Category Archive construtoras

Novo empreendimento em Curitiba fortalece tendência de studios

All Batel, da GT Building, terá apartamentos entre 17 e 36m²; marca pretende atingir público que irá comprar para morar e para investir

A GT Building – uma das principais incorporadoras imobiliárias do Paraná – acaba de lançar mais um empreendimento: o All Batel. O anúncio foi realizado aos corretores, parceiros da empresa e clientes no dia 4 de dezembro (sexta-feira) e já está em fase de vendas, com valores atrativos para quem comprar na planta. A previsão de entrega é para o 1º semestre de 2024.  

Localizado na Rua Dr. Pedrosa, 313, no bairro Batel, o edifício composto por 349 unidades residenciais tem o intuito de atingir dois tipos de público: os que querem morar em uma localização privilegiada, em um espaço moderno e urbano, com diversas facilidades próximas; e os que querem comprar para investir e tornar o apartamento uma fonte de renda por meio da locação.

Isso porque o All Batel é um empreendimento de studios e terá unidades que variam entre 17 e 36m², tamanhos considerados ideais para o short stay. Segundo a Yogha Gestão e Hospitality – empresa que gerencia canais de hospedagem – atualmente, em Curitiba, há mais de duas mil unidades cadastradas no Airbnb, sendo que 569 apartamentos ativos possuem um padrão: são studios de apenas um quarto. Em média, é cobrado R$114 por diária nesse tipo de acomodação.

Carol Bastos, formada em arquitetura e responsável pelo design de interiores do All Batel, conta que, para a projeção do edifício, foi avaliado o conceito, e as necessidades e anseios dos seus futuros moradores, usuários e clientes. “Seguimos então com o estudo de arquitetura de interiores com o estilo moderno, diferenciando com pitadas de sofisticação através de elementos e materiais pontuais. Como referência e inspiração, foi buscado projetos atuais e modernos de studios, coworkings, habitações coletivas, e empresas com áreas de descompressão, no Brasil e exterior. Tendo como grandes referências projetos americanos e do Japão”, destaca.

Diferenciais da linha All

De acordo com a GT Building, seja para morar ou para investir, o All Batel será construído a partir de algumas diretrizes que são indispensáveis para a linha, como conectividade, modernidade, inovação e inteligência. Juntas, essas qualidades devem trazer uma série de benefícios a quem irá passar uma pequena temporada no condomínio ou para quem irá habitar no local.

Pensando nessas características, que convergem com a tendência de compartilhamento de espaços, o All Batel terá cafeteria, pet care, diversos espaços de convivência abertos e também cobertos, lavanderia compartilhada, duas salas de academia (uma para exercícios tradicionais e outra para pilates), área fitness externa, rooftop estilo lounge, piscina com borda infinita no 19º pavimento, salão de festas estilo pub e deck.

Guilherme Takeda, paisagista do edifício, explica que essa estrutura somada à valorização do bem-estar, que foi ampliada devido à pandemia, foi essencial para a elaboração do projeto do All Batel. “Nesse momento, em que discutimos sobre o “novo normal” e períodos de distanciamento social, é perceptível a valorização dos espaços abertos que nos proporcionem aproximação e contato com a natureza por meio de locais de lazer, estar e contemplação. No projeto All Batel, esses locais estão muito próximos da segurança de nossa casa”, compara.

Também haverá serviços pay-per-use com agendamento por aplicativo exclusivo do empreendimento, que conta com assistente virtual, para facilitar o dia a dia dos moradores e condôminos. São eles:  limpeza e arrumação; lavanderia com roupas lavadas e passadas; manutenção em pequenos reparos; bike compartilhada; personal trainer e pet walker.

Tecnologia integrada e menos contato

Com a pandemia, o touchless, isto é, a realização de atividades sem o uso das mãos, se fortaleceu devido à necessidade de evitar contato com superfícies e até mesmo contatos humanos. Considerando que essa é uma tendência que veio para ficar, o All Batel entregará acessos automatizados, que permitem a liberação de catracas, fechaduras e acessos sem que haja qualquer toque, apenas utilização de sensor ou, para áreas privadas, biometria.

Para os visitantes ou para quem está locando por curta temporada, ainda há outras liberações digitais: QR Code ou Chave Virtual, disponibilizadas pelo dono do imóvel, e controle sistêmico que faz a liberação do espaço sem qualquer contato físico. Outras inovações que evitam o toque das mãos em superfícies ou as limpam de modo mecânico também serão implementadas, como é o caso de torneiras com fechamento automático, e equipamentos de desinfecção do ar e superfícies em elevadores.

Tags, , ,

Moura Dubeux lança empreendimento em Porto de Galinhas

Confirmando a recuperação do mercado imobiliário do Nordeste, a Moura Dubeux, maior construtora e incorporadora da região, está lançando seis empreendimentos neste último trimestre, com valor geral de vendas (VGV) de R$ 494 milhões e focados nos segmentos de médio e de alto padrão. O primeiro deles, o Beach Class Summer Residence, localizado na região de Porto de Galinhas, em Pernambuco, teve a formação de grupos de condôminos iniciadas no final de outubro, com 100% das unidades aderidas em duas semanas. Seu VGV potencial é de R$ 86 milhões, conforme fato relevante divulgado ao mercado. Há, ainda, três empreendimentos em Salvador, um em Fortaleza e um em Recife.

A empresa já havia efetuado quatro lançamentos no terceiro trimestre, totalizando 391 unidades e somando R$ 275 milhões em VGV. Três são de alto padrão – dois em Recife e um em Fortaleza – e um de médio, localizado na segunda cidade. Um dos edifícios, o Mimi & Leo Monte, próximo à praia de Boa Viagem, na capital pernambucana, também teve o grupo 100% formado rapidamente, no próprio mês de setembro, a partir da abertura dos negócios, no dia 4.

Os lançamentos tiveram índice VSO (Vendas Sobre Oferta) de 55,6%. Este indicador, que demonstra o percentual de unidades comercializadas em relação ao total disponível, foi de 52% no acumulado dos últimos doze meses e 28% de julho a setembro de 2020.

A Moura Dubeux, segundo balanço que protocolou dia 12 último na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), apresentou lucro líquido de R$ 15 milhões no terceiro trimestre. Depois de realizar Oferta Pública de Ações (IPO) na B3, em fevereiro deste ano, iniciou uma nova etapa em sua trajetória, com a retomada de resultados positivos.

Beach Class Summer Residence


O lançamento, de alto padrão, em área nobre próxima à praia de Porto de Galinhas, é um exemplo de como a demanda do mercado imobiliário está sendo retomada no Nordeste. A região onde está sendo construído, com forte vocação turística, tem uma série de hotéis, residenciais e restaurantes. A proximidade com Recife faz com que a localidade torne-se também uma opção de segunda residência.
O Beach Class Summer Residence, um conjunto de seis edifícios, está sendo erguido em terreno com 450 metros de frente para mar, com 33 mil metros quadrados, sendo 15,6 mil de área útil. São 402 apartamentos, de 33, 63, 43 e 100 metros quadrados, todos do tipo estúdio, com varanda gourmet e jardim privativo. O empreendimento conta com muita área verde, brinquedoteca, salão de jogos, playground, quadra poliesportiva, restaurante, locais para recreação e banhos de animais de estimação, loja de conveniência e sala de ginástica.

Tags,

MRV antecipa Black Friday com vendas digitais de apartamentos

Superada apenas pelo número de vendas do Natal, a Black Friday já se consagrou no calendário do comércio brasileiro. Este ano a expectativa é positiva para o período de promoções, especialmente no setor de vendas digitais, segundo os dados da empresa de análise de dados Ebit Nielsen. De acordo com a companhia, a previsão é que o desempenho do comércio virtual supere as vendas da Black Friday do ano passado, com uma expectativa de crescimento na economia digital de 27% com relação ao ano anterior.

A previsão reflete a mudança de comportamento do consumidor, que precisou se adaptar às compras online, e de empresas que atuam em setores tradicionais como o mercado imobiliário. Exemplo da MRV, empresa referência no setor, que desde o início do ano já oferece uma jornada 100% digital para a realização da compra de um apartamento.

Com isso a MRV já entrou no clima da Black Friday e antecipou suas condições especiais para imóveis em estoque em cerca de 100 cidades onde há atuação da marca. Ao todo, mais de 15 mil unidades terão bônus especiais para pessoas que desejam realizar o sonho da casa própria com descontos exclusivos que variam entre R$ 4 mil e R$ 20 mil, até o dia 23 de novembro.

De acordo com o diretor de Comunicação, Marketing e Novos Negócios da MRV, Rodrigo Resende, a jornada virtual completa para a compra do imóvel é uma exclusividade da companhia no setor, que aliada ao bônus comercial torna o sonho da casa própria ainda mais atraente. “A MRV trouxe para o mercado a plataforma digital mesmo antes da pandemia, tornando a compra do apartamento muito menos burocrática e muito mais confortável. Durante a Black Friday as pessoas que sonham com um novo imóvel podem fazer tudo pelo celular ou computador com descontos imperdíveis”, explicou.

Para conhecer os imóveis disponíveis e os descontos para cada uma das cidades onde há empreendimentos da MRV, acesse o chat disponível no site www.mrv.com.br, pelo perfil da MRV no Facebook, ou entre em contato pelo WhatsApp (31)9900-9000.

Tags, ,

Os desafios do Real Estate com a LGPD: impacto e urgência nas adequações

Por Rosangela Carmanini de SouzaTainã Dias da Silva

A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) entrou em vigor em setembro e trouxe a urgência da adaptação de todas as empresas. Com os direitos das pessoas físicas assegurados pela Lei, as organizações terão de criar toda uma estrutura, que antes não existia, para atender as demandas dos titulares de dados. Nos setores que precisam coletar um alto volume de informações para viabilizar o seu negócio, como é o caso do segmento imobiliário, esta tarefa é ainda mais árdua.

Acostumados a coletar os dados de leads e clientes de forma física ou digital, as incorporadoras tinham o hábito de fazer a distribuição destas informações para os setores internos com o intuito de tirar o máximo de benefício possível. Assim, os dados fornecidos na ocasião de uma visita a um empreendimento ou mesmo por meio de sites e redes sociais seriam insumos para criar uma base de dados de envio de e-mail marketing, conteúdos e informes, ou ainda poderiam ser compartilhados com terceiros para possibilitar vendas de serviços, como decoração e móveis planejados, por exemplo.

Outra ação corriqueira no mercado real estate é a compra para o enriquecimento de base de dados visando identificar potenciais clientes e prospecção de imóveis. No entanto, com a LGPD, todas essas práticas não poderão mais acontecer de forma desenfreada, sem respeitar as disposições da Lei.

Para as bases de dados já adquiridas, uma alternativa de adequação à LGPD é solicitar o consentimento dos leads, uma vez que a empresa não tem como garantir que houve prévia solicitação. Essa ação poderá gerar, inicialmente, uma redução da base por baixa aderência, mas manterá apenas os interessados nos produtos ofertados pelas empresas, permitindo estratégias de marketing mais assertivas.

Para a coleta de novos dados pessoais de leads, cabe à organização solicitar o consentimento contendo informações claras sobre o que será feito com os dados pessoais e quais as possibilidades de compartilhamento. Quanto ao tratamento de dados indevido por terceiros, as empresas terão que implementar medidas de segurança da informação e de controle e restrição de acesso de usuários em seus sistemas, cláusulas contratuais, incluindo responsabilidades acerca das disposições da LGPD.

A empresa tem a obrigação de ser transparente com o titular ao coletar suas informações, deixando claro e explícito quais serão as finalidades, as formas de tratamento e o descarte ou anonimização após o uso. Além disso, é necessária uma atenção especial para o tratamento de dados sensíveis, que deverá contar com o consentimento específico e destacado do titular, bem como as finalidades de uso, que devem ser igualmente específicas, ou seu tratamento estar justificado em uma das outras bases previstas no artigo 11 da LGPD, que são aplicáveis a depender da finalidade da atividade.

Com isso, o que se percebe é a necessidade imperativa de remodelar a forma de uso dos dados coletados pelo setor imobiliário principalmente no que tange as áreas de marketing e comercial, tendo como diretriz as bases legais (Art. 7º e 11º da Lei 13.709/2018), que suportam os tratamentos, bem como adequar seus contratos com parceiros de negócio para garantir a liberdade e privacidade dos titulares de dados.

Portanto, com a LGPD em vigor, o setor imobiliário possui um grande desafio pela frente para adequar suas bases de dados, estratégias de marketing e comerciais, além de demais atividades que envolvem tratamento de dados pessoais. Para tanto, é urgente o início da conscientização dos colaboradores sob o aspecto da proteção dos dados e privacidade dos titulares, prevenindo e corrigindo ações que gerem riscos de tratamento inadequado ou mesmo de vazamento de dados, além de prover aos titulares de dados possibilidades e oportunidades de exercer seus direitos.

Rosangela Carmanini e Tainã Dias da Silva , consultoras seniores de Data Privacy da ICTS Protiviti, empresa especializada em soluções para gestão de riscos, compliance, auditoria interna, investigação, proteção e privacidade de dados

Tags, ,

ABRAINC: 97% das construtoras pretendem lançar novos empreendimentos imobiliários no próximo ano

A pesquisa Nível de Confiança do Empresário do Setor Imobiliário Residencial, realizada pela Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (ABRAINC), mostra expectativa positiva do mercado para o próximo ano. Entre CEO’s e diretores de 38 das maiores construtoras do país entrevistados, 97% pretendem lançar novos empreendimentos habitacionais nos próximos 12 meses. Para fazer frente à essa expectativa, 92% das incorporadoras pretendem comprar terrenos para novos projetos, motivadas por forte projeção no aumento da comercialização de imóveis feita por 87% dos ouvidos na pesquisa entre 23 e 30 de setembro.

“O setor imobiliário já vem se comprovando como importante vetor da retomada econômica pós-pandemia. O Nível de Confiança registrado pela ABRAINC reforça essa tendência, o que irá significar novos investimentos e empregos gerados para atender ao desejo do brasileiro de comprar imóveis”, avalia o presidente da associação, Luiz Antonio França.

Tal movimento já foi sentido no terceiro trimestre de 2020, com a maioria (87%) registrando aumento na procura por imóveis e nas vendas. Com destaque para o segmento de médio e alto padrão (MAP), cuja procura cresceu 90% entre julho e setembro. “Estamos observando um retorno consistente de compradores do segmento de médio e alto padrão, geralmente composto por pessoas com maior nível de renda em busca de um segundo imóvel e ou de oportunidade para investir, agora que aplicações em renda fixa não são opções de ganho elevado”, afirma França.

Já o segmento de habitação popular segue com nível máximo de expectativa entre os executivos (100%) para as vendas e os lançamentos de novos empreendimentos nos próximos 12 meses. Isso mostra resiliência do setor em atender a uma demanda represada diante do déficit habitacional de 7,797 milhões de domicílios nos país.

Os executivos do ramo imobiliário se mostram confiante também quanto aumento no valor dos imóveis. Para 84%, a valorização será acima de 10% nos próximos 5 anos. A expectativa supera o aumento no mesmo patamar verificado entre 2009 e 2019, conforme estudo realizada pela Abrainc. Ou seja, os imóveis devem se consolidar como opção para investimento em meios à perda de aplicação de renda fixa, atraindo pessoas menos dispostas ao risco ao mercado de capitais.

Tags, ,

Campinas ganha novo empreendimento de alto padrão

Reconhecida há 55 anos pela pontualidade na entrega de empreendimentos, a construtora A.Yoshii acaba de lançar o segundo empreendimento em Campinas (SP). Um ano depois de lançar o Le Rêve, que foi sucesso de vendas, a construtora lança o Legend Nova Campinas, com um investimento de R$ 35 milhões e geração de mais de 300 empregos.

O Legend é um dos primeiros edifícios construídos dentro da nova lei de zoneamento do bairro. Seguindo perfil contemporâneo e arrojado, com paisagismo realizado pelo profissional Marcelo Novaes e projeto arquitetônico assinado pela HMK Arquitetura o empreendimento conta com 23 pavimentos, 40 unidades, planta com três ou quatro dormitórios (três suítes ou duas suítes e duas demi-suítes), em uma área privativa de 222m². Implantado em um terreno de 3.765 m², o prédio possui acesso principal voltado para a rua Arthur de Freitas Leitão, 450.

“Com torre de linhas assimétricas e cores sóbrias o Legend Nova Campinas foi inspirado no bairro tradicional, nobre e elegante. O empreendimento vem com o marco de ser o primeiro edifício vertical e, por isso,  tinha que fazer jus ao bairro e à sofisticação da A. Yoshii”, comenta Margaret Hogan, da HMK Arquitetura.

O gerente de unidade da A.Yoshii em Campinas, Volney Furtado, conta que o empreendimento busca resgatar o perfil residencial do bairro. “Serão apartamentos amplos com uma área de lazer completa, com uma localização privilegiada, no coração de Nova Campinas. Estamos resgatando o perfil residencial do bairro, que já foi muito conhecido por imóveis de alto padrão no passado, e que hoje é um importante centro empresarial da cidade. Ter a possibilidade de morar bem e próximo ao trabalho é um dos diferenciais do Legend”, ressalta.

Decoração minimalista

O apartamento decorado do Legend, assinado pela arquiteta Juliana Meda, traz um conceito minimalista e clean. Os ambientes integrados e espaçosos – ideais para a circulação – somados a um mobiliário de design italiano, peças grandes com linhas discretas e elegantes, priorizam o dimensionamento dos ambientes. Com móveis maiores, como mesa de jantar de quase quatro metros, a arquiteta aposta no conceito de “menos é mais”.

Texturas e paleta de cores em tons mais claros colaboram com a iluminação de luz natural criando uma atmosfera mais aconchegante e aumentando a profundidade dos ambientes. Os acabamentos misturam modernidade e revestimentos em madeira que conectam salas, corredores e cozinha.

O ambiente para receber convidados integra os espaços da cozinha, adega e varanda gourmet. “Neste projeto quisemos deixar a cozinha conectada à varanda gourmet. Outro ponto positivo é a posição da cozinha, que tem uma linda vista do bairro, com muita área verde”, conta Juliana.

Áreas comuns

Com projeto de áreas comuns desenvolvido pela Spagnuolo Arquitetura, o Legend conta com dois pavimentos exclusivos para lazer. As áreas comuns do empreendimento oferecem, no primeiro pavimento, um hall com pé-direito duplo; salão de festas gourmet com cozinha para buffet e um bicicletário com bancada de oficina.

Já no segundo pavimento estão localizadas a sala fitness; sala de pilates; piscina coberta com raia; sauna; sportsbar; brinquedoteca; fire place; garden gourmet com piscina e um playground.

Tags, , ,

Gafisa lança projeto ícone em Moema

A Gafisa traz para Moema, um dos bairros mais charmosos de São Paulo, um novo conceito em empreendimentos de alto padrão. O Normandie conta com arquitetura diferenciada, elevada ao estado de arte. O projeto conta com acabamentos sofisticados, oferecendo aos futuros moradores uma experiência única.

Localizado na Avenida Cotovia e com o decorado aberto desde o início de outubro, o Normandie une arquitetura, design, praticidade e tecnologia em um único empreendimento, ao mesmo tempo em que oferece um ambiente aconchegante e confortável. Situado em frente à tradicional e charmosa Rua Normandia – composta por lojas e restaurantes em um ambiente exclusivo na cidade – o imóvel estará a poucos minutos dos parques Ibirapuera e do Povo, permitindo que o futuro morador tenha inúmeras opções de entretenimento, desde restaurantes e lojas de rua, até o Shopping Ibirapuera. A região ainda é rica em opções de serviços e instituições de ensino de altíssima qualidade. Ademais, o Normandie é próximo à estação Eucaliptos da Linha 5 Lilás do Metrô de São Paulo.

A torre única, disposta num terreno de 1980m2, conta com 17 pavimentos e foi projetada pela Königsberger Vannucchi Arquitetos, com projeto de interiores assinado pelo renomado Carlos Rossi Arquitetura de Interiores. No total, são 66 unidades, todas com hall privativo e elevadores com biometria. São três tipos de plantas: de 102m2, com duas suítes; 149m2, com três suítes, e unidades tipo penthouse, de 187 e 192 m2, com três suítes cada. Todas as plantas trazem o conceito Open Space, por meio da qual possuem estruturas internas livres, sem vigas, o que possibilita uma maior integração entre os ambientes. Todas as unidades dispõem de duas vagas de garagem.

A ampla área de lazer foi pensada para agregar qualidade de vida e bem-estar aos moradores de todas as idades. O empreendimento conta com salão de festas que integra a área externa; piscina adulta com borda infinita e infantil; sauna seca; brinquedoteca e playground; sala de descanso; lounge externo com biolareira; espaço fitness com equipamentos Life Fitness; lobby; bicicletário; sala delivery; e Gafisa Car Station – local destinado para manutenção simples de veículos, lavagem a seco (dry-wash) e tomada para carregamento de carro elétrico.

De acordo com Luis Fernando Ortiz, diretor de Incorporação da Gafisa, “o Normandie foi concebido visando conectar uma localização única a um projeto de arquitetura singular, sofisticado e exclusivo. Entre outros diferenciais, nas suítes principais optamos por um caixilho piso-teto, propiciando um ‘endless view’, que presenteia os moradores com uma vista ampla da área mais charmosa do bairro, a Rua Normandia.”

Tags, , , ,

Vendas de apartamentos de alto padrão crescem cerca de 84% em Belo Horizonte

Apesar da retração econômica vivida no país, devido à pandemia de Covid-19, o mercado de imóveis de alto padrão segue como um dos menos impactados pela crise. Em Belo Horizonte, a comercialização de apartamentos com preços acima de R$ 1 milhão registrou crescimento de 83,79% entre janeiro e agosto deste ano em comparação ao mesmo período de 2019. A cidade, que tem grande demanda no setor de alto luxo, mas que normalmente apresenta poucas ofertas de lançamentos ao ano, também apresentou uma alta no número de lançamentos no período: 140,25%.

Os dados fazem parte do Censo do Mercado Imobiliário, divulgado pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG). A pesquisa aponta que as vendas passaram de 216 unidades, entre janeiro e agosto de 2019, para 397 comercializadas no mesmo período de 2020. Nessa mesma base de comparação, foram lançadas 223 unidades habitacionais de janeiro a agosto deste ano; no mesmo período do ano passado, foram 159.

Exemplo do crescimento desse segmento é a PHV Engenharia, especializada em alto padrão, que tem obtido resultados positivos durante a pandemia: a construtora registrou venda maior que a média dos últimos três anos. O diretor técnico da PHV Engenharia, Marcos Paulo Alves, avalia que existe uma demanda reprimida para o segmento de luxo, o que impulsionou as vendas mesmo diante da pandemia. “Além disso, é visível o aumento no preço dos imóveis, que deve ocorrer nos próximos anos. Não estamos falando de aumento de preço com índices médios de correção, mas com picos, como ocorre ciclicamente no mercado imobiliário e não é percebido há quase 10 anos”, avalia.

Outros fatores que têm impulsionado o segmento de alto padrão, segundo ele, são a queda na taxa básica de juros ao menor patamar da história e a diminuição dos estoques de imóveis com esse perfil. “Sem dúvida, eles provocaram a inevitável valorização dos produtos de alto padrão e, consequentemente, o aumento na procura”, explica Alves.

Entre os empreendimentos de destaque da PHV, está o Quatro Ventos, localizado no bairro Jardim da Torre, nos limites de Belo Horizonte e Nova Lima. O residencial, já em fase final e sucesso de vendas da construtora, tem apartamentos de 750 metros quadrados de área privativa, nove vagas de garagem por unidade, estacionamento para dois carros dentro da própria sala, heliponto no prédio, além de todas as comodidades de um empreendimento de alto luxo. “Cada detalhe foi pensado para oferecer o máximo de exclusividade ao morador”, declara. O mercado está tão promissor que a construtora já se prepara para lançar, em breve, dois empreendimentos: o Unique e o Quatro Estações. 

O diretor técnico da PHV diz que, além de conforto e espaço, a construtora é sempre criteriosa na definição de terrenos e desenvolvimento dos projetos. “Para qualquer imóvel, a localização é o principal fator de valorização, mas, em imóveis de alto padrão, é tudo. Assim, ao anteciparmos na aquisição dos terrenos e desenvolvimento dos projetos, conseguimos caminhar no fluxo certo dentro do ciclo do mercado imobiliário”, destaca. “Com certeza, existe uma demanda reprimida para este segmento de luxo”, afirma.

Na avaliação de Leonardo Matos, diretor da CMI/Secovi-MG (Câmara do Mercado Imobiliário e Sindicato das Empresas do Mercado Imobiliário de Minas Gerais), o que mais atrai investimentos à indústria dos imóveis de luxo é o potencial de agregação de valor ao empreendimento. “Esse mercado dificilmente se abala por crises, porque é composto por pessoas que já têm uma condição econômica muito privilegiada e estão à procura de algo que atenda melhor suas necessidades, seja uma varanda melhor ou um imóvel maior”, argumenta.

Tags, , ,

Ekko Group reestrutura marca para aprofundar a experiência do consumidor

As mudanças que o mundo vivencia pauta as transformações das empresas. Ao longo de décadas, ideias e valores se transmutam na velocidade em que a tecnologia hoje direciona a inovação. Completando 21 anos de trajetória no mercado imobiliário brasileiro neste mês, a Ekko Group se prepara para viver um desses momentos e, para marcá-lo, anuncia um rebranding em sua marca e em seu posicionamento.

Antenada às mudanças do comportamento do consumidor – que priorizam o relacionamento com empresas cujos valores e ideias sejam parecidos com os seus -, define o novo posicionamento da Ekko Group. Afinal, a marca busca estar mais próxima da vida das pessoas. “Queremos marcar presença em todos os momentos, acompanhando o nosso público em todas as etapas da vida”, explica Diego Dias, CEO da Ekko.

E, para estar sempre presente, a marca quer compartilhar sua visão de mundo por meio de experiências transformadoras de vidas, gerando valores para pessoas e negócios. “A transformação na vida dos clientes não pode ser apenas pela mudança física de endereço, mas, sim, pelas experiências que criamos, ou seja, transformação pelos sentidos, sejam elas relacionadas aos nossos produtos ou em ações”, explica Diego.

Com um VGV (Vendas Geral de Vendas) de lançamentos em curva ascendente, assim como o volume de vendas, um landbank robusto e a preparação para ingressar em novas linhas de negócios nos próximos meses – “nosso objetivo é trabalhar almejando um cenário futuro de internacionalização da marca”, aponta Diego. “Tudo isso sem abrir mão de nossos valores, como Simplicidade, Transparência, Respeito, União, Formação e Visão de Dono”.

Ainda sobre o novo posicionamento, que pode ser considerado uma ressignificação da marca, a Ekko Group tem uma grande preocupação e quer gerar impacto social, enfatizando seu compromisso com o entorno de seus empreendimentos. “A experiência não envolve somente os clientes Ekko, mas também quem está à nossa volta”, aponta.
Entre alguns exemplos que se pode destacar como uma ação efetiva dessa ressignificação da marca, está a criação de um braço importante para o Grupo: a Ekko ONG – fundada há menos de um ano, pretende promover reformas em instituições de apoio a idosos e crianças carentes. “Queremos construir um ecossistema que possa contribuir para a transformação da sociedade como um todo. Isso significa promover a transformação daqueles que fizeram muito por nós no passado e por aqueles que farão no futuro”, aponta o CEO.

A Ekko Group destina uma porcentagem dos resultados da holding para essas iniciativas que fazem a diferença para a sociedade. “Nossa missão é impactar o mundo. Queremos ser agentes de inovação e ajudar a contar a história da habitação no Brasil” – conclui o CEO da Ekko.

Tags,

Desejo de morar bem acelera negociação remota de imóveis

Considerado atividade essencial na pandemia, o setor de construção civil seguiu seu planejamento na quarentena e tem sido responsável por significativa fatia do giro econômico do País em 2020. Contudo, foi preciso adequar-se para garantir o baixo risco de contágio do coronavírus, principalmente o setor de vendas. Por um bom tempo sem atendimento presencial nos estandes e sem visitas aos decorados, as construtoras se apressaram em apresentar alternativas para continuarem oferecendo e vendendo os imóveis. Afinal, a busca por lares confortáveis só cresce.

De acordo com Presidente da Habicamp, Francisco de Oliveira Lima Filho, as pessoas passaram a investir em imóveis porque se deram conta da importância de morar com qualidade neste momento em que passaram a maior parte do tempo em casa. “Vale lembrar que Campinas está no eixo de cidades mais procuradas para viver pós-pandemia. Por isso, essa área ganha ainda mais destaque”, afirma.

A Plaenge aproveitou o isolamento para rever processos, revisitar temas importantes que estavam de lado e ter um olhar melhor para os seus produtos. Presente nas redes sociais, telefone, site e aplicativo, a construtora responde aos clientes que mantém o afastamento social de maneira totalmente digital. O atendimento é exclusivo e permite que boletos, extratos, demonstrativo de imposto de renda e plantas do apartamento sejam entregues de maneira rápida e automatizada. A assinatura do contrato também ocorre remotamente.

Antenada e de vanguarda

“Rapidamente nós desenvolvemos um leque muito grande para atendimento digital dos clientes. Nós conseguimos ir da apresentação do apartamento até a assinatura de contrato à distância, sem a pessoa nunca ter entrado no estande de vendas. São reinvenções da Plaenge e do mercado como um todo. Quem entendeu esse momento e se adaptou sai fortalecido”, explica Daniel Turchetti, responsável pela construtora em Campinas.

A pandemia não adiou o projeto do casal Fernando e Caroline Cavalera – ele engenheiro e ela publicitária – que comprou um apartamento na planta no Vitra, primeiro empreendimento da Plaenge em Campinas, em um trâmite inteiramente online. Fernando conta que a família, que tem um bebê de quase 2 anos, buscava um imóvel no bairro Cambuí e que o apartamento no Vitra se encaixou exatamente com o planejamento pessoal. “Por conta do isolamento social, o deslocamento até o estande de vendas estava descartado por nós. Fizemos muitas pesquisas, tanto de modelo e tamanho, quando de idoneidade da construtora, e em uma semana assinamos o contrato virtualmente”, lembra.

Mais novidades

O apartamento do Fernando e da Caroline foi um dos últimos a serem comprados no Vitra, que levou apenas um ano para ter 100% dos apartamentos vendidos. Mas quem ficou de fora desse exemplar da maior construtora do Sul do País em Campinas, já pode ter seu próprio “porto seguro”. A Plaenge está lançando o TREND Home & Design, outra belíssima torre residencial no Cambuí que tem tudo e mais um pouco para encantar os pretendentes mais exigentes.

No endereço Rua Dr. Liraucio Gomes, 119, o TREND Home & Design, com 17 andares, mescla a tranquilidade da rua às facilidades que a região oferece.

Turchetti destaca a flexibilidade da planta do apartamento, que embora tenha o mesmo tamanho (89 m2), apresenta ao menos cinco layouts, que os compradores poderão escolher conforme as preferências da família. Outro diferencial é que todos os apartamentos serão entregues já com a varanda fechada. O TREND tem ainda duas penthouses, de 196 m² cada uma, que também exibem versões diferentes de planta.

O prédio promete se destacar na paisagem. Turchetti adianta que, além de uma grande quantidade de vidro, o projeto do TREND Home & Design possui porcelanato na fachada e uma iluminação em LED, proporcionando um design inconfundível para o bairro. “O visual do empreendimento será uma verdadeira gentileza urbana e vai valorizar ainda mais a região”, ressalta.

As garagens são um dos pontos fortes da torre e ocupam três pavimentos. São duas vagas por apartamento tipo e quatro vagas para as duas penthouses. Turchetti salienta que o projeto do estacionamento foi feito pela Garage Plan, empresa especializada. O piso terá a pintura em epóxi e iluminação em LED nas paredes. Além disso há infraestrutura para carregamento de carro elétrico para todos os apartamentos.

Como não poderia deixar de ser, o TREND Home & Design é repleto de itens tecnológicos e sustentáveis. Fechadura digital na porta de entrada, placas fotovoltaicas para gerar energia solar, Central de Delivery para recebimento de encomendas – inclusive refrigeradas – estão entre as inovações.

A área de lazer é completa e decorada com móveis de designers e artistas plásticos brasileiros. Todas as áreas comuns são climatizadas e completamente equipadas. À disposição dos moradores estão home office compartilhado; salão de festas com gourmet e terraço externo; academia com 133m2, com projeto feito por especialistas; brinquedoteca; playground, pet place, lounge externo e piscinas adulto com raia de 20 metros, infantil e prainha.

Quem quiser ter uma ideia do que é o projeto vislumbrando presencialmente a maquete e o decorado, pode visitar a central da Plaenge no endereço Rua Maria Monteiro, 652, Cambuí.

Com VGV de aproximadamente R$ 60 milhões, o novo empreendimento da Plaenge possui seguro de entrega e deve abrir em torno de 120 vagas diretas de emprego durante a obra. O projeto é da SHM, com interiores da Bohrer. A previsão de entrega dos apartamentos é 30 de setembro de 2023.

Tags, ,