzir o custo financeiro e gerar irrigação com maior liquidez, não somente garantindo a sobrevivência dos fornecedores, como também, causando impacto na sustentabilidade de nossa empresa e das cadeias produtivas. A Monkey atua como instrumento de indução para democratizar o crédito e será nossa aliada para auxiliar no crescimento sustentável de toda nossa base de fornecedores e parceiros, especialmente em cenários econômicos cada vez mais desafiadores”, ressalta Lucilene Carriel, Gerente Financeira da InterCement Brasil.

Comments are closed