Monthly Archive outubro 2020

QuintoAndar anuncia João Chueiri como novo CMO

O QuintoAndar, plataforma imobiliária digital com mais de R$ 30 bilhões de ativos sob gestão, anuncia João Chueiri como Chief Marketing Officer (CMO). Chueiri será responsável por comandar as estruturas de branding & content, performance, insights, comms & PR e product marketing.

Com ampla experiência em marcas globais, nos últimos seis anos João atuou como vice-presidente sênior de marketing na AB-Inbev. Foi diretor de marketing da Nike durante a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas do Rio de Janeiro em 2016. Antes, trabalhou em algumas das principais agências de publicidade do país, como F/Nazca Saatchi & Saatchi e J. Walter Thompson.

“Tenho total convicção no poder das marcas e que um negócio só é sustentável se resolver um problema real da vida das pessoas. O QuintoAndar fez exatamente isso ao reinventar, sem drama e para melhor, a forma como as pessoas alugam, compram e vende casas”, diz João Chueiri, CMO do QuintoAndar. “Participar da evolução dessa marca e contribuir com minha experiência num time de gente talentosa, inovadora e com muita visão, é uma oportunidade rara de ajudar a efetivamente a reinventar uma indústria, criar uma marca relevante e duradoura e causar impacto positivo na vida das pessoas.”

A chegada de Chueri está em linha com a estratégia do QuintoAndar, que vem buscando talentos de nível global para continuar acelerando o ritmo de introdução de produtos e serviços que beneficiem clientes e o mercado imobiliário brasileiro.

Tags, ,

Mais de 12 milhões de famílias pretendem adquirir um imóvel nos próximos 24 meses, aponta estudo realizado pela Datastore

O Datastore Series de setembro mostra que, mês após mês, o mercado imobiliário dá sinais de recuperação, mesmo em meio à crise gerada pela pandemia do novo coronavírus. Segundo o estudo, realizado pela Datastore, em setembro, 12.080.575 famílias declararam interesse em adquirir imóveis nos próximos 24 meses. Isso equivale a 23,9% do grupo que participou do estudo, índice próximo ao da pré-pandemia que apontava, no primeiro trimestre do ano, intenção de compra de imóvel por 25% das famílias brasileiras.

“Continuamos subindo, estamos com 12,1 milhões de famílias, praticamente o mesmo patamar de 15 de março. Todavia são grupos diferentes, a maioria destes compradores são novos, ou seja, chegaram durante a pandemia”, explica Marcus Araujo, CEO e fundador da Datastore.

Ainda mais animadores são os índices que mostram as intenções de compras de imóveis para os próximos 12 meses, um sub extrato dos compradores dos próximos 24 meses, que demonstra que não há “boom” imobiliário, uma vez que quem está comprando são as pessoas que já estavam no funil de compras de 24 meses, apenas decidindo comprar mais rápido e de forma mais consciente. “O percentual de compradores ávidos (12 meses) subiu para 53% e a última vez que isso ocorreu foi em 2011. O último trimestre de 2020 pode ser imbatível para o setor imobiliário”, completa Araujo.

Esse cenário é bastante promissor e essa ascendência deve continuar nos próximos meses, já que o mercado imobiliário brasileiro vem mostrando o seu vigor, por meio da redução da taxa Selic, e com novos compradores e investidores chegaram ao mercado, impulsionando a retomada, corroborada por incorporadores e imobiliárias. “A série histórica mostra, claramente, que o pior já passou, mas também aponta que somente a redução da taxa Selic não será decisiva e, sim, a retomada da economia e a geração de novos empregos com a pandemia sob controle, algo que já ocorre na maioria dos estados brasileiros, com a queda dos números de casos e óbitos na média móvel”, finaliza o CEO da Datastore.

Datastore Series

A Datastore Series é uma análise completa e gratuita sobre os dados do mercado imobiliário com projeções e análises mensais feitas pela Datastore e Marcus Araujo sobre a movimentação do setor. A análise pode ser feita por abrangência nacional, regional, mensal trimestral, quadrimestral e pode, inclusive, indicar os próximos passos do mercado imobiliário em geral. A Series é consistente e traz dados coletados com abrangência nacional desde 2007.

Tags, , , ,

Imobiliária Digital: Grupo Wichman cria rede de franquias voltada para o mercado imobiliário

A crise econômica e trabalhista gerada como consequência da pandemia do novo coronavírus, pode aumentar o número de desempregados no mundo em quase 25 milhões, segundo dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT). Para driblar esse problema e ajudar os mais de 389 mil corretores de imóveis que atuam no Brasil, os empresários e sócios Marluz Felipe Wichmann e Alberto Schaffer criaram a BIMOB Leads, rede de franquia home-office.

BIMOB Leads é uma plataforma digital, focada na inovação e novas tecnologias da área imobiliária, que atua por meio de franquias conectadas em rede. “Criamos a BIMOB Leads para desburocratizar o processo de compra, venda e aluguel de imóveis e tornar possível que corretores de diversos locais do Brasil consigam trabalhar independente do local em que se encontram”, afirma Wichmann.

Com investimento inicial a partir de R﹩ 4.997,00, o corretor pode oferecer aos seus clientes compra, venda e aluguel de mais de 10 mil imóveis em todo o Brasil. Além disso, ele também terá ganhos com venda compartilhada. “Se um corretor for de São Paulo e tiver um cliente com interesse em alugar ou comprar um imóvel no Rio Grande do Sul, ele pode indicar um corretor da cidade e dividir a comissão”, explica o sócio Alberto Schaffer.

O corretor terá ainda uma plataforma com uma rede de parceiros de diversos produtos e serviços extras, como, por exemplo, créditos e financiamentos imobiliários, vistorias, manutenções, seguros imobiliários, consórcios, imóveis, arquitetos, fretes para mudanças, pintura, eletricistas entre outros, além de descontos em diversos serviços. O principal objetivo é permitir que ele consiga arrecadar uma renda extra, além da venda ou aluguel dos imóveis.

“O grande diferencial da BIMOB Leads para as concorrentes é que vamos oferecer ao corretor todo o trabalho de marketing, trazendo assim mais leads, potencial investidores. Isso fará com que ele foque apenas no atendimento e na finalização do negócio junto a plataforma”, explica Wichman.

A BIMOB Leads tem sede em Itapema, Santa Catarina. A cidade ocupa o primeiro lugar no ranking de imóveis com maior valorização na região. A informação é do Anuário do Cenário Imobiliário em 2018, que acaba de ser concluído pelo Sindicato da Habitação (Secovi).

Além disso, ela faz parte do Grupo Wichman, especialista no mercado de franquias, que conta com mais de 30 anos de experiência, 400 franquias vendidas e 100 mil clientes atendidos em todo o Brasil.

Por que investir em uma franquia imobiliária Digital?

O mercado imobiliário vem sendo um dos maiores destaques da economia brasileira. Segundo uma pesquisa do Secovi-SP, em agosto de 2020 foram comercializadas mais de 6 mil unidades residenciais novas apenas em São Paulo, com um valor geral de vendas de R﹩ 2,49 bilhões.

O nicho é uma excelente oportunidade para quem quer entrar no mercado imobiliário, mas não sabe nem por onde começar, e também para quem já atua no setor, mas busca um modelo de gestão mais eficiente e uma marca sólida para impulsionar seus negócios.

Muitas franquias do ramo de serviços – especialmente as de menor investimento – funcionam no sistema home-based, ou seja, são administradas de casa. A BIMOB Leads é a primeira franquia imobiliária online do Brasil. Ao optar pela franquia imobiliária, você vai ter uma rotina de empresário, com um escritório próprio e equipe completa.

Além do custo operacional ser baixo, as margens de lucro são altas. Apesar de um imóvel ter um ciclo de venda mais longo que qualquer produto do varejo, a BIMOB Leads simplifica todo o processo e oferece os melhores valores absolutos no mercado. Então, por exemplo, um apartamento com um dormitório chega a custar mais de 400 mil reais em São Paulo. Tomando como base o padrão de mercado (6%), em apenas uma venda, a comissão é de 24 mil reais, ou seja, uma única venda representa 380% de lucro com base no investimento inicial da franquia.

Além de todas as vantagens apontadas acima, o franqueado da BIMOB Leads conta com benefícios exclusivos, como, por exemplo, ter acesso a um banco de dados com milhares de imóveis captados por toda a rede de franqueados. Outro ponto positivo é que ele recebe todo o suporte e capacitação para vender com mais eficiência, incluindo treinamentos e um sistema completo de gestão que permite acompanhar os resultados em detalhes.

“Conforme o número de franqueados for aumentando, temos a projeção de cadastrar mais de 200 mil imóveis dentro da plataforma e se tornar uma das maiores redes de imóveis do país”, finaliza Wichman.

Tags, , ,

Litoral catarinense: infraestrutura, belezas naturais e liquidez atraem investidores

Com um alto índice de desenvolvimento urbano, qualidade de vida e belezas naturais que enchem os olhos, o litoral catarinense atrai investidores de todas as partes do mundo. São profissionais do mercado financeiro, empresários do agronegócio, empreendedores e executivos de grandes empresas que procuram oportunidades de negócios, um segundo imóvel ou um lugar tranquilo para morar com a família.

“Nosso litoral é muito bem estruturado e com limitação de terrenos. Por isso, quem acumula recursos investe aqui, pois sabe que estará menos exposto ao risco e, num momento de crise, terá liquidez”, diz o empresário Thiago Cabral, CEO da EMBRALOT e da ABC Empreendimentos. Há dez anos, a empresa de Cabral está à frente de projetos em Itapema, Balneário Camboriú, Camboriú, Itajaí, Navegantes, Florianópolis e Porto Belo, todas cidades do litoral catarinense e com o mercado imobiliário aquecido. Em 2019, o grupo faturou R$ 120 milhões e em 2020, com pandemia e tudo, vai crescer 20%. Para 2021, já projeta erguer dois bairros planejados. “Nossa meta é abrir 22 mil novas unidades nos próximos cinco anos”, anuncia.

No mercado imobiliário, aliás, os bairros planejados são uma tendência, que ganhou ainda mais força com a pandemia. A própria EMBRALOT criou o primeiro e único projeto de bairro planejado junto a Balneário Camboriú – o Colinas de Camboriú Village. O empreendimento tem 900 mil metros quadrados distribuídos em setores e fica às margens da BR-101, cercado por uma grande área verde. Fica também junto à badalada Balneário Camboriú, mas afastado do trânsito e do agito da cidade.Com previsão de entrega para setembro de 2021, o Colinas de Camboriú Village tem compradores de Dubai, Estados Unidos, Suíça, Peru e Colômbia, além de brasileiros vindos principalmente do Sul, Sudeste e Centro Oeste.

“Os bairros planejados são uma tendência de moradia em todo o mundo. As pessoas descobriram que a casa da gente não é um lugar para dormir, mas para viver. Querem brincar mais, passar mais tempo com a família, criar os filhos de forma mais saudável, ir a pé para escola e trabalho, fazer compras e praticar esportes sem os transtornos dos grandes centros urbanos”, diz Thiago Cabral.

Tags, , , , ,

ABRAINC: 97% das construtoras pretendem lançar novos empreendimentos imobiliários no próximo ano

A pesquisa Nível de Confiança do Empresário do Setor Imobiliário Residencial, realizada pela Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (ABRAINC), mostra expectativa positiva do mercado para o próximo ano. Entre CEO’s e diretores de 38 das maiores construtoras do país entrevistados, 97% pretendem lançar novos empreendimentos habitacionais nos próximos 12 meses. Para fazer frente à essa expectativa, 92% das incorporadoras pretendem comprar terrenos para novos projetos, motivadas por forte projeção no aumento da comercialização de imóveis feita por 87% dos ouvidos na pesquisa entre 23 e 30 de setembro.

“O setor imobiliário já vem se comprovando como importante vetor da retomada econômica pós-pandemia. O Nível de Confiança registrado pela ABRAINC reforça essa tendência, o que irá significar novos investimentos e empregos gerados para atender ao desejo do brasileiro de comprar imóveis”, avalia o presidente da associação, Luiz Antonio França.

Tal movimento já foi sentido no terceiro trimestre de 2020, com a maioria (87%) registrando aumento na procura por imóveis e nas vendas. Com destaque para o segmento de médio e alto padrão (MAP), cuja procura cresceu 90% entre julho e setembro. “Estamos observando um retorno consistente de compradores do segmento de médio e alto padrão, geralmente composto por pessoas com maior nível de renda em busca de um segundo imóvel e ou de oportunidade para investir, agora que aplicações em renda fixa não são opções de ganho elevado”, afirma França.

Já o segmento de habitação popular segue com nível máximo de expectativa entre os executivos (100%) para as vendas e os lançamentos de novos empreendimentos nos próximos 12 meses. Isso mostra resiliência do setor em atender a uma demanda represada diante do déficit habitacional de 7,797 milhões de domicílios nos país.

Os executivos do ramo imobiliário se mostram confiante também quanto aumento no valor dos imóveis. Para 84%, a valorização será acima de 10% nos próximos 5 anos. A expectativa supera o aumento no mesmo patamar verificado entre 2009 e 2019, conforme estudo realizada pela Abrainc. Ou seja, os imóveis devem se consolidar como opção para investimento em meios à perda de aplicação de renda fixa, atraindo pessoas menos dispostas ao risco ao mercado de capitais.

Tags, ,

OLX: com aquecimento do mercado, especialista dá dicas para vender e alugar imóveis

O período de pandemia da Covid-19 no Brasil acelerou processos de digitalização em diversos setores, inclusive o imobiliário. Com a realidade do distanciamento social e do trabalho remoto (home office), muitos brasileiros mudaram suas rotinas e identificaram novas necessidades em seu dia a dia, o que também tem refletido em tendências de moradia.

Um levantamento da OLX Brasil, uma das maiores plataformas de compra e venda online do país, mostrou que as buscas por casas e apartamentos cresceram 15% no segundo trimestre do ano em comparação com o mesmo período de 2019. A demanda pela compra na plataforma teve alta de 21%, enquanto as buscas por aluguel cresceram 7%. No cenário de aquecimento do setor, a tecnologia se tornou aliada de corretores e vendedores na continuidade dos negócios durante o período desafiador de pandemia.

“As soluções digitais facilitaram muito o processo de negociação e criaram uma nova experiência ao consumidor. Hoje, é possível conferir vídeos que funcionam como verdadeiros tours pelo imóvel antes mesmo da visita presencial. O uso destes recursos será cada vez mais frequente e cabe aos corretores estarem atentos às oportunidades nessa nova fase do mercado”, explica Marcelo Dadian, diretor de Imóveis da OLX Brasil.

A OLX Brasil é líder de audiência em número de visitas entre os portais de imóveis. São mais de 1.2 milhão de usuários usando a plataforma para busca de casas, apartamentos e espaços comerciais ou corporativos todos os dias.

Marcelo Dadian lista outras cinco dicas para corretores apostarem na transformação digital em seus negócios:

1. Informação faz a diferença – A qualidade dos anúncios é fundamental para atrair o interesse do público. Com o distanciamento social, muitos clientes preferem levantar o máximo de informações antes de decidir realizar a visita presencial. Por isso, a descrição do anúncio faz toda a diferença. Use os materiais de apoio disponibilizados pelas imobiliárias e incorporadoras com as quais você trabalha para melhorar os anúncios e esteja atento ao perfil e às necessidades de seu público-alvo para destacar pontos fortes do imóvel, como piscina, varanda, fácil acesso ao transporte público, portaria 24 horas, sempre de forma estratégica. É interessante também pontuar os pontos positivos sobre o bairro para valorizar a localização.

2. Aposte nos Vídeos – Gravar vídeos do imóvel pode ser uma boa tática para melhorar a experiência do cliente. Com base nas imagens, o consumidor consegue ter uma prévia precisa dos espaços e, quando fizer a visita presencial, poderá focar nas dúvidas pontuais que tiver, pois já teve uma boa ideia do ambiente. Os corretores não precisam investir em equipamentos profissionais para gravação, um bom vídeo pelo celular é suficiente, de preferência posicionando-o na horizontal. Prefira gravar em dias de tempo aberto, que oferecem boa iluminação natural. Evite fazer movimentos bruscos durante a filmagem e aposte em estabilizadores para que as imagens tenham o mínimo de oscilação. A OLX conta com o recurso gratuito de inserção de vídeo nos anúncios, chamado Video Experience, disponível para os usuários que possuem o plano profissional ativo na plataforma.

3. Aposte nas Fotos – Explore as possibilidades de ângulos e cenários e escolha para o anúncio as fotos em melhor resolução. Quanto maior for a visibilidade dos diferentes espaços, melhor será a percepção do consumidor sobre o imóvel. Aproveite a boa iluminação natural para melhorar a qualidade das fotos e, sempre que possível, inclua imagens de todos os ambientes anunciados.

4 – Seja transparente – Para conquistar a confiança do cliente e passar segurança durante toda a jornada de compra ou aluguel, seja detalhista e claro em seus perfis profissionais e nas comunicações com o cliente. Na hora de escolher uma foto sua, aposte naquelas que tenham relação com contexto profissional e boa resolução. Sempre que possível, responda às dúvidas do consumidor de forma honesta e ágil. Essa troca de informações transmite confiança durante toda a negociação.

5. Cuide da sua segurança – Caso precise encontrar um cliente pessoalmente, tome todos os cuidados necessários: mantenha o distanciamento mínimo, higienize as mãos com água e sabão ou álcool em gel, use máscara e, se puder, evite utilizar o transporte público para realizar o encontro.

A OLX Brasil também disponibiliza em seu em seu portal Negócios Online um tutorial com dicas para a produção de vídeo. Outras dicas para corretores podem ser vistas no webinar por meio deste link.

Tags, , ,

Campinas ganha novo empreendimento de alto padrão

Reconhecida há 55 anos pela pontualidade na entrega de empreendimentos, a construtora A.Yoshii acaba de lançar o segundo empreendimento em Campinas (SP). Um ano depois de lançar o Le Rêve, que foi sucesso de vendas, a construtora lança o Legend Nova Campinas, com um investimento de R$ 35 milhões e geração de mais de 300 empregos.

O Legend é um dos primeiros edifícios construídos dentro da nova lei de zoneamento do bairro. Seguindo perfil contemporâneo e arrojado, com paisagismo realizado pelo profissional Marcelo Novaes e projeto arquitetônico assinado pela HMK Arquitetura o empreendimento conta com 23 pavimentos, 40 unidades, planta com três ou quatro dormitórios (três suítes ou duas suítes e duas demi-suítes), em uma área privativa de 222m². Implantado em um terreno de 3.765 m², o prédio possui acesso principal voltado para a rua Arthur de Freitas Leitão, 450.

“Com torre de linhas assimétricas e cores sóbrias o Legend Nova Campinas foi inspirado no bairro tradicional, nobre e elegante. O empreendimento vem com o marco de ser o primeiro edifício vertical e, por isso,  tinha que fazer jus ao bairro e à sofisticação da A. Yoshii”, comenta Margaret Hogan, da HMK Arquitetura.

O gerente de unidade da A.Yoshii em Campinas, Volney Furtado, conta que o empreendimento busca resgatar o perfil residencial do bairro. “Serão apartamentos amplos com uma área de lazer completa, com uma localização privilegiada, no coração de Nova Campinas. Estamos resgatando o perfil residencial do bairro, que já foi muito conhecido por imóveis de alto padrão no passado, e que hoje é um importante centro empresarial da cidade. Ter a possibilidade de morar bem e próximo ao trabalho é um dos diferenciais do Legend”, ressalta.

Decoração minimalista

O apartamento decorado do Legend, assinado pela arquiteta Juliana Meda, traz um conceito minimalista e clean. Os ambientes integrados e espaçosos – ideais para a circulação – somados a um mobiliário de design italiano, peças grandes com linhas discretas e elegantes, priorizam o dimensionamento dos ambientes. Com móveis maiores, como mesa de jantar de quase quatro metros, a arquiteta aposta no conceito de “menos é mais”.

Texturas e paleta de cores em tons mais claros colaboram com a iluminação de luz natural criando uma atmosfera mais aconchegante e aumentando a profundidade dos ambientes. Os acabamentos misturam modernidade e revestimentos em madeira que conectam salas, corredores e cozinha.

O ambiente para receber convidados integra os espaços da cozinha, adega e varanda gourmet. “Neste projeto quisemos deixar a cozinha conectada à varanda gourmet. Outro ponto positivo é a posição da cozinha, que tem uma linda vista do bairro, com muita área verde”, conta Juliana.

Áreas comuns

Com projeto de áreas comuns desenvolvido pela Spagnuolo Arquitetura, o Legend conta com dois pavimentos exclusivos para lazer. As áreas comuns do empreendimento oferecem, no primeiro pavimento, um hall com pé-direito duplo; salão de festas gourmet com cozinha para buffet e um bicicletário com bancada de oficina.

Já no segundo pavimento estão localizadas a sala fitness; sala de pilates; piscina coberta com raia; sauna; sportsbar; brinquedoteca; fire place; garden gourmet com piscina e um playground.

Tags, , ,

Natuzzi Italia apresenta coleção assinada por designers renomados

Não é apenas um sofá, mas também uma obra de arte. Do desenho à escolha minuciosa dos materiais, os sofás da coleção 2020 da Natuzzi Italia trazem um conceito, uma história e combinam a visão, o pensamento e a sensibilidade de designers renomados, que criaram peças que trazem a mistura perfeita de ética e estética, estilo e função, cores e materiais, ideias e necessidades.

Assinado por Mauro Lipparini, o sofá Cava é inspirado pela irreverência e alegria do designer, que apostou nas formas, cores e texturas orgânicas para criar a peça. Com a expressão estética contemporânea das versões dos sofás de grandes dimensões, o modelo Cava possui duas opções de mecanismo: sistema touch elétrico e mecanismo manual. Com pés de madeira maciça importada, o sofá traz no estofado a espuma belga Eucafeel, que possui regulagem de temperatura, controle de tensão e proporciona maior conforto, além do revestimento Memory Foam que agrega um aconchego extra ao móvel.

Parceiro de longa data da Natuzzi, Maurizio Manzoni propõe a “disrupção” na criação do Leaf. A proposta, que pertence à linha de sofás modulares da Natuzzi Italia, alinha o conforto extremo a linearidade e convergência leve em todas as suas nuances. Indicado para o ambiente de living, a peça possui pés de metal e traz as espumas belgas Eucafeel e Climalight, que se assemelha a plumas de ganso, na composição dos assentos e encostos, respectivamente.

Para o designer Claudio Bellini, cada característica distintiva da cultura da Puglia, de sua culinária a seu design, é resultado de uma mistura única de simplicidade e dos melhores ingredientes. O efeito dessa atitude positiva com relação à vida se reflete no sofá Seagull. Associando tecnologia e conforto, a peça apresenta linhas que remetem às referências visuais dos anos 80/90 e traz um sistema de abertura elétrica no corpo e nos apoios de pés e de cabeça, além da estrutura em cromo nero, que acrescenta elegância e suavidade ao modelo.

Já o designer holandês Marcel Wanders, assina o sofá Skyline. Produzida no Brasil, a peça se inspira na transição entre os ambientes urbano e bucólico. Com design disruptivo, que mistura formas com módulos de diferentes alturas no encosto e assento, o modelo apresenta mesa lateral com acabamento extremamente refinado. Versátil, o sofá tem mecanismo cromado e traz a espuma importada da Bélgica – Eucafeel – que possui regulagem de temperatura, controle de tensão e proporciona maior conforto.

Para Pasquale Natuzzi, “a força da Natuzzi reside exatamente nessa fusão, na mistura de diferentes ideias, percepções e experiências. Um modo de garantir que o homem e as relações humanas permaneçam no centro da filosofia de produção corporativa e sejam inspiradas pelas fontes mais variadas.”

Móveis planejados otimizam espaço em apartamentos pequenos

Segundo o IBGE, em 10 anos, o número de pessoas que vivem sozinhas no Brasil cresceu de 10,4% para 14,6%. Nos dias atuais, é muito comum que os jovens saiam cada vez mais cedo de casa. Com isso, os apartamentos mais compactos se tornaram uma forte tendência no mercado imobiliário. No entanto, espaços reduzidos necessitam de soluções inteligentes na hora de serem mobiliados.

Essa missão pode ser facilmente solucionada pelos móveis planejados. Eles atendem à demanda de quem quer mobiliar, reformar ou otimizar o espaço para torna-lo mais funcional. Optando pelo planejamento de cada cômodo é possível dar uma nova cara aos ambientes, além de atender exatamente às necessidades dos moradores e inserindo a personalidade e estilo dos proprietários no projeto.

Para auxiliar quem busca funcionalidade e otimização aos apartamentos menores, a Simonetto, empresa especializada em móveis planejados, indica vantagens das peças sob medida e quais as melhores opções para cada ambiente. Confira abaixo.

Benefícios:

• Maior controle: Mandar fazer móveis planejados permite que seja possível escolher quem irá projetar as peças e, também, como ele deverá produzi-las, atendendo às demandas de cada lar. Sendo assim, pode-se controlar mais de perto a escolha do material e da qualidade da produção e do acabamento.

• Adequação aos espaços: Ter um espaço para guardar todos os sapatos ou roupas pode ser um dilema em apartamentos pequenos. Sendo assim, investir em um mobiliário planejado permite a criação de uma peça voltada para usos específicos que caiba no espaço desejado, mas também, apresente multifuncionalidades. Um exemplo é a cômoda, que serve para roupas e, ao mesmo tempo, pode ser utilizada como suporte para a televisão.

• Mobiliário padronizados: Eles também possibilitam a padronização dos móveis que estarão em cada ambiente.

• Custo-benefício: móveis sob medida também dão a oportunidade de gerenciar melhor os gastos com as peças. Por exemplo, pode se optar por materiais mais econômicos, que se adeque ao orçamento.

Dicas para cada ambiente:

• Quarto: Nos dormitórios, o planejamento ocorre principalmente em armários e closets. Uma dica é optar por materiais mais resistentes, já que costumam estar em contato constante com sapatos e são higienizadas com maior frequência. Outra sugestão, é a escolha por portas tradicionais ao invés das de correr.

• Cozinha: Nesses espaços é muito usual armários, bancadas, gavetas e ilhas planejadas. É importante atenta-se à funcionalidade; as bancadas não devem ser altas ou baixas demais, e armários, gavetas e ilhas devem comportar todos os objetos do cômodo.

Além disso, essas peças também devem ser projetadas de acordo com o tamanho e usabilidade dos objetos de cozinha. Uma boa opção é acoplar os eletrodomésticos como geladeira, fogão e micro-ondas no projeto dos móveis.

• Salas: Em apartamentos esses espaços geralmente são integrados, separados por uma bancada. Alguns não apresentam espaço para a sala de jantar, a utilizando para fazer as refeições. A sala de estar poderá ganhar um painel para o televisor, sendo uma solução muito prática e funcional.

• Banheiros: As peças sob medida mais comuns são os gabinetes e nichos. Como é uma área com umidade, certifique-se de que o móvel seja composto por um material que possua maior resistência a ela.

Cresce uso de mensagens no processo de compra e venda de imóvel

Um estudo feito pela XAZA, plataforma de intermediação de processos de compra e venda de imóveis, em parceria com a Toluna, empresa de pesquisas e insights para diversos negócios, revela como a pandemia afetou as relações entre comprador, vendedor e corretores. Embora o contato via celular seja a forma preferida de ligação entre as partes, cresceu a comunicação por meio de mensagens e e-mail durante a jornada de compra ou venda e a grande maioria dos interessados pede para fazer um tour virtual no imóvel. Os resultados, porém, também apontam que a maior parte pretende fazer a negociação por intermédio de corretores.

A pesquisa teve a participação de 500 pessoas das classes A e B moradoras de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, com renda mensal acima de R$ 3.231 e que pretendem comprar um imóvel nos próximos três a seis meses. Os dados mostram que, antes da covid-19, a comunicação com corretor ou vendedor por meio de mensagens via aplicativos era utilizada por 56% dos compradores, agora o porcentual subiu para 71%. Além disso, 67% também utilizam e-mail para iniciar o contato com vendedor ou corretor. Antes eram 56%.

Os dados mostram que a pandemia impactou principalmente o contato direto entre os dois lados da negociação. Entre compradores, 80% disseram querer evitar esse tipo de aproximação, contra 29% registrados anteriormente. Pelo lado dos vendedores, o porcentual subiu de 28% para 84%. Ao mesmo tempo, 74% pedem para fazer um tour virtual pelo imóvel. Ainda assim, 64% dos compradores disseram que não fechariam um negócio sem antes visitar o imóvel desejado.

Oportunidade para o corretor

“Percebe-se uma grande oportunidade para corretores que dispõem de ferramentas que facilitem o tour virtual, uma vez que os interessados solicitam a modalidade nesse período de distanciamento e querem evitar o contato com o vendedor”, comenta Fernando Nekrycz, CEO da XAZA e especialista em segurança jurídica.

Negociar com a intermediação de corretores é a intenção de 60%, enquanto 47% procuram negociar por meio de sites de imobiliárias e 41% admitem fazer a transação por meio de plataformas ou aplicativos voltados ao mercado imobiliário. “Sites e plataformas imobiliárias são citados por quase metade, especialmente por homens”, ressalta Nekrycz.

A pesquisa também apurou qual deve ser o papel dos corretores na venda de um imóvel. Por exemplo, 74% dos proprietários querem acompanhar todas ou quase todas as ocorrências envolvendo o seu imóvel. As informações mais desejadas são propostas recebidas, consultas feitas e número de visualizações do imóvel.

Valores e características dos imóveis são os dados mais compartilhados e solicitados: metragem do imóvel, valor do IPTU, disposição dos cômodos, acesso e áreas comuns, o andar e o bloco do apartamento, acabamento, facilidades e serviços oferecidos no condomínio e dados sobre a vizinhança. O estudo também apurou a importância de informações jurídicas e fiscais sobre o imóvel e seu proprietário: 70% dizem que devem ser fornecidas no início do processo, até antes do envio da proposta.

Os respondentes demandam que corretores e imobiliárias tenham mais transparência (10%), clareza nas informações (7%) e explicações (6%). Segundo o estudo, 36% dos compradores e 33% dos vendedores acham mais justo pagar a comissão do corretor proporcionalmente junto com as parcelas do imóvel. Outros consideram que ela deve ser paga no final da venda. Neste caso, estão 27% dos compradores e 32% dos vendedores.

Problemas com o imóvel (documentação, dívidas, fotos falsas) e falta de transparência do corretor são as situações que mais frustram os compradores. Entre os que pretendem vender, insegurança jurídica e física e falta de transparência no relacionamento com o corretor são os pontos que geram mais desencanto nos vendedores.

No grupo dos compradores, 60% consideraram a experiência com imobiliárias ou corretores parcialmente boa e ótima, enquanto, entre os vendedores, o porcentual foi de 54%.

Tags, , ,