Bait Incorporadora vende 80% dos imóveis lançados em 2020

Bait Incorporadora vende 80% dos imóveis lançados em 2020

O ano parecia muito difícil e lá pelo mês de março, a incorporadora Bait achava que seria impossível lançar os três empreendimentos que havia planejado para 2020, jogando por água abaixo o arrojado projeto de lançar imóveis com valor geral de vendas de R﹩ 250 milhões. Um deles, o Atlantico Bait, ocuparia o último terreno livre na Orla de Copacabana, local que há 40 anos não recebia novos empreendimentos, cujo terreno custou cerca de R﹩ 40 milhões. Pois o residencial não somente foi lançado em setembro, como vendeu 100% das 50 unidades em três dias de comercialização. Um feito que há tempos não ocorre no mercado imobiliário do Rio de Janeiro.

Com uma estratégia de vendas digitais no Brasil e no exterior, o Atlantico atraiu compradores até mesmo de outros países, que fizeram tours virtuais para conhecer o projeto e fecharam negócio de forma remota, apostando no desenvolvimento do turismo no Brasil após a pandemia do novo coronavírus. Compradores internacionais representaram 15% dos lançamentos da Bait Inc em 2020.

Outro destaque do ano foi o IVO, lançado em outubro, no terreno onde funcionou a Clínica do cirurgião plástico Ivo Pitanguy, em Botafogo. Mantendo o casarão preservado para abrigar uma linda área de lazer, o empreendimento de 36 unidades está com 60% das unidades vendidas. E o mais recente sucesso da Bait, lançado no dia 1º de outubro, é o Igara, no Leblon, com apenas 17 unidades. A procura é tão grande que a Bait estima terminar o ano com 70% de comercialização. A primeira unidade vendida foi a única cobertura com 3 quartos, arrematada antes mesmo do lançamento. Os demais imóveis são unidades de dois quartos que custam a partir de R﹩ 1,8 milhão.

Novo patamar para a Bait Inc – O CEO da Bait, Henrique Blecher, credita o sucesso a vários fatores combinados. “O momento foi propício para todo o mercado porque o governo fez pacotes econômicos muito fortes e assertivos para gerar liquidez e segurança para pessoas físicas e jurídicas. A alta liquidez gera busca crescente no mercado imobiliário. Estamos com os juros mais baixos da história. Outro ponto é que as pessoas estão mais dispostas a gastar um pouco mais para ter uma moradia melhor. A pandemia reforçou que o lugar mais seguro do mundo é a nossa casa. É lá que podemos passar mais horas de agora em diante, com o crescimento do home-office. Quem não tinha ao menos uma varanda, sofreu mais com o confinamento”, analisa Henrique Blecher.

A terceira questão de sucesso são as características dos empreendimentos com a assinatura da incorporadora que está virando a queridinha do carioca.

“Estudamos comportamentos, tendências e vácuos deixados pelo mercado com muita profundidade. E destaco também estarmos preparados para o marketing e as vendas digitais. Quase 100% das vendas e dos contratos foram por sistemas digitais, com clientes do outro lado do mundo podendo ver os projetos em realidade aumentada pelo celular. Quem não se adaptou, ficou atrás. Até mesmo clientes presenciais do stand quiseram assinar o contrato virtualmente”, destaca Henrique Blecher, que tem DNA no mercado financeiro e trouxe para Bait grandes investidores e estratégia do mercado de capitais para analisar e comprar os terrenos mais disputados da cidade.

Blecher destaca que os imóveis de alto padrão atingem rentabilidades no aluguel superiores aos imóveis mais antigos.

“A locação dos nossos imóveis vai gerar retornos de 8 a 10% por ano, fora a valorização do próprio imóvel. Os mais antigos vão 3,5 a 6%. Há uma quantidade muito inferior de bons imóveis na Zona Sul, sobretudo com área de lazer. Todo mundo quer. Fora isso, nesses momentos de turbulência e incertezas, como foi a pandemia e o prejuízo econômico que trouxe ao mundo todo, o imóvel se destaca como investimento seguro e protegido. Finalizo com outra fórmula de sucesso. Não aderir a modismos. Acreditamos que as pessoas não querem viver isoladas. Depois da vacina, todo mundo vai querer piscina, área kids, academia. Somos cariocas e adoramos a liberdade, o sol, o verde. Talvez as pessoas prefiram apenas viver em condomínios um pouco menores, sem muita aglomeração”.

Crescimento – Com esse desempenho em 2020, a Bait conseguiu crescer 642% em VGV lançado em 2020 e 384% em vendas. E também em time. Sabidamente um impulsionador do mercado de trabalho, o segmento da construção civil é um grande fomentador da economia brasileira. Só na Bait, foram feitas várias contratações, em diferentes carreiras, aumentando a equipe em 166% somente entre abril e outubro de 2020.

Comments are closed