Author admin

Gafisa inaugura um projeto único em Moema que reúne arte, arquitetura e gastronomia

Dando continuidade à sua estratégia de desenvolvimento de projetos de alto padrão, a Gafisa inova na construção do emblemático residencial em Moema e utiliza em seu projeto arquitetura contemporânea e atemporal, obra de arte suspensa de 30 metros de altura em estrutura modular, intitulada Canto do Sábia, criada pelo artista Arnaldo Diederichsen, e peças interligadas que se assemelham a um móbile. A obra dá sentido à assinatura do empreendimento: Vinci – Arte, Arquitetura e Gastronomia e se incorpora ao projeto arquitetônico projetado por Aflalo & Gasperini Arquitetos.

O projeto será erguido onde funciona a unidade da Speranza, em Moema, na Avenida Sabiá, 786, que terá suas atividades transferidas para o endereço em frente, no número 773, quando as obras se iniciarem. No local, a Gafisa projetou duas torres de unidades residenciais, studios e flats, além do espaço gastronômico premium, que fará parte da fachada ativa e será administrado pela Cantina e Pizzaria Speranza.

“A ideia da Gafisa foi criar um empreendimento residencial que oferecesse também esta experiência gastronômica diferenciada aos moradores, que terão a praticidade e a comodidade dos serviços da Speranza combinadas a uma proposta de arquitetura que tornará o projeto um marco em Moema”, afirma Guilherme Benevides, CEO Gafisa Incorporadora e Construtora.

As unidades residenciais estão distribuídas em 14 apartamentos de 63 m2, 10 de 124 m2 e 23 de 148 m2, além de duas coberturas duplex de 292 m2 e 396 m2. O empreendimento também terá 63 studios e 57 flats de 21 a 29 m2.

Como diferencial, em suas áreas comuns, o projeto conta com Lobby/Galeria, Salão de Festas com lounge externo, Piscina com prainha, deck e bar, Fitness, SPA, Área de Massagem, Gafisa Car Station – local destinado para manutenção e lavagem de veículos (dry-wash) e tomada para carro elétrico – e bicicletário. Além disso, contará com o exclusivo térreo gastronômico da Speranza, com previsão para oferecer serviços exclusivos aos futuros moradores.

Além disso, a Gafisa segue a sua Política ESG e traz neste projeto um olhar importante para itens que promovam sustentabilidade, por meio da usabilidade, com diminuição de gasto de água, considerando o reuso e energia elétrica com tecnologia de sensores. Além de reciclagem, coleta seletiva e menor geração de entulho e desperdício de material.

A inauguração da loja conceito acontece no dia 25/9. O empreendimento se destaca por também estar associado a um serviço gastronômico premium, graças à parceria com a Cantina e Pizzaria Speranza – referência na boa e autêntica gastronomia napolitana em São Paulo.

Marcas tradicionais renovadas

A parceria entre Speranza e Gafisa foi idealizada antes da pandemia e antecipou o desejo de transformação de duas marcas tradicionais no segmento gastronômico e no mercado imobiliário, respectivamente. De um lado, a Speranza, com 63 anos de contribuições à gastronomia de São Paulo, que se movimenta para agregar experiências diferenciadas aos seus consumidores. Do outro, a Gafisa, uma companhia com 67 anos, que se reinventa ano a ano e trabalha para se tornar uma completa plataforma de produtos, serviços e soluções imobiliárias.

O projeto tem o objetivo de promover experiências encantadoras e sinergia entre os públicos. “A união destas duas grandes empresas vai resultar em um complexo imobiliário icônico e exclusivo que sintetiza a renovação de ambas as marcas e congrega o estilo de vida em um único local”, explica Luis Fernando Ortiz, diretor de incorporação da Gafisa.

A sócia da Cantina e Pizzaria Speranza, Paola Tarallo Altieri, comenta que o movimento é um marco para a história da família Tarallo. “Este é um grande momento que reflete a transformação e o salto de inovação no projeto empreendido por nossa família. É uma oportunidade positiva para renovar a nossa oferta de serviços e produtos em um novo espaço em Moema”, destaca a empresária, terceira geração da Família Tarallo no Brasil, que mantém a matriz em funcionamento na capital, no bairro da Bela Vista.

MPD Engenharia lança empreendimento em localização estratégica de Alphaville

Projeto arquitetônico do Soul Itapecuru, em Alphaville, reforça o moderno conceito de “15 minutes city”, em que bairros residenciais oferecem todas as comodidades para o morador em uma distância máxima de 15 minutos

Com conceito moderno de arquitetura, que alia bem-estar e o respeito ao meio ambiente, a MPD Engenharia – uma das principais empresas de construção e engenharia do país, com 39 anos de atuação no setor -, anuncia seu mais novo empreendimento em Alphaville: o Soul Itapecuru. Localizado em um ponto estratégico de um dos melhores bairros da região, na Alameda Itapecuru, o projeto apresenta plantas com metragens menores, entre 51m² e 85m² com uma ou duas suítes, para atender uma demanda atual do mercado. Para quem busca qualidade de vida, como a possibilidade de otimizar o dia a dia, o empreendimento oferece ao mesmo tempo a tranquilidade de um bairro residencial e a proximidade de uma ampla variedade de comércio e serviços.

O empreendimento, com 16 pavimentos mais rooftop e 159 unidades, apresenta espaço delivery, minimercado e lavanderia compartilhada nas áreas comuns. O projeto, com mais de 16 mil metros quadrados de área construída, conta ainda com várias opções para os espaços comuns como salão de festas com espaço gourmet, fitness, sala de ginástica e fitness externo, brinquedoteca, playground, pet care, pet place, bicicletário e churrasqueira no térreo. No rooftop há ambientes como sport bar e churrasqueira, piscinas adulto e infantil descobertas, além de espaço para massagem, sauna seca, ducha e coworking. Estes ambientes foram estrategicamente definidos para estimular a convivência entre os moradores e com suas respectivas famílias e amigos. Já na área privativa, os apartamentos reforçam a qualidade MPD e o alto padrão inerente aos lançamentos da companhia. Os futuros moradores encontram benefícios como previsão de triturador na bancada da cozinha, infraestrutura entregue para ar-condicionado na sala e no dormitório (pontos de drenos, passagem para instalação de tubulação frigorígena, pontos de elétrica no terraço e ponto de tomada para condensadora no terraço social), fechadura biométrica no acesso das unidades, tomadas com porta USB em alguns ambientes, água quente na pia da cozinha e banheiros, além de previsão para churrasqueira à carvão nos apartamentos de 85m².

Além da construção ser ambientalmente responsável, característica de todas as obras da companhia, o empreendimento também será entregue com vários itens que ressaltam o respeito ao meio ambiente. Haverá medição individualizadas de água, previsão de medição individualizada de gás, sistema automático de irrigação dos jardins otimizando o consumo de água, central de recepção de lixo com espaço para lixo reciclável, reservatório para retenção de águas pluviais e bacias sanitárias com acionamento duplo. Já a iluminação da área comum será toda em LED.

“O Soul Itapecuru é mais uma grande obra a ser entregue pela MPD em Alphaville, que vai ao encontro das novas demandas do mercado da região em um empreendimento inovador”, comenta Débora Bertini, diretora de incorporações da MPD. “Ele reúne características importantes e que se destacam entre os interesses de quem está querendo adquirir um imóvel, que é a facilidade de conseguir resolver todas as pendências do dia a dia em uma distância máxima de 15 minutos ao mesmo tempo que está localizado em um bairro muito tranquilo”, acrescenta. Portanto, morar no empreendimento é uma ótima opção. O lançamento atende uma demanda crescente, e não atendida, por imóveis com essa metragem.

Além de uma estrutura interna completa e próximo ao comércio, escolas, shoppings e à Castelo Branco, o Soul oferece uma qualidade de vida superior com a possibilidade dos moradores desfrutarem de lugares que já frequentam, aproveitar academias e spas estimulando hábitos saudáveis e a circular pelo bairro com extrema facilidade.

Ainda com todos os protocolos necessários para garantir a segurança de visitantes e colaboradores, o estande e o decorado do Soul Itapecuru estarão abertos para visitações a partir do dia 25/09. No dia da inauguração haverá uma recepção especial para receber os clientes no estande: quatro foodtrucks – Mocotó, DeBetti, Lilidee e Dama Bier -, e um Dj de jazz para animar o ambiente. O evento acontecerá entre 11h e 19h. Para mais informações, acesse: https://www.mpd.com.br

• Fonte: Índice Fipezap – 2021

Produtividade, segurança e agilidade: o futuro do setor de Construção

Por Eduardo Pires, diretor do segmento de Construção e Projetos da TOTVS

Considerado um dos setores mais tradicionais, o segmento de Construção tem se remodelado nos últimos tempos, seja para se adaptar às volatilidades econômicas ou para atender demandas sociais e ecológicas na hora de construir. Nesse sentido, as inovações tecnológicas também têm caminhado para fornecer a estrutura necessária para aumentar a produtividade e de fato incrementar o desenvolvimento do setor.

Segundo o estudo global “Transformação Digital: O Futuro da Construção Conectada”, encomendado pela Autodesk à IDC, a transformação digital é uma prioridade para 72% das empresas de Construção consultadas – o estudo ouviu 835 profissionais de grandes construtoras de 12 países. A pesquisa ressalta ainda o alto investimento do Brasil na utilização da tecnologia BIM (Building Information Modeling): o país adota essa tecnologia em 53% dos projetos de construção, enquanto os demais países se mantém na faixa dos 40%.

A adoção dessa tecnologia se dá principalmente pelas suas multifuncionalidades, que permitem a integração de todos os setores envolvidos no projeto. A ferramenta possibilita a criação de projetos 3D, com todas as especificações de elementos de construção e materiais utilizados, alinhando-a ao backoffice com cada etapa do projeto, da concepção até a manutenção pós-entrega. O BIM é tão robusto e completo que a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) avalia que a produtividade de um projeto pode aumentar em 10% com sua utilização.

No entanto, o mesmo estudo analisa que, quando comparado a outros países, o Brasil apresenta o menor nível de maturidade e atraso na utilização de tecnologias como Inteligência Artificial, modelagem 3D e Big Data. Entre os principais fatores que podem explicar essa baixa adesão estão: dificuldade de implementação, devido à falta de padronização de seus materiais e componentes; ausência de treinamentos e capacitação da equipe e o custo de aquisição e encarecimento do processo. Mas, assim como o conceito BIM, que é bastante utilizado por aqui, essas outras ferramentas também proporcionam diversos benefícios para o projeto.

O uso de Inteligência Artificial para a captação e processamento de dados, por exemplo, está sendo utilizado nos mais diversos setores, e na Construção não seria diferente. A coleta de dados através da integração de sistemas e uso de IA permite que as construtoras tenham acesso a uma série de informações, insights e predições que auxiliam os gestores nas tomadas de decisões, reduzindo riscos de maiores erros e eventuais perdas – financeiras e materiais.

Também voltado para conectividade, o setor de Construção pode ainda investir em tecnologias de IoT – Internet das Coisas. Traduzindo o termo e a ferramenta, é a conectividade de grande parte dos aparelhos, equipamentos e dispositivos que fazem parte da obra, captando e gerando dados de funcionamento, status e alertas para acompanhamento dos gestores.

Para quem está diretamente na operação, tecnologias que podem fazer a diferença no dia a dia são os wearables. Os dispositivos vestíveis podem ser acoplados às vestimentas, capacetes e equipamentos dos colaboradores dentro de um canteiro de obras. Com isso, é possível mitigar riscos e preservar a integridade dos funcionários, aferindo temperatura corporal e outras parametrizações que servem de alerta para um problema eventualmente maior.

Ainda no contexto de tecnologias que impulsionam a evolução do setor, uma ferramenta que tem ganhado adeptos nos últimos anos, em diferentes segmentos e para as mais variadas finalidades, são as modelagens 3D. Em Xangai, por exemplo, em 2014 uma empresa de construção utilizou concreto reciclável em uma mega impressora 3D para construir dez casas, de 200 m2, em 24 horas. O feito mostra não só que é possível a aplicação dessa ferramenta no setor da Construção, como também a eficiência operacional e a sustentabilidade que ela pode trazer para o mercado.

As soluções tecnológicas disponíveis para o setor de Construção são vastas, mostrando uma confiança dos fornecedores de tecnologia em investir e ampliar a entrada nesse segmento. Cenário otimista àqueles que perceberam ou estão começando a se movimentar para essa direção.

Relatório do Wimoveis mostra que alugar um imóvel custa R$ 2.720 em Brasília

De acordo com o relatório de agosto do Wimoveis, maior portal imobiliário do Distrito Federal, o preço médio para alugar um imóvel padrão (65m², dois quartos e uma vaga) na região é R$ 2.720/mês. O valor registrou uma queda de 0,3% em relação ao mês anterior, mas no ano acumula um aumento de 3%.

Entre agosto de 2020 e agosto de 2021, houve um aumento de 2% no preço do aluguel. O crescimento do preço do aluguel foi ainda mais significativo em Núcleo Bandeirante (R$ 1.229/mês, +16%), Taguatinga Sul (R$ 1.492/mês, +17%) e Samambaia Sul (R$ 1.217/mês, +18%). Já as maiores quedas nos preços ocorreram em Taguatinga Centro (R$ 1.327/mês, -5%), Centro de Guará (R$ 1.892/mês, -4%) e Asa Norte (R$ 2.400/mês, -1%).

Na tabela estão os locais onde o aluguel é mais barato e mais caro:

Mais baratos (R$/mês)Variação MensalVariação Anual
Ceilândia Norte (Ceilândia)1.0541,4%2,0%
Ceilândia Sul (Ceilândia)1.1032,4%0,4%
Samambaia Norte (Samambaia)1.157-3,5%7,4%
Mais caros (R$/mês)Variação MensalVariação Anual
Noroeste (Brasília)3.525-0,6%S/D
Setor de Hotéis e Turismo Norte (Brasília)4.1522,3%S/D
Setor Hoteleiro Norte  (Brasília)4.9640,6%0,1%

Preço do m² sobe 8,8% no ano

O relatório do Wimoveis mostra que o m² no Distrito Federal custa, em média, R$ 10.909. O valor é 0,4% maior que o registrado em julho e teve um aumento de 8,8% ao longo de 2021 e de 12% em relação a agosto do ano passado. Dessa forma, um imóvel padrão (65 m², dois quartos e uma vaga) no Distrito Federal tem custo médio de R$ 709 mil.

Os locais onde o valor do m² mais caiu no Distrito Federal foram Área de Desenvolvimento Econômico (R$ 2.818/m²,  -14%), Setor Habitacional Meireles (R$ 2.894,         -8%) e Setor Residencial Leste (R$ 2.568/m², -8%). Já as maiores altas aconteceram em Areal (R$ 5.117/m², +18%), Setor Habitacional Vicente Pires (R$ 3.486/m², +18%) e Vicente Pires (R$ 3.415/m², +19%).

Confira os locais onde o preço do m² é mais barato e mais caro em Brasília:

Mais baratos (R$/m²)Variação MensalVariação Anual
Setor Habitacional Contagem (Sobradinho)2.383-0,3%3,1%
Setor Residencial Leste (Planaltina)2.568-8,7%-7,8%
Setor Total Ville (Santa Maria)2.757-2,1%-0,6%
Mais caros (R$/m²)Variação MensalVariação Anual
Lago Sul (Brasília)13.4900,5%S/D
Superquadra Noroeste (Brasília)13.6391,6%S/D
Setor De Clubes Esportivos Sul (Brasília)13.647-2,7%3,9%

Rentabilidade

O índice de rentabilidade imobiliária relaciona o preço de venda e valor de locação do imóvel para verificar o tempo necessário para recuperar o dinheiro utilizado na aquisição do imóvel. No relatório de agosto, o índice se manteve em 4,1%. Dessa forma, são necessários 24,1 anos de aluguel para obter o valor investido na compra do imóvel, 9,7% a mais que há um ano.

Veja onde encontrar os índices de rentabilidade mais altos e baixos: 

Mais rentáveis
Setor Hoteleiro Norte9,8%
Vicente Pires7,4%
Setor de Hotéis e Turismo Norte6,8%
Menos rentáveis
Guara II4,6%
Sudoeste4,4%
Ceilândia Centro2,1%

CMI/Secovi-MG certifica empresas que mais investem em capacitação

Cássia Ximenes, presidente da CMI/Secovi-MG Foto: Carlos Olímpia)
 

Cerimônia do Programa de Qualidade e Excelência Empresarial da CMI/Secovi-MG será promovida em novembro

Os empresários do mercado imobiliário já estão em contagem regressiva para participar de uma das maiores certificações do setor no país: o Programa de Qualidade e Excelência Empresarial (PQEX), promovido pela CMI/Secovi-MG (Câmara do Mercado Imobiliário e Sindicato das Empresas do Mercado Imobiliário de Minas Gerais). No dia 9 de novembro, será realizado, 100% on-line, o workshop “Dialogando com o Mercado” —com painéis, debates e palestras totalmente virtuais— e, no dia 10, para “fechar com chave de ouro”, haverá a grande cerimônia do mercado imobiliário, marcada pela entrega das certificações, que será no formato híbrido: presencialmente e com transmissão on-line.

A realização do evento é da CMI/Secovi-MG em parceria com a cooperativa de crédito do mercado imobiliário Sicoob Secovicred-MG e a Universidade Corporativa Secovi (UniSecovi-MG). Os patrocinadores são Carmem Seguros, Construir Loteamentos e Sindimóveis-MG; o apoio é da RB Imóveis.

O selo de compliance do setor é entregue às empresas do mercado imobiliário que mais investem em capacitação ao longo do ano. Para serem certificadas, elas devem conquistar pontuação por meio da participação nos cursos da UniSecovi-MG. A presença em eventos e palestras da CMI/Secovi-MG também conta pontos. Neste ano, por conta das restrições de ocupação dos espaços impostas pela pandemia, o evento terá um número reduzido de pessoas presencialmente no Teatro Bradesco.

“O PQEX, considerado o ‘Oscar’ do mercado imobiliário mineiro, valoriza e reconhece os esforços das empresas em prol da qualidade do trabalho”, afirma

. Segundo ela, o PQEX, criado em 2005, acumula uma história de aprendizado e evolução. “Precisamos estar atentos às constantes transformações, e as capacitações oferecidas pela entidade preparam o nosso setor para lidar com novos desafios, processos e mudanças comportamentais dos clientes”, complementa.

Ela destaca que as empresas ainda podem garantir a pontuação no PQEX 2021. O ranking deste ano contempla os pontos obtidos com a participação nos cursos no ano passado, que serão somados aos deste ano.

Ranking 2021

COLOCAÇÃOASSOCIADAPONTUAÇÃO
1Pontes Mol Netimóveis263
2RB Imóveis228
3Ximenes Netimóveis200
4Só Galpões157
5LR Imóveis106
6Álvaro Maia103
7Planejar Corretora de Seguros99
8Cia Mineira Netimóveis97
8SMEL Netimóveis97
9IMOP Netimóveis93
10Solimob Netimóveis90

Plano&Plano amplia portfólio e inicia as vendas da nova linha de apartamentos Sppace

Plano&Plano, uma das maiores construtoras e incorporadoras do país, com mais de 44 mil unidades lançadas, faz seu retorno ao segmento de médio padrão com a linha SPPACE Plano&Plano. Com lançamento oficial no dia 25 de setembro, o Sppace Jardim Botânico tem uma proposta moderna e surpreendente, como o estilo de vida urbano atual. Os apartamentos têm dois dormitórios, uma estrutura completa com 25 itens de lazer, serviços, vaga de garagem e terraço.

A nova linha está alinhada a uma tendência atual do mercado imobiliário, na qual o segmento de médio e alto padrão apresentaram uma recuperação expressiva nos últimos 12 meses, com um aumento de 51,2% nas vendas, segundo os indicadores da Abrainc-Fipe.  Um cenário favorável, que permitiu à Plano&Plano diversificar seu portfólio, reafirmando seu compromisso com a qualidade, prazo e boa reputação na construção civil.

“Ao longo de 24 anos contribuindo para reinvenção da vida urbana, apresentando empreendimentos de qualidade, pensados na mobilidade e praticidade, a Plano&Plano dá um novo passo dentro do mercado imobiliário. A nova linha SPPACE Plano&Plano foi idealizada para o consumidor das grandes cidades que são pessoas dinâmicas e que não abrem mão de conforto e estilo. Uma linha de apartamentos exclusiva, mostrando que é possível aliar os desejos de lifestyle a um excelente investimento imobiliário. Vamos atender alguns clientes que já estão na Plano&Plano, e conhecem os diferenciais das nossas entregas, mas chegaram a um novo patamar em suas vidas, além de atrair uma nova faixa de público”, comenta Rodrigo Luna, Presidente do Conselho de Administração da Plano&Plano.

Os diferenciais Sppace

Um dos grandes diferenciais da linha está nas áreas comuns, com uma infraestrutura completa que acompanha os novos perfis de família e consumidores.

Além dos itens mais comuns como playground, brinquedoteca, churrasqueira, piscinas adulto e infantil, quadra poliesportiva, salão de festas e lavandeira, o condomínio chega com uma área de fitness externa, uma sala de musculação e ginástica, sala de estudo, sala de reunião e coworking.

“A pandemia trouxe uma nova realidade, e muitas empresas optaram por adotar 100% home office ou uma modalidade híbrida, na qual os dias em casas são priorizados. Muitas vezes há mais de um adulto que trabalha no apartamento, e pensamos nisso para criar um espaço ideal para o trabalho remoto, com design e estrutura para, inclusive, fazer reuniões. A área de estudo também privilegia os estudantes, permitindo um local silencioso e sem distrações”, comenta Reneé Silveira, diretora de Incorporação da Plano&Plano.

A nova linha Sppace destinou áreas especiais para serviços, com Pet Care, minimercado e um espaço delivery, e pensando no conceito de wellness, uma praça, um redário e um espaço de bem-estar também foram incorporados ao projeto, que ainda conta com espaço jovem e uma área de pet agility, para os moradores que têm um animal de estimação.

SPPACE Jardim Botânico fica a sete minutos de caminhada do Jardim Botânico de São Paulo, com fácil acesso a algumas das principais avenidas e rodovias (Avenidas Bandeirantes, Anchieta e Imigrantes), presença de bancos, mercados, instituições de ensino e saúde. Essa é uma característica de todos os lançamentos da Plano&Plano que priorizam mobilidade e o bem-estar dos moradores. O stand de vendas com o apartamento decorado pela arquiteta Jaqueline Salvador está localizado à Rua Francisco Hurtado, 310 – Cursino.  

Startup Avaliei oferece agilidade e preços competitivos para avaliação imobiliária

Alguns setores da economia têm enfrentado dificuldade para retomar o ritmo, mas o mercado imobiliário é uma exceção. O setor tem sido bastante impulsionado por oportunidades e vem atingindo patamares históricos por meio de oferta e demanda de transações imobiliárias.

Usar bens imóveis como garantia é uma prática pouco explorada no mercado brasileiro, porém essa modalidade traz a possibilidade de acessar juros competitivos em relação aos financiamentos tradicionais. Para que estes imóveis sejam utilizados como lastro de crédito, a precificação destes ativos é um fator chave para a evolução desse tipo de operação.

Ciente de que o setor de avaliação imobiliária é pouco desenvolvido tecnologicamente, o Centro de Excelência da Votorantim – CoE, criou em 2018 uma solução digital para sanar dores internas relacionadas a avaliação de imóveis. Ao longo de 2019 desenvolveu um plano de negócio e conseguiu um aporte da holding Votorantim S/A para desenvolver a startup AVALIEI, que tem como propósito contribuir com a transformação do setor imobiliários por meio de avaliações digitais.

A Avaliei, que teve seu primeiro cliente externo já no fim de 2019, vêm evoluindo de forma consistente na conversão de leads de segmentos relacionados a crédito imobiliário (grandes bancos, fintechs/proptechs e asset managements) e do segmento de ativos “distressed”.

Acompanhando a crescente dos financiamentos imobiliários, a Avaliei, nos últimos meses, já contribuiu com mais de 19.000 avaliações digitais para grandes companhias e continua realizando estudos para avançar em seu roadmap de transformação.

Os produtos da Avaliei são:

o Avaliação Ágil, solução 100% digital que garante assertividade, agilidade e segurança ao seu negócio, compreendendo as características básicas do imóvel avaliado, algoritmo próprio com ampla assertividade de elementos comparativos, ilustração da fachada do imóvel e validação de nossos especialistas. Ideal para quem necessita de avaliações em escala e em curto espaço de tempo.

o Laudo de Avaliação Nosso laudo de avaliação utiliza tecnologia de forma massiva, ágil e integrada ao seu negócio. Em parceria com nossa rede de avaliadores, estimulamos a economia compartilhada e isonomia nas avaliações. Nossa plataforma digital e integrada utiliza algoritmos próprios que garantem o resultado adequado à realidade do imóvel avaliado e às regulamentações.

Negócio em crescimento:

Desde que iniciou sua jornada de aceleração, a startup vem conquistando clientes interessados em digitalizar seus processos de avaliação, integrado aos seus negócios com assertividade e agilidade.

A Avaliei possui uma carteira de clientes de diversos seguimentos: bancos, fintechs, proptechs, construtechs e fundos de investimentos. Seu foco de atuação inicial foi o Estado de São Paulo, mas já em 2021 avançou com sua estratégia de ampliação do horizonte de atuação, cobrindo hoje todo o território nacional. As tipologias de avaliação oferecidas são para imóveis residenciais e urbanos.

A longo prazo, a intenção é transformar todo o mercado de avaliação, incorporando novas tecnologias e atendendo outras frentes, tornando-se um hub de soluções imobiliárias.

Feira Virtual reúne empresas brasileiras para discutir práticas sustentáveis na construção civil

Evento gratuito integrará a programação da 93ª edição do ENIC – Encontro Nacional da Indústria da Construção

A Secretaria Nacional de Habitação do Ministério do Desenvolvimento Regional (SNH/MDR) e a Cooperação Alemã para o desenvolvimento sustentável por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH lançaram nesta quarta-feira, 15, a 1ª Feira Virtual de Construção Sustentável (FVCS). O evento, organizado pelo Projeto EEDUS – Eficiência Energética para o Desenvolvimento Urbano Sustentável, será gratuito, 100% online e transmitido por plataforma exclusiva nos dias 25 e 26 de outubro.

A 1ª Feira Virtual de Construção Sustentável (FVCS) tem como objetivo servir de palco para troca de conhecimentos e realização de negócios entre diferentes empresas, a sociedade civil e o setor público, estimulando o mercado e fortalecendo cadeias de produção sustentáveis na construção civil. O propósito é ser referência na divulgação e disseminação de inovações sustentáveis no setor da construção civil do Brasil.

Além da troca de informações, está prevista a realização de rodadas de negócios com produtos e serviços relacionados à eficiência energética entre empresas e consumidores. No evento, também será discutido o aumento de critérios sustentáveis e a eficiência energética em programas habitacionais do Governo Federal envolvendo empresas, entidades e governos, de forma que haja colaboração de diferentes atores na evolução do debate.

A 1ª edição da FVCS também será um dos destaques da programação da 93ª edição do ENIC – Encontro Nacional da Indústria da Construção. Considerado o maior evento do setor, o ENIC é realizado com apoio e patrocínio das indústrias e empresas de serviços, além da parceria dos sindicatos e associações da construção civil. É ainda reconhecido como o mais importante fórum de debates dos temas estratégicos e da agenda nacional da construção.

O Projeto

Implementado no âmbito da cooperação técnica entre o Ministério Federal da Cooperação Econômica e do Desenvolvimento (BMZ, na sigla em alemão) da Alemanha por meio da GIZ e a SNH/MDR, o Projeto EEDUS debate com o Governo Federal em múltiplos níveis e com múltiplos atores sobre o aumento de políticas sustentáveis no âmbito dos programas habitacionais de interesse social do Brasil.

Público

O evento é destinado a profissionais do setor, executivos de construtoras, empreiteiras, incorporadoras, consultoria e gerenciamento de obras, projetistas, fabricantes de materiais e equipamentos, agentes financeiros e fundos de investimentos, agentes públicos, acadêmicos, entidades de classe, estudantes e interessados por temas que permeiam os diferentes setores da construção sustentável.

Estrutura da Feira

A Expo da 1ª Feira Virtual de Construção Sustentável contará com a participação de empresas e organizações determinadas a disseminar seu know-how sobre as mais novas tecnologias do mercado, nos diversos segmentos abordados no evento.

No Fórum, palestras com especialistas apresentarão soluções para a cadeia produtiva do setor, com foco no aumento da eficiência energética na construção habitacional de interesse social.

Nas Rodadas de Conexões e Negócios, as organizações terão a oportunidade de fazer conexões, e fechar parcerias. Por meio de um sistema exclusivo de agendamento, os participantes identificarão e convidarão as organizações com as quais desejam se reunir dentro da plataforma.

Nas reuniões, com duração de 15 minutos, as organizações apresentarão suas oportunidades de parcerias e/ou negócios, proporcionando a aproximação das duas partes.

O perfil dos expositores são empresas e organizações determinadas a obter conhecimentos sobre as mais novas tecnologias do mercado, em diversos segmentos dos setores de engenharia e arquitetura, de materiais, revestimentos, máquinas e equipamentos para construção, e de fomento institucional abordando órgãos governamentais, entidades de classe, organizações internacionais do setor, agentes financeiros e fundos de investimentos.

1ª Feira Virtual de Construção Sustentável (FVCS)

Quando: 25 e 26 de Outubro de 2021

Local: Plataforma exclusiva de transmissão online


Inscrições no SITE

Em Curitiba, Duet Mercês traz a natureza para dentro de casa

Com um propósito de sustentabilidade passiva o empreendimento da GT Building, com Projeto da Realiza Arquitetura, oferece uma experiência única para os moradores

No dia 21 de setembro começa a primavera, e nesta data também é comemorado o Dia da Árvore no Brasil, com o objetivo de conscientizar a população da importância da natureza em nossas vidas. Mudanças climáticas, aquecimento global, crise hídrica e de energia, esses são alguns dos assuntos mais comentados em 2021 e uma preocupação de especialistas que alertam sobre a importância da sustentabilidade e cuidados com o meio ambiente.

Curitiba sempre foi conhecida como a capital verde, devido a sua grande quantidade de parques e áreas verdes, e no mercado imobiliário não é diferente. A sustentabilidade é um dos pilares da GT Building que procura obter a chancela de selos nacionais e internacionais que confirmam o uso adequado e racional dos recursos naturais em seus empreendimentos.

Em parceria com a Realiza Arquitetura, responsável pelo projeto arquitetônico do Duet Mercês, empreendimento que será entregue de 2021, a GT Building foi além dos parâmetros mínimos de sustentabilidade e com a ajuda dos arquitetos Antônio Gonçalves e Frederico Carstens, trouxe para a capital paranaense um empreendimento baseado na sustentabilidade passiva ou design passivo. Esse conceito nasceu na Alemanha, em 1990 e tem como objetivo integrar edifícios com os recursos disponíveis na natureza.

“No Duet Mercês nós criamos uma série de cenários para que os moradores possam desfrutar o interior e o exterior do prédio, trazendo a natureza para dentro de casa. Esse projeto é chamado projeto Caelo, céu, paraíso, com um teto solar que abarca não só a praça central do empreendimento, mas também os quartos dos apartamentos, trazendo a lua e as estrelas para dentro das residências”, revela o arquiteto Frederico Carstens. 

Esse teto solar é retrátil e muito funcional, em dias muito quentes ele pode ser aberto, criando um corredor de ventilação na praça central que refresca todos os apartamentos. No inverno, ele pode ser fechado, criando um efeito estufa que vai aquecer toda a área interna do prédio. “Além disso, a praça central do empreendimento foi criada como um átrio, onde os moradores podem passear em meio a um jardim horizontal que sobe pelas paredes por meio de cabos de aço e percorre todos os andares do empreendimento, e se repete na facha do prédio”, finaliza o arquiteto.

A natureza está dentro do edifício e o projeto utilizou recursos de tecnologia e inteligência para fazer com que elementos naturais sejam usados a favor dos moradores. Por meio de uma arquitetura regenerativa o empreendimento está em constante desenvolvimento e garante uma qualidade de vida e bem-estar únicos, valorizando o ambiente.

Duet Mercês

Com apartamentos de 72m² a 87m² privativos e garden a partir de 82m² privativos + terraço privativo. Está localizado na Rua Visconde do Rio Branco, 116, nas Mercês, Curitiba.

Para saber mais acesse: https://www.duetmerces.com.br/

Mitre Realty apresenta empreendimento na Vila Mascote

A incorporadora e construtora Mitre Realty acaba de anunciar a chegada de sua linha Raízes à zona Sul de São Paulo. Sexto empreendimento anunciado pela companhia em 2021, o Raízes Vila Mascote vem para consolidar a reputação de uma linha que já é sucesso nas zonas Norte e Leste da capital paulista.

O projeto dispõe de 305 unidades, com plantas residenciais que variam entre Studios de 24 e 34 m² e unidades residenciais de 81 a 106 m², distribuídas do 8º ao 25º pavimento.

O Raízes Vila Mascote apresenta inúmeras áreas de lazer, como a cobertura, com uma vista incrível para a cidade espaço festa, espaço gourmet, terraço gourmet com lareira e churrasqueira, espaço juvenil, sports bar, espaço fitness, espaço pilates, beauty care, Mini Market e tantos outros diferenciais que fazem desse empreendimento uma grande escolha. Nele também se destacam áreas comuns como pet place, lavanderia, brinquedoteca, bicicletário, coworking, e tudo o que seus futuros moradores imaginam do que seja morar com qualidade de vida e conveniências.

“O Raízes Vila Mascote, com certeza, representa um upgrade de estilo de vida para este bairro. Ele reforça o DNA da Mitre, que consiste em alinhar entregas de alto padrão de qualidade, áreas comuns exclusivas, conforto e praticidade aos moradores. Estamos confiantes em relação à recepção do novo projeto”, destaca Rodrigo Cagali, CFO da Mitre Realty.

Balanço da companhia

Acompanhando o cenário de movimentação e reaquecimento econômico, a Mitre encerrou o segundo trimestre de 2021 com R﹩ 188,4 milhões em vendas líquidas, um aumento de 442,7% em comparação ao mesmo período do ano passado.

“Nossos indicadores operacionais seguem excelentes, portanto, estamos otimistas em relação ao crescimento da companhia para este ano. Continuamos em busca de entregas impecáveis ara nossos clientes e resultados robustos e sustentáveis para nossos acionistas”, completa Cagali.

Ficha Técnica – Raízes Vila Mascote

Projeto Arquitetônico – MCAA Arquitetos Associados
Proj. de Decoração Áreas Comuns e Aptos. Modelo – Archiave Design de Arquitetura
Projeto Paisagístico – Martha Gavião Arquitetos Associados
Área do Terreno | 3.051,29m²
Torres | 1 torre, 28 pavimentos
Unidades | 305 unidades, sendo 3 lojas, 96 studios com serviços, 64 studios residenciais e 142 unidades residenciais
Endereço | Rua Madre Emilie De Villeneuve, 434 – Vila Mascote
https://mitrerealty.com.br/empreendimentos/raizes-vila-mascote