Campanha reforça prevenção à Covid-19 nos canteiros de obra

Campanha reforça prevenção à Covid-19 nos canteiros de obra

Iniciativa convoca empresários e trabalhadores do setor a manter cuidados básicos de prevenção

Desde o início da pandemia de Covid-19, as empresas de construção civil passaram a incorporar novas medidas e rotinas para proteção dos trabalhadores. Para reforçar a importância de manter esses cuidados diariamente, a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) lançou a campanha “Construção contra o coronavírus – não vamos baixar a guarda”. O Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG) e seu braço social, Seconci-MG (Serviço Social da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais), aderiram ao movimento e vêm reforçando o recado entre trabalhadores das empresas associadas.

Por meio de vídeos e materiais informativos, a campanha busca conscientizar e reforçar todo o setor da construção, desde empresários até operários, para a importância de seguir rigorosamente as medidas de segurança contra a Covid-19. A iniciativa faz dos ouvintes multiplicadores desse recado no trabalho e no ambiente familiar. Geraldo Linhares, presidente do Sinduscon-MG, ressalta que o momento requer o reforço constante de que a pandemia não acabou e os cuidados precisam continuar sendo seguidos. “O combate ao coronavírus não pode ter trégua e é uma missão de todos. Temos sido vencedores, tivemos poucos casos entre funcionários da construção civil e precisamos continuar no mesmo caminho, seguindo todos os protocolos de segurança”, declara.

A CBIC disponibilizou um kit com máscaras de proteção facial e adesivos para capacetes que foram distribuídos pelo Seconci-MG em treinamentos de saúde e segurança realizados com os trabalhadores da construção. A campanha integra o projeto “Elaboração e atualização de materiais orientativos para a indústria da construção”, da Comissão de Política de Relações Trabalhistas da (CPRT) da entidade, em realização conjunta com o Serviço Social da Indústria (Sesi Nacional).

O Seconci-MG já realiza, rotineiramente, treinamentos voltados para a segurança no trabalho, em que também se fala sobre a prevenção de doenças e reforça cuidados básicos contra a Covid-19, como o distanciamento, uso de máscara e higienização das mãos. Segundo Andreia Kaucher Darmstadter, supervisora do Departamento de Segurança do Trabalho do Seconci-MG, a mensagem reforçada diariamente é no sentido de não negligenciar os cuidados básicos e o cumprimento dessas regras de ouro. “Em meio aos desafios impostos pela Covid-19, a campanha contribui para fortalecer esse alerta”, afirma.

Para Ana Lúcia Elias de Almeida, coordenadora médica do Seconci-MG, a campanha incentiva os trabalhadores a serem agentes de mudança para o benefício da sociedade como um todo. “Neste momento, com um ano de evolução dos esforços contra a pandemia de Covid-19 no Brasil, estamos mais preparados para a prevenção”, afirma. Ela também ressalta que as empresas precisam continuar atentas à prevenção: “É um bom momento para revermos as ações implantadas e o que é necessário melhorar”, complementa.

O presidente do Sinduscon-MG também destaca que, para valorizar os investimentos das construtoras na prevenção à doença, o “Prêmio de Segurança do Trabalho”, promovido pelo Seconci-MG em parceria com o sindicato, passou a ser direcionado em 2020 ao reconhecimento das melhores práticas de combate à disseminação do novo coronavírus nas empresas. “A manutenção das atividades foi discutida com os sindicatos dos trabalhadores, atendendo ao objetivo de proteger a saúde dos funcionários e manter emprego e renda. A construção civil mais uma vez mostra que é possível ter bons resultados com soluções acessíveis”, afirma Linhares. 

Como resultado, o setor se destacou como o maior gerador de empregos no Brasil. Só em Minas Gerais, foram cerca de 25 mil novas vagas no período de janeiro a dezembro de 2020. Além disso, a redução dos juros e as medidas adotadas pelo governo para o enfrentamento da crise contribuíram para um crescimento considerável do mercado imobiliário. Houve aumento de 22,66% nas vendas de imóveis novos no estado em 2020 na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Comments are closed